II. Sociedade do consumo Indústria cultural A nova publicidade
1. Sociedade de consumo <ul><li>Sociedade do espetáculo. Guy Debord </li></ul><ul><li>Simulação e simulacro. Sociedade de ...
Barbara Kruger Sociedade   do   espetáculo
O verdadeiro é um momento do falso
Decresce a verdade e a ilusão aumenta O espetáculo como inversão concreta da vida
Simulação e simulacro O iconiclasmo moderno não consiste em destruir imagens mas em fabricar imagens, uma profusão de imag...
A cultura de massas produz uma realidade virtual MATRIX
Um mundo em que  a mais alta definição do signo é fazer que desapareça a realidade e esconder sua desaparição.
Brabara Kruguer Sociedade de consumo
Hoje os produtos nascem, se reproduzem e morrem Caracterizada pela curiosidade e o desconhecimento Consumo esta além da ne...
As comunicações de massa mostram não a realidade mas a vertigem da realidade
A sociedade de consumo precisa dos seus objetos para existir e sente sobre tudo a necessidade de os destruir: RENOVAÇÃO AC...
Paradoxo; A pesar de tudo e por meio da inversão diabólica dos fins, o crescimento produz, reproduz e restitui a desiguald...
A publicidade incentiva o consumo: É um processo de simulação.
O meio é a mensagem Cultura oral Cultura tipográfica e visual Cultura eletrônica
 
 
 
2. Indústria Cultural Conjunto de meios de   comunicação   que atingem as massas Mercantilização da cultura Regressão do e...
Transformação   do ato cultural em valor comercial suprime sua função crítica Consumidor não é mais sujeito da cultura, é ...
 
 
 
2. A nova publicidade http://disney.go.com/disneypictures/gforce/
Simca 1969 Quando havia tempo para ler uma publicidade Quando a publicidade estava centrada no produto
Seat 124 1971
Nissan Terrano, 1994
United Colors of Benneton Oliviero Toscani
 
Não empurra o produto Atrai o consumidor Publicidade interativa Encontrar é a nova publicidade
 
 
 
 
Forma: função estética, Conteúdo: função simbólica.  Não só o aspecto visível é importante, mas a personalidade, a atitude...
Suporte
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Imagem – Texto
 
 
 
 
 
Contexto
 
 
France 25
 
 
 
 
 
Webteca <ul><li>A sociedade do conhecimento </li></ul><ul><li>Sociedade da informação, sociedade do conhecimento </li></ul...
Bibliografia recomendada <ul><li>Macluhan Marshal, “A Galáxia de Gutenberg”, 1962 e o “O Meio é a Mensagem” 1967 </li></ul...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2 indcultural publi

935 visualizações

Publicada em

conceitos modernos e pós- modernos, mudanças de paradigma culturais

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
935
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 indcultural publi

  1. 1. II. Sociedade do consumo Indústria cultural A nova publicidade
  2. 2. 1. Sociedade de consumo <ul><li>Sociedade do espetáculo. Guy Debord </li></ul><ul><li>Simulação e simulacro. Sociedade de consumo. Jean Baudrillard </li></ul><ul><li>O meio é a mensagem. Marshal Macluhan </li></ul>
  3. 3. Barbara Kruger Sociedade do espetáculo
  4. 4. O verdadeiro é um momento do falso
  5. 5. Decresce a verdade e a ilusão aumenta O espetáculo como inversão concreta da vida
  6. 6. Simulação e simulacro O iconiclasmo moderno não consiste em destruir imagens mas em fabricar imagens, uma profusão de imagens em que não há nada mais para ver ; Estética do insignificante René Magritte, “ Decalcomania ,&quot; 1966 A perda da origem
  7. 7. A cultura de massas produz uma realidade virtual MATRIX
  8. 8. Um mundo em que a mais alta definição do signo é fazer que desapareça a realidade e esconder sua desaparição.
  9. 9. Brabara Kruguer Sociedade de consumo
  10. 10. Hoje os produtos nascem, se reproduzem e morrem Caracterizada pela curiosidade e o desconhecimento Consumo esta além da necessidade
  11. 11. As comunicações de massa mostram não a realidade mas a vertigem da realidade
  12. 12. A sociedade de consumo precisa dos seus objetos para existir e sente sobre tudo a necessidade de os destruir: RENOVAÇÃO ACELERADA
  13. 13. Paradoxo; A pesar de tudo e por meio da inversão diabólica dos fins, o crescimento produz, reproduz e restitui a desigualdade social, os privilégios, os desequilíbrios, etc.
  14. 14. A publicidade incentiva o consumo: É um processo de simulação.
  15. 15. O meio é a mensagem Cultura oral Cultura tipográfica e visual Cultura eletrônica
  16. 19. 2. Indústria Cultural Conjunto de meios de comunicação que atingem as massas Mercantilização da cultura Regressão do esclarecimento na ideologia
  17. 20. Transformação do ato cultural em valor comercial suprime sua função crítica Consumidor não é mais sujeito da cultura, é seu objeto
  18. 24. 2. A nova publicidade http://disney.go.com/disneypictures/gforce/
  19. 25. Simca 1969 Quando havia tempo para ler uma publicidade Quando a publicidade estava centrada no produto
  20. 26. Seat 124 1971
  21. 27. Nissan Terrano, 1994
  22. 28. United Colors of Benneton Oliviero Toscani
  23. 30. Não empurra o produto Atrai o consumidor Publicidade interativa Encontrar é a nova publicidade
  24. 35. Forma: função estética, Conteúdo: função simbólica. Não só o aspecto visível é importante, mas a personalidade, a atitude, o espírito. <ul><ul><li>Suporte – Imagem - Texto - Contexto </li></ul></ul>
  25. 36. Suporte
  26. 46. Imagem – Texto
  27. 52. Contexto
  28. 55. France 25
  29. 61. Webteca <ul><li>A sociedade do conhecimento </li></ul><ul><li>Sociedade da informação, sociedade do conhecimento </li></ul><ul><li>O meio é a mensagem </li></ul><ul><li>A sociedade do espetáculo </li></ul><ul><li>História da publicidade e anúncios antigos (fotos e vídeos) </li></ul><ul><li>As melhores animações publicitárias </li></ul><ul><li>Síntese da história da publicidade no Brasil </li></ul><ul><li>Reflexões entorno do texto do Adorno “Indústria Cultural”, Dra. Vera Toledo Piza </li></ul><ul><li>Cultura de massa, por Nelson Tomazi </li></ul><ul><li>Publicidade anos 50 a 70, imagens </li></ul><ul><li>A sociedade de consumo, analise da obra de Baudrillard </li></ul><ul><li>Introdução ao pensamento de Jean Baudrillard </li></ul><ul><li>Ilusión y desilusión estética, Jean Baudrillard (espanhol com muitas imagens) </li></ul><ul><li>A Galáxia de Gutenberg (excertos) </li></ul>
  30. 62. Bibliografia recomendada <ul><li>Macluhan Marshal, “A Galáxia de Gutenberg”, 1962 e o “O Meio é a Mensagem” 1967 </li></ul><ul><li>Baudrillard Jean, “Da sedução” 1979, “Simulacros e Simulação” 1981, “A Transparência do Mal”1990 </li></ul><ul><li>Guy Debord “A sociedade do espetáculo” 1967 </li></ul>

×