Arcadismo
1756 - 1825
Fatos importantes
• Publicação da Enciclopédia por D’Alembert,
Diderot e Voltaire em 1751.
• Grandes transformações na Eur...
Revolução Francesa
• Injustiça sofrida pela França, devido ao fato de
só o terceiro estado pagar impostos com
objetivo de ...
• Tema da revolução;
• Deixada do país pelos nobres;
• Família real foge, porém é capturada;
• Marido e esposa foram guilh...
Nível hierárquico
Clero
Nobreza (rei, sua família,
condes, duques,
marqueses)
Terceiro Estado
(trabalhadores,
camponeses e...
• Baseado nos culto das ciências, da razão e do
progresso;
• movimento liderado por Rousseau, Locke,
Montesquieu, Voltaire...
No que acreditavam?
• Tendo direitos iguais, teriam felicidade.
No que eram contra?
• Imposições de caráter religiosos;
• ...
Interessados na mudança
• A burguesia, para poder ampliar suas riquezas
por intermédio da política.
Marquês de Pombal
• Ditador;
• A favor do Iluminismo, ajuda as ideias a se
formarem;
• Reorganizou os sistema educacional;...
Arcádia Lusitana
• Surge em 1756;
• O neoclassicismo cresce;
• Eram contra as coisas inúteis;
• Objetivo: restaurar a poes...
Características
• Vida simples;
• Busca pela natureza;
• Busca pelas virtudes morais;
• Fuga da cidade (fugere urbem);
• D...
• Defendem a separação dos gêneros;
• Abolição da rima;
• Emprego de metro simples;
• O despojamento do poema;
• A importâ...
“As vezes se não durmo o pensamento
Deixando o corpo sobre a cama quente,
Me leva mais ousado, que prudente,
Dos astros a ...
Bocage
• Manuel Maria de Barbosa du Bocage;
• Seguidor de Camões;
• Nasceu em Setúbal em 15 de setembro de 1765;
• Apaixon...
• Um que o vulgo fixou
através de anedotas,
cheio de obscenidade
e grosseria, com
temperamento
agressivo, impulsivo,
corta...
Sonetos
• “os sonetos documentam-lhe a vida por dentro e por
fora, testemunho de suas andanças e tormentos da
alma, consti...
• Influxo mais acentuado
das regras e
convenções trazidas
pelo neoclássico;
• Eu ardente, tumultuoso
que se impõe;
• Contr...
“ó retrato da Morte!, Ó Noite amiga
Por cuja escuridão suspiro há tanto!
Calada testemunha de meu pranto,
De meus desgosto...
“A TERRA
SIGNIFICAVA A
DIMENSÃO DO
EXISTIR, OU DO NÃO
SER.
OS ESPAÇOS DO
MUNDO DAS IDEIAS
CONSTUTUÍAM A
MORADA DO SER.”
Em...
Prof.ª Suellen Romere da Silva Santos.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arcadismo

689 visualizações

Publicada em

Características, contexto histórico e representantes

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
689
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
136
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arcadismo

  1. 1. Arcadismo 1756 - 1825
  2. 2. Fatos importantes • Publicação da Enciclopédia por D’Alembert, Diderot e Voltaire em 1751. • Grandes transformações na Europa. • Revolução Francesa em 1789. • Iluminismo francês. • Mudança do Ensino Superior e crise no Ensino Religioso; • Os jesuítas são expulsos das escolas e esta é aberta a outros.
  3. 3. Revolução Francesa • Injustiça sofrida pela França, devido ao fato de só o terceiro estado pagar impostos com objetivo de manter os luxos da nobreza; • França, país absolutista; • Povos não eram ouvidos; • Os oposicionistas eram presos na Bastilha; • Reinado de Luis XVI; • Queda da Bastilha;
  4. 4. • Tema da revolução; • Deixada do país pelos nobres; • Família real foge, porém é capturada; • Marido e esposa foram guilhotinados; • Os bens da igreja foram confiscados; • Em 1789, a Declaração dos Direitos Humanos foi anunciada; • Marco da civilização na França. Igualdade, fraternidade e liberdade
  5. 5. Nível hierárquico Clero Nobreza (rei, sua família, condes, duques, marqueses) Terceiro Estado (trabalhadores, camponeses e burguesia)
  6. 6. • Baseado nos culto das ciências, da razão e do progresso; • movimento liderado por Rousseau, Locke, Montesquieu, Voltaire, Diderot e D’Alembert; • Defendia a razão superior a fé; • Para os seguidores, a religião bloqueava o avanço intelectual do homem; • Homem bom x sociedade corrumpida. Iluminismo ou Século das Luzes
  7. 7. No que acreditavam? • Tendo direitos iguais, teriam felicidade. No que eram contra? • Imposições de caráter religiosos; • Práticas mercantilistas; • Absolutismo; • Privilégios dados ao clero e a nobreza.
  8. 8. Interessados na mudança • A burguesia, para poder ampliar suas riquezas por intermédio da política.
  9. 9. Marquês de Pombal • Ditador; • A favor do Iluminismo, ajuda as ideias a se formarem; • Reorganizou os sistema educacional; • Foi um dos responsáveis para a abolição dos escravos; • Recria uma nova Lisboa; • Quando o rei João I falece, Pombal perde seu poder e é expulso da corte.
  10. 10. Arcádia Lusitana • Surge em 1756; • O neoclassicismo cresce; • Eram contra as coisas inúteis; • Objetivo: restaurar a poesia clássica; • Viajam no tempo para o classicismo e restauram o pastoralismo e a poesia camoniana; • Greco-latina; • Poetas e pastores vivendo em plena natureza. • Mimese da arte antiga.
  11. 11. Características • Vida simples; • Busca pela natureza; • Busca pelas virtudes morais; • Fuga da cidade (fugere urbem); • Desprezo do luxo; • Busca pela vida serena; • Elogio da velhice; • Espontaneidade; • Gozo pleno da vida; • Epicurismo; • Presença da Virgem Maria.
  12. 12. • Defendem a separação dos gêneros; • Abolição da rima; • Emprego de metro simples; • O despojamento do poema; • A importância da mitologia; • Fingimento poético; Orientação Literária
  13. 13. “As vezes se não durmo o pensamento Deixando o corpo sobre a cama quente, Me leva mais ousado, que prudente, Dos astros a medir o movimento. Contemplo os Turbilhões, e finalmente Me transporto até sobre o Firmamento. [...] Descartes lá descubro [...] E eis que vem com mais certa Geometria Uma Pulga, e me morde no cachaço; Vou-me arranhar, e adeus a Filosofia” João Penha NOTA: pescoço
  14. 14. Bocage • Manuel Maria de Barbosa du Bocage; • Seguidor de Camões; • Nasceu em Setúbal em 15 de setembro de 1765; • Apaixona-se por Gertrudes, mas resolve seguir carreira na Marinha; • Vive uma vida boêmia e desregrada; • É preso e condenado em 1797; • É liberto; • Vive uma vida infeliz; • Morre em 1805, na miséria. • Pseudônimo: Elmano Sadino.
  15. 15. • Um que o vulgo fixou através de anedotas, cheio de obscenidade e grosseria, com temperamento agressivo, impulsivo, cortante • Outro, de extremo lirismo, cultuando o bucolismo e o amor. Dois Bocages: satírico e lírico
  16. 16. Sonetos • “os sonetos documentam-lhe a vida por dentro e por fora, testemunho de suas andanças e tormentos da alma, constituem autenticas páginas de um diário íntimo.” Massaud Moisés • Seus sonetos são marcados pela presença do pessimismo e da morte. • Pessoalidade -1º marca • Liberdade emocional – 2º marca • Ora rebelde, ora calmo.
  17. 17. • Influxo mais acentuado das regras e convenções trazidas pelo neoclássico; • Eu ardente, tumultuoso que se impõe; • Contra a impessoalidade; • Contra o fingimento; • Subjetivista; • Universalista. “olha, Marília, as flautas dos pastores que bem que soam, como estão cadentes! Olha o Tejo, a sorrir-se! Olha, não sentes Os Zéfiros brincar por entre as flores?” As fases de Bocage: sentimento e razão Nota: vento
  18. 18. “ó retrato da Morte!, Ó Noite amiga Por cuja escuridão suspiro há tanto! Calada testemunha de meu pranto, De meus desgostos secretária antiga!” NOTA: Sentimento desencontrado, desolação da existência, tema relacionado a morte. Tem a poesia de arrependimento, confissão, sensível, com tensão dramática.
  19. 19. “A TERRA SIGNIFICAVA A DIMENSÃO DO EXISTIR, OU DO NÃO SER. OS ESPAÇOS DO MUNDO DAS IDEIAS CONSTUTUÍAM A MORADA DO SER.” Em suma: • PARA CAMÕES • PARA BOCAGE “O SEU TERRITÓRIO PRÓPRIO E QUASE ÚNICO. SÍMBOLO PERFEITO DO INATINGÍVEL.”, Massaud Moisés
  20. 20. Prof.ª Suellen Romere da Silva Santos.

×