RP 2.0 - novo campo de atuação

3.034 visualizações

Publicada em

Apresentação para a disciplina 'tópicos específicos', texto de Carol Terra do livro RP digitais.

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.034
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
69
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RP 2.0 - novo campo de atuação

  1. 1. RELAÇÕES PÚBLICAS 2.0: NOVO CAMPO DE ATUAÇÃO PARA A ÁREA. POR CAROLINA FRAZON TERRA, DO LIVRO RP DIGITAIS
  2. 2. CAROL TERRA <ul><li>Diretora de mídias sociais da Agência Ideal. </li></ul><ul><li>Autora do livro Blogs Corporativos: modismo ou tendência, pela Difusão Editora. </li></ul><ul><li>Professora do curso de RP e PP da FECAP e da pós-graduação em Gestão da Comunicação Digital da ECA-USP. </li></ul><ul><li>Doutora e Mestre pelo Programa Ciências da Comunicação da ECA-USP. </li></ul><ul><li>Pesquisadora de novas tecnologias de comunicação. </li></ul>
  3. 3. O LIVRO RP DIGITAIS <ul><li>O livro está disponível na web em formato PDF para download gratuito. </li></ul><ul><li>Além de Carol Terra conta com artigos de mais 10 profissionais de relações públicas; </li></ul><ul><li>Organizado por Marcello Chamusca e Márcia Carvalho, ambos do Portal RP Bahia; </li></ul>
  4. 4. O QUE SÃO RP 2.0 Atividade de mediação e interação da organização com seus públicos na rede mundial de computadores; É necessário adaptar as ferramentas e as filosofias às mídias sociais, devido a interação direta com o consumidor. No mundo on line as marcas estão expostas e catalogadas pelo Google. O usuário substitui o “fale conosco” pelas redes sociais. O atendimento também merece atenção redobrada.
  5. 5. COMO A COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL LIDA COM O USUÁRIO-MÍDIA. <ul><ul><li>Divisão do mercado em duas áreas: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Econômica e social : as empresas tinham dificuldades com a área social e as mídias sociais online facilitam esse processo; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vivemos na era da economia digital , no qual exige das organizações dialogo , interação e criatividade . </li></ul></ul></ul><ul><li>Na década de 80 a comunicação organizacional consolidou-se como uma atuação estratégica. </li></ul><ul><li>A comunicação antes das mídias online pertencia à grandes conglomerados ; </li></ul><ul><li>A comunicação com as mídias online pertence a todos . </li></ul>
  6. 6. PESQUISAS O blogueiro é o intermediário, o formador de opinião , e a mensagem da organização deve chegar ao público-final ; <ul><li>34% dos blogueiros compartilham experiências com marcas. </li></ul><ul><li>37% fazem resenhas de produtos. </li></ul><ul><li>46%: leitura de comentários de outros internautas; </li></ul><ul><li>40%: visita ao site oficial; </li></ul><ul><li>33%: informações em outros portais </li></ul>Antes de comprar on ou offline. Sobre os Blogueiros.
  7. 7. 18% atribuem as mídias sociais à fidelidade do consumidor nas marcas. 21% os consideram importantes para a construção de uma marca digital. 37% dos executivos seniores consideram as mídias sociais online uma ferramenta estratégica para insigths. AS ORGANIZAÇÕES E A MÍDIAS ONLINE
  8. 8. Os leiautes de publicidade e a crise econômica fizeram com que as organizações optassem pelas mídias sociais online, boca-a-boca e menores investimentos. <ul><li>Falta de melhores práticas; </li></ul><ul><li>Ausência de controles; </li></ul><ul><li>Ausência de padrões de estratégias; </li></ul><ul><li>Falta de tempo e recursos. </li></ul>Porque mídias online? Pontos negativos.
  9. 9. ALGUMAS DICAS: <ul><li>A empresa pode escolher colaboradores que gostem de interagir na web 2.0, mas esses devem ter domínio do produto/serviço. </li></ul><ul><li>Conteúdos relevantes geram repercussão espontânea. </li></ul><ul><li>A organização precisa pensar com uma personalidade no ambiente 2.0. </li></ul><ul><li>É preciso ter credibilidade. </li></ul><ul><li>Compartilhar é poder. </li></ul><ul><li>A chave para usar as mídias sociais está em ter o que dizer e planejar como fazê-lo. A ferramenta em si e é secundaria, pois o contexto muda o tempo todo. </li></ul>
  10. 10. O boca-a-boca é um instrumento importante. Aposta num nicho de mercado. Conheça o público de sua marca. Ambiente no qual o cliente pode palpitar. Relação pessoa-pessoa, as organizações devem ter porta-vozes da marca. o5 dicas para conquistar consumidores na era digital.
  11. 11. Não use softwares automáticos. Não censure o seu público. Não deixe de responder. O que não fazer no ambiente digital.
  12. 12. As organizações precisam estar abertas para a voz do consumidor, pois este assume papel de co-produtor. As redes sociais estão alterando o comportamento das pessoas, logo há aí um novo desafio para a comunicação. A falta de controle do que é publicado é um problema para as organizações, todavia as respostas devem ser rápidas e não invasivas.
  13. 13. Canais de mídias: blogs, sites de relacionamento, redes sociais próprias, sites de compartilhamento de fotos e vídeos, wikis, microblogs etc. Como as marcas mais influentes e mais engajadas com seus públicos de interesse se posicionam no universo das redes sociais? Estudo. Amostra.
  14. 14. ENTRE AS MARCAS MAIS VALIOSAS DO MUNDO: De 73 marcas do ranking 70 possuem presença nas redes sociais. A Unilever, a Ambev, o Boticário e a Adidas são as marcas que mais demonstram engajamento nas redes sociais. O Twitter, o Flicker e o Youtube são as redes mais utilizadas pelas organizações. A Ambev é a empresa que mais possui canais, são 14. Enquanto o Mc Donalds do Brasil possui apenas dois canais.
  15. 15. Estar em uma grande quantidade de redes sociais ou ter poucas, mas boas, com alto nível de interação e engajamento? Reflexão: o que vale mais:
  16. 16. CONCLUIDO: RELAÇÕES PÚBLICAS 2.0 Um rico campo de atuação para o mercado da comunicação organizacional e das relações públicas. Para ser interessante à audiência é preciso fazer parte da tribo, criar comunidade, saber que a empresa é uma líder que deve levar as pessoas ao movimento. A tecnologia da informação invadiu o espaço da atividade de relações públicas e modificou a relação entre comunicadores e público.
  17. 17. Professora Elisete Baião Tópicos Específicos. Taís Oliveira 7º semestre de Relações Públicas &quot;Toda profissão tem um propósito moral. A Medicina tem a saúde. O Direito tem a justiça. Relações Públicas tem a Harmonia - Harmonia Social &quot;. (Seib e Fitzpatrick , Public Relations ethics, 1995)

×