Apresentação olhos dagua1 abes

260 visualizações

Publicada em

Fase 1 do Programa Aguas finalizada em 2010, atualmente o programa está em sua fase 3 com apoio e financiamento do FEHIDRO, maiores informações: www.maramar.org.br

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação olhos dagua1 abes

  1. 1. Instituto MaramarGestão Responsável dos Recursos Naturais www.maramar.org.br
  2. 2. Iniciado em 2008... O Programa Águas do Instituto MARAMAR, estabelece diálogos comunitários, registro, mapeamento, pesquisa e desenvolvimentode tecnologias sociais, para usuários de água em áreas não atendidas pelo sistema público de abastecimento e comunidades isoladas.
  3. 3. Abrangência: Santos, São Vicente, Guarujá e Bertioga - S.P.
  4. 4. A área de trabalho da Fase 1 do Programa Olhos Dágua, mapeou a região nordestedo município do Guarujá localizada, entre o Rio Perequê na face norte da Praia do Perequê,percorrendo uma extensa faixa dentro do domínio da Mata Atlântica denominada Serra doGuararu, até atingir a extremidade oposta, próximo a balsa da travessia Guarujá-Bertioga.
  5. 5. O objetivo desta fase de campo foi desenvolveru m a m eto do l og i a p ara a cr iaç ão de u mum sistema de informações geográficas,q u a l i q u a n t i t a t i v o , no q ue d i z resp e ito alocalização, tipologia de nascentes, qualidadeambienta,l estado de conservação,volume, tipo de uso, formas de captação bemcomo seus os usuários, nas microbacias.Sempre com guias de campo da comunidade eaval da população local, nossa equipe percorreuextensas áreas, na coleta de dados paraposterior conversão em interfaces gráficas defácil compreensão, para o reconhecimento,envolvimento e debate com a comunidade local.
  6. 6. Sistemas Pedrinho e Mariano Sistema Coquinho BCN Sistema Alcides SistemaProjeto Olhos Dágua Bica e ZicoSerra do Guararu Bairro Cachoeira Sistema Joca Nascentes da Estrada Planície Alagada Ponta Sul
  7. 7. Esforço de Coleta
  8. 8. 4 35 8 2 5 2 5 2 48 2 6 8 3 4 48 43 3 2 5 • 26 Dias de Campo = 130 horas de Caminhada = 104 km a pé • 38 sistemas hídricos, 156 nascentes identificadas. • 1527 fotografias, 290 arquivos de áudio. • 4 Meses.
  9. 9. Esforço de ColetaGuia Local: João Lopes ( Coquinho) Agradecimento
  10. 10. Esforço de ColetaGuia Local: Cláudio ( Índio) Agradecimento
  11. 11. Situação dos principais corposdágua da Serra do Guararu. Guarujá – S.P.
  12. 12. S23 55.588 W46 11.962Natural S23 55.620 W46 11.938 S23 55.690 W46 11.985 Sistema Hidrológico Ponta Sul
  13. 13. Sistema Hidrológico Ponta SulTipologia de nascente: Fundo de vale / difusa.
  14. 14. Atenção S 23 54.945 W 46 11.495 S23 55.188 W46 12.156 S 23 54.988 W 46 11.544 Sistema Hidrológico Zico Sistema Hidrológico Bica
  15. 15. Tipologia de nascente: Encosta/eluvial. Sistema Hidrológico Zico Sistema Hidrológico Bica
  16. 16. Crítico S23 54.867 W46 11.513 S23 54.794 W46 11.546 Sistema Hidrológico Coquinho
  17. 17. Tipologia de nascente: Encosta/eluvial. Sistema Hidrológico Coquinho
  18. 18. Crítico S23 54.573 S23 54.569 W46 11.355 W46 11.354 Sistema Hidrológico Mariano
  19. 19. Sistema Hidrológico MarianoTipologia de nascente: Encosta/eluvial.
  20. 20. Crítico 1 CristianoMax Sistema Hídrico Canto Esquerdo e Ponta Norte
  21. 21. Sistema Hídrico Canto Esquerdo e Ponta Norte – P. BrancaTipologia de nascente: Encosta / difusa.
  22. 22. Crítico 3Sistema Hídrico Canto Direito
  23. 23. Sistema Hídrico do Canto Direito
  24. 24. Formas comuns decaptação de água pelacomunidade.
  25. 25. Excesso de captaçõesrudimentarese o desperdício, pode por emperigo, o futuro dos recursos hídricos.
  26. 26. Apresentações ediálogos, junto as comunidades...
  27. 27. Praia Branca – 29 0ut 2009
  28. 28. Bairro Cachoeira – 21 Out 2009
  29. 29. Conclusões : •O município de Guarujá, não possui captação própria, e seu abastecimento, depende da transposição de água, proveniente da bacia do Rio Jurubatuba, na parte continental de Santos.•Conflitos de uso/usuários de água são crescentes e inevitáveis na região.•A situação das áreas levantadas, é crítica sob o ponto de vista do manejo do recurso hídrico, expansão demográfica e pressão turística. •A regularização fundiária é um passo fundamental para a segurança jurídica, o regramento dos recursos hídricos e o desenvolvimentos de mecanismos de PSA.•Existe a viabilidade de envolvimento para a governança e conservação do recurso por parte da comunidade local.
  30. 30. Do rio que tudo arrasta, diz-se que é violento.Mas ninguém chama violentasàs margens que o comprimem. Bertolt Brecht
  31. 31. CONTATO: Instituto Maramar para o ManejoResponsável dos Recursos Naturais Diretor Programa Águas: Tales Oliveira Telefone: (13) 2202-8506 www.maramar.org.br

×