A MULHER LEITORA NA PINTURA:AS CORRELAÇÕES ENTRE LER E DEIXAR-SE LER                            Santinho Ferreira de Souza...
A MULHER LEITORA NA PINTURA:AS CORRELAÇÕES ENTRE LER E DEIXAR-SE LER              À Professora Drª Eliana Lucia Madureira ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                    Esta obra, em sua continuidade, p...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler                                                     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Mulher leitora na pintura

493 visualizações

Publicada em

Diferentes pinturas que retratam a mulher leitora. Correlações entre ler e deixar-se ler.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Mulher leitora na pintura

  1. 1. A MULHER LEITORA NA PINTURA:AS CORRELAÇÕES ENTRE LER E DEIXAR-SE LER Santinho Ferreira de Souza 17 de abril de 2009
  2. 2. A MULHER LEITORA NA PINTURA:AS CORRELAÇÕES ENTRE LER E DEIXAR-SE LER À Professora Drª Eliana Lucia Madureira Yunes, sem cujas observações, este texto não teria alcançado este escopo. Santinho Ferreira de Souza 17 de abril de 2009
  3. 3. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Esta obra, em sua continuidade, procede por via de dois movimentos: a linha reta (a repetição, a ampliação, a insistência de uma ideia, de uma posição, de um gosto, de uma imagem) e o ziguezague (o contrapelo, a contramarcha, a contrariedade, a energia reativa, a denegação, a volta de uma ida, o movimento do Z, a letra do desvio). Roland Barthes Não mais um indivíduo transparente para si mesmo e para o outro; pelo contrário, um indivíduo multifacetado e complexo, de crenças e desejos randomizados em vários “eus”: um eu que esteve em mim, por várias vezes não racionalmente em mim, um eu que vai além de meu corpo, mas um eu que, na verdade, sou eu, não como sujeito, como subjetividades. Santinho Ferreira de Souza
  4. 4. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza A Enciclopédia circunscreve-se ao Ocidente, embora se pleiteie como referência para todo o mundo. É no Atlântico que se encontram temas velhos e novos, e se avolumam, na passagem dessas águas, o conhecimento e a economia europeia. O horizonte do quadro à parede é chamado a galope, com a compreensão de que os livros surpreendem e permitem o acesso ao que não se sabe. Maurice Quentin de Latour Retrato de Madame Pompadour que consulta a Enciclopédia 1775 Museu do Louvre
  5. 5. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza A moça do primeiro plano lê, avidamente, o corpo quase dobra sobre o livro. As formas se inscrevem sob contornos de uma coreografia. Não é uma cadeira que acolhe a moça; a leitura é que lhe suspende o corpo do chão e o curva sobre a atração da escrita.BalthusA sala de estar1908Instituto de Artes de Minneapolis
  6. 6. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza Para onde olham esses olhos de mulher em espera, suspensos provisoriamente da escrita? Para o passado de reminiscência, para a solidão desse chá que não partilha, para a memória do próprio tempo? Não se sabe o rumo do tempo, se recompõe o percurso como reminiscência ou antecipa um futuro que somente se pode ver como possibilidade. André Derain A taça de chá 1935 Museu Nacional de Arte Moderna / Paris
  7. 7. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza Que leitura faz? As sugeridas por Flaubert ou as denunciantes de Eça? Pode ser também que seja uma dentre as anunciadas por Alencar ou Machado de Assis.Almeida JúniorLeitura1892Pinacoteca do Estado de São Paulo
  8. 8. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza É chegado o momento de afirmar que a chama é o reflexo do percurso entre o revelado na página do livro e o antecipado pelo rosto da menina.Georges de La TourA Educação da Virgem1650Coleção Frick
  9. 9. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza Se há eroticidade provocada pelo nu, sua essência escapa e se desloca, transita para um novo ponto de encontro: os olhos.Félix VallottonA leitura abandonada1924Museu de Belas Artes / Lion
  10. 10. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza A legibilidade da escrita – somente a leitora retém o código que decifra o aí gravado – faz contraponto com a ilegibilidade com que se mostra para o leitor-espectador. Se assim não fosse, poder-se-ia fazer uma leitura, mesmo que pela esguelha da obliquidade. O que pode estar lendo ainda não são romances burgueses ou de aventuras – as medievais eram coisa para leitores, quixotes ou não. Jean-Honoré Fragonard A leitora 1776 Galeria Nacional - Washington
  11. 11. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza Há bem-estar na cena. O deleite feminino, as frutas, a bebida, as flores, as imagens são tão modernas quanto o perfil da leitora. A relação entre os elementos do quadro desencadeia a leitura de uma pintura em que a leitura de uma pintura ganha seu fluxo.Henri MatisseA leitora à mesa amarela1944Coleção Museu Matisse
  12. 12. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza O que teria lido a sonhadora que a tivesse levado a essa pausa, à sombra da casa, num pequeno e acolhedor jardim? Talvez, no entanto, a moça descanse, trazendo livros à casa, depois do passeio em que lhe fizeram companhia. Vittorio Corcos Sonhos 1896 Galeria de Arte
  13. 13. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza O leitor-espectador procura ver o que o quadro não mostra, perscruta em que ponto os olhares dos personagens-leitores se cruzam, procurando ver, na página inacessível, o motivo de encontro e de compartilhamento do interesse pelo livro e pelo ato de ler. Otto van Rees Leitura compartilhada 1926 Coleção particular
  14. 14. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza Sem levantar ou considerar questões que retardem a leitura ou que antes, a seu modo, a conduzam, as páginas encadernadas sobre a forma de livro, que a moça lê, é objeto de devoção, pelo qual tem interesse o leitor-espectador: um texto de horas ou uma hagiografia? Domenico Fetti Uma jovem no ato de ler 1620 Museu da Academia - Veneza
  15. 15. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza A relação entre o título e a pintura é singular, não porque seja única, circunscrita e pressuposta; ao contrário, é multifacetada pelo modo de que dá a perceber ela própria ao leitor-espectador o que há de essência na visibilidade- -legibilidade na pintura.Fernando LegerA leitura1924Museu Nacional de Arte Moderna / Paris
  16. 16. A MULHER LEITORA NA PINTURA: as correlações entre ler e deixar-se ler Santinho de Souza A taça de chá André DerainNuma palavra ou pelo gesto de um pincel, nunca aconteceu ter tido a necessidade delevantar a cabeça, ao ler um livro ou ao ver um quadro?André Derain (1935) reverencia essa necessidade. Roland Barthes também o faz em oque é escrever a leitura (1987): um gesto desrespeitador e, ao mesmo tempo,enamorado, porque o olhar se volta para um outro ponto e dele se alimenta; retorna,no entanto, porque sente necessidade de ancoragem.Marcel Proust consagra a suspensão do gesto, em Du côté de chez Swann – 8 denovembro de 1913 –, com o episódio da “madeleine”: num dia de inverno, a verdadenão estava no chá, tampouco nas “madeleines”; esse gosto era a reminiscência dopedaço de “madeleine”, no quarto de sua tia, enferma, Leonina. E toda Combray eseus caminhos, cidade e jardins, surgiram com alegria plena de “minha taça de chá”.

×