PLANO DE
GESTÃO
IFMT - CAMPUS CONFRESA
2015/2-2016
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA
INSTITUTO FEDERAL DE MATO GROSSO
CAMPUS CONFRESA
...
APRESENTAÇÃO
As atividades de planejamento para Campus Confresa almejadas para o ano de
2015 e 2016 iniciaram-se oficialme...
RELACIONADAS AO ENSINO, POLÍTICAS E METAS DE PESQUISA E PÓS-
GRADUAÇÃO, POLÍTICAS E METAS DE EXTENSÃO, POLÍTICAS E METAS D...
PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS
A Instituição pública deve constituir foro legítimo para o debate democrático
acerca dos temas ...
Transparência:
(Um direito constitucional)
Profissionalidade:
(Na busca contínua pela qualidade)
Inovação:
(Utilizando das...
de formação que foi colocado à prova no dia a dia do processo educacional no Campus
Confresa ao longo de cinco anos de atu...
⇒ Implantar rotina de revisão de abordagens didático-pedagógicas: Com objetivo
de reavaliar periodicamente as práticas did...
biblioteca, registro acadêmico, educação inclusiva, educação de jovens e
adultos, dentre outros.
⇒ Adequar a estruturação ...
Metas Gerais Para a Assistência Estudantil
Metas de Curto Prazo Para a Assistência Estudantil
⇒ Reavaliar juntos com a com...
A pós-graduação no Campus Confresa tem por princípio a verticalização do
ensino e a vinculação com a educação, ciência e t...
⇒ Consolidar os cursos de Pós-Graduação Lato sensu do Campus Confresa:
“Especialização em Educação do Campo” e “Educação n...
mútuo aprimoramento por meio do cumprimento de sua missão educacional, científica,
técnica, social, cultural, artística e ...
⇒ Estimular e promover a elaboração/execução de projetos de extensão de cunho
sócio-educativo-cultural, direcionados para ...
A fim de cumprir a proposição de orçamento participativo e de resguardar as
bases legais orçamentárias, serão estabelecida...
políticas da organização, e no caso do Campus Confresa, alinhamento do
desenvolvimento dos servidores ao desenvolvimento d...
COMUNICAÇÃO
O IFMT Campus Confresa deve operar com transparência e pró-atividade na
divulgação de suas atividades, informa...
Araguaia-Xingu proposta submetida em resposta ao EDITAL CNPq/MDA/SPM-PR Nº
11/2014 que trouxe para o campus Confresa a res...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Plano rafael

409 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
409
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano rafael

  1. 1. PLANO DE GESTÃO IFMT - CAMPUS CONFRESA 2015/2-2016
  2. 2. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE MATO GROSSO CAMPUS CONFRESA PLANO DE GESTÃO À CANDIDATURA AO CARGO DE DIRETOR-GERAL DO CAMPUS CONFRESA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MATO GROSSO. Candidato: Prof. Dr. RAFAEL DE ARAÚJO LIRA SOMOS TODOS CAMPUS CONFRESA: Participação, Consolidação e Transparência para o Desenvolvimento. Uma proposta de união entre alunos, técnicos, professores e comunidade na construção participativa de uma educação inclusiva e de qualidade para o IFMT – Campus Confresa. “IGUAIS EM NOSSAS DIFERENÇAS”
  3. 3. APRESENTAÇÃO As atividades de planejamento para Campus Confresa almejadas para o ano de 2015 e 2016 iniciaram-se oficialmente no dia 19 de novembro de 2013, com a publicação da Portaria nº 079, de 19 de Novembro de 2013, nomeando a Comissão Interna de Elaboração do PDI 2014-2018 (Plano de Desenvolvimento Institucional) do IFMT que teria que ser fundamentada na participação coletiva da comunidade do Campus Confresa. Para a escolha dos nomes que iriam compor a comissão foi realizado uma consulta aos diferentes seguimentos que compõem o Campus (Alunos, Técnicos, Professores e Gestão Institucional) que escolheram os seus respectivos representantes. A Profa . Maria Auxiliadora de Almeida foi escolhida representante da gestão institucional, como representantes dos professores foram eleitos o Prof. Aélcio Vander dos Santos e o Prof. Rafael de Araújo Lira, como representante dos técnicos foi eleita a Jornalista Telma Silva Aguiar e a Técnica administrativa Dhanny Fernanda Ferreira de Freitas e como representante discente os então alunos Sebastião Geraldo Gomes e Robney Souza dos Santos foram os escolhidos. É importante compreender, que a elaboração do PDI significa não apenas uma obrigação do IFMT, mas também uma forma de estímulo aos membros das diversas comunidades internas e externas, associadas ao Instituto, de efetivar suas expectativas, ideais coletivos e sugestões formalizadas em um documento que deverá ser seguido pelos gestores nos próximos anos. A Comissão de elaboração do PDI do IFMT - Campus Confresa organizou, por meio de uma estratégia amplamente participativa que buscou, ao longo de seis meses, discussões intensas sobre o saneamento de questões e metas a serem alcançadas institucionalmente. Para isso, fez-se um ciclo de planejamento e pesquisas em que gestores, docentes, técnico-administrativos, estudantes e a comunidade externa foram convidados a fazer um diagnóstico de suas unidades, apresentando críticas sobre o planejamento institucional e sugerindo aperfeiçoamentos para o processo. Realizaram-se reuniões no Campus buscando esclarecer a relevância do PDI para o IFMT e incentivando que todos participassem ao longo do processo de elaboração. A metodologia escolhida foi a de discussões nos GT’s (Grupos de Trabalho) de cada item que iriam compor o documento, adequando a minuta apresentada pela comissão central à realidade do campus Confresa, para tanto, cada membro da comissão e mais alguns voluntários ficaram responsáveis por divulgar, fomentar, esclarecer e dirigir as discussões no seu GT, sendo estas as POLÍTICAS E METAS
  4. 4. RELACIONADAS AO ENSINO, POLÍTICAS E METAS DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO, POLÍTICAS E METAS DE EXTENSÃO, POLÍTICAS E METAS DA GESTÃO INSTITUCIONAL, POLÍTICAS E METAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO, POLÍTICAS E METAS DE AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL, PREVISÃO DE AMPLIAÇÃO FÍSICA PARA O IFMT-CAMPUS CONFRESA, PROJEÇÃO DE OFERTA DE VAGAS E MATRÍCULAS, PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO INSTITUCIONAL PPI/IFMT e ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO IFMT. Após a apresentação das diretrizes, elas foram validadas pelos participantes dos GT’s, o que se caracterizou como o início do planejamento participativo. Os participantes dos GT’s receberam a atribuição de atuarem como multiplicadores no processo de planejamento institucional. O PDI não é um documento fechado, ele deve e precisa ser sistematicamente discutido, avaliado e reavaliado para o diagnóstico das ações e metas planejadas e possíveis readequações por meio de um planejamento que permita alcançar o seu objetivo original. Todavia, seria irresponsável pensar num Plano de Gestão Institucional para o período de 2015/2-2016 sem levar em consideração o PDI 2014-2018. Sobretudo porque a forma como ele foi construído, respeitou a gestão participativa e democrática. Sendo assim, esse plano de gestão possui como base o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2014-2018) para o Campus Confresa. Outro aspecto que deve ser mencionado refere-se à importância do que já foi planejado e se encontra em execução para o 2015/2 e 2016, que foram pensados tendo como referencia o Plano de Gestão anterior, os princípios da execução do Orçamento Público, conforme o Art. 37 da CF-1988 e na observância das Leis, Leis Complementares, Decretos e Decretos-Lei que regem o orçamento público. Além disso, a importância do planejamento institucional para o Campus Confresa está fundamentada no fato de que sua elaboração foi realizada com os recursos previstos no PLOA- 2015 (Projeto de Lei Orçamentária Anual) PL nº 13/2014-CN e PLOA – 2016 Portaria nº 51, de 13/04/2015 - DODF nº 72, de 14/04/2015, que podem ser consultados por meio do site da Câmara Federal dos Deputados (www.camara.gov.br), e também no site do IFMT, na página da PROAD (www.proad.ifmt.edu.br), ou seja, esse plano de gestão se baseia na atual realidade financeira e institucional do IFMT.
  5. 5. PRINCÍPIOS ADMINISTRATIVOS A Instituição pública deve constituir foro legítimo para o debate democrático acerca dos temas locais e das grandes questões sociais, propiciando o suporte e as condições necessárias, com o objetivo de suscitar novas reflexões e produzir documentação, na forma de trabalhos e publicações, que possam colaborar e nortear a moderação ou solução dos mesmos. Nesse sentido, esta proposta de gestão tem como princípios administrativos: Defesa da instituição pública, gratuita, democrática, a liberdade de ação política individual e a qualidade dos três pilares fundamentais da sua missão: o Ensino, a Pesquisa e a Extensão; Garantia da autonomia administrativa e a gestão participativa no desenvolvimento de políticas institucionais e no planejamento estratégico para o ensino, a pesquisa, a extensão e a administração do IFMT - Campus Confresa; Consolidação do IFMT - Campus Confresa como parceiro do setor público, da iniciativa privada e dos movimentos sociais na construção das políticas públicas de desenvolvimento local; Garantia da ética e da transparência na gestão pública; Defesa do aprimoramento da política de qualificação dos docentes e técnicos administrativos, valorizando o potencial intelectual dos nossos servidores e as particularidades de se estar em uma cidade distante dos principais centros de formação; Intensificação das políticas estratégicas voltadas à assistência estudantil. VALORES E COMPROMISSOS MISSÃO DO IFMT CAMPUS CONFRESA “Educar para a vida e o trabalho” VISÃO DO IFMT CAMPUS CONFRESA “Ser reconhecida, até 2019, como uma instituição de excelência na oferta de educação profissional e tecnológica no território Araguaia-Xingu” VALORES DO IFMT CAMPUS CONFRESA Ética: (Fundamental para as relações saudáveis)
  6. 6. Transparência: (Um direito constitucional) Profissionalidade: (Na busca contínua pela qualidade) Inovação: (Utilizando das experiências para focar no futuro) Empreendedorismo: (Necessário para manter o propósito) Sustentabilidade: (Respeitando a sociedade e ambiente) Humanidade: (A dignidade da pessoa humana acima de tudo) Respeito à diversidade: (Reconhecendo as diferenças para alcançar a igualdade) Justiça Social: (Na busca da formação de cidadãos responsáveis) Democracia participativa: (Por um fazer coletivo) Metas e Ações As metas e ações apresentadas a seguir, baseadas nos princípios, valores e compromissos deste Programa, ao serem trabalhadas de forma eficaz, irão garantir uma base sólida para que o IFMT - Campus Confresa continue crescendo sustentavelmente mesmo nos anos que sucederem ao período desta proposta de gestão. Como a proposta de trabalho apresentada é de uma Gestão Democrática e Participava, não se ousou construir algo terminativo. Apresenta-se a seguir as linhas norteadoras para a construção desta Gestão que se almeja, ao longo do processo inúmeras vezes a comunidade do Campus e externa estará convidada a retornar a este documento para melhorar, inserir, retirar, viabilizar e efetivar essas ações. Gestão pressupõe tomada de decisões por ser executiva na sua essência, fruto de reflexões, o que esse projeto aponta nasce do conhecimento teórico de um longo período
  7. 7. de formação que foi colocado à prova no dia a dia do processo educacional no Campus Confresa ao longo de cinco anos de atuação enfática, com educadores de diversas linhas de pensamento, com situações que só um Campus que nasce com a responsabilidade social como o Campus Confresa possui, com estudantes sedentos por conhecimento, com a expectativa local e por equipe administrativa diversificada. ENSINO Em relação ao ensino, o foco é a busca pela excelência da qualidade em todos os níveis e modalidades, com compromisso com a responsabilidade social e com o desenvolvimento integral do cidadão. Para tanto, a experiência adquirida nesses cinco anos no Campus irá servir como base para que ações que já deram certo sejam retomadas, ações que não estão dando certo sejam reavaliadas e uma nova proposta seja construída. A formação acadêmica do discente do IFMT - Campus Confresa deve ter como característica um ensino com estímulo ao reconhecimento do discente como ator principal da promoção do desenvolvimento do território Araguaia-Xingu, por meio da atitude empreendedora, à incorporação de novas tecnologias, à exposição a outras áreas do conhecimento, ênfase no desenvolvimento de habilidades pessoais e de convívio social. Metas Gerais Propostas Para o Ensino Metas de Curto Prazo Para o Ensino ⇒ Garantir o cumprimento do Regimento Interno do Campus Confresa. ⇒ Ampliar e fortalecer o Programa de Monitoria “Aprenda Ensinando” ⇒ Ofertar Cursos Básicos de Língua Portuguesa e Exatas ministrados por discentes da licenciatura (sob orientação de um docente) aos estudantes do ensino médio e em parceria com departamento de extensão, vislumbrando a abertura de vagas para comunidade externa. ⇒ Implantar um Centro de Estudos Avançados: Assim, como a monitória auxilia os estudantes com dificuldade, o centro de estudos avançados oferecerá cursos que permitam que aquele aluno com maior desenvolvimento de aprendizagem e queira desenvolver sua habilidade, seja atendido com conteúdos diferenciados aos ministrados em sala de aula
  8. 8. ⇒ Implantar rotina de revisão de abordagens didático-pedagógicas: Com objetivo de reavaliar periodicamente as práticas didático-pedagógicas, anualmente, em período definido em Calendário Acadêmico. ⇒ Realizar “simulados” incluindo todo o conteúdo visto pelo aluno até a série em curso. ⇒ Realizar atividades de incentivo “leitura e interpretação”: Os alunos serão instigados a selecionarem textos de seu interesse e organizarem uma apresentação teatral demonstrando sua visão do conteúdo do texto. O evento deverá contar com a participação de personalidades regionais da área literária, que terão a oportunidade de avaliarem a desenvoltura dos alunos, além de apresentarem suas obras. ⇒ Implantar o programa “Bom Professor se Faz em Casa”: Em parceria com as Coordenações de Curso e Coordenação Pedagógica, implantar o programa “Bom Professor se Faz em Casa”, que visa ampliar as oportunidades de estágio supervisionado obrigatório e não-obrigatório para os alunos de Licenciatura nos cursos de Ensino Médio Integrado do Campus. ⇒ Desenvolver ações para auxiliar as atividades do CAE (Coordenação de Assistência ao Educando) como a promoção de um contrato de pessoal de apoio terceirizada que possam auxiliar na gestão dos alojamentos. Metas de Médio Prazo Para o Ensino ⇒ Implantar o “Clube da Leitura”. ⇒ Implantar o Centro de Idiomas no IFMT campus Confresa. ⇒ Adequar Laboratórios de Ensino Específicos: Com a orientação de professores, Coordenações de Curso e de Laboratório deverão ser adequados os espaços físicos e adquiridos equipamentos necessários para o funcionamento dos laboratórios de ensino específicos para a rotina diária de utilização de cada laboratório de cada curso/área. ⇒ Promover ações, em articulação com a reitoria, que assegurem a inclusão, a permanência e a conclusão. ⇒ Consolidar a prática da qualificação e capacitação dos servidores nas diversas áreas do ensino, por meio de cursos estratégicos para a gestão acadêmica,
  9. 9. biblioteca, registro acadêmico, educação inclusiva, educação de jovens e adultos, dentre outros. ⇒ Adequar a estruturação da biblioteca para atendimento adequado aos cursos ofertados e à sociedade, ampliação e atualização periódica do acervo bibliográfico, melhoria da infra-estrutura, aquisição de equipamentos, recursos humanos, oferta de serviços, exposição de obras de artistas regionais. ⇒ Promover a realização de eventos para discussão das questões didático pedagógicas, que permitam a troca de experiências, a melhoria da qualidade do ensino e valorização das ações desenvolvidas no campus. ⇒ Ampliar o uso de novas tecnologias de informação no processo educativo, que favoreçam o ensino-aprendizagem. ⇒ Desenvolver ações sociais: Com a participação dos Setores de Serviço Social, Saúde, Nutrição e Psicologia, ampliar a atuação do Campus no apoio à comunidade do IFMT - Campus Confresa. Metas de Longo Prazo Para o Ensino ⇒ Avaliar os indicadores de gestão acadêmica, para identificar os fatores que influenciam os resultados e definir ações que promovam melhoria contínua dos mesmos. ⇒ Constituir parcerias com as instituições públicas de ensino da região, no intuito de auxiliá-las em suas necessidades, principalmente nas áreas de licenciatura oferecidas no IFMT - Campus Confresa. ⇒ Divulgar Informativo Periódico: por meio do Setor de Comunicação do Campus, elaborar um informativo à comunidade, prioritariamente externa, para a divulgação das ações desenvolvidas no IFMT - Campus Confresa. Assistência Estudantil No âmbito do IFMT - Campus Confresa as ações de assistência aos estudantes são desenvolvidas por meio das seguintes modalidades de auxílios estudantis: moradia; alimentação; cultura; esporte e lazer; monitoria; atenção à saúde; inclusão digital; apoio pedagógico; auxílio para acesso, participação e aprendizagem de estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento, auxílios para participação e organização de eventos de caráter político-pedagógico.
  10. 10. Metas Gerais Para a Assistência Estudantil Metas de Curto Prazo Para a Assistência Estudantil ⇒ Reavaliar juntos com a comunidade discente as políticas de assistência estudantil do IFMT - Campus Confresa. ⇒ Garantir igualdade de oportunidades de assistência a todos os estudantes do IFMT - Campus Confresa. ⇒ Possibilitar melhorias das condições de infra-estrutura dos alojamentos e a melhoria das refeições no restaurante. ⇒ Promover ações articuladas com atividades relacionadas à cultura, esporte e lazer. ⇒ Promover a finalização da obra do centro de convivência com readequações que promova o bem estar dos discentes. Metas de Médio Prazo Para a Assistência Estudantil ⇒ Criar um grupo de trabalho multi e interdisciplinar, para discutir e definir as políticas de assistência estudantil visando o diálogo e à participação de vários interlocutores. ⇒ Sugerir que os recursos da assistência estudantil sejam destinados primeiramente a atender os alunos em condições de vulnerabilidade social, conforme legislação vigente. ⇒ Melhorar a Estrutura da Coordenação de Assistência Estudantil Metas a Longo Prazo Para a Assistência Estudantil ⇒ Criar um fórum de discussão permanente sobre a política de assistência estudantil do IFMT - Campus Confresa. PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO As atividades de pesquisa, é uma realidade no Campus e podem ser confirmadas por meio da sistemática participação dos professores/pesquisadores que respondem a editais internos e externos e grupos cadastrados junto ao CNPq e reconhecidos pela Reitoria do IFMT , isso garante a interação entre o ensino técnico e tecnológico, a produção de novos conhecimentos e a formação de recursos humanos qualificados.
  11. 11. A pós-graduação no Campus Confresa tem por princípio a verticalização do ensino e a vinculação com a educação, ciência e tecnologia destinada à construção da cidadania, da democracia, do desenvolvimento de tecnologias sustentáveis, da produção solidária, visando ao desenvolvimento regional, em sintonia com os arranjos produtivos econômicos, sociais e culturais locais. É com essa perspectiva que se pensou nos cursos de Pós-graduação “Especialização em Educação do Campo” e “Especialização no Ensino de Ciências”. Metas Gerais para a Pesquisa e Inovação: Metas de Curto Prazo Para a Pesquisa e Inovação ⇒ Destinar no orçamento anual, recursos específicos para apoio à pesquisa. ⇒ Incentivar e acompanhar a Iniciação Científica no IFMT - Campus Confresa. ⇒ Incentivar e prospectar os Grupos de Pesquisa do IFMT - Campus Confresa. ⇒ Fortalecer as linhas de pesquisas de identidade do campus, incentivando e apoiando a formação de novos grupos de pesquisa. ⇒ Promover a capacitação para a elaboração de projeto de pesquisa para captar recursos de fontes externa. Metas de Médio Prazo Para a Pesquisa e Inovação ⇒ Possibilitar o acesso ao portal de periódicos da CAPES. ⇒ Promover a capacitação para utilização de Software de Estatística gratuitos. ⇒ Apoiar, de diversos meios, a divulgação da produção científica e tecnológica do Campus Confresa. ⇒ Ampliar a relação do Campus Confresa com instituições públicas e privadas ligadas a Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico para a promoção do desenvolvimento do território Araguaia-Xingu. Metas de Longo Prazo Para a Pesquisa e Inovação ⇒ Melhorar condições de espaço de trabalho para pesquisadores. ⇒ Criar espaço físico próprio para iniciação científica. Metas Gerais para a Pós-graduação Metas de Curto Prazo Para a Pós-graduação ⇒ Definir dotação orçamentária para as despesas dos programas de Pós- Graduação do Campus.
  12. 12. ⇒ Consolidar os cursos de Pós-Graduação Lato sensu do Campus Confresa: “Especialização em Educação do Campo” e “Educação no ensino de Ciências”. ⇒ Garantir a execução da obra de Infra-estrutura do prédio que abrigará a sala especial para os programas de Pós-Graduação do Campus. Metas de Médio Prazo Para a Pós-graduação ⇒ Criar evento científico específico para divulgação das pesquisas da Pós- Graduação. ⇒ Promover a integração da graduação com a Pós-Graduação. ⇒ Promover o desenvolvimento profissional dos servidores do Campus Confresa. ⇒ Criar Programa de apoio financeiro à Produção acadêmica. ⇒ Acompanhar o cronograma do plano de trabalho dos servidores em afastamento. ⇒ Publicar anualmente edital para seleção de servidores para afastamento em capacitação. Metas de Longo Prazo Para a Pós-graduação ⇒ Definir áreas potenciais para criação de mais cursos de Pós-graduação para o Campus Confresa. ⇒ Promover a captação de recursos externos para complementar o recurso da Pós-Graduação. ⇒ Definir áreas potenciais e Criar programas de Pós-Graduação (Stricto sensu) em Rede. EXTENSÃO A experiência em extensão torna o ensino e a pesquisa mais criativos, atuais e comprometidos. A extensão deve ter forte interação com a sociedade, transferindo conhecimento integrado ao ensino e à pesquisa. Os programas de extensão, bem como as atividades e produtos culturais, devem ser dirigidos a todos os segmentos da sociedade, disponibilizando de forma rápida e eficiente o conhecimento e a prática gerados pelo IFMT, e assim consolidar uma relação de permanente colaboração e de
  13. 13. mútuo aprimoramento por meio do cumprimento de sua missão educacional, científica, técnica, social, cultural, artística e desportiva. Nesta perspectiva o projeto proposto pretende mudar o foco da extensão como uma atividade isolada e independente, passando a encará-la de forma integrada a todas as outras missões, nutrindo-se das demandas externas como fonte de motivação para atividades de ensino e de pesquisa, ao mesmo tempo em que a instituição cumpre seu papel de incorporação do conhecimento em todas as instâncias socioeconômicas, políticas e culturais, para o desenvolvimento do território Araguaia-Xingu. As políticas de extensão deverão contemplar três grandes áreas da atividade Institucional: ⇒ Relação Campus Confresa-Empresa ⇒ Integração Campus Confresa-Comunidade; ⇒ Apoio à produção e difusão de conhecimento científico, tecnológico e cultural. Metas Gerais para a Extensão Metas de curto prazo para a Extensão ⇒ Ampliar a equipe técnica no setor de extensão. ⇒ Garantir aporte financeiro do orçamento do campus para realização das ações de extensão. ⇒ Garantir estrutura física e equipamentos para a coordenação de extensão. ⇒ Diagnosticar a realidade socioeconômica do território Araguaia-Xingu. ⇒ Consolidar a cultura do planejamento na coordenação de extensão Metas de médio prazo para a Extensão ⇒ Organizar registros e viabilizar certificações. ⇒ Aumentar as parcerias com empresas públicas e privadas para oferta de estágio, emprego e outras atividades. ⇒ Criar um setor específico na coordenação de extensão para estágio e empregos. ⇒ Elaborar e lançar informativos e outras publicações da extensão. ⇒ Elaborar e lançar edital e seleção de projetos de qualificação a servidores, alunos e comunidade, na Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS em parceria com NAPNE. ⇒ Incentivar a realização de cursos de extensão comunitária.
  14. 14. ⇒ Estimular e promover a elaboração/execução de projetos de extensão de cunho sócio-educativo-cultural, direcionados para desenvolvimento do território Araguaia-Xingu. ⇒ Promover aproximação do IFMT - Campus Confresa com os diversos movimentos sociais no território, objetivando atender as suas demandas. ⇒ Buscar parcerias com produtores rurais, a fim de promover a utilização de suas áreas de produção como laboratórios para os estudantes. Metas de Longo prazo para a Extensão ⇒ Promover anualmente encontro de egressos. GESTÃO INSTITUCIONAL A gestão administrativa será fundamentada na integração permanente da comunidade do Campus Confresa, para discussão dos problemas comuns e obtenção de soluções integradas que possam ser aplicadas para o desenvolvimento do Campus. A gestão terá como meta a modernização administrativa, a proposição de alternativas necessárias ao aperfeiçoamento contínuo dos serviços educacionais, dos projetos, planos e programas de interesse do Campus. A LDB (Lei 9.394/1996) já determinava a necessidade da implementação de gestão democrática nas unidades escolares do sistema público. Contudo, para se partir da letra da lei à concretude das ações é necessário percorrer longo e árduo caminho, superando obstáculos e abandonando zonas de conforto. Nesse sentido, o propósito é aprimorar o modelo de gestão embasado com a preocupação de planejar, executar e acompanhar as ações através de monitoramento para que a comunidade consiga visualizar todas essas etapas com clareza. Iniciando com a Utilização do Regimento Interno do Campus Confresa. GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Os recursos orçamentários são consignados anualmente no Orçamento Geral da União por meio de Lei específica (LOA), o que permite visualizar de forma clara os limites da gestão financeira, com foco fechado no exercício em questão. O orçamento anual do Campus Confresa compreende as despesas de custeio, investimentos e todas as demais despesas do Campus.
  15. 15. A fim de cumprir a proposição de orçamento participativo e de resguardar as bases legais orçamentárias, serão estabelecidas pelo Campus Confresa as seguintes diretrizes, com suas respectivas ações: Metas Gerais para a Gestão Institucional (Gestão Orçamentária e Financeira) Metas a Curto Prazo ⇒ Realizar fóruns e seminários de discussão acerca do Planejamento Orçamentário. ⇒ Instituir ações de acompanhamento e monitoramento das receitas próprias, despesas e cumprimento de metas orçamentárias. ⇒ Promover a socialização dos gastos dos recursos a toda comunidade do Campus por meio de Relatórios de Gestão e Prestação de Contas. ⇒ Promover a cultura do Planejamento Estratégico: Preparar as equipes para planejar, executar e monitorar as metas nas respectivas áreas. Metas a Médio Prazo ⇒ Ampliar a oferta de aquisição de mobiliários e equipamentos por meio de procedimentos licitatórios compartilhados de modo a garantir a economia e a vantajosidade da contratação, tempo pessoal. ⇒ Adequar receitas e despesas por meio de mecanismo sistemático de planejamento orçamentário. ⇒ Qualificar tecnicamente os servidores dos setores da execução financeira: Programar treinamentos intensivos na formação e desenvolvimento para as atividades que exerce. ⇒ Instituir a política da comunicação institucional. Metas a Longo Prazo ⇒ Instituir uma ouvidoria no Campus. GESTÃO DE PESSOAS A Gestão de Pessoas é uma área estratégica para todas as organizações, uma vez que não é possível desassociar seu desenvolvimento ao desenvolvimento dos indivíduos que as formam. Assim, passa a ser essencial o alinhamento das pessoas às estratégias e
  16. 16. políticas da organização, e no caso do Campus Confresa, alinhamento do desenvolvimento dos servidores ao desenvolvimento do Campus. Esse alinhamento dos servidores às políticas e estratégias organizacionais pode ser realizado por meio dos processos da área de gestão de pessoas, sendo eles: Seleção de novos servidores através de concursos públicos, desenvolvimento pessoal e institucional, evolução na carreira, qualificação profissional, motivação para o trabalho, qualidade de vida, dentre outros. Sendo assim, o foco da Gestão de Pessoas no Campus Confresa, será o desenvolvimento e bem estar dos servidores docentes e técnico-administrativos, buscando sua valorização para que o crescimento institucional seja de modo qualitativo, compostos por produtores e socializadores de conhecimentos, dotados de ética e responsabilidade socioambiental. Metas Gerais para a Gestão Institucional (Gestão de Pessoas) Metas a Curto Prazo ⇒ Implantar programas de acolhimento ao servidor recém-empossado que permita a sua integração com o ambiente organizacional e a iniciação ao serviço público; ⇒ Incentivar a participação de servidores em programas de qualificação (cursos técnicos, graduação, especialização, mestrado e doutorado) com o estabelecimento de convênios e intercâmbios com instituições de ensino nacionais e internacionais, de modo a elevar a titulação de docentes e de técnicos-administrativos; Metas a Médio Prazo ⇒ Promover eventos de capacitação e qualificação específicos para os diversos setores da Instituição, de modo que, todos os servidores possam participar das ações de capacitação institucional. ⇒ Constituir comissões para elaboração e revisão de documentos institucionais. ⇒ Promover eventos de integração entre servidores e familiares. ⇒ Apoiar a Comissão Gestora do Programa Qualidade de Vida do Servidor. Metas a Longo Prazo ⇒ Implantar o Programa de Segurança do Trabalho no Campus Confresa.
  17. 17. COMUNICAÇÃO O IFMT Campus Confresa deve operar com transparência e pró-atividade na divulgação de suas atividades, informando claramente a sociedade sobre o que faz e produz, bem como compartilhando os conhecimentos e a experiência do Instituto com a população. Metas Gerais Para a Gestão Institucional (Comunicação) Metas a Curto Prazo ⇒ Fortalecer a Assessoria de Comunicação Social e Eventos do Campus Confresa, para aprimorar a comunicação interna e a divulgação externa das atividades desenvolvidas no Campus, aprimorando a divulgação na página institucional e criando o Informativo Eletrônico, facilitando a coletivização das informações. ⇒ Aprimorar a divulgação das ações institucional e dos cursos ofertados. Metas a Médio Prazo ⇒ Utilizar intensamente as mídias disponíveis, internas e externas (TV, rádio, jornais e revistas, internet e outras). ⇒ Dar maior publicidade às atividades realizadas no Campus. Metas a Longo Prazo ⇒ Buscar uma maior participação comunitária, promovendo a aproximação com o poder Executivo e Legislativo municipal, estadual e federal, diretorias regionais de ensino, conselhos municipais, dentre outros. PERFIL DO CANDIDATO Rafael de Araújo Lira é Professor do Ensino Básico Técnico e Tecnológico do IFMT Campus Confresa integrando o primeiro grupo de professores concursados para a implantação do Campus. Formado em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal do Tocantins (2006). Possui, Mestrado em Engenharia de Alimentos (UESB - 2008) e Doutorado em Engenharia Agrícola (UFV – 2011). Ingressou no serviço público em 2010 no IFMT Campus Confresa. Na atividade docente, foi coordenador do curso Técnico em Alimentos (2012-2014) e Diretor de Ensino Substituto (2014). Como professor está à frente de diversos projetos de pesquisa e extensão, entre estes se destaca a coordenação do núcleo de pesquisa e extensão para o desenvolvimento do território
  18. 18. Araguaia-Xingu proposta submetida em resposta ao EDITAL CNPq/MDA/SPM-PR Nº 11/2014 que trouxe para o campus Confresa a responsabilidade de aturar como fomentador do desenvolvimento territorial. Na atual função, como coordenador do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Desenvolvimento Territorial do Araguaia-Xingu, consolida sua atuação na atividade pública, com a mesma competência, simplicidade, transparência, eficácia e ética que marcam sua personalidade. “Tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.” Roberto Shinyashiki

×