Como se faz um livro

15.458 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.458
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
62
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
163
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como se faz um livro

  1. 1. Como se faz um livro “PAPEL” Prof. Filomena Parra ESCOLA PROF. ARMANDO DE LUCENA
  2. 2. PAPEL <ul><li>Os livros acompanham-nos durante toda a nossa vida.    </li></ul><ul><li>Os livros são nossos amigos. Encantamo-nos com os desenhos, quando ainda não sabemos ler nem escrever, aprendemos e divertimo-nos com eles. </li></ul>
  3. 3. O que é uma Editora? <ul><li>Uma Editora é uma empresa onde se fazem livros. </li></ul><ul><li>Mas então, como é que se faz um livro? </li></ul><ul><li>É o que te vamos contar já a seguir. </li></ul>
  4. 4. Da Pedra ao Papel <ul><li>Há muitos e muitos anos, era na pedra que o Homem registava os acontecimentos que presenciava no seu dia-a-dia. </li></ul>
  5. 5. Da Pedra ao Papel <ul><li>Depois descobriu que alguns materiais, tais como as cascas de certas árvores e as folhas das palmeiras serviam para riscar e eram muito mais fáceis de trabalhar.  </li></ul>
  6. 6. Da Pedra ao Papel <ul><li>Cerca de 4 000 anos antes de Cristo nascer, começa a usar-se, no antigo Egipto, o papiro . Fabricado a partir de uma planta chamada Papyrus , esta tela não pode ainda ser considerada como papel. </li></ul>
  7. 7. Da Pedra ao Papel <ul><li>Foram os chineses que inventaram o papel , cerca de 100 anos depois de Cristo nascer. No entanto, só no século X foi conhecido no continente africano e introduzido na Península Ibérica pelo povo mouro. </li></ul><ul><li>Em Portugal , os primeiros escritos em papel datam de 1288 e de 1334. </li></ul>
  8. 8. Da Pedra ao Papel <ul><li>Numa fábrica especializada, a madeira é reduzida a pequenas aparas que, depois de submetidas a vários processos industriais e à acção de vários produtos químicos, se transformam numa pasta de cor acastanhada e a que se chama pasta crua . </li></ul>
  9. 9. Da Pedra ao Papel <ul><li>Esta pasta é depois branqueada, seca, prensada, e transportada à fábrica de papel. Aqui, a pasta vai efectuar um longo percurso para ser, finalmente, transformada em papel. </li></ul><ul><li>Passará por tubagens, bombas e outros equipamentos, sofrerá a acção de outros produtos químicos até chegar à máquina do papel, onde vai formar-se uma folha que, depois de seca e prensada é enrolada num rolo enorme, ao qual se dá o nome de jumbo, e que pesa cerca de 40 toneladas. </li></ul>
  10. 10. Da Pedra ao Papel <ul><li>Este rolo será, posteriormente cortado em folhas de diversos tamanhos. E assim, após este longo e complicado processo, o papel está pronto a ser utilizado por todos nós, para os mais diversos fins. </li></ul>
  11. 11. Da Ideia à Escrita <ul><li>Já ouviram, decerto, falar do &quot;autor&quot;. Segundo o dicionário &quot;O Letrinhas&quot;, autor é o criador, o inventor, o fundador ou o escritor de obra literária ou científica. É isso mesmo. </li></ul><ul><li>O autor é a pessoa que cria a obra. Ele tem a ideia de escrever determinada coisa e passa da ideia à acção, escrevendo-a. </li></ul>
  12. 12. Da Ideia à Escrita <ul><li>Nas Editoras, os autores escrevem vários tipos de livros e não só: livros escolares, livros de histórias, romances, dicionários, CD-ROM, multimédia… </li></ul>
  13. 13. Da Ideia à Escrita <ul><li>O autor, geralmente, escreve os seus livros à mão, na máquina de escrever (já muito raramente) ou no computador. Ele pega em folhas e vai escrevendo as suas ideias, à medida que elas surgem. </li></ul>
  14. 14. Da Ideia à Escrita <ul><li>Ao mesmo tempo, vai corrigindo a sua obra. Mas não é assim, com folhas soltas, escritas e rasuradas que tu recebes os teus livros, pois não? </li></ul><ul><li>Quando eles te chegam às mãos vão em forma de livro, sem escritas manuais, com desenhos bonitos, com cores de que tu geralmente gostas muito... enfim, tu recebes um livro e não as folhas escritas pelos autores. </li></ul>
  15. 15. Vamos ver então como é que isto é possível. <ul><li>Após o autor ter passado para o papel as suas ideias, elas são entregues numa secção da Editora que se chama gabinete de design </li></ul>
  16. 16. Gabinete de design <ul><li>Aí existem computadores e muitas outras máquinas necessárias à produção dos teus livros, de que agora te vamos falar. </li></ul>
  17. 17. Produção de um livro <ul><li>Começa-se por copiar para o computador através de programas próprios, a que chamamos programas de processamento de texto . </li></ul><ul><li>Às pessoas que passam para o computador os textos que o autor escreveu e colocam estes textos já numa forma especial, quase na forma em que vês o texto nos teus livros, chamam-se fotocompositores . </li></ul>
  18. 18. Impressão <ul><li>É então dada uma ordem de impressão, isto é, faz-se com que os textos saiam do computador através de uma máquina que se chama impressora . </li></ul>
  19. 19. Ilustração <ul><li>Mas ainda falta algo que tu tanto gostas de ver nos teus livros e que te ajuda, muitas vezes, a perceber o que estás a estudar - a ilustração . </li></ul>
  20. 20. O ilustrador <ul><li>Esta ilustração é constituída por fotografias e por desenhos, normalmente muito bonitos e feitos a pensar em ti, por uma pessoa com muita arte - o ilustrador . </li></ul><ul><li>Este utiliza as folhas que tiramos da impressora e, nos locais destinados a desenhos, pensa e cria aquelas imagens tão bonitas que podes apreciar e que te vão ser úteis. </li></ul>
  21. 21. O ilustrador <ul><li>O ilustrador faz então esses desenhos, em folhas à parte e envia-os de novo ao gabinete de design , para que possam ser colocados no devido lugar, isto é, junto do respectivo texto. </li></ul>
  22. 22. Digitalização <ul><li>Novamente no gabinete de design - são introduzidos numa outra máquina, o digitalizador ou &quot; scanner “. </li></ul><ul><li>Vai copiar estes desenhos para o computador, isto é, vai transformar estes desenhos em imagens de computador. </li></ul>
  23. 23. Tratamento de imagem <ul><li>No computador, estes desenhos poderão ainda ser alterados, melhorados ou pintados, caso ainda estejam sem cor, através de programas próprios para este efeito, os programas de tratamento de imagem . </li></ul>
  24. 24. Tratamento de imagem <ul><li>Agora, a imagem que aparece no ecrã do computador torna-se bastante mais bonita e já parecida com as imagens que vêm nas páginas dos teus livros. </li></ul>
  25. 25. Revisores <ul><li>Acabada esta operação, é de novo utilizada a impressora para que texto e imagem sejam analisados pelos revisores , de modo a que nenhum erro surja na edição do livro. </li></ul>
  26. 26. Películas transparentes <ul><li>Corrigidos os erros, está agora na altura de enviar tudo para uma máquina muito grande, que se encontra ainda neste gabinete. </li></ul><ul><li>A máquina que vai passar tudo o que está feito no computador para películas transparentes , um material muito parecido com os negativos das fotografias. </li></ul>
  27. 27. Películas <ul><li>Esta máquina vai tirar, de cada página do futuro livro, 4 películas . </li></ul><ul><li>Mas acredito que tu, agora, te encontres intrigado por serem 4 e não 1, 2 ou 10? Porquê 4 películas de cada folha? </li></ul>
  28. 28. Cor <ul><li>Decerto que já reparaste na enorme quantidade de cores que os teus livros escolares te apresentam. </li></ul><ul><li>E ainda não tiveste tempo para observar tudo isso com a devida atenção, olha agora, por uns minutos para uma página ilustrada. Quantas cores vês tu? Consegues contá-las e nomeá-las todas? Acredito que será um bocado difícil. São muitas, não é? </li></ul>
  29. 29. Cor <ul><li>Nas artes gráficas, em geral, e no nosso gabinete de design , em particular, para se fazerem todas estas cores, utilizamos apenas 4 cores: o preto , o amarelo , o azul (cian) e o vermelho (magenta) . </li></ul>
  30. 30. <ul><li>Com apenas estas cores, misturando um bocadinho desta e um bocadinho daquela, conseguimos fazer todas as cores que vês nos teus livros. </li></ul>
  31. 31. Cor Azul cian vermelho magenta amarelo preto
  32. 32. Cor <ul><li>É por este motivo que são tiradas quatro películas de cada página: uma película para a cor preta, uma para a cor amarela, outra para a cor azul (cian) e ainda outra para a cor vermelha (magenta). </li></ul>
  33. 33. Gabinete de design <ul><li>Aqui termina o trabalho do gabinete de design , uma vez que estas películas vão agora ser enviadas para a gráfica . </li></ul>
  34. 34. Da Escrita ao Livro <ul><li>   Afinal, como se faz o livro? </li></ul><ul><li>As quatro películas que saíram do gabinete de design serão entregues a um técnico montador </li></ul>
  35. 35. A mesa de montagem <ul><li>O técnico irá colocá-las num acetato, em planos de várias páginas, utilizando para isso uma mesa luminosa - a mesa de montagem. </li></ul>
  36. 36. Luz muito intensa <ul><li>Este acetato, contendo as películas, é então colocado sobre uma chapa de zinco tratada com produtos químicos e levada para uma máquina na qual vai ser exposta a uma luz muito intensa . </li></ul>
  37. 37. Prensa de transporte <ul><li>Esta luz vai fazer passar tudo o que está na película para esta chapa. Esta máquina chama-se prensa de transporte e quem faz esta operação é o transportador . </li></ul>
  38. 38. A reveladora <ul><li>Após esta exposição à luz, a chapa passa para outra máquina - a reveladora - porque o que está agora na chapa tem que ser revelado, tal qual acontece com as tuas fotografias, em que o rolo tem de ser revelado, isto é, tratado para que possas apreciar as fotografias. </li></ul>
  39. 39. Máquina de offset <ul><li>Esta máquina vai revelar, limpar e secar a chapa, ficando assim esta pronta para passar à máquina de impressão (máquina de offset ). </li></ul>
  40. 40. cautchu <ul><li>Esta máquina de impressão está previamente carregada com papel branco que é puxado, através de um mecanismo de ventosas, ao longo de toda a máquina. </li></ul><ul><li>A chapa é então colocada num cilindro para que todas as imagens que nele se encontram sejam impressas num outro cilindro, com uma base de borracha ( cautchu ), para que, a partir daqui, sejam impressas em papel. </li></ul>
  41. 41. Trabalhadores <ul><li>Nesta máquina trabalham cerca de 4 pessoas : </li></ul><ul><ul><li>um encarregado de toda a máquina; </li></ul></ul><ul><ul><li>um que coloca as chapas no devido lugar; </li></ul></ul><ul><ul><li>um outro que é quem coloca o papel correctamente; </li></ul></ul><ul><ul><li>uma quarta pessoa que limpa e trata de toda a manutenção desta máquina tão importante. </li></ul></ul>
  42. 42. Secção de acabamentos <ul><li>Após estar tudo impresso no papel, esta grande folha passa para a secção de acabamentos; </li></ul><ul><li>Uma máquina vai dobrar em cadernos, que são conjuntos de várias páginas do teu livro, (podem ser 16, 32, …). </li></ul>
  43. 43. Encadernação <ul><li>Depois dos vários cadernos que aparecem no teu livro estarem devidamente dobrados; </li></ul><ul><li>Vão ser cosidos para que possam ser colados à capa, que foi impressa da mesma forma que todas as páginas do livro, só que foi impressa num papel mais duro (cartolina). </li></ul>
  44. 44. Encadernação <ul><li>No caso dos teus livros escolares, e apesar da capa ser um pouco mais dura que as páginas do livro, apenas se cola a lombada do livro à lombada da capa; </li></ul><ul><li>Quando esta é muito mais dura, a primeira e a última página são também coladas à capa e à contracapa. </li></ul>
  45. 45. Guilhotina <ul><li>Mas ainda não chegamos ao fim. Depois de bem colado e devidamente seco, é necessário levar o livro à guilhotina, uma máquina que o vai cortar na medida certa e para que todas as folhas fiquem do mesmo tamanho. </li></ul>
  46. 46. Armazém <ul><li>Só após esta operação é que os livros são embrulhados e enviados para o armazém; </li></ul><ul><li>Aguardam o envio para a tua escola ou para as papelarias até que, finalmente, chegam à tua mão. </li></ul>
  47. 47. FEIRA DO LIVRO
  48. 48. LEIA…LEIA…LEIA… QUEM LÊ APRENDE MAIS…

×