Consultoria Extrusoras - CavotoTecnologia de Processo
Consultoria Extrusoras - Cavoto                                 INTRODUÇÃO          De todos os seres da natureza, o homem...
Consultoria Extrusoras - CavotoExtrusoras são máquinas que forçam o composto atravésde uma matriz para dar forma prelimina...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                           Componentes daBoca alimentação             Extrusora            ...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                    Extrusoras Hot-FeedAlimentação quente; utilizadas para massas que neces...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                 Extrusoras: Cold-FeedAlimentação a frio utilizada para compostos que não p...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                     Parafuso ou HéliceA Hélice é o elemento principal de uma extrusora, el...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                       Extrusoras Plast-screwA constituição da hélice é para quebrar a mass...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                       Extrusoras Pin-typeA constituição da hélice é com passos identicos,e...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                    ALIMENTAÇÃOHot-Feed: Correias com velocidades constate alterando alargu...
Consultoria Extrusoras - CavotoCORREIA DE ALIMENTAÇÃO
Consultoria Extrusoras - Cavoto                     Boca alimentaçãoImportância:Falha na alimentação ocasiona variaçãodime...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                           CorpoImportância: Deve estar com temperatura intermediária entre...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                           CabeçaImportância:Temperatura alta, reduz o atrito da massa evit...
Consultoria Extrusoras - Cavoto      CABEÇA Y
Consultoria Extrusoras - Cavoto      CABEÇA      SRH
Consultoria Extrusoras - Cavoto                        Hélice ou RoscaImportância:Extrusoras hot-feed trabalham com água g...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                      Folga de HéliceÉ a distancia entre a crista da hélice e a corpo ou ba...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                       Carregamento da                          extrusoraImportância:Extrus...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                         Inserto/FieiraImportância:Todo perfil de extrudado tem especificad...
Consultoria Extrusoras - Cavoto               INSERT       FIEIRA               O                 0,9 mm     1,0 mm
Consultoria Extrusoras - Cavoto                   TEMPERATURA DE EXTRUSÃO                                             EMS ...
Consultoria Extrusoras - Cavoto          Majoração do extrudado início de linhaLargura                                    ...
Consultoria Extrusoras - Cavoto                      Estiro do extrudado         Até 5%                                   ...
Consultoria Extrusoras - Cavoto      Sistema de resfriamento (vasca), SecagemResfrimanto do extrudado por aspersão de água...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Processo extrusão 2011 - site

2.846 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.846
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Processo extrusão 2011 - site

  1. 1. Consultoria Extrusoras - CavotoTecnologia de Processo
  2. 2. Consultoria Extrusoras - Cavoto INTRODUÇÃO De todos os seres da natureza, o homem é o único ser consciente pelos atos que pratica e o único que tem a capacidade de aumentar seus conhecimentos por vontade própria. Por isso é o mais desenvolvido.Necessidade de conhecer – os aprendizes adultos sabem da sua necessidade de conhecimento, bem como de colocar em prática o conhecimento adquirido.Autoconceito de aprendiz – o adulto aprendiz é capaz de se autodesenvolver, suprindo de forma independente sua necessidade de conhecimento.O papel da experiência – central na aprendizagem de adultos. “É a partir dela que ele se dispõe ou se nega a participar de algum programa de desenvolvimento.”Prontidão para aprender – disponibilidade do adulto para aprender o que se decidiu a aprender, baseado numa seleção natural e realista. Recusa, por parte desse adulto, de aprender o que lhes impõem.Orientação para a aprendizagem – significado prático da aprendizagem para o adulto, diferente de uma mera retenção de conhecimentos.Motivação – baseada na própria vontade de crescimento do adulto (motivação interna) e não em estímulos externos “vindos de outras pessoas, como notas de professores, avaliação escolar, opiniões de superiores, pressão de comandos, etc.”
  3. 3. Consultoria Extrusoras - CavotoExtrusoras são máquinas que forçam o composto atravésde uma matriz para dar forma preliminar ou definitiva aeste material.
  4. 4. Consultoria Extrusoras - Cavoto Componentes daBoca alimentação Extrusora Parafuso ou hélice Cabeçote ou cabeça Matriz Cilindro oco ou corpo Sistema de aquecimento e Resfriamento : o controle de temperatura na superfície interna do corpo e na superfície externa da hélice é importante para obter-se a eficiência do cisalhamento e o deslocamento do material.
  5. 5. Consultoria Extrusoras - Cavoto Extrusoras Hot-FeedAlimentação quente; utilizadas para massas que necessitam debastante energia para homogenizar, maior concentração deborracha natural.
  6. 6. Consultoria Extrusoras - Cavoto Extrusoras: Cold-FeedAlimentação a frio utilizada para compostos que não precisamde muita energia para homogenizar massas com maiorconcentração de borracha sintética.TIPOS:PLAST-SCREWPIN-TYPE
  7. 7. Consultoria Extrusoras - Cavoto Parafuso ou HéliceA Hélice é o elemento principal de uma extrusora, ela confere adenominação desse equipamento. Exemplo: 60-12D comportaum parafuso de 60 mm de diâmetro e 720 mm de comprimento( L/D = 12:1 ) 12 X d d
  8. 8. Consultoria Extrusoras - Cavoto Extrusoras Plast-screwA constituição da hélice é para quebrar a massa, uniformizar ecompactarIndicada para compostos com viscosidade entre 50 à 70 mooney a b a
  9. 9. Consultoria Extrusoras - Cavoto Extrusoras Pin-typeA constituição da hélice é com passos identicos,e o trabalho damassa será exercido por pinos colocados entre os sulcos da héliceHélices hi-performanceUltra-hi-performance
  10. 10. Consultoria Extrusoras - Cavoto ALIMENTAÇÃOHot-Feed: Correias com velocidades constate alterando alargura da fita de alimentação de massaCold-Feed: a) Alimetação das fitas de massa direto do bancalpara a extrusorab) Alimentação das fitas de massa por correias on-offc) Alimentação das fitas de massa por correias auto-reguladas
  11. 11. Consultoria Extrusoras - CavotoCORREIA DE ALIMENTAÇÃO
  12. 12. Consultoria Extrusoras - Cavoto Boca alimentaçãoImportância:Falha na alimentação ocasiona variaçãodimensional no extrudado,verificar temperatura do roleteprensador- Regulagem da correia automática deve manter a fita dealimentação tensionada- Excesso de sabão na massa ocasiona variação do extrudado- Massa grudada entre mantas ocasiona variação no extrudado
  13. 13. Consultoria Extrusoras - Cavoto CorpoImportância: Deve estar com temperatura intermediária entre40ºC e 60ºC, tem a função de dar energia (calor) para o compostofacilitando a homogenização.- Corpo com temperaturas altas ocasiona queima de massa.- Corpo com temperaturas baixas ocasiona travamento da héliceou laceração do extrudado.
  14. 14. Consultoria Extrusoras - Cavoto CabeçaImportância:Temperatura alta, reduz o atrito da massa evitandomassa fria.- Falha na troca térmica da cabeça ocasiona queima de massa.- Temperatura baixa ocasiona massa fria no extrudado.
  15. 15. Consultoria Extrusoras - Cavoto CABEÇA Y
  16. 16. Consultoria Extrusoras - Cavoto CABEÇA SRH
  17. 17. Consultoria Extrusoras - Cavoto Hélice ou RoscaImportância:Extrusoras hot-feed trabalham com água gelada na héciceextrusoras cold-feed trabalham com temperaturas entre 70ºC à 90ºC .Existe uma especificação de folga entre o corpo da extrusora e a héliceo aumento da folga resulta em menor vazão de massa.- Temperaturas altas ocasionam queima de massa.- Temperaturas baixas ocasionam laceração no extrudado.
  18. 18. Consultoria Extrusoras - Cavoto Folga de HéliceÉ a distancia entre a crista da hélice e a corpo ou barrilImportância:Folga excessiva provoca o retorno da massa entre ahélice e o corpo da extrusora reduzindo a performance da máquinae ocasionando queima de massa.
  19. 19. Consultoria Extrusoras - Cavoto Carregamento da extrusoraImportância:Extrusoras devem ser carregadas com velocidades deHélice entre 4 e 10 rpm, após a estabilização das temperaturas dastermorregulagem-Velocidades acima destes valores ocasiona bolhas no extrudado.- Temperaturas baixas ocasionam elevado índice de reciclo outravamento da hélice.
  20. 20. Consultoria Extrusoras - Cavoto Inserto/FieiraImportância:Todo perfil de extrudado tem especificado a relaçãoInserto/fieira que deve ser respeitada.-Fieira e/ou inserto fora da especificação de trabalho resulta emperfil de extrudado fora das dimensões especificadas.
  21. 21. Consultoria Extrusoras - Cavoto INSERT FIEIRA O 0,9 mm 1,0 mm
  22. 22. Consultoria Extrusoras - Cavoto TEMPERATURA DE EXTRUSÃO EMS 0,95É medida com pirômetro infra vermelho à 100 mm da fieira durante oprocesso de extrusão.Obs.: Cada componente (Flanco, rodagem c/ sílica,Rodagem s/ sílica,enchimento, bandina ) tem uma temperatura de extrusão especificada.- Temperatura de extrusão alta ocasiona a degradação dos ingredientesalterando o processo de vulcanização e propriedades do pneu.
  23. 23. Consultoria Extrusoras - Cavoto Majoração do extrudado início de linhaLargura Largura200 mm 210 mm Cada extrusora dependendo do componente e tipo de composto tem uma majoração de largura definida no início do processo. Importañcia: Alteração na majoração do extrudado pode ocasionar defeito no produto acabado.
  24. 24. Consultoria Extrusoras - Cavoto Estiro do extrudado Até 5% + 5% 1000 mm 993 mm 5,0 mmÉ a deformação que o o extrudado apresenta do início da linha atéo final.Exemplo :Trafila P. Back 1000 mm marcado no início da linha representa995 mm na correia de recolhimento.
  25. 25. Consultoria Extrusoras - Cavoto Sistema de resfriamento (vasca), SecagemResfrimanto do extrudado por aspersão de água gelada( 10 à 15ºC ) com controle on-line do PhImportância: Extrudado com temperatura acima de 40ºCDe temperatura no recolhimento ocasiona esticamento nafase posterior do processo e a degradação dos componentesDa massa.Extrudado recolhido com umidade pode ocasionar refugoNo produto acabado.

×