Martinho Lutero: mediador e midiático

562 visualizações

Publicada em

Era das Reformas: Lutero no contexto público e privado como professor e chefe de família. Mediador da voz do povo e de seus anseios contra hegemonia católico-romana;como elaborador da gramática alemã e tradutor para vernáculo. das Sagradas Escrituras. Midiático: como divulgador de suas ideias por vários meios de comunicação: do púlpito, por panfletos, livretos, livros e letras e melodia de hinos.

Publicada em: Mídias sociais
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
562
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Martinho Lutero: mediador e midiático

  1. 1. Profa. Dra. Sylvia Lenz/UEL http://www.riogermans.com/
  2. 2. 1993/94 – membro do Presbitério da Paróquia Martin Luther, RJ, presidente Herr Dengler/Cruzeiro e Pastor Norbert 1994/95 – Projeto sobre história da Igreja Luterana no Rio Desde 1995 – Docente em História Moderna+Contemporânea/UEL 1997 – Bolsa CAPES/DAAD – Hamburg Universität 1999 – Defesa da tese na UFF - Prússia, Cidades Hanseáticas e o Brasil: os alemães no Rio de Janeiro
  3. 3. - Vários artigos on-line desde 2008, pesquisar no Google ou via Site, marcador “Autora on-line” - Autora de livros além de capítulos publicados - Francesco Guicciardini: O renascimento da História EDUEL, 2004. - Os Alemães no Rio de Janeiro: Diplomacia e negócios, profissões e ócios (1815-1866) Bauru, EDUSC(reimpresso) 2013 –Site Alemanha na conexão Rio-Londrina http://www.riogermans.com/ 2014/2017 –Projeto de Pesquisa aberto a colaboradores: A Grande Guerra 1914-1919
  4. 4.  1483 - Nasce em Eisleben, infância em Mansfeld no meio da vida camponesa  Estuda Humanidades – o Trivium (gramática, lógica e retórica)  1501 – Uni-Wittenberg: pai exige que estude Direito (como Calvino, pai das igrejas reformadas) o que lhe confere noções jurídicas  Prometeu-se virar monge após sair vivo de uma tempestade, entra para convento augustiniano em Erfurt  No monastério tinha crises até que, mediante leitura de epístolas de Paulo, compreendeu ser justo, ou seja bom, pela crença, e não pelas boas obras, uma decorrência da fé no divino
  5. 5. LINGUAGENS FUNDAMENTAIS DAS CIÊNCIAS EXATAS E EM GERAL, COMO ESTATÍSTICA NAS HUMANAS, BIOLÓGICAS E APLICADAS  Aritmética  Geometria  Matemática LINGUAGEM UNIVERSAL e COMPLETA  Música = linguagem escrita das notas musicais + melodia, ritmo, harmonia...
  6. 6.  Do coração : quando perde a coragem sob a tempestade e implora a Deus que o salve  Do Espírito Santo: na leitura de Paulo – “ a salvação pela fé em nossa capacidade concedida pelo divino”  Da Lei de Deus: ao escrever um livreto para o Príncipe da Saxônia que deve seguir a ética cristã  Do povo: contra abusos fiscais e venda de “títulos” pelo Papa – Monarca dos Estados Papais  Das Sagradas Escrituras: estudadas no original e não da Vulgata traduzida por Jerônimo para o Latim  Do grego e hebraico: pelo domínios destas línguas para ler as Sagradas Escrituras no original  Da voz do povo de como se expressva alemã falada nas ruas para organziar a gramática da língua alemã
  7. 7. 1508 – Estudou e lecionou na Universidade de Wittenberg 1510 – Viagem a Roma revolta Lutero contra lixo moral e luxo material do alto clero Visou à reforma da Igreja Católica e não à ruptura com Roma – retornou para Erfurt e depois a Wittenberg 1512 – Doutor em Teologia
  8. 8.  1513-17 – Professor universitário lecionou curso bíblico de Salmos, Cartas aos Romanos, aos Gálatas, aos Hebreus  Comparava a venda de indulgências aos vendilhões do templo criticados e enfrentados por Jesus  Papa Leão X, precisava de mais impostos para construções suntuosos em Roma, antiga capital do Império Romano ...  Afinal, Roma já era a capital católica romana das mais visitadas pelos peregrinos
  9. 9.  Cisão da Igreja Católica de Roma x Igreja Ortodoxa desde o século XI (Cristandade Ocidental x Oriental)  O Papado construiu-se sobre o antigo Império Romano e apóia conquistas mediante cruzadas e conversão forçada no além-mar  Os Estados Papais, como Vaticano hoje, era uma instituição política com arrecadação de impostos  Confissão e Inquisição – instrumentos para controlar a alma e o corpo de quem pensasse diferente  Bulas papais com “poder” de condenar almas, excomungar fieis e até, com a justiça comum, condenar à prisão e morte  Obras suntuosas em Roma demandam maior arrecadação mediante venda de promessas no além...
  10. 10.  Proibição da venda de indulgências na Saxônia  Lutero elabora 95 itens a favor da fé, e não da compra de papéis para ter a alma salva...  Mito da pregação das teses na porta mas enviada a clérigos da região  Logo são impressas e distribuídas em forma de panfletos – a imprensa foi a “internet” que favoreceu e fundamentou os movimentos reformistas  O seu uso demonstra certo grau de alfabetização entre parte do povo  Os letrados liam em voz alta panfletos e livros para os demais, partilhando o saber aos ágrafos
  11. 11.  Príncipe da Saxônia proíbe venda de indulgências no seu principado  Lutero publica as teses em Wittenberg  Imprensa de Gutenberg é fundamental para divulgar suas ideias  O conhecimento pelos que também liam em voz alta para os demais  Fomentar a alfabetização entre o povo  A capacidade de interpretar por si mesmo
  12. 12.  Enfrenta interrogatório em plena era de confissão e perseguição inquisitorial  Como não se retrata foi o excomungado pelo Papa  A seguir foi banido pelo Imperador Carlos V, também rei da Espanha, Filipinas e América  Capturado por ordem do Príncipe da Saxônia que o protege de ser condenado pelo poderes vigentes  Refugia-se durante um ano no Castelo de Wartburg, em Eisleben, onde nascera
  13. 13.  Inquieto, traduz, direto do grego, o Novo Testamento na tradução de Erasmo  Sistematiza a gramática da língua regional baseando-se na grega antiga  Disfarçado, sai às ruas para observar COMO as pessoas comuns falavam  Teve o cuidado de escrever numa linguagem compreensível e até poética  Depois, coordena uma equipe que traduz o AT direto do hebraico, o que leva anos a ser feito
  14. 14.  Gutenberg inventou os tipos móveis o que reproduziu textos e divulgou o conhecimento  Fundamental na divulgação das 95 teses e demais ideias “subversivas” de Lutero !  A xilogravura também foi importante para ilustra os panfletos, livretos e a Bíblia, como forma de comunicação para os ágrafos  Também a impressão de partituras: letra e música acessíveis nos cultos em casa
  15. 15.  Catecismo maior – manual resumido para facilitar pastores e leitos na orientação para a vida cristã na comunidade  Catecismo menor – didático, dividido em cinco partes para orientar os pais na educação cristã de seus filhos  Ética política dedicada aos governantes cristãos como “Política, fé e resistência – da autoridade secular, até que ponto se lhe deve obediência” (1522)  Tradução e publicação integral das Sagradas Escrituras – não mais restritas ao privilégio do alto clero, restritas aos monastérios
  16. 16.  Casou-se aos 42 anos com a ex-freira Catarina de Bora, 28 anos e aprendeu, na prática, o convívio na vida em família, em meio a trabalho e educação dos filhos  Filhos naturais - 6, uma faleceu aos 14 anos  Filhos adotados – 4, órfãos da família  O antigo monastério de Wittenberg foi doado a Lutero e hoje abriga o museu sobre ele
  17. 17.  Lutero vivenciou longo casamento com a Catarina Bora que, como as demais da região, largaram o convento e se casaram  Experimentou a vida cotidiana em família na prática “uma experiência não vivida oficialmente pelo clero”  Catarina cuidava dos filhos, da casa, do pomar, da horta, contribuindo para a economia doméstica
  18. 18.  Hospedava estudantes para aumentar a renda doméstica  Conversas à mesa (Tischreden) – anotações publicadas pelos estudantes em forma de coletânea  Hospedava estudantes como forma de aumentar a renda família e a vida doméstica  Como pedagogo explicava as suas dúvidas durante as refeições e escreveu livros didáticos  Pregava quatro vezes ao dia, além dos demais afazeres, à noite, só queria ler embora a mulher quisesse conversar...  Doenças e morte – apesar de muitas, sob cuidado da mulher, sobreviveu até os 61 anos!
  19. 19.  Lutero introduziu a música instrumental nas igrejas  Compôs hinos para glorificação divina durante os cultos  Escreveu letras em melodias folclóricas  A comunidade de fiéis valorizava coral e músicos  Exortava príncipes a apoiarem músicos e corais das paróquias  Em fins de 1980 orações e hinos fomentaram a resistência pacífica na Igreja de Leipzig até a ueda do Muro em 1989
  20. 20.  Castelo Forte (Salmo 46) – Ein fester Burg  Advento e Natal – Natal – Von Himmel Hoch (para os filhos)  Gelobt sei du, Jesu Crist  Hinário da IECLB, hinos de número  25,35, 40, 109, 137, 142, 162, 165, 199, 230, 233, 234, 237, 241, 248, 264, 349, 376, 381, 443, 499
  21. 21.  - Guerra dos Camponeses x Senhores  - Noite de São Bartolomeu em Paris: nobreza católica x burguesia huguenote (calvinista)  - Felipe II – Império Habsburgo x revoltas protestantes na Boêmia e Países Baixos  Guerra dos 30 anos (1618 x 1648)  Cisão da Europa em facções religiosas: calvinistas, luteranos e católicos  Concílio de Trento = reforma do Papado  Contra Reforma para reprimir protestantes
  22. 22.  Inspirou-se no Espírito Santo + Amor de Cristo  Contesta o poder secular da Católica Romana  Defendeu a liberdade de consciência e alma a Deus e não mais sob controle de confissão e da Inquisição  Traduziu o Novo Testamento do grego e coordenou a equipe na tradução do AT do hebraico  Sistematizou a língua alemã ao observar COMO as pessoas comuns falavam nas ruas, mercados, tavernas  Elaborou catecismos (manuais educativos) para pais e pregadores  Introduziu instrumentos e compôs hinos a serem cantados pelos fiéis na celebração dos cultos  Para ser entendido pregava em alemão e não mais em latim como permaneceu na católica até meados 1960!
  23. 23.  Fim do monopólio do saber restrito ao alto clero vetado ao povo  Alfabetização obrigatória dos protestantes  Acesso a e divulgação de outros saberes como ciências, justiça, literatura, biografias!  Fomentou a interpretação e a reflexão do indivíduo nas suas leituras privadas  Fragmentou a Cristandade Ocidental
  24. 24.  Imagética das católicas, pinturas, arquitetura imponente – povo mantido iletrado  Textual das vertentes calvinistas– a Palavra da Bíblia, templos sem ornamentos, alguns hinos  Eclética da anglicana – arquitetura, hinos, coro e o Livro de Oração Comum -LOC  Musical nas Luteranas – igrejas com órgão “o instrumento que fala todas as línguas” e muitos hinos, coro, compositores da música sacra  Sensorial nas ortodoxas – ícones, ornamentos, incenso, corais sem instrumento!
  25. 25.  Conhecimento + ciência + erudição VERSUS superstição, crendice, ignorância e miséria  Leitura e hinos – linguagem escrita e musical  Príncipes barrocos - mecenas da música sacra e erudita (Bach,Haendel, Hayden etc)  Festas cristãs Natal e Páscoa – as maiores na Alemanha inclusive com mercados natalinos!  Árvore de Natal com estrela na ponta
  26. 26.  BAINTON, Roland H.Here I Stand. A life of Martin Luther. (1950) - várias edições alemãs  JUNGHAUS, H Temas da teologia de Lutero, Sinodal, 2001.  LENZ, Elben. Lutero: história e pensamento  PAHLEN, K. História universal da música  SCHALK, Carl F. Lutero e a música.  Fonte - Lutero: Política, fé e resistência  Sites na internet sobre M.Lutero: 2.850.000!
  27. 27.  Esclarecer dúvidas  Contribuições  Questionamentos  Contribuições  Acréscimos  Sugestões!  E o que mais para ampliar horizontes mentais e experiências de vida!

×