Trabalho

1.357 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.357
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
34
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho

  1. 1. Projeto: O que é ? Como se faz? <ul><li>A Cultura do Projeto </li></ul><ul><li>A atividade de fazer projetos é simbólica, intencional e natural do ser humano, através dela o homem busca a solução de problemas e desenvolve o processo de construção do conhecimento. </li></ul><ul><li>A elaboração do projeto constitui uma etapa fundamental da pesquisa pois, é conduzida por uma série de interrogações associada a diferentes fases: intenção,esquema,metodologia. </li></ul>
  2. 2. Ensino por Projeto <ul><li>Quando se fala em &quot;ensino por projetos&quot;, pode-se estar falando do plano da escola, do projeto da escola, de projetos dos professores. </li></ul><ul><li>Na verdade, no ensino, tudo parte das decisões do professor. Não se dá oportunidade ao aluno para qualquer escolha. Não lhe cabe tomar decisões. </li></ul><ul><li>É uma mera transmissão de conhecimentos. </li></ul><ul><li>O professor é um agente e não um estimulador; </li></ul><ul><li>O aluno é um mero receptor; </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  3. 3. Aprendizagem por Projetos <ul><li>A psicologia genética, entende que o desenvolvimento da inteligência e o processo de aprendizagem, resulta da atividade operatória do sujeito, que constrói conhecimento na interação com o meio, com os outros sujeitos e com os objetos de conhecimento. </li></ul><ul><li>Quando falamos em “aprendizagem por projetos” estamos nos referindo à formulação de questões pelo autor do projeto, pelo sujeito que vai construir conhecimento, interagindo e apropriando-se do mesmo. </li></ul><ul><li>Um projeto vai ser gerado pelos conflitos, no sistema de significações. A escolha das variáveis que vão ser testadas , precisa ser sustentada por um levantamento de questões feitas pelo próprio estudante. </li></ul><ul><li>Dúvida e respostas – devem ser do próprio estudante,estimulados por desafios. </li></ul><ul><li>É fundamental que a questão a ser pesquisada parta da curiosidade, das dúvidas, das indagações do aluno (s), porque a motivação própria do indivíduo. </li></ul><ul><li>Quando o aprendiz é desafiado a questionar, se perturba e necessita pensar para expressar suas dúvidas, quando lhe é permitido formular questões que tenham significação para ele, passa então a desenvolver a competência para formular e equacionar problemas. Quem consegue formular com clareza um problema, a ser resolvido, começa a aprender a definir as direções de sua atividade. </li></ul>
  4. 4. Como se inicia um projeto para aprender ? <ul><li>Professor e aluno: </li></ul><ul><li>Decidir critérios de julgamento sobre um determinado contexto; </li></ul><ul><li>Buscar ,localizar,selecionar e recolher informações; </li></ul><ul><li>Definir, escolher,inventar procedimentos relevantes; </li></ul><ul><li>Organizar e comunicar o conhecimento construído. </li></ul>
  5. 5. O professor :respeita e orienta <ul><li>Decide critérios de julgamento </li></ul><ul><li>Busca , localiza, seleciona e recolhe informações </li></ul><ul><li>Define, escolhe, inventa informações em relações aos problemas. </li></ul><ul><li>Organiza e comunica o conhecimento construído. </li></ul>
  6. 6. Com que idade o aluno pode começar? <ul><li>Desde a Educação Infantil e séries iniciais. </li></ul><ul><li>Nesta fase o aluno :aprende,organiza e produz </li></ul><ul><li>Seus desenhos,jogos,brincadeiras e inventam histórias </li></ul>
  7. 7. E os currículos como ficam? <ul><li>A tecnologia proporciona ao aluno novos espaços dentro da escola. </li></ul><ul><li>Com acesso a espaços virtuais o aluno tem acesso ao mundo. </li></ul>
  8. 8. Como fica, então, o papel do professor? <ul><li>Cada vez mais os alunos trazem informações novas e diferentes para a Escola, por isso o professor precisa exercer novas funções para atender a tudo isso. </li></ul>
  9. 9. A FUNÇÃO DE ATIVAÇÃO DA APRENDIZAGEM <ul><li>A função de ativação da aprendizagem implica que se trabalhe com o intelecto, o cognitivo, o universo físico e social e com a consciência espiritual para aprender mais sobre o mundo interior e subjetivo, para  que cada um perceba seu valor e o das pessoas com que convive . </li></ul>
  10. 10. FUNÇÃO DE ARTICULAÇÃO DA PRÁTICA <ul><li>Na função de articulação da prática , o professor deverá ser capaz de fazer com que haja um bom relacionamento entre alunos, professores, funcionários e pais e, também grande flexibilidade na tomada de decisões, através de diferentes formas de trabalho que atinjam os interesses e/ou necessidades dos alunos e que os faça refletir sobre suas ações. . </li></ul>
  11. 11. FUNÇÃO DE ORIENTAÇÃO DOS PROJETOS <ul><li>Através da função de orientação dos projetos é que o professor orientará e estimulará os alunos na busca e organização de informações que são indagadas pelo grupo que o escolheu e que ele também escolheu de forma recíproca. </li></ul>
  12. 12. FUNÇÃO DE ESPECIALISTA <ul><li>Por função de especialista , entende-se a função de coordenar os conhecimentos específicos de sua área de formação com as necessidades dos alunos de construir conhecimentos específicos. Nas séries iniciais o professor pode ser especialista pedagogo e também solicitar colaboração de outros especialistas, pois a visão de cada especialista pode enriquecer o ambiente de aprendizagem </li></ul>
  13. 13. E O ALUNO? COMO APRENDE? <ul><li>Como o aluno aprende? Como se pode garantir a aprendizagem? </li></ul><ul><li>O processo de construção é contínuo. Uma certeza permanece até que um elemento novo surja para ser assimilado; </li></ul><ul><li>Para o aluno, o importante não é reter informações somente, mas sim saber o fazer com estas informações; </li></ul><ul><li>Para construir o conhecimento é preciso reestruturar as significações anteriores, produzindo novas significações; </li></ul><ul><li>O interessante é a troca de conhecimento para agregar e enriquecer um projeto de aprendizagem; </li></ul><ul><li>Na avaliação o importante é observar não o resultado, um desempenho isolado, mas como o aluno está pensando, os recursos que usou, que relações estabeleceu, operações que realizou; </li></ul><ul><li>No desenvolvimento de um projeto, trocas ficam registradas por meio de mensagens, textos, imagens, por isso é importante acompanhar cada etapa do processo de construção. </li></ul>
  14. 14. O que é um Portfólio? <ul><li>É uma forma de organizar o material, registrar todos trabalhos, contribuições, descobertas realizadas pelo aluno e pelo grupo; </li></ul><ul><li>É um auxílio para a própria auto-avaliação com a vantagem de ajudar o aluno a desenvolver sua autocrítica. </li></ul>
  15. 15. Como administrar a mudança na escola? <ul><li>A ação de um interfere nas ações dos outros; </li></ul><ul><li>Se a direção acredita na mudança para a nova metodologia irá apoiar os professores interessados , pois isto é um ciclo; </li></ul><ul><li>A gestão escolar pode ser apoiada por essa tecnologia onde existe softwares, correios eletrônicos, fóruns de debate para apoio a supervisão pedagógica e orientação escolar facilitando assim o trabalho da escola; </li></ul><ul><li>Alguns docentes ainda resistem em trabalhar com projetos, mas aos poucos podem se sensibilizar e participar dessa parceria; </li></ul><ul><li>O processo é lento; </li></ul><ul><li>A mudança é irreversível e implica em assumir responsabilidades; </li></ul><ul><li>A equipe gestora deve ser parceira. </li></ul>
  16. 16. Educação à distância <ul><li>A educação à distância precisa ser implementada com novos currículos baseados em projetos de aprendizagem que propõem a auto-estima e o auto-respeito. </li></ul>

×