Comunicacao Visual em apresentações Power Point

25.108 visualizações

Publicada em

Como criar apresentações do power point de auto impacto visual.

Publicada em: Design
1 comentário
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Faço 1º periodo de Aministração de Empresas na FAI e estas dicas contribuem bastante para melhoria dos minhas apresentações em Power Point .
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
25.108
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
159
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
530
Comentários
1
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Dar o exemplo do médico que dá a noticia ao paciente.
  • 1. Dar exemplo do homem rico que se passa por pobre após ter sido assaltado. 2. Depois que o homem se explicou e pediu uma ajuda para chegar em casa. 3. A conclusão resultante das duas primeiras percepções.. No caso de um ladrão se passando por gente fina, a primeira percepção fala mais alto. A gente acredita no que vê, mesmo sendo falha.
  • 1. Dar exemplo do homem rico que se passa por pobre após ter sido assaltado. 2. Depois que o homem se explicou e pediu uma ajuda para chegar em casa. 3. A conclusão resultante das duas primeiras percepções.. No caso de um ladrão se passando por gente fina, a primeira percepção fala mais alto. A gente acredita no que vê, mesmo sendo falha.
  • Quando alguem disser q o preço esta errado. Perguntar: “Como voce sabe?” a forma do carro? O carro popular tem uma maleta cheio de ouro e o carro chique só tem a carcaça. Essa é o entendimento do conteudo.
  • Quando alguem disser q o preço esta errado. Perguntar: “Como voce sabe?” a forma do carro? O carro popular tem uma maleta cheio de ouro e o carro chique só tem a carcaça. Essa é o entendimento do conteudo.
  • Quando alguem disser q o preço esta errado. Perguntar: “Como voce sabe?” a forma do carro? O carro popular tem uma maleta cheio de ouro e o carro chique só tem a carcaça. Essa é o entendimento do conteudo.
  • Quando alguem disser q o preço esta errado. Perguntar: “Como voce sabe?” a forma do carro? O carro popular tem uma maleta cheio de ouro e o carro chique só tem a carcaça. Essa é o entendimento do conteudo.
  • 1. Percepção: panfleto com informações + organizadas me transmite a idéia de estabelecimento melhor. A pizza não é tão boa quanto o panfleto + simples. Mas a primeira que tem o panfleto melhor.
  • 1. Percepção: panfleto com informações + organizadas me transmite a idéia de estabelecimento melhor. A pizza não é tão boa quanto o panfleto + simples. Mas a primeira que tem o panfleto melhor.
  • Comunicacao Visual em apresentações Power Point

    1. 1. Como criar apresentações visuais de alto apelo visual Daniel Tapias Morales
    2. 2. O que será abordado ? <ul><li>O que é Comunicação Visual? </li></ul><ul><li>Conhecer o processo para criar uma comunicação eficaz </li></ul><ul><li>O que evitar na criação de slides? </li></ul><ul><li>Algumas sugestões para a criação de slides </li></ul><ul><li>Conhecer alguns aspectos técnicos envolvidos na criação de um arquivo power point </li></ul>
    3. 3. O que é Comunicação Visual? <ul><li>75% das informações armazenadas em nosso cérebro são recebidas visualmente. </li></ul><ul><li>Apoio audio-visual não é um artifício. </li></ul><ul><li>Comunicação extra-verbal vale mais do que a verbal </li></ul>
    4. 4. O que é Comunicação Visual? <ul><li>Percepção visual Pré-conceituação de valores. Subjetivo </li></ul><ul><li>Percepção Conceitual Entendimento do conteúdo. Objetivo </li></ul>Recebimento da mensagem em apresentações visuais
    5. 5. O que é Comunicação Visual? <ul><li>Percepção visual Pré-conceituação de valores. Subjetivo </li></ul><ul><li>Percepção Conceitual Entendimento do conteúdo. Objetivo </li></ul>Recebimento da mensagem em apresentações visuais A percepção visual é pré-conceituosa. Sem conhecer, julgamos pelo que vemos, ou percebemos.
    6. 6. O que é Comunicação Visual? Exemplos
    7. 7. O que é Comunicação Visual? Exemplos A percepção visual é pré-conceituosa. Sem conhecer, julgamos pelo que vemos, ou percebemos. Exemplo: Sem conhecer as pessoas das fotos, podemos dizer quem é o executivo?
    8. 8. O que é Comunicação Visual? Exemplos
    9. 9. O que é Comunicação Visual? Exemplos Por que achamos que cada carro tem seu público? O que os diferencia? Um modelo é mais executivo, o outro, esportista, mas e daí? Podemos por isso dizer quem são os seus respectivos donos? Isso não é pré-conceito?
    10. 10. O que é Comunicação Visual? Exemplos
    11. 11. O que é Comunicação Visual? Exemplos Sem conhecer nenhuma das duas pizzarias, qual você arriscaria pedir uma pizza para a família? Qual das pizzarias é melhor? Agora que conseguimos perceber que a comunicação visual (pré-conceituosa) pode nos enganar, sabemos que a melhor pizzaria é a que tem a pizza mais saborosa ou o melhor preço, depende do interesse do público.
    12. 12. O que é Comunicação Visual? Manipular corretamente os elementos formais em apresentações audio-visuais é o primeiro passo para obter uma comunicação eficaz com o público.
    13. 13. Valores Objetivos e Subjetivos Objetivo: A forma segue a função. Ter boa leitura, ser didático etc Subjetivo: Agregar valores como confiabilidade, formalidade etc.
    14. 14. Processos para uma Comunicação eficaz <ul><li>Entender o Objetivo: Informar? Motivar? Convencer? </li></ul><ul><li>Conhecer o Ambiente: Sala clara ou escura? Ambiente amplo? Qual o horário da apresentação? </li></ul><ul><li>Conhecer o Público-alvo: Idade? Sexo? Posição acadêmica. </li></ul>
    15. 15. Quanto ao local <ul><li>Sala escura: Não utilizar slides com fundo escuro </li></ul><ul><li>Sala ampla: Não utilizar fontes muito pequenas </li></ul><ul><li>Apresentação à noite: Não utilizar slides com fundo escuro </li></ul>Processos para uma Comunicação eficaz
    16. 16. Quanto ao público <ul><li>Público mais jovem: Menos formalidades. Mais espontaneidade. Cores quentes </li></ul><ul><li>Público mais idoso: Evitar fontes pequenas. Utilizar cores contrastantes. </li></ul><ul><li>Público expert: Transmitir confiabilidade, formalidade. Cores sóbrias </li></ul>Processos para uma Comunicação eficaz
    17. 17. O que NÃO se deve fazer em apresentações de slides
    18. 18. Slide não é relatório. Tenho assistido a uma grande quantidade de apresentações nos últimos anos. O que NÃO fazer ao preparar e exibir uma apresentação, incluindo vários erros que eu mesmo já cometi e ocasionalmente ainda cometo. Sinta-se à vontade para usar e divulgar - o público das milhares de palestras apresentadas todos os dias no Brasil agradece! Assim, se você quiser que o seu público durma, ou que ele troque sua apresentação por um intervalo para tomar cafezinho, ler uma revista, desenhar na margem da apostila ou simplesmente conversar com o vizinho, basta seguir os passos a seguir. Tenho assistido a uma grande quantidade de apresentações nos últimos anos. O que NÃO fazer ao preparar e exibir uma apresentação, incluindo vários erros que eu mesmo já cometi e ocasionalmente ainda cometo. Sinta-se à vontade para usar e divulgar - o público das milhares de palestras apresentadas todos os dias no Brasil agradece! Assim, se você quiser que o seu público durma, ou que ele troque sua apresentação por um intervalo para tomar cafezinho, ler uma revista, desenhar na margem da apostila ou simplesmente conversar com o vizinho, basta seguir os passos a seguir. Tenho assistido a uma grande quantidade de apresentações nos últimos anos. O que NÃO fazer ao preparar e exibir uma apresentação, incluindo vários erros que eu mesmo já cometi e ocasionalmente ainda cometo. Sinta-se à vontade para usar e divulgar - o público das milhares de palestras apresentadas todos os dias no Brasil agradece! Assim, se você quiser que o seu público durma, ou que ele troque sua apresentação por um intervalo para tomar cafezinho, ler uma revista, desenhar na margem da apostila ou simplesmente conversar com o vizinho, basta seguir os passos a seguir.
    19. 19. Slide não é relatório. Tenho assistido a uma grande quantidade de apresentações nos últimos anos. O que NÃO fazer ao preparar e exibir uma apresentação, incluindo vários erros que eu mesmo já cometi e ocasionalmente ainda cometo. Sinta-se à vontade para usar e divulgar - o público das milhares de palestras apresentadas todos os dias no Brasil agradece! Assim, se você quiser que o seu público durma, ou que ele troque sua apresentação por um intervalo para tomar cafezinho, ler uma revista, desenhar na margem da apostila ou simplesmente conversar com o vizinho, basta seguir os passos a seguir. Tenho assistido a uma grande quantidade de apresentações nos últimos anos. O que NÃO fazer ao preparar e exibir uma apresentação, incluindo vários erros que eu mesmo já cometi e ocasionalmente ainda cometo. Sinta-se à vontade para usar e divulgar - o público das milhares de palestras apresentadas todos os dias no Brasil agradece! Assim, se você quiser que o seu público durma, ou que ele troque sua apresentação por um intervalo para tomar cafezinho, ler uma revista, desenhar na margem da apostila ou simplesmente conversar com o vizinho, basta seguir os passos a seguir. Tenho assistido a uma grande quantidade de apresentações nos últimos anos. O que NÃO fazer ao preparar e exibir uma apresentação, incluindo vários erros que eu mesmo já cometi e ocasionalmente ainda cometo. Sinta-se à vontade para usar e divulgar - o público das milhares de palestras apresentadas todos os dias no Brasil agradece! Assim, se você quiser que o seu público durma, ou que ele troque sua apresentação por um intervalo para tomar cafezinho, ler uma revista, desenhar na margem da apostila ou simplesmente conversar com o vizinho, basta seguir os passos a seguir. Não insira um livro inteiro dentro de cada slide. Enquanto você estiver explicando, a plateia tentará ler o que está escrito.
    20. 20. Protease HIV CD4 <ul><li>Principais Problemas: </li></ul><ul><li>Slide sem título </li></ul><ul><li>Linhas finas demais </li></ul><ul><li>Mal organizado. Transmite desleixo </li></ul>
    21. 21. Protease HIV CD4 Principais Problemas: <ul><li>Uso indevido de fonte </li></ul><ul><li>Desenho não é auto-explicativo </li></ul><ul><li>Desenho mal representado </li></ul>
    22. 22. Protease HIV CD4 Não utilizar efeitos visuais aleatórios
    23. 23. Protease HIV CD4 Utilizar efeitos visuais aleatórios <ul><li>Problemas: </li></ul><ul><li>Slide sem título </li></ul><ul><li>Linhas finas demais </li></ul><ul><li>Mal organização transmite desleixo </li></ul><ul><li>Uso indevido das fontes </li></ul><ul><li>Desenho não é auto-explicativo </li></ul><ul><li>Má representação dos desenhos </li></ul>
    24. 24. <ul><li>Discordância em mutações primárias </li></ul><ul><li>- 13 em 96 pacientes (13.5%) </li></ul><ul><li>- 9 VG , 5 ABI, 6 mudando interpretação do teste </li></ul><ul><li>Discordância em mutações secundárias </li></ul><ul><li>- 16 em 96 pacientes (16.6%) </li></ul><ul><li>- 5 VG, 14 ABI , 2 mudando interpretação do teste </li></ul><ul><li>Nenhum método foi favorecido nesta comparação </li></ul>Collin et al Antvir. Ther 2000 5 :53 Título do slide Subtitulo do slide
    25. 25. <ul><li>Discordância em mutações primárias </li></ul><ul><li>- 13 em 96 pacientes (13.5%) </li></ul><ul><li>- 9 VG , 5 ABI, 6 mudando interpretação do teste </li></ul><ul><li>Discordância em mutações secundárias </li></ul><ul><li>- 16 em 96 pacientes (16.6%) </li></ul><ul><li>- 5 VG, 14 ABI , 2 mudando interpretação do teste </li></ul><ul><li>Nenhum método foi favorecido nesta comparação </li></ul>Collin et al Antvir. Ther 2000 5 :53 <ul><li>Problemas: </li></ul><ul><li>Informações não hierarquizadas </li></ul><ul><li>Fontes aleatórias </li></ul>Título do slide Subtitulo do slide
    26. 26. Slide poluído e sem margens Journal of Virology
    27. 27. Slide poluído e sem margens
    28. 28. Ocultar a referência e utilizar imagens de baixa qualidade
    29. 29. PROTEASE (162 SEQ) RT (154 SEQ)
    30. 30. PROTEASE (162 SEQ) RT (154 SEQ) <ul><li>Problema: </li></ul><ul><li>Gráfico sem legendas </li></ul>
    31. 31. <ul><ul><ul><ul><ul><li>Evitar imagens com baixa qualidade ou irrelevantes ao conteúdo </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>Sala escura: Não utilizar slides com fundo escuro </li></ul><ul><li>Sala ampla: Não utilizar fontes muito pequenas </li></ul><ul><li>Apresentação à noite: Não utilizar slides com fundo escuro </li></ul>
    32. 32. EVITAR MUITAS CORES DESORDENADAS <ul><li>Caixa de texto </li></ul><ul><li>Caixa de texto que representa um subnível. </li></ul><ul><li>Um subnível jamais poderia ter uma cor mais “chamativa” do que a informação principal </li></ul><ul><li>A desorganização atrapalha no recebimento da informação </li></ul><ul><li>E é assim que os ouvintes dormen na apresentação </li></ul>
    33. 33. Sugestões do que fazer em apresentações de slides
    34. 34. Caixa de texto Caixa de texto que representa um subnível. Um subnível jamais poderia ter uma cor mais “chamativa” do que a informação principal A desorganização atrapalha no recebimento da informação E é assim que os ouvintes dormen na apresentação Utilize as cores para hierarquizar informações
    35. 35. Maíscula X mínuscula Manipular corretamente os elementos formais em apresentações audio-visuais é o primeiro passo para obter uma comunicação eficaz com o público. MANIPULAR CORRETAMENTE OS ELEMENTOS FORMAIS EM APRESENTAÇÕES AUDIO-VISUAIS É O PRIMEIRO PASSO PARA OBTER UMA COMUNICAÇÃO EFICAZ COM O PÚBLICO.
    36. 36. Fonte com ou sem serifa Manipular corretamente os elementos formais em apresentações audio-visuais é o primeiro passo para obter uma comunicação eficaz com o público. Manipular corretamente os elementos formais em apresentações audio-visuais é o primeiro passo para obter uma comunicação eficaz com o público. Qual tem maior legibilidade?
    37. 37. Texto centralizado SEM marcador <ul><li>Tópico 1, um texto qualquer </li></ul><ul><li>Tópico 2, talvez uma frase um pouco maior </li></ul><ul><li>Tópico 3, frase curta </li></ul>
    38. 38. Texto alinhado pode possuir marcador <ul><li>Tópico 1, um texto qualquer </li></ul><ul><li>Tópico 2, talvez uma frase um pouco maior </li></ul><ul><li>Tópico 3, frase curta </li></ul>
    39. 39. Tópicos numerados significam ordem hierárquica <ul><li>Tópico 1, um texto qualquer em primeiro lugar; </li></ul><ul><li>Tópico 2, em segundo lugar; </li></ul><ul><li>Tópico 3, por último mas não menos imporatante. </li></ul>
    40. 40. Tabelas: Não utilizar mais do que 7 linhas e 4 colunas 55115 651454 51544 651135 651165 61548 544321 Linha 10 651 651398 5436 96513 5117 4568 25132 Linha 9 84574 365654 321556 62135 32032 53215 201554 Linha 8 6513 31321 32135 356 613 65132 58432 Linha 7 64 636 213 31156 6321 8751 521 Linha 6 616 84651 5132 9878 1354 5362 3652 Linha 5 323 63326 56630 63327 566 5215 5155 Linha 4 15 225 22556 52155 22 2115 4511 Linha 3 2145 5115 322215 65225 5522 22651 52125 Linha 2 22165 22215 225 51155 54115 5487 5215 Linha 1 Coluna 8 Coluna 7 Coluna 6 Coluna 5 Coluna 4 Coluna 3 Coluna 2 Coluna 1
    41. 41. Tabelas: Eliminar linhas para deixá-las elegantes, quando não prejudicar a leitura 356 613 65132 58432 Linha 7 31156 6321 8751 521 Linha 6 9878 1354 5362 3652 Linha 5 63327 566 5215 5155 Linha 4 52155 22 2115 4511 Linha 3 65225 5522 22651 52125 Linha 2 51155 54115 5487 5215 Linha 1 Coluna 5 Coluna 4 Coluna 3 Coluna 2 Coluna 1
    42. 42. Tabelas: Hierarquizar informações 356 613 65132 58432 Linha 7 31156 6321 8751 521 Linha 6 9878 1354 5362 3652 Linha 5 63327 566 5215 5155 Linha 4 52155 22 2115 4511 Linha 3 65225 5522 22651 52125 Linha 2 51155 54115 5487 5215 Linha 1 Coluna 5 Coluna 4 Coluna 3 Coluna 2 Coluna 1
    43. 43. Elaborar gráficos fáceis de “ler” % Verde Azul Vermelho
    44. 44. Elaborar gráficos fáceis de “ler” % Verde Azul Vermelho Qual o valor da coluna azul do 2º trimestre?
    45. 45. Elaborar gráficos fáceis de “ler” Verde Azul Vermelho Ficou mais fácil de “ler”?
    46. 46. Manter a coerência formal entre os slides
    47. 47. Algumas questões técnicas
    48. 48. <ul><li>Cada ferramenta tem a sua função; </li></ul><ul><li>Evitar copiar e colar imagens; </li></ul><ul><li>Não desagrupar um desenho feito em programa específico. </li></ul>Questões técnicas
    49. 49. Obrigado Daniel Tapias Morales [email_address]

    ×