Impactos na exploração do présal SANTOS

377 visualizações

Publicada em

Aulinha do que pode acontecer na Baixada em 2016

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
377
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impactos na exploração do présal SANTOS

  1. 1. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados?
  2. 2. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados?
  3. 3. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados?
  4. 4. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados?
  5. 5. www.sp.senac.br Vazamento de óleo
  6. 6. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados?
  7. 7. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados? Para fazer funcionar uma plataforma de retirada de petróleo no mar, é necessária a licença de operação que é concedida pelo Ibama. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO No 398, DE 11 DE JUNHO DE 2008 A licença, por sua vez, só é outorgada se a empresa apresentar um Plano de Emergência Individual, um documento técnico que descreve com minúcias o que farão os funcionários da plataforma, e equipes de segurança em terra e embarcações, no caso de vazamento de óleo no mar.
  8. 8. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados? SIMULAÇÃO do IBAMA : 8h20 do dia 10 de março 2011 um analista ambiental do Ibama da Praça XV telefonou para um fiscal da plataforma SS-53, ao sul do Campo de Tambuatá, na Bacia de Santos. Acidente: 80 mil litros de óleo (vaz médio) haviam vazado no mar. - Uma hora depois, outro analista aviso informou que bolotas de óleo flutuavam na praia de Vila Caiçara, no município de Praia Grande, no litoral sul paulista. Os dois alarmes, pré agendados e simulados, marcavam o começo do teste do Plano de Emergência Individual da plataforma.
  9. 9. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados? Nas operações de mar vazaram, hipoteticamente, 80 mil litros. Em seu parecer técnico do IBAMA, assinado por todos, ele registrou: “Houve problemas no lançamento da barreira de contenção, que não foi inflada completamente, e houve a quebra do skimmer após a sua colocação na água.”
  10. 10. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados? O analista observou que o coordenador de operações no mar, Manuel Osório, da Petrobras, sediado no Rio, demorou seis horas para chegar à plataforma, a partir da comunicação do incidente, “perdendo um tempo precioso em um combate à emergência”. E registrou que o helicóptero usado na simulação tinha combustível apenas parao trajeto aeroporto–plataforma–aeroporto. “Em emergências, vários sobrevôos devem ser realizados, a fim de que o coordenador de operações no mar oriente o posicionamento das embarcações de resposta, o que demanda mais combustível.”
  11. 11. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados? Na conclusão do parecer, no qual Maturana assinou o seu “De acordo”, está dito que “os equipamentos de contenção e recolhimento apresentaram problemas (barreira afundada em vários trechos e recolhedor quebrado), não sendo possível a simulação dos procedimentos. Ressalta-se que os mesmos problemas se repetiram em praticamente todos os simulados realizados pela empresa no ano de 2009, o que demonstra a necessidade de uma alteração dos seus procedimentos de avaliação e manutenção destes equipamentos”
  12. 12. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados? A Petrobras teve uma nova chance três meses depois, em 9 de junho: um segundo simulado, na mesma plataforma SS-53, e praticamente nas mesmas condições, incluindo o aviso prévio. “A Petrobras foi novamente reprovada, porque cometeu os mesmos erros”,
  13. 13. www.sp.senac.br Vazamento de óleo Neste momento.... Chevrom – mancha de 163km2 500 barris dia 120 km da costa Poço terá que ser abandonado Este ano foram 32 acidentes contra 16 do ano passado...
  14. 14. www.sp.senac.br Vazamento de óleo Neste momento....E o ano ainda não acabou.......
  15. 15. www.sp.senac.br Vazamento de óleo Neste momento.... A Chevron declarou que o vazamento no campo Frade, na bacia de Campos, divulgado na última quinta-feira (10/11), está na faixa de 330 barris por dia e se espalhou por uma área de 163 km quadrados. Esses dados são contestados por John Amos, diretor do site SkyTruth, especializado na interpretação de fotos de satélite para fins ambientais. A partir de uma imagem da NASA, ele concluiu que a mancha toma uma área de 2.379 km quadrados (14,5 vezes o declarado pela Chevron) e que o total derramado pode chegar a 3.738 barris por dia, cerca de dez vezes mais do que o declarado pela Chevron. A expectativa de que o vazamento pode ser pior do que havia sido divulgado no início fez as ações da empresa -- que usa a marca Texaco nos EUA -- caírem 3% na bolsa de Nova York. http://blog.skytruth.org/2011/11/oil-spill-off-brazil-seen-on-satellite.html
  16. 16. www.sp.senac.br Vazamento de óleo Neste momento....
  17. 17. www.sp.senac.br Vazamento de óleo Neste momento....
  18. 18. www.sp.senac.br Vazamento de óleo no pré-sal Estamos preparados? E a boa notícia ?
  19. 19. www.sp.senac.br O mercado está sendo criado agora!
  20. 20. www.sp.senac.br O mercado está sendo criado agora! • Estudem a Conama. No 398 e a Marpol 73/78. • Acessem os EIA RIMAS no site do IBAMA. • Leiam documentos sobre monitoramento marinho. • Façam cursos sobre a atividade petróleo e gás. • Pesquisem empresas de Emergência de Riscos Ambientais • Mantenha-se atualizados sobre o assunto. FONTE: http://revistapiaui.estadao.com.br/edicao-50/questoes-ambientais/multiplicacao-do-perigo

×