Syndicato Condor / Lufthansa Brazil 1927-1942

998 visualizações

Publicada em

The first airline to connect Europe to South America was a German one - the Condor Syndicate from Lufthansa. The was a presentation at UNIFA´s national symposium about Brazilian
Aircraft.

2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • facebook: https://www.facebook.com/pauljornalista
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Prezada Sylvia Lenz, entro em seu blog relacionado ao Syndicato Condor, para saber se em seu trabalho, em suas pesquisas você não deparou com o nome de João Achatz, meu avó. Austríaco de nascimento, veio a serviço para o Brasil. Segundo relatos da família, ele era radiotelegrafista de navio e ficou retido no Brasil por ocasião da primeira guerra mundial. Depois constituiu família e teve três filhos. Ao que consegui pesquisar em documentos de voos pelo Brasil, entre São Paulo e Rio de Janeiro, ele a mulher, Johanna Achataz, seus filhos, Hilda, Henrique e Helena, minha mãe, viajaram muitas vezes em aviões da Condor, entre os anos de 1939 e 1941, conforme pesquisas em arquivos de jornais do Rio e de São Paulo. Suponho que meu avô era funcionário da Condor, por essa época, o que lhe permitia a ele e família fazerem os trajetos nos aviões, tão sistematicamente. Enfim, estou buscando informações sobre o meu passado, sobre meus antepassados maternos, em especial de meu avô e minha avó. Depois de chegar a informações mais consistentes sobre eles, claro, que vou partir para os meus bisavós maternos. É isso, agradeço a atenção que puder dispensar. Posso ser contatado pelo E-mail: pauloantunes@uol.com.br ou pelo celular com wattsapp (11) 973371155, ou ainda pelo facebook, paulo
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
998
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Syndicato Condor / Lufthansa Brazil 1927-1942

  1. 1. LUFTHANSA SYNDICATO CONDOR VIAÇÃO AÉREA CRUZEIRO DO SUL PROFA. DRA. SYLVIA LENZ UNIVERSIDADE ESTADUAL DE LONDRINA
  2. 2. 1ª. Guerra aérea A Grande Guerra (1914-1918) empregou armas: • Em solo – metralhadoras, gás; • Em conflito marítimo na superfície; • Do fundo do mar – os submarinos; • E do ar, apesar da precariedade dos aviões, nesta guerra deu-se o enfrentamento militar aéreo.
  3. 3. Aeronave do Barão Vermelho
  4. 4. Alemanha: única culpada pela 1ª.GM (deflagrada pela Áustria e Rússia) • Reparações de guerra pagas em dinheiro • Perdas de territórios a leste e sudoeste • Aliados saquearam: Navios Submarinos Aviões Locomotivas Maquinários
  5. 5. Perda Territorial na Alemanha pós 1919 (azul claro) e 1945
  6. 6. Inflação bilionária - 1919-1923
  7. 7. Aviação civil alemã – do correio aéreo ao transporte de passageiros • Pequenas empresas aéreas ofereciam serviço de mala postal; • Viagens aleatórias, para um ou dois passageiros; • Cabine aberta do piloto apesar do frio intenso; • Áreas de pouso irregulares; • O piloto seguia ferrovias como orientação;
  8. 8. 1926 – governo estatizou várias empresas privadas na Luft Hansa AG • Produção aviões Junkers – monoplano feito de alumínio com três motores, rádio mas sem freios; • Conexões doméstica; • 1923: Incorporou as para Viena, Áustria e Zurique, Suíça; • 1924: Budapeste, Hungria; • Berlim – Prússia Oriental em vôos noturnos.
  9. 9. 1926 - DEUTSCHE LUFT HANSA AG • Linhas aéreas regulares • Pontualidade “ britânica” • Seguir a linha férrea • Vôos noturnos – Berlim – Königsberg • Vôos transalpinos • Aeroportos e pistas • Carlinga aberta
  10. 10. General Hans Baur (1897-1993) • Experiente piloto na 1ª. Guerra Mundial; • 1927: 400 mil km como piloto comercial; • 1928: Realiza primeira rota regular sobre os Alpes de Munique a Milão, a seguir Roma; • 1928: 500 mil km; • Prêmio da LH pelo 100º. Vôo transalpino; • 1932: Campanha política de Hitler com visita a cinco cidades por dia, pilotado por Baur.
  11. 11. Focke-Wulf 2000 “Condor” – 1932 Bundesarchiv, Bild 146-2005-0011 / CC-BY-SA
  12. 12. Junker 52 (Tante Ju) com motor BMW • Carlinga fechada com aquecimento; • Rádio; • Oxigênio para passageiros em vôos de altitude; • Bancos ajustáveis; • Serviço de comunicação via código Morse para passageiros; • Desde 1927 já havia lavatórios e aquecimento para passageiros.
  13. 13. Aviação Comercial no Brasil • Subsidiária da Luft Hansa AG abre o Syndicato Condor no Brasil em 1926; • Este investe com ações na Viação Aérea Rio Grandense, futura VARIG S/A; • Mas a 2ª. Guerra Mundial e a extensão da Doutrina Monroe na América do Sul abalam as viações de capital italiano e alemão.
  14. 14. Victor Konder viajou em um Dornier Wall do Rio para Porto Alegre • Partida em 1.1.1927 e chega em 3 de Janeiro; • Ministro da Viação e Obras Públicas; • Viagem de dois dias em hidroavião da Condor; • Rio de Janeiro – Santos – Itajaí – Florianópolis – Porto Alegre; • Autoriza o serviço aéreo da subsidiária da Luft Hansa A.G. no Brasil;
  15. 15. Syndicato Condor – LH no Brasil Detalhe do Cruzeiro do Sul ao fundo
  16. 16. Aeronave Dornier Wal catapultada de navio “base aérea” no Atlântico
  17. 17. Decalque colado na bagagem, tal como se fazia em navios e trens.
  18. 18. Rotas Europa-América Latina
  19. 19. Linhas aéreas regulares do Condor abertas no Brasil e América do Sul • 1930 – Natal onde recebe mala postal via marítima para Rio de Janeiro e Porto Alegre • 1930 – Corumbá e Cuiabá • 1932/33 – Corumbá – Campo Grande – São Paulo ou Santa Cruz de la Sierra, Bolívia • 1934 – Montevidéo e Buenos Aires (mala postal) • 1935 – de Buenos Aires a Santiago do Chile • De Buenos Aires para Assunção, por ferrovia • 1936 – De Natal – Fortaleza – Teresina e Belém • 1937 – Carolina, em Tocantins • Alem disso a LH abriu subsidiárias em Lima, Bogotá etc.
  20. 20. Rotas sobre o Atlântico durante o 3º.Reich
  21. 21. D. Elly Clara Ewel entrega buquê de flores ao piloto pioneiro de nova rota
  22. 22. O DO-X era um gigantesco hidroavião chamado de Luftschiff – barco voador • 28,5 toneladas; • 40 m de comprimento; • 3 andares com 10 metros de altura; • 12 propulsores ligados a 6 motores; • Sala de estar, bar e restaurante, biblioteca, cabine dormitório, tapetes persas, estofamento de couro, porcelanas; • 66 a 100 passageiros, 10-16 tripulantes; • Até 210 km por hora.
  23. 23. Navio voador ou Donnier X – Do-X no Rio de Janeiro em 1931
  24. 24. Barco voador DO-X visto de cima com 12 propulsores sobre a asa
  25. 25. Getúlio Vargas com Sr. Hoelck, diretor do Syndicato Condor Ltda. (foto s/data)
  26. 26. Dirigível estacionado no Hangar Foto do alemão Peter Fuss, 1936
  27. 27. Europa-América do Sul em três dias !
  28. 28. “Hotel voador” sobre a Lagoa Rodrigo de Freitas - Foto: Peter Fuss
  29. 29. Dirigível – nave aérea movida a gás altamente explosivo, o hidrogêneo • 5 motores; • Transporte de até 60 toneladas; • 45 tripulantes; • 20 passageiros; • Equipado com luxo e requinte para 1ª. Classe; • Comprimento de um navio com mais de 20 m;
  30. 30. Rotas mundiais com frota da LH • 1934 – Romênia,Suécia, Grã-Bretanha, Africa do sul (South African Airlinescelebrou 50 anos com Ju 52 pois dispõe de duas aeronaves em uso) • 1937 – linha pra Bagdá (Iraque), Teerã (Pérsia, hoje Irã) Kabul (Afganistão) interrompidas com a 2ª.GM • Expedição para China sobrevoa o Himalaia! • Na China a LH abriu rotas com a filial EURASIA • Austrália, Canadá
  31. 31. Conexões aéreas Brasil-Europa: Dirigível e aeroplanos
  32. 32. 1942 – Extinção do Syndicato Condor • 1937 – Golpe contra Getúlio Vargas, nacionalização e perseguição aos súditos do Eixo” • 1941 – Doutrina Monroe na América do Sul • Jan 1942 – Congresso Panamericano , Brasil deixa de ser “neutro”, contra-ofensiva alemã • Prisão do diretor da Condor e da Panair, este foi solto • Agosto –Estado de guerra do Brasil contra o Eixo • Condor é renomeada como Viação Aérea Cruzeiro do Sul e compra aviões DC-3 dos EUA...
  33. 33. Parte dos aviões cedido para a Luftwaffe durante a 2ª.GM • Lufhansa extinta pelos aliados vencedores em 1945 • Com a divisão de Berlim Ocidental e Oriental (capital da RDA) a antiga sede foi extinta • Fundada como Deutsche Lufthansa DDR GmbH (1952-1963) quando perde o direito de uso do nome alterado para Interflug que fazia os vôos no bloco comunista. • Sede no aeroporto de Berlin Schönfeld • 1990 – Reunificação Alemã – Interflug vendida para Aeroflot em 1991
  34. 34. Deutsche Lufhansa refundada em 1953 • 1953 – LH Fundada em Frankfurt na República Federal Alemanha • 1956 – Aberta no Brasil como Lufthansa S/A • Crise dos anos 90 fechou a rota via Rio de Janeiro- Frankfurt reaberta em 2011. • Os teuto-cariocas tinham de viajar via São Paulo ou sair no Rio com a Airfrance, TAP, British Airways etc..
  35. 35. Junker 52 (1932-1945 ) Única na Alemanha, restaurada para 60 anos de LH em 1986 ainda uso para voos de celebrações
  36. 36. Conclusão • Em 1910 o governo alemão construía a ferrovia Berlim- Bagdá junto com o otomano • 1ª. GM – guerra do petróleo – GB funda Iraque e acaba com o acesso alemão à região • 2ª. GM – França e GB, potência imperialistas declararam guerra à Alemanha cujas relações comerciais a se estendiam à América do Sul e Eurásia (ambos com influência britânica) • EUA entraram na guerra para dominar mercados • Desde Guerra Fria vence quem tem força militar aérea, apoiada pela naval e detém alta tecnologia.
  37. 37. Dedico este trabalho a minha mãe (de chapéu) trabalhou 19 anos na Condor e Cruzeiro do Sul

×