Pior que
a Crise é o
Medo Dela
Recife, abril de 2015
Análise da Conjuntura
1º Trimestre/2015
A Economia Hoje:
Desarrumada
“Nova
Matriz
Econômica”
Causa Econômica Principal
Desmonte do Tripé Macroeconômico
Tripé Macroeconômico
PiordoQueaCriseéoMedoDela 6
Pecados Capitais da Nova Matriz Econômica
1. Desvalorização excessiva do câmbio.
2. Incentivo ...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 7
Efeitos Macroeconômicos Perversos
1. Alto Deficit em Conta Corrente
2. Superávit Primário Baix...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 8
Alto Déficit em Conta Corrente
Fonte: Blog Ricardo Gallo | Dados: Banco Central do Brasil
PiordoQueaCriseéoMedoDela 9
Alto Déficit em Conta Corrente
PiordoQueaCriseéoMedoDela 10
Alto Déficit em Conta Corrente
FHC 1 FHC 2 Lula 1 Lula 2 Dilma 190.000,00
Fonte: Blog Ricardo...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 11
Alto Déficit em Conta Corrente
PiordoQueaCriseéoMedoDela 13
Superávit Primário Sem “Truques”
Fonte: Blog Ricardo Gallo | Dados: Banco Central do Brasil
PiordoQueaCriseéoMedoDela 14
Dívida Bruta em Alta
PiordoQueaCriseéoMedoDela 15
Baixo Crescimento do PIB
Fonte: MB Associados
Baixo Crescimento do PIB
PiordoQueaCriseéoMedoDela 17
Inflação Alta x Crescimento Baixo
Fonte: ND Online Dados: Banco Central do Brasil
Inflação Alta
Fonte: ND Online
PiordoQueaCriseéoMedoDela 19
Expectativa
PiordoQueaCriseéoMedoDela 21
Crescimento Inflação
Expectativas Deterioradas
PiordoQueaCriseéoMedoDela 22
2012 2013 2014
Juros Altos
Fonte: Banco Central do Brasil
Juros Altos
PiordoQueaCriseéoMedoDela 24
Juros Altos
Fonte: Blog Economia e Finanças Fáceis | Dados: Banco Central do Brasil
Todavia, é bom
não esquecer, já
esteve bem pior!
PiordoQueaCriseéoMedoDela 26
Moratória, 1982
Fonte: Prof. Cristiano Pissolato
PiordoQueaCriseéoMedoDela 29
Desabastecimento
PiordoQueaCriseéoMedoDela 30
Planos Econômicos
1. Plano Cruzado, fevereiro/86.
2. Plano Cruzado II, novembro/86.
3. Plano ...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 31
Hiperinflação de 82,39%/Mês
7 moedas
em
7 anos
PiordoQueaCriseéoMedoDela 34
Confisco Monetário
PiordoQueaCriseéoMedoDela 35
Choques Externos
1. México, 1994.
2. Tigres Asiáticos, 1997.
3. Rússia, 1997.
4. Argentina, 1...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 36
Dólar a R$ 4,00
Crise do
Presidencialismo
de Coalizão
Brasileiro
PiordoQueaCriseéoMedoDela 38
Eventos Históricos Traumáticos
1. Suicídio de Vargas
2. Renúncia de Jânio
3. Parlamentarismo ...
Suicídio de Getúlio, 1954
PiordoQueaCriseéoMedoDela 40
Renúncia de Jânio, 1961
Parlamentarismo, 1961/63
Golpe Militar, 1964
Impeachment de Collor, 1992
A Crise Atual é Tão Séria Quanto as Outras
Foi Prometido o que não Pode ser Cumprido
Situação Atual
“Terceirização” da condução da economia
“Terceirização” da
articulação política
PiordoQueaCriseéoMedoDela 47
Crise
Econômica
Severa
Crise
Política
Séria
Retroalimentação
Crise
Social
Risco
O Que Fazer?
PiordoQueaCriseéoMedoDela 51
Encarar a Crise de Frente
1. Cuidando do Caixa.
2. Cuidando das Pessoas.
3. Comunicando com T...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 52
Este é o momento de retardar alguns investimentos.
Alguns, não todos, com foco principalmente...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 53
Os empregados são o maior valor de uma empresa e
seu diferencial crítico para a capacidade de...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 54
Em tempos de crise, alguns gestores
não conversam com a equipe e
muitas vezes até se escondem...
PiordoQueaCriseéoMedoDela 55
Períodos de crise são
também propícios para
buscar alternativas novas
de abordagem dos client...
“Em momentos
de crise, só a
imaginação é mais
importante que
o conhecimento.”
Albert Einstein
PiordoQueaCriseéoMedoDela 57
Surfar a crise e sair dela preservado não requer
nenhum passe de mágica, mas não suporta o
de...
“As grandes invenções foram
criadas em momentos de
guerra. Foi o frio que inventou
o fogo, a distância que
inventou a roda...
“Ao contrário do que temem os pessimistas, esta
situação política e econômica não apenas tem solução.
Ela é a solução para...
Crise em Chinês
“O líder é aquele que serve. E neste
momento ele tem que servir de exemplo
para seus colaboradores, de inspiração
para seu...
“Dificuldades são
como montanhas.
Só se aplainam
quando
avançamos sobre
elas.”
Emile Zola
AS CRISES TAMBÉM!
“O correr da vida
embrulha tudo.
A vida é assim:
esquenta e esfria,
aperta e daí
afrouxa, sossega e
depois desinquieta.
O ...
“Coragem é a
resistência ao
medo, domínio
do medo, e
não a ausência
do medo.”
Mark Twain
Por fim, não esquecer…
“A crise de
hoje é a piada
de amanhã.”
H.G Wells
Vamos trabalhar
muito para superar
a crise e poder rir
dela amanhã!
Única Alternativa
Desde 1990, ajudando a superar crises.
TGI - Pior que a crise é o medo dela (Análise do 1º trimestre de 2015)
TGI - Pior que a crise é o medo dela (Análise do 1º trimestre de 2015)
TGI - Pior que a crise é o medo dela (Análise do 1º trimestre de 2015)
TGI - Pior que a crise é o medo dela (Análise do 1º trimestre de 2015)
TGI - Pior que a crise é o medo dela (Análise do 1º trimestre de 2015)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

TGI - Pior que a crise é o medo dela (Análise do 1º trimestre de 2015)

2.649 visualizações

Publicada em

TGI Consultoria; Crise; Análise.

Publicada em: Negócios
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Excelente apresentação feita por Francisco Cunha.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.649
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
180
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TGI - Pior que a crise é o medo dela (Análise do 1º trimestre de 2015)

  1. 1. Pior que a Crise é o Medo Dela Recife, abril de 2015 Análise da Conjuntura 1º Trimestre/2015
  2. 2. A Economia Hoje: Desarrumada
  3. 3. “Nova Matriz Econômica” Causa Econômica Principal
  4. 4. Desmonte do Tripé Macroeconômico
  5. 5. Tripé Macroeconômico
  6. 6. PiordoQueaCriseéoMedoDela 6 Pecados Capitais da Nova Matriz Econômica 1. Desvalorização excessiva do câmbio. 2. Incentivo exagerado ao consumo. 3. Estatização do crédito (inclusive o de má qualidade). 4. Abuso da contabilidade criativa. 5. Controle suicida dos preços/tarifas públicos. 6. Influência forte do governo no Banco Central. 7. Deterioração continuada do saldo comercial. Baseando em Natan Blanche Tendências Consultoria
  7. 7. PiordoQueaCriseéoMedoDela 7 Efeitos Macroeconômicos Perversos 1. Alto Deficit em Conta Corrente 2. Superávit Primário Baixo 3. Dívida Bruta em Alta 4. Baixo Crescimento do PIB 5. Inflação Alta 6. Juros Altos
  8. 8. PiordoQueaCriseéoMedoDela 8 Alto Déficit em Conta Corrente Fonte: Blog Ricardo Gallo | Dados: Banco Central do Brasil
  9. 9. PiordoQueaCriseéoMedoDela 9 Alto Déficit em Conta Corrente
  10. 10. PiordoQueaCriseéoMedoDela 10 Alto Déficit em Conta Corrente FHC 1 FHC 2 Lula 1 Lula 2 Dilma 190.000,00 Fonte: Blog Ricardo Gallo Dados: Banco Central do Brasil
  11. 11. PiordoQueaCriseéoMedoDela 11 Alto Déficit em Conta Corrente
  12. 12. PiordoQueaCriseéoMedoDela 13 Superávit Primário Sem “Truques” Fonte: Blog Ricardo Gallo | Dados: Banco Central do Brasil
  13. 13. PiordoQueaCriseéoMedoDela 14 Dívida Bruta em Alta
  14. 14. PiordoQueaCriseéoMedoDela 15 Baixo Crescimento do PIB Fonte: MB Associados
  15. 15. Baixo Crescimento do PIB
  16. 16. PiordoQueaCriseéoMedoDela 17 Inflação Alta x Crescimento Baixo Fonte: ND Online Dados: Banco Central do Brasil
  17. 17. Inflação Alta Fonte: ND Online
  18. 18. PiordoQueaCriseéoMedoDela 19 Expectativa
  19. 19. PiordoQueaCriseéoMedoDela 21 Crescimento Inflação Expectativas Deterioradas
  20. 20. PiordoQueaCriseéoMedoDela 22 2012 2013 2014 Juros Altos Fonte: Banco Central do Brasil
  21. 21. Juros Altos
  22. 22. PiordoQueaCriseéoMedoDela 24 Juros Altos Fonte: Blog Economia e Finanças Fáceis | Dados: Banco Central do Brasil
  23. 23. Todavia, é bom não esquecer, já esteve bem pior!
  24. 24. PiordoQueaCriseéoMedoDela 26 Moratória, 1982
  25. 25. Fonte: Prof. Cristiano Pissolato
  26. 26. PiordoQueaCriseéoMedoDela 29 Desabastecimento
  27. 27. PiordoQueaCriseéoMedoDela 30 Planos Econômicos 1. Plano Cruzado, fevereiro/86. 2. Plano Cruzado II, novembro/86. 3. Plano Bresser, julho/87. 4. Plano Verão, janeiro/89. 5. Plano Collor, março/90. 6. Plano Collor II, janeiro/91. 7. Plano Real, junho/93.
  28. 28. PiordoQueaCriseéoMedoDela 31 Hiperinflação de 82,39%/Mês
  29. 29. 7 moedas em 7 anos
  30. 30. PiordoQueaCriseéoMedoDela 34 Confisco Monetário
  31. 31. PiordoQueaCriseéoMedoDela 35 Choques Externos 1. México, 1994. 2. Tigres Asiáticos, 1997. 3. Rússia, 1997. 4. Argentina, 1999. 5. Subprime, 2008.
  32. 32. PiordoQueaCriseéoMedoDela 36 Dólar a R$ 4,00
  33. 33. Crise do Presidencialismo de Coalizão Brasileiro
  34. 34. PiordoQueaCriseéoMedoDela 38 Eventos Históricos Traumáticos 1. Suicídio de Vargas 2. Renúncia de Jânio 3. Parlamentarismo de Jango 4. Golpe Militar de 1964 5. Impeachment de Collor 6. Não se Sabe o Quê de Dilma
  35. 35. Suicídio de Getúlio, 1954
  36. 36. PiordoQueaCriseéoMedoDela 40 Renúncia de Jânio, 1961
  37. 37. Parlamentarismo, 1961/63
  38. 38. Golpe Militar, 1964
  39. 39. Impeachment de Collor, 1992
  40. 40. A Crise Atual é Tão Séria Quanto as Outras
  41. 41. Foi Prometido o que não Pode ser Cumprido
  42. 42. Situação Atual “Terceirização” da condução da economia “Terceirização” da articulação política
  43. 43. PiordoQueaCriseéoMedoDela 47 Crise Econômica Severa Crise Política Séria Retroalimentação
  44. 44. Crise Social Risco
  45. 45. O Que Fazer?
  46. 46. PiordoQueaCriseéoMedoDela 51 Encarar a Crise de Frente 1. Cuidando do Caixa. 2. Cuidando das Pessoas. 3. Comunicando com Transparência. 4. Usando Criatividade e Inovando.
  47. 47. PiordoQueaCriseéoMedoDela 52 Este é o momento de retardar alguns investimentos. Alguns, não todos, com foco principalmente nos de maior peso, segurando decisões estratégicas mais onerosas, até que se tenha uma visão melhor do futuro. Reduzir despesas, sem perder qualidade ou capacidade competitiva e perseguir, sempre que possível, o aumento da receita. Nº 1 CUIDANDO DO CAIXA
  48. 48. PiordoQueaCriseéoMedoDela 53 Os empregados são o maior valor de uma empresa e seu diferencial crítico para a capacidade de competir, especialmente na adversidade. Se for inevitável cortar pessoas, que seja feito cuidando-se de tratar com respeito os que saem e preservar o clima dos que ficam. E sustentar, mesmo com a parcimônia que se fizer necessária, os investimentos em capacitação, que demonstram aposta no futuro. Nº 2 CUIDANDO DAS PESSOAS
  49. 49. PiordoQueaCriseéoMedoDela 54 Em tempos de crise, alguns gestores não conversam com a equipe e muitas vezes até se escondem para evitar constrangimentos. Não é a melhor opção! Se não conversam com o líder, as pessoas falam entre si, em geral imaginando o pior. Além disso, só compreendendo a dimensão da crise é possível pactuar cooperação e solidariedade. Nº 3 COMUNICANDO COM TRANSPARÊNCIA
  50. 50. PiordoQueaCriseéoMedoDela 55 Períodos de crise são também propícios para buscar alternativas novas de abordagem dos clientes ou para criar novos produtos. Observação atenta às necessidades dos clientes é uma boa fonte para descobertas criativas. Nº 4 USANDO CRIATIVIDADE E INOVANDO
  51. 51. “Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento.” Albert Einstein
  52. 52. PiordoQueaCriseéoMedoDela 57 Surfar a crise e sair dela preservado não requer nenhum passe de mágica, mas não suporta o desânimo, muito menos o pânico. Exige, sim, determinação e senso estratégico, mantendo os parâmetros da boa gestão. Com crise ou sem crise só sobrevivem as empresas com gestão competente. Desesperar Jamais
  53. 53. “As grandes invenções foram criadas em momentos de guerra. Foi o frio que inventou o fogo, a distância que inventou a roda. É o problema que cria a grande solução. A crise econômica no Brasil é um fato. Mas não adianta ficar só chorando com o ambiente externo à empresa, que ela não consegue mudar. Então temos que mudar o ambiente da empresa: inovar as formas de fazer, investir na produtividade e olhar para o médio e longo prazo.” Nizan Guanaes
  54. 54. “Ao contrário do que temem os pessimistas, esta situação política e econômica não apenas tem solução. Ela é a solução para a crise moral que vivemos. Sem uma crise de tamanhas proporções, dificilmente a sociedade brasileira se mobilizaria para mudar o País. O Brasil tem jeito, sim. A crise é o jeito. Não é a toa que o ideograma chinês para a crise e oportunidade é o mesmo. Sabedoria milenar… ” Ricardo Amorim
  55. 55. Crise em Chinês
  56. 56. “O líder é aquele que serve. E neste momento ele tem que servir de exemplo para seus colaboradores, de inspiração para seus clientes e de voz da razão e bom senso para a nação.” Nizan Guanaes
  57. 57. “Dificuldades são como montanhas. Só se aplainam quando avançamos sobre elas.” Emile Zola AS CRISES TAMBÉM!
  58. 58. “O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.” Guimarães Rosa
  59. 59. “Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo.” Mark Twain
  60. 60. Por fim, não esquecer… “A crise de hoje é a piada de amanhã.” H.G Wells
  61. 61. Vamos trabalhar muito para superar a crise e poder rir dela amanhã! Única Alternativa
  62. 62. Desde 1990, ajudando a superar crises.

×