Turbina informativa:motor da convergênciano jornalismo digital                   Thaïs de Mendonça Jorge           Program...
Conceito de turbinaÉ a ideia de que a redação jornalística deve funcionarcomo uma indústria de produção de informação on-l...
Origens•Universidade de Navarra, 1986: consultoria deprofessores para assessorar empresasjornalísticas•O Estado de S. Paul...
Conceito de turbina•“Atualmente não é possível falar de um sóproduto: há uma multiplicidade de produtossob uma marca... nu...
Usina de informação“Central informativa capaz de gerar umsuperávit de informações que podemser arquivadas, recicladas em f...
Convergência• 1980: Diretor da CBS, William Paley, faz discurso e  fala que “a convergência na distribuição de  notícias e...
“Processo multidimensional que,facilitado pela implantaçãogeneralizada das tecnologias digitaisde telecomunicação, afeta o...
Turbina informativaRedações não podem continuar com fluxos de trabalho quesó produzem texto e fotos. Devem abraçar a exper...
Turbina informativa   Entrada                          Saída• Organiza informações dos  repórteres, correspondentes,      ...
“As novas narrativas do século XXIrequerem uma completa reinvenção dosespaços de trabalho para abrigar umaequipe editorial...
Máximas de Carlos Soria• “A pior coisa que se pode querer é tentar a integração  ressaltando o poder de um meio sobre os d...
Innovations in      Newspapershttp://www.innovationsinnewspapers.com•Estuda, mapeia e analisa o ciclo de consumo das audiê...
Bibliografia•   AVILÉS et alii. Integración de redacciones en Austria, España y Alemania: modelos de convergencia de    me...
Turbina informativa de navarra
Turbina informativa de navarra
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Turbina informativa de navarra

804 visualizações

Publicada em

This is a presentation about the "information engine" of

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
804
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Turbina informativa de navarra

  1. 1. Turbina informativa:motor da convergênciano jornalismo digital Thaïs de Mendonça Jorge Programa de Pós-Graduação em Comunicação Universidade de Brasília, abril 2011
  2. 2. Conceito de turbinaÉ a ideia de que a redação jornalística deve funcionarcomo uma indústria de produção de informação on-line: multimídia, multiplataforma e multicanal.
  3. 3. Origens•Universidade de Navarra, 1986: consultoria deprofessores para assessorar empresasjornalísticas•O Estado de S. Paulo consulta especialistas paragerenciar o sistema Broadcast, da AgênciaEstado, de fornecimento de dados financeiros•Ideia da turbina, do infoduto e do jornalistacomo produtor de conteúdos chega ao Brasil
  4. 4. Conceito de turbina•“Atualmente não é possível falar de um sóproduto: há uma multiplicidade de produtossob uma marca... num mundo de marcas”(Senor)•“O relógio , hoje, marca o tempo de utilizaçãoda informação” (Soria)•“O jornal tem que se planejar comomultiplataforma, se todo o mundo émultimídia e multiplataforma”(Soria)
  5. 5. Usina de informação“Central informativa capaz de gerar umsuperávit de informações que podemser arquivadas, recicladas em forma deanuários/ livros ou colocadas àdisposição do público na frequência epelo meio mais desejado por ele” (BethSaad)asssddddf
  6. 6. Convergência• 1980: Diretor da CBS, William Paley, faz discurso e fala que “a convergência na distribuição de notícias e informação levanta questões críticas para a Primeira Emenda”• 1983: Sola Pool diz que “a tecnologia eletrônica está trazendo todos os modos de comunicação para um grande sistema”, num fenômeno de convergência de modos historicamente separados• 1985: Negroponte e o MIT• 1994: San Jose Mercury News –”convergência de mídias”
  7. 7. “Processo multidimensional que,facilitado pela implantaçãogeneralizada das tecnologias digitaisde telecomunicação, afeta o âmbitotecnológico, empresarial, profissionale editorial dos meios de comunicação,propiciando uma integração deferramentas, espaços, métodos detrabalho e linguagens anteriormentesegregados, de forma que osjornalistas elaboram conteúdos quese distribuem através de múltiplasplataformas, mediante as linguagenspróprias de cada uma (Avilés)
  8. 8. Turbina informativaRedações não podem continuar com fluxos de trabalho quesó produzem texto e fotos. Devem abraçar a experiência dasnarrativas interativas digitais combinando texto, fotos,infográficos, audio, vídeo.
  9. 9. Turbina informativa Entrada Saída• Organiza informações dos repórteres, correspondentes, • Coordena a produção para frilas, mídias sociais e outras plataformas específicas fontes • Distribui os produtos finalizados• Cria conteúdo para todas as plataformas Macroeditores de área Criadores de conteúdo organizados por assunto Pessoal organizado em ou pela audiência ilhas
  10. 10. “As novas narrativas do século XXIrequerem uma completa reinvenção dosespaços de trabalho para abrigar umaequipe editorial única e integrada, capazde conectar-se com sua audiênciapotencial através de todas asplataformas, todo o tempo.” (Senor) http://derepente.com.br/2010/03/09/a-abc-pensa-na- integracao-de-redacoes/
  11. 11. Máximas de Carlos Soria• “A pior coisa que se pode querer é tentar a integração ressaltando o poder de um meio sobre os demais. A empresa, sim, tem que ter o mando.”• “Se o jornal quer prevalecer, a integração não vai se realizar. O veículo tem quer se planejar como multiplataforma, se todo o mundo hoje é multimídia e multiplataforma.”• “É equivocada a ideia de economizar recursos com a integração. A verdadeira integração precisa de gente que pense a notícia como uma turbina. Fazer a integração para economizar não é fazer jornalismo de qualidade.”• “Na sociedade antiga, o mais importante eram as redes de água; no mundo moderno, passaram a ser os petrodutos; hoje, os infodutos.”
  12. 12. Innovations in Newspapershttp://www.innovationsinnewspapers.com•Estuda, mapeia e analisa o ciclo de consumo das audiênciasde um jornal e constroi estruturas para produzir conteúdoem qualquer plataforma.•A rotina diária deve refletir as atividades de consumo daplateia, em qualquer plataforma.•Redes mais eficientes permanecem num estado de fluxocontínuo, sempre mudando, adaptando e assumindo asúltimas inovações que os consumidores já adotaram.
  13. 13. Bibliografia• AVILÉS et alii. Integración de redacciones en Austria, España y Alemania: modelos de convergencia de medios. Anàlisi n. 38, 2009, p. 173-198.• ERBSEN, C.E.et alii. World Association of Newspapers and News Publishers. Innovations in Newspapers 2010 Annual Report.• KAWAMOTO, K. Digital Journalism. Emerging Media and the Changing Horizons of Journalism. NY: Rowman & Littlefield, 2003.• SAAD, B. Estratégias para a mídia digital. São Paulo: Senac São Paulo, 2003.• SALAVERRÍA, R. NEGREDO, S. Periodismo integrado. Convergencia de medios y reorganization de redacciones. Barcelona: Sol90, 2008.• SORIA, C. Entrevista, Salvador, 20 jan. 2011.• SOUZA, M.F.P. Narrativa hipertextual multimídia: um modelo de análise. In: http://narrativahipertextualmultimídia.files.wordpress.com/2011/03Muito obrigada!

×