Técnicas Básicas para Dissertação

1.688 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.688
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.347
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Técnicas Básicas para Dissertação

  1. 1. Dissertação ArgumentativaProfessora Tati Borlote Varanda
  2. 2. ObjetivoA dissertação é um texto que analisa,interpreta, explica e avalia dados darealidade.Esse gênero textual requer reflexão, poisas opiniões sobre os fatos e a posturacrítica em relação ao que se discute têmgrande importância.
  3. 3. ObjetividadeA objetividade é um fator importante, poisdá ao texto um valor universal, por issogeralmente o enunciador não apareceporque o mais importante é o assunto emquestão e não quem fala dele.
  4. 4. ObjetividadeA ausência do emissor é importantepara que a ideia defendida torne algopartilhado entre muitas pessoas, sendoadmitido o emprego da 1ª pessoa doplural - nós-, pois esse nãodescaracteriza o discurso dissertativo.
  5. 5. Escolha da PalavraPalavra é o início da expressão, logoescolha-a muito bem.Imagine o seu leitor - especialista.Primeiro passo: expressar a ideiarequer escolha de tema adequado deforma clara e objetiva. Não escreva deforma prolixa.
  6. 6. Sentido denotativo econotativoSentido Denotativo – sentido real.Sentido Conotativo – sentido figurado.
  7. 7. RecomendaçõesOs vestibulares esperam doscandidatos textos em sentidodenotativo, com poucas palavras, mascoerentes, concisas e objetivas.Escreva para qualquer um ler, nãoescreva palavras, frases difíceis, quenão são de fácil entendimento.
  8. 8. Exemplos de expressões aserem evitadasEstribado no escólio do saudoso mestrebaiano, o pedido contido na exordial nãologrou agasalho.A peroração do discurso do advogado foiclara ao pedir a absolvição por legítimadefesa.
  9. 9. EvitarAmbiguidadesPolissemiasNeologismosArcaísmos ou gíriasNosso texto não é literário!É dissertativo.
  10. 10. Período adequadoFrases curtas. Máximo três orações porperíodos.Lembre-se de não ser prolixo.
  11. 11. Qualidades de um bom períodoSeja direto ao apresentar a ideia;Busque ser claro;Procure usar a ordem direta(sujeito – predicado - complemento);Use voz ativa;Evite gerúndios.
  12. 12. Ordem inversa e direta das palavrasDescontraídos, alegres e peraltas na sala osgarotos estão.Os garotos alegres, descontraídos e peraltasestão na sala.Os garotos - Sujeito SimplesEstão na sala- Predicado NominalAlegres, peraltas e descontraídos - Predicativo dosujeito.Na sala - Adjunto adverbial de lugar.
  13. 13. Parágrafo adequadoProcesso de elaboração consistente eprogressivo. Uma boa redação pedeplanejamento, organização, assim, tenha:Clareza na abordagem inicial;Conteúdo argumentativo adequado;Unidade coerente e coesa entre as idéias;Objetividade.
  14. 14. Clareza na abordagem inicialQuem lê uma redação não pode se irritar e ficarprocurando reler várias vezes para compreenderuma simples idéia.Logo, dependerá de seu início-porta de entrada-mais claro possível.Seja sempre direto e vá logo para o assunto,nada de “rodear”.Apresente sua idéia principal, a sua tese, a suaabordagem sobre o assunto da redação.
  15. 15. O tema, segundo oMinistério da Educação, seráde ordem social, científica,cultural ou política.
  16. 16. Estrutura dissertaçãoTese: ideia inicial e algumas sugestõesde assuntos a serem tratados naargumentação. Ocupa de 5 a 8 linhas.Divida em 2 ou 3 períodos. O segundoperíodo deve lançar as ideias a seremexplicitadas no desenvolvimento.
  17. 17. ExemploAs últimas eleições ocorreram no dia 29 deoutubro, pois houve necessidade de segundoturno, já que nenhum dos candidatos obtevemaioria absoluta dos votos.As eleições presidenciais demonstram que opresidente eleito Lula terá que governar coma contribuição da oposição para aprovarreformas necessárias ao desenvolvimento doPaís.
  18. 18. ArgumentaçãoComprova a sua ideia inicial. Apresente fatosobjetivos que servem de base para suaabordagem. Seja coerente. O primeiro parágrafoapresenta a ideia. Os próximos argumentam. Aquidemonstra-se conhecimento sobre o assuntoprincipal.Dados, estatísticas, raciocínio lógico, exemplos,causa e conseqüência, prós e contras.
  19. 19. Conteúdo argumentativoadequadoA argumentação do candidato devesempre fundamentar de maneira clara econvincente as ideias que apresentou naintrodução.Todas as partes de um texto devem estarvoltadas a um objetivo principal.Acrescentar novas informações, após oparágrafo introdutório.Ser coerente o tempo todo.
  20. 20. Quem assiste à TV hoje talvez nem imagine queseu compromisso inicial, quando chegou ao país,há pouco mais de meio século, fosse comeducação, informação e entretenimento. Não sepode negar que ela evoluiu –transformou-se namaior representante da mídia, mas emcontrapartida esqueceu-se de educar, informarelativamente e entretém de maneira discutível.Argumentação histórica.Exemplo
  21. 21. ConclusãoRetomada da tese, arremate de ideiasou pode-se apresentar uma solução,demonstrando respeito aos direitoshumanos.Deve manter relação muito forte com oparágrafo inicial. Nada de cópia, masretome com embasamento.
  22. 22. Interrogação (retórica) – só deve serutilizada quando trouxer implícita acrítica procedente, que instigue areflexão do leitor. É preciso evitarperguntas que repassem ao leitor aincumbência de encontrar respostasque deveriam estar contidas no própriotexto.Conclusão
  23. 23. Ideias que podem auxiliarAtenção ao tema proposto. Nuncacopie os textos motivacionais.Selecione o que for mais adequadopara a prova. Não escreva sobre o quevocê não conhece.Pense em quem vai ler.
  24. 24. Coerência e coesãoFundamentais para o parágrafo.A coerência organiza a seqüênciadessas idéias.Ser coerente é ser organizado.A coesão é a relação adequada entreidéias ou vocábulos.
  25. 25. Elementos de coesãoAlgumas palavras e expressões facilitam a ligação entre asidéias, seguem algumas sugestões:assim, desse modo - valor exemplificativo ecomplementar.ainda - introduz mais um argumento.aliás, além do mais, além de tudo, além disso -introduzem um argumento decisivo.mas, porém, todavia, contudo, entretanto... (conj.adversativas) - marcam oposição entre dois enunciados.embora, ainda que, mesmo que - servem para admitir umdado contrário para depois negar seu valor de argumento.este, esse e aquele - referência a termos anteriormenteexpressos.
  26. 26. Defeitos do textoGerundismo;Frases feitas;Queísmo: O jornalista que redigiu areportagem que apareceu no jornal receberáo prêmio que todos desejavam.Cacofonia: por cada, boca dela, essa fada.Eco: É possível a aprovação da transaçãosem concisão e sem associação.Coloquialismo.
  27. 27. Organize seu tempo (planejamento,redação e revisão).Evite fórmula preestabelecida. Siga o fiocondutor de seu pensamento- lógicacoerente.Evite expressões da língua falada.Não busque impressionar o examinadorTese, argumentação e conclusãointerligadas com a idéia central do texto.
  28. 28. Aspectos importantesNão sublinhe o título, coloque apenas sefor solicitado.Faça letra legível (cursiva).Para anular uma palavra use traço.Respeite as margens;Estética.
  29. 29. Não faça menos que o exigido e nemultrapasse o máximo de linhas da folha deRedação;Repetir muitas vezes as mesmas palavrasempobrece o texto. Lance mão desinônimos e expressões que representem aidéia em questão;Repetir idéias mudando apenas as palavrasresulta em redundância.Aspectos importantes
  30. 30. Evite abreviações (etc, ñ, c/, qdo);Não inove na caligrafia;Não use lápis, não se identifique e nãofaça comentário no final do texto.Aspectos importantes
  31. 31. 1. A solução para a violência urbana está emJesus Cristo, nosso salvador.2. Freqüentar a igreja regularmente e confessar-se uma vez por semana: é o conselho que doupara quem está passando por conflitosfamiliares.3. O conflito pela terra só acontece no Brasil porfalta de leitura da Bíblia. Tanto o Velho quanto oNovo Testamento trazem ensinamentos que, seaplicados ao campo brasileiro, resolveriam oproblema da Reforma Agrária.Jamais misture dissertação comreligião.
  32. 32. Aspectos intrínsecosSeja direto.Não faça parágrafo inicial com períodoúnico.Use ordem direta.Não impressione o examinador.Não seja criativo, escreva o que forpedido.Obedeça à tipologia textual.
  33. 33. A importância da leitura“Não ler ou não ser capaz deinterpretar o que lê equivale a imporlimites à relação do sujeito com omundo. É condená-lo a assumir osvalores de outrem, ditados oralmentecom o poder da voz. É incorporar ahistória dos outros como se fosse asua própria. Enfim, é alienar oindivíduo de si mesmo.” Marta M. Costa
  34. 34. LetramentoÉ o estado ou condição que assume aqueleque aprende a ler e a escrever. Implícitanesse conceito está a ideia de que a escritatraz consequências sociais, culturais,políticas, econômicas, cognitivas elinguísticas, quer para o grupo em que sejaintroduzida, quer para o indivíduo queaprenda a usá-la.
  35. 35. Exemplo de Redação Nota Dez
  36. 36. “A persistênciaé o caminho do êxito.”Chaplin

×