Equilibrio Pontuado - Gould final

944 visualizações

Publicada em

Slides a partir de apresentação sobre a Teoria do Stephen Jay Gould, Equilibrio Pontuado.
Caminho da evolução baseado em mudanças repentinas rápidas em um curto espaço de tempo

Publicada em: Ciências
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
944
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Equilibrio Pontuado - Gould final

  1. 1. Equilíbrio Pontuado  André Valeta  Carolina Pelizzon  Diego Palaci  Inajara  Hugo  Giovanna  Taynara  Thais Helena
  2. 2. Considerações iniciais...  Gradualismo - modificação é direcional, lenta e gradual  Seleção Natural  Microgênese  Macrogênese
  3. 3. Stephen Jay Gould  1963 – Graduado em Geologia  1967 – Doutorado em Paleontologia Ao estudar o registro fóssil, não encontrou a mudança gradual e contínua nas formas fósseis. Em vez disso, ele encontrou aparições repentinas de novas formas de fósseis seguidas por longos períodos em que esses organismos mudaram bem pouco. O Biólogo evolutivo atribuiu dificuldades a incompletude do registro fóssil.
  4. 4. Equilíbrio Pontuado  1972 – Juntamente com Niles Eldredge, propuseram a teoria do equilíbrio pontuado - tanto as aparições repentinas quanto a falta de mudanças eram reais.  Teoria: houve longos períodos de tempo, durante os quais as espécies mudavam pouco, quando muito. Intermitentemente, novas espécies surgiam e havia uma rápida mudança evolutiva em uma escala de tempo geológica, resultando em uma súbita aparição de novas formas no registro fóssil.  Ou seja, pontuações de mudança rápida contra um fundo de equilíbrio constante, daí o nome da teoria.
  5. 5. Modelo de especição alopátrica Gould & Eldredge, consideraram que novas espécies podem surgir somente quando uma população local torna-se isolada, na margem de distribuição geográfica da espécie progenitora. Essa população local constitui um “isolado periférico”. Se ocorrer o surgimento de barreiras de isolamento reprodutivo, estes isolados constituirão uma nova espécie. Com consequência da especiação alopátrica, as novas espécies fósseis não se originam no mesmo local onde viveram seus ancestrais.
  6. 6. Equilíbrio Pontuado  Na perspectiva do próprio Gould, esta teoria derrubava um princípio-chave do neodarwinismo (o gradualismo das mudanças evolucionárias).  Essa perspectiva não partilhada por grande parte da comunidade dos biólogos evolucionários que a consideram apenas como uma rectificação importante, sem dúvida, mas que não punha em causa o que já era conhecido e defendido como certo pelos cientistas até ao momento.
  7. 7. Segunda Polêmica  1978,juntamente o biólogo evolucionista Richard Lewontin, afirmou que as características de alguns organismossão simplesmente conseqüência da forma como eles evoluíram, e não necessariamente fruto da seleção natural,como querem os darwinistas ortodoxos.  Ou seja: nem tudo nos seres vivos existe porque traz alguma vantagem evolutiva – algumas características são simplesmente efeitos colaterais da evolução.
  8. 8. A Terceira Polêmica  Mais uma vez, o naturalista deu a entender que existe uma outra força agindo na seleção das espécies, uma força poderosíssima: o acaso.  Divulgado em seu livro “Vida Maravilhosa”.
  9. 9.  Gould & Eldredge (1977) salientam que sua teoria não invalida a teoria sintética, apenas contraria o ponto de vista de que a evolução lenta, gradual e contínua seja o modo predominante dentro das mudanças evolutivas. Para eles o equilíbrio pontuado é o processo evolutivo mais comum na natureza  “A evolução é muito similar à história. Não é possível prever como ela irá se desenrolar – e merecimento conta muito pouco no resultado final. O futuro da evolução é também fruto do seu passado, e não um caminho determinístico na direção da sobrevivência das espécies mais bem adaptadas”. (Gould).  Segundo Salzano (1993), a polêmica entre neodarwinistas e pontualistas acontece devido a problemas no nível de escala temporal. Uma mudança que opera por milhares de gerações é classificada como lenta pelo geneticistas, mas pode ser considerada instantânea pelos paleontólogos devido á resolução do registro geológico.
  10. 10. O polegar do panda Panda Gigante Ailuropodamelanoleuca Ordem: Carnivora Dieta: Bambu Distribuição: China Central Ursos : Parentes mais próximos E o polegar?
  11. 11. O polegar do panda CARACTERÍSTICAS • “Dedo” opositor • Expansão do osso sesamóide • Segurar e manipular o bambu (movimento limitado) • Diferença dos demais dedos  único osso  demais: 3 ou 4 ossos  não é dedo verdadeiro! História evolutiva, mas…
  12. 12. Sesamóide das mãos • Adaptação ao manuseio do bambu…mas e seus pés também? Sesamóide dos pés
  13. 13. Como os ratos se tornaram morcegos? • Universidade do Colorado • Experimento comparativo • Asa membranosa apoiada pelos dedos 3, 4 e 5 dianteiros • Comprimento relativo dos dedos mudou pouco Onychonicteris Mais antigo fóssil 50 milhoes de anos 3 espécies fósseis 10 espécies modernas
  14. 14. Como os ratos se tornaram morcegos? Sugestão de que a mudança não ocorreu nos genes dos ossos e sim no gene que regula a expressão destes genes dos ossos Como saber qual gene? • Comparação do desenvolvimento do morcego e do rato • 120 e 20 dias aparece a diferença • Gene que codifica a proteína Bmp2
  15. 15. Em memória a Stephen Jay Gould (1941 – 2002)
  16. 16. Entrevistas  Galhardo, Antônio e Alberts  1-) As teorias de Darwin possuem falhas. A Macrogênese e a Microgênese surgiram em decorrência às falhas e dúvidas deixadas pelo Darwinismo?   2-) As terorias de Macrogênese e Microgênese teriam sido um estimulo necessário para Gold e para Eldredge formularem juntos a teoria do equilíbrio pontuado?   3-) Professor, tendo em vista as diferenças entre o gradualismo e o pontualismo, na sua opinião, qual delas você acredita mais (ou "...qual delas você acha mais correta") e por que?  4-) Como você explicaria o modelo de especiação (alopátrica, parapátrica ou simpátrica) dentro dessa teoria que você acredita? Por que? 

×