   Adotando uma estratégia de    mobilidade há acesso imediato a dados    para a tomada de    decisão, o uso de notebooks...
   No uso moderno, wireless se refere à comunicação    sem cabos ou fios e usa principalmente freqüência    de rádio e ra...
   Hoje em dia, as organizações estão desenvolvendo    grande parte de seus negócios em    ambientes móveis. Com isso, os...
   Os benefícios qualitativos são muito claros: quando o    trabalho é realizado em um ambiente móvel e em    um clima de...
   Podemos dividir essa infra-estrutura em dois grandes blocos:    Infra-estrutura cliente    A infra-estrutura cliente i...
   Na segunda fase, o objetivo já é dotar os usuários de portáteis    que atendam a certas exigências.    Leve em conside...
   O acesso dos equipamentos à rede, à Internet e a    ferramentas de colaboração como    software de mensagem eletrônica...
   Além do aspecto puramente técnico, a    adoção da mobilidade implica na    mudança de paradigma que poderá    atingir ...
   Em um primeiro momento, os notebooks eram usados    apenas pelos diretores e gerentes de maior importância,    porém h...
   A possibilidade de responder rapidamente às    solicitações dos clientes é fundamental para o êxito    de sua empresa....
   Com a velocidade em que as informações tramitam, os    negócios não podem ficar para trás; as resoluções precisam ser ...
   A primeira delas é adquirir equipamentos que se    encaixem às demandas de atendimento e ao    funcionamento dos proce...
   Durante as essas fases que determinam a    evolução e o grau da produtividade, é    necessário também avaliar cinco as...
   Sejam elas empresas grandes, médias e até    pequenas, a mobilidade tem a enorme vantagem    de aproximar a equipe do ...
   Não importa o porte da companhia, o    importante é saber identificar os tipos de    funcionários que ela tem e então ...
 1 Trabalhadores com base no  escritório 2 Viajantes constantes 3 Viajantes ocasionais 4 Trabalhadores móveis dentro d...
   Nos Estados Unidos, cerca de 70% de todos    os funcionários são remotos e/ou móveis.    Esses números demonstram como...
   As organizações estão desenvolvendo    grande parte de seus negócios em    ambientes móveis, ou seja, podem viajar    ...
Mobilidade ii
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mobilidade ii

185 visualizações

Publicada em

Curso Intel, Mobilidade II

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
185
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mobilidade ii

  1. 1.  Adotando uma estratégia de mobilidade há acesso imediato a dados para a tomada de decisão, o uso de notebooks ou PDAs é mais freqüente, brainstormings e idéias inovadoras são capturadas e compartilhadas instantaneamente.
  2. 2.  No uso moderno, wireless se refere à comunicação sem cabos ou fios e usa principalmente freqüência de rádio e radiação infravermelha. Por exemplo, internet sem fio ou Wlan. Para se ter acesso à Internet por uma rede Wi-Fi (também conhecida como Wlan), deve-se estar no raio de ação de um ponto de acesso (hotspot) ou local público onde opere uma rede sem fio.Para se conectar é necessário usar um dispositivo móvel, como um computador portátil, um Tablet PC ou um assistente pessoal digital (PDA) com capacidade de comunicação sem fio.
  3. 3.  Hoje em dia, as organizações estão desenvolvendo grande parte de seus negócios em ambientes móveis. Com isso, os funcionários podem viajar para visitar seus clientes, trabalhar remotamente, utilizar dispositivos móveis para se comunicar enquanto se locomovem e ao mesmo tempo, as empresas buscam formas de aumentar sua produtividade aproveitando as funcionalidades do ambiente móvel. A mobilidade em uma empresa é muito importante nos níveis em que se tomam as decisões, pois gerentes e diretores podem ser mais produtivos ao utilizar um computador portátil.
  4. 4.  Os benefícios qualitativos são muito claros: quando o trabalho é realizado em um ambiente móvel e em um clima de compartilhamento das informações, é notório o incremento do conhecimento pessoal, das aptidões e das habilidades. Essas habilidades identificam as organizações que têm mais potencial de manterem uma maior proximidade com os clientes. Com esse novo modelo de trabalho, as barreiras de tempo, distância ou localidade então sendo eliminadas. E isso dá a empresa e a seus empregados mais flexibilidade para fazer bons negócios.
  5. 5.  Podemos dividir essa infra-estrutura em dois grandes blocos: Infra-estrutura cliente A infra-estrutura cliente inclui todo o hardware e o software que os usuários finais utilizam. Isso inclui os PCs, sejam de mesa ou portáteis, o software neles instalados e impressoras e câmaras digitais, que também entram nesta categoria. O custo unitário dessa infra-estrutura é baixo, mas geralmente muitas unidades são necessárias. Infra-estrutura oculta Consideramos nesse caso toda a infra-estrutura robusta que alimenta a informação que o usuário final vê. Aqui há servidores, sistemas de armazenamento, sistemas de informação e bases de dados, etc. Seu custo unitário costuma ser alto, mas não são necessárias muitas unidades. As empresas que implementaram soluções de mobilidade o fizeram em etapas, pois dependendo da fase em que se encontram, suas necessidades são distintas: Em software Em geral, em uma primeira etapa, o foco está nas aplicações horizontais, isto é, as que causam impacto em toda a organização, sem importar a que área pertençam. Os exemplos mais comuns são as soluções de correio eletrônico ou extranet. Uma segunda fase contempla as aplicações verticais, isto é, as que causam impacto em uma área específica da empresa. Em hardware Na primeira fase, mais do que dotar toda a organização de novas ferramentas, a tendência é ir substituindo a atual base instalada de equipamentos para contemplar todo o pessoal com a ferramenta básica e angular da mobilidade: o notebook (ou laptop). Também nessa etapa inicial procura-se priorizar o time mais estratégico da organização. Esse também é o momento para investir naqueles elementos que possibilitam e maximizam a utilização dos notebooks: acessos de banda larga sem fio (hotspots) e sistemas de segurança como firewalls, etc.
  6. 6.  Na segunda fase, o objetivo já é dotar os usuários de portáteis que atendam a certas exigências. Leve em consideração os seguintes aspectos: 1.1 Performance a) Processador b) Placa de vídeo c) Tamanho do disco rígido d) Tamanho da Tela 1.2 Conectividade sem fio 1.3 Mobilidade a) Duração da bateria b) Peso c) Formato 2. Condições de mercado a) Preço b) Marca do equipamento c) Garantia
  7. 7.  O acesso dos equipamentos à rede, à Internet e a ferramentas de colaboração como software de mensagem eletrônica são de suma importância para facilitar a coleta e a troca de informações entre as equipes que, muitas vezes, são descentralizadas e trabalham em um mesmo projeto. No entanto, a maior preocupação dos gestores de TI está relacionada à aquisição destes equipamentos móveis, uma vez que os orçamentos estão cada vez menores e devem ser suficientes para suprir as necessidades da empresa.
  8. 8.  Além do aspecto puramente técnico, a adoção da mobilidade implica na mudança de paradigma que poderá atingir o próprio negócio da empresa e Deve ser feita uma avaliação geral, e indicando os funcionários que serão mais beneficiados com a mobilidade.
  9. 9.  Em um primeiro momento, os notebooks eram usados apenas pelos diretores e gerentes de maior importância, porém hoje as vantagens e benefícios da mobilidade já estão difundidos entre os diversos níveis das organizações. Este fato já caracteriza uma grande evolução e representou um importante crescimento no mercado destes equipamentos. Nas grandes cidades brasileiras, como acontece em qualquer grande centro urbano do mundo, o deslocamento toma do executivo um tempo precioso e havendo a possibilidade de aproveitá-lo para resolver problemas, fechar negócios e ganhar mercado ampliando seu campo de ação com o apoio de um notebook, a empresa tem muito a ganhar.
  10. 10.  A possibilidade de responder rapidamente às solicitações dos clientes é fundamental para o êxito de sua empresa. Mas quando a capacidade de resposta aos clientes depende de um escritório e um PC desktop, você enfrenta uma séria desvantagem competitiva. Acima de tudo, a implementação inicial não tem que custar uma fortuna. O ideal é começar devagar, com laptops e PDAs apenas para os funcionários mais móveis com monitoramento de produtividade desses funcionários. Em seguida, é preciso analisar se a expansão do grupo de funcionários móveis pode gerar mais ganhos de produtividade
  11. 11.  Com a velocidade em que as informações tramitam, os negócios não podem ficar para trás; as resoluções precisam ser ágeis e práticas; um funcionário que passa o dia fora do escritório e fica afastado das informações e impossibilitado de resolver os processos de trabalho não é eficiente para a empresa. Quando a empresa decide investir em soluções de mobilidade, ela está investindo na efetividade de seus negócios, já que gera o aumento da produtividade dos funcionários. Com isso, o principal beneficiado, além da própria empresa, é o cliente, que vê seus pedidos e solicitações serem atendidos em tempo reduzido. Diante desse novo contexto em que a mobilidade é parte do negócio e significa agregar valor ao atendimento das demandas, as empresas precisam avaliar se seus funcionários são efetivos em qualquer lugar que estejam, se eles estão cumprindo os objetivos e expectativas e se a empresa tem potencial competitivo.
  12. 12.  A primeira delas é adquirir equipamentos que se encaixem às demandas de atendimento e ao funcionamento dos processos corporativos. Passada essa primeira fase, a segunda etapa se destina a estender as aquisições a outras áreas da organização e buscar implementar aplicações verticais, ou seja, as que são utilizadas em departamentos específicos (exemplos típicos são ERP ou CRM). O uso desses departamentos já inclui alguns parceiros de negócios.
  13. 13.  Durante as essas fases que determinam a evolução e o grau da produtividade, é necessário também avaliar cinco aspectos chaves. O primeiro deles é questionar como uma solução móvel tornaria mais fácil às pessoas trabalhar mais produtivamente e prestar um melhor serviço ao cliente. Em segundo lugar, é importante avaliar se a força de trabalho da companhia seria beneficiada e como, se estivesse conectada à organização o tempo todo. Como terceiro ponto, temos a questão da infra- estrutura, ou seja, devemos avaliar quais mudanças, de hardware e software, precisam ser feitas. Seguindo para o quarto ponto, temos o desafio da segurança da informação, ou seja, a empresa precisa estar certa de que as informações que não estão dentro da empresa também não estarão em mãos que não sejam dos responsáveis. Por fim, a empresa deve estar convencida de que o investimento é adequado e realmente vai trazer retorno.
  14. 14.  Sejam elas empresas grandes, médias e até pequenas, a mobilidade tem a enorme vantagem de aproximar a equipe do cliente. Independentemente do porte, a mobilidade é um recurso fundamental para ampliar as oportunidades de negócios. Especialmente nas pequenas empresas, já acostumadas em manter maior número de colaboradores fora do ambiente de trabalho, a mobilidade só vem a acrescentar nesse modelo. Sendo assim, todo o conteúdo do escritório pode ser levado, com segurança, para dentro do escritório até mesmo do cliente.
  15. 15.  Não importa o porte da companhia, o importante é saber identificar os tipos de funcionários que ela tem e então avaliar qual solução de mobilidade melhor se adapta. Há basicamente dois tipos de trabalhadores: aqueles que pertencem a uma força de trabalho móvel e aqueles que não. Em geral, a maioria dos trabalhadores é móvel e se enquadram em alguma das seguintes classificações:
  16. 16.  1 Trabalhadores com base no escritório 2 Viajantes constantes 3 Viajantes ocasionais 4 Trabalhadores móveis dentro do escritório 5 Trabalhadores com base fora do escritório 6 Trabalhadores de campo 7 Trabalhadores alocados no cliente 8 Home-officers
  17. 17.  Nos Estados Unidos, cerca de 70% de todos os funcionários são remotos e/ou móveis. Esses números demonstram como a computação móvel é tendência e não mostra sinais de desaceleração. As empresas exigem cada vez mais soluções que permitam que seus funcionários tenham acesso contínuo a e-mails, chamadas telefônicas e informações. Mas quais são os reais benefícios da computação móvel? Ter as ferramentas certas disponíveis no momento certo pode ser um fator essencial para fechar um grande negócio. Com as soluções móveis, seus funcionários têm acesso às informações mais atualizadas para tomar decisões rápidas e embasadas que podem ser a diferença entre perder ou ganhar um novo cliente.
  18. 18.  As organizações estão desenvolvendo grande parte de seus negócios em ambientes móveis, ou seja, podem viajar para visitar seus clientes, trabalhar remotamente, utilizar dispositivos móveis para se comunicar enquanto se locomovem, estar conectados a recursos corporativos em outro país. Tudo isso de qualquer parte do mundo, não importando onde seus funcionários se encontrem.

×