O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil

530 visualizações

Publicada em

Este estudo foi motivado pela percepção das transformações que a pecuária de corte vem tendo nos últimos anos, com tudo pouco se sabe sobre o desempenho econômico e financeiro das maiores empresas de pecuária bovina no país.

O presente trabalho tem por objetivo explorar o assunto, procurando avaliar uma amostra das empresa no que diz respeito a sua capacidade de criar valor.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil

  1. 1. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil São Carlos, Agosto de 2008 1
  2. 2. Relatório de Pesquisa CARACTERIZAÇÃO DO LOCAL DA PESQUISA: Instituição: Embrapa Pecuária Sudeste Departamento: Economia Aplicada Atividade econômica da instituição: Pesquisa Agropecuária Endereço: Rodovia SP 310, km 234 Cep: 13565-970 Cidade: São Carlos - SP Telefone: 3361-5611 Fax: 3361-5754 CARACTERIZAÇÃO DA PESQUISA: Período de duração: 05/Maio/2008 a 15/Agosto/2008 Carga horária total: 300 horas. Estágio Voluntário DESENVOLVIDO POR: Estagiário: Samuel Teles dos Reis Pesquisador e Orientador: Oscar Tupy O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 2
  3. 3. Introdução Este estudo foi motivado pela percepção das transformações que a pecuária de corte vem tendo nos últimos anos, com tudo pouco se sabe sobre o desempenho econômico e financeiro das maiores empresas de pecuária bovina no país. O presente trabalho tem por objetivo explorar o assunto, procurando avaliar uma amostra das empresa no que diz respeito a sua capacidade de criar valor. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 3
  4. 4. Setor da Agropecuária Bovina  Mercado Interno e Eterno  O Subproduto de maior impacto econômico da carne Bovina  Importância do EVA para o Setor O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 4
  5. 5. Mercado Interno O Brasil é hoje o maior exportador de carne bovina do mundo, mais ainda assim fica fora de aproximadamente 60% de todo o mercado importador, justamente aqueles onde se pagam mais pelo produto. As exportações entre tanto, representam uma participação pequena em relação ao mercado doméstico e internamente o consumo de carne bovina tem aumentado em virtude do crescimento da renda da população. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 5
  6. 6. O Subproduto O subproduto de maior impacto social e econômico da carne bovina é indiscutivelmente o couro, segundo maior produtor internacional de couro processando 44,4 milhões de peças, o quarto maior exportador em 2007, pode superar a carne mesmo processada em valor comercial, sendo um subproduto rentável para os pecuaristas com visão no mercado. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 6
  7. 7. Gestão Baseada no Valor  O EVA é considerado como principal direcionador de riqueza para as empresa, demonstrando sua competência em gerar um retorno que mensure as expectativas de ganhos dos proprietários. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 7
  8. 8. Criação de Valor  Ao criar valor a organização ultrapassa o intuito de cobrir os custos explícitos identificados nas vendas e passa a levar em conta os custos implícitos, ou seja, o custos de oportunidade do capital investido, não cotejado pela contabilidade tradicional na apuração dos demonstrativos de resultados e conseqüentemente, na quantificação da riqueza dos acionistas; considera criadora de valor quando a empresa for capaz de oferecer aos seus proprietários de capital a remuneração acima de suas expectativas mínimas de ganho. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 8
  9. 9. Custo de Capital   O Custos Médio Ponderado de Capital, considera-se como médio a média de custo entre o capital próprio e o capital de terceiros e ponderado por sua respectiva participação na estrutura de financiamento da empresa. Para efeito de cálculo, simularam-se valores de 5% e 10% ao ano para o custo do capital próprio (CCP), dada a sua relativa subjetividade e também pela possibilidade de se estudar os efeitos dessa variável no cálculo do EVA. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 9
  10. 10. Formulação do EVA  I. II. III. EVA = LL – (CCP x PL) LL é o lucro líquido, tem por objetivo remunerar o investimento feito na empresa. PL é o patrimônio liquido; representa os valores que os sócios ou acionistas têm na empresa em um determinado momento. CCP é o custo do capital próprio, revela o retorno desejado pelos acionistas de uma empresa em suas decisões de aplicação de capital próprio. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 10
  11. 11. Análise das Demonstrações Financeiras  Com os dados obtidos das demonstrações financeiras da pecuária bovina, publicados pela Gazeta Mercantil (anuário 2005, 2006 e 2007) foram calculados os valores econômicos agregados (EVAs), de apenas 9% das empresas, onde o restante (91%) foram eliminadas por falta dos requisitos estabelecidos por esta pesquisa, como um patrimônio líquido positivo e sua existência nos três anos consecutivos. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 11
  12. 12. Valor Econômico Agregado de empresas de pecuária bovina para o ano de 2005 Gado Bovino Demonstrativo de Resultado Receita Líquida Nº Balanço Patrimonial Ativo Total Lucro/Prejuízo Patrim. Líq. Necessidade Capital Giro Retorno sobre Capital EVA Custo de Capital Empresas R$ Mil Evol. Real % Op. R$ Mil Líquido R$ Mil R$ Mil R$ Mil R$ Mil (%) 5% 10% 44656 43196 14249 8,8 1618,2 1 Jubran – SP 16144 -2,4 4275 3778 2 Novo Horizonte – PR 14383 15 9027 14639 48201 44735 5790 32,7 12402,25 10165,5 3 4 Jatobá Agric – MS Mate Laranjeira – MS 14246 6192 1 27,2 2112 2413 2253 1660 413592 19935 320582 18427 32217 2600 0,7 9 -13776,1 738,65 -29805,2 -182,7 5 HC Agropec - DF 5310 11,7 830 847 3909 3752 1204 22,6 659,4 471,8 6 Laranjeira Mendes - MS 4846 214 2212 5694 28407 19286 1978 29,5 4729,7 3765,4 7 Sbaraini Agropec - PR 3750 47,7 2530 1943 24767 24471 3999 7,9 719,45 -504,1 8 Couto Magalhães - MT 3069 -38,9 15026 9922 117037 111621 462 8,9 4340,95 -1240,1 9 Vale dos Sinos - RS 2843 18 -394 18 17083 10089 3703 0,2 -486,45 -990,9 10 Vicar - SP 2771 -28,1 1575 1670 20750 20448 7889 8,2 647,6 -374,8 11 Potrillo - MT 2377 238,5 3011 1956 30735 29435 833 6,7 484,25 -987,5 12 Ribermar - PR 2184 -11,7 308 103 11659 11296 1556 0,9 -461,8 -1026,6 13 Cavalinho - SP 2157 15,2 104 149 4907 4508 398 3,3 -76,4 -301,8 14 Júlio Avelino - RJ 1220 -22,5 95 72 3455 3159 54 2,3 -85,95 -243,9 15 Javaés - TO 994 59 59 4583 4288 223 1,4 -155,4 -369,8 16 São Leandro - RS 564 25,5 475 475 2313 2195 576 21,6 365,25 255,5 17 Empresa Emprs - PB 456 37,9 81 94 10440 10165 278 0,9 -414,25 -922,5 18 Rava - PR 328 14 19 H J - RS (*) 246 20 Colina Agropec - PA 229 21 Jomacridi - PR (*) 22 Líder Agropec - PA 23 São Paulo do Cravari - MT -541,6 289 281 2162 1903 -6 14,8 185,85 90,7 -137 738 13416 12078 313 6,1 134,1 -469,8 83 63 1805 1136 229 5,5 6,2 -50,6 130 98 91 1897 1651 5,5 8,45 -74,1 55 25 19 231 206 9,2 8,7 -1,6 53 -115 2531 9248 2209 2420,55 2310,1 -29,2 Fonte: Gazeta Mercantil (anuário 2005) e dados da Pesquisa -24 114,5 12
  13. 13. Valor Econômico Agregado de empresas de pecuária bovina para o ano de 2006 Gado Bovino Demonstrativo de Resultado Receita Líquida Nº Balanço Patrimonial Ativo Total Lucro/Prejuízo Patrim. Líq. Necessidade Capital Giro Retorno sobre Capital EVA Custo de Capital Empresas R$ Mil Evol. Real % Op. R$ Mil Líquido R$ Mil R$ Mil R$ Mil R$ Mil (%) 5% 10% 45797 44183 14175 4,6 -162,15 -2371,3 1 Jubran - SP 16561 -3,5 3023 2047 2 Novo Horizonte - PR 14951 -2,3 10933 12091 52311 47751 9222 25,3 9703,45 7315,9 3 Jatobá Agric - MS 11516 -24 -217 843 416695 321425 12714 0,3 -15228,25 -31299,5 4 HC Agropec - DF (*) 5310 830 847 3909 3752 1204 22,6 659,4 471,8 5 Sbaraini Agropec - PR 3493 -12,4 2812 2678 26861 25349 4845 10,6 1410,55 143,1 6 Vicar - SP 3472 17,8 721 909 20159 19759 7325 4,6 -78,95 -1066,9 7 Couto Magalhães - MT 3219 -1,4 19119 12454 131940 124347 -1089 10 6236,65 19,3 8 Laranjeira Mendes - MS 2968 -42,4 649 1724 28740 18510 2297 9,3 798,5 -127 9 Vale dos Sinos - RS 2933 -3 -845 53 16342 10143 4715 0,5 -454,15 -961,3 10 Mate Laranjeira - MS 2817 -57,2 2257 1609 20358 19294 2172 8,3 644,3 -320,4 11 Ribermar - PR 2501 7,7 470 292 11872 11588 1531 2,5 -287,4 -866,8 12 Cavalinho - SP 2002 -12,7 138 81 8482 8363 468 1 -337,15 -755,3 13 Javaés - TO 1730 63,6 657 657 5249 4620 248 14,2 426 195 14 Júlio Avelino - RJ 1236 -4,7 97 74 3784 3233 150 2,3 -87,65 -249,3 15 Potrillo - MT 1189 -53 4219 2816 33917 32251 243 8,7 1203,45 -409,1 16 Empresa Emprs - PB 600 23,6 246 246 10532 10411 417 2,4 -274,55 -795,1 17 São Leandro - RS 539 -10 331 331 2626 2526 751 13,1 204,7 78,4 18 Rava - SP 356 2,2 308 297 2318 2129 -1 14 190,55 84,1 19 Colina Agropec - PA 311 27,5 175 133 2030 1236 209 10,8 71,2 9,4 20 H J - RS (*) 306 344 14,6 1309,3 629,6 21 Jomacridi - PR 214 10,4 103,35 6,7 22 Líder Agropec - PR (*) 45 23 São Paulo do Cravari - MT -161 1989 15343 13594 43,7 196 200 1940 1933 18 14 250 219 -100 466 1656 7870 3983 Fonte: Gazeta Mercantil (anuário 2006) e dados da Pesquisa 110 6,2 3,05 -7,9 41,6 1456,85 1257,7 13
  14. 14. Valor Econômico Agregado de empresas de pecuária bovina para o ano de 2007 Gado Bovino Demonstrativo de Resultado Receita Líquida Nº Balanço Patrimonial Lucro/Prejuízo Empresas Ativo Total Patrim. Líq. Necessidade Capital Giro Retorno sobre Capital EVA Custo de Capital R$ Mil Evol. Real % Op. R$ Mil Líquido R$ Mil R$ Mil R$ Mil R$ Mil (%) 5% 5681 4372 53307 47956 15611 9,1 1974,2 10% 1 Jubran - SP 16827 3,7 -423,6 2 HC Agropec - DF 14142 82,3 6037 6029 11083 10503 7171 57,4 5503,85 4978,7 3 Jatobá Agric - PR 12455 10,4 23173 19544 403194 322868 12511 6,1 3400,6 -12742,8 4 Novo Horizonte - PR 9594 -34,5 4992 9424 57929 55584 10226 17 6644,8 3865,6 5 Laranjeira Mendes - MS 5579 91,9 1792 1997 20853 19087 3090 10,5 1042,65 88,3 6 Mate Laranjeira - MS 3928 42,3 2521 1561 21180 20069 2199 7,8 557,55 -445,9 7 Vicar - SP 3715 9,2 1769 4111 23959 23722 7487 17,3 2924,9 1738,8 8 Sbaraini Agropec - PR 3125 -8,7 2479 3350 30076 28699 4767 11,7 1915,05 480,1 9 Couto Magalhães - MT 2946 -6,6 18652 12498 143742 136845 -562 9,1 5655,75 -1186,5 10 Vale dos Sinos - RS 2803 -2,5 -70 36 15100 10179 3518 0,4 -472,95 -981,9 11 Ribermar - PR 2751 12,3 568 328 12782 11916 1173 2,8 -267,8 -863,6 12 Cavalinho 2002 138 81 8482 8363 468 1 -337,15 -755,3 13 Potrillo - MT 1900 63,1 4906 3305 37251 35556 45 9,3 1527,2 -250,6 14 Javaés - TO 1611 -5 305 305 5412 4925 -14 6,2 58,75 -187,5 15 São Paulo do Cravari - MT 1328 865 865 7566 4804 18 624,8 384,6 16 Júlio Avelino - RJ 1241 2,5 99 75 4302 3308 128 2,3 -90,4 -255,8 17 São Leandro - RS 703 33,1 469 469 3111 2995 981 15,7 319,25 169,5 18 Empresa Emprs - PB 446 -24,1 154 129 10746 10540 449 1,2 -398 -925 19 Rava - PR 390 11,9 349 338 2576 2387 -5 14,2 218,65 99,3 20 Colina Agropec - PA 276 -9,3 144 110 2210 1318 204 -21,8 21 Jomacridi - PR (*) 214 196 200 1940 1933 22 H J - RS (*) 207 -207 553 14002 13604 23 Líder Agropec - PR (*) 43 11 13 262 232 Fonte: Gazeta Mercantil (anuário 2007) e dados da Pesquisa 8,3 44,1 10,4 103,35 6,7 405 4,1 -127,2 -807,4 -25 5,7 1,4 -10,2 14
  15. 15. Analise do Valor Econômico Agregado 2007 2006 CCP 10% 2005 -61% CCP 10% CCP 10% 39% -52% 48% 26% -74% 2007 EVA Negativo EVA Positivo -26% 74% CCP 5% 2006 -35% CCP 5% 65% 2005 -30% 70% CCP 5% -80% -60% -40% -20% 0% 20% 40% O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 60% 80% 15
  16. 16. Conclusão  A situação das empresas da pecuária bovina no Brasil avaliadas neste trabalho, não se encontram no ideal, e o que se recomenda em vista das evidências levantadas nessa pesquisa é atenção em sua gestão, pois demonstram a falta de um perfil profissional voltado para criação de valor, deixando assim na maioria das empresas a destruição de riqueza, onde mesmo apurando o lucro contábil, o montante não consegue cobrir o custo mínimo de oportunidade do capital investido. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 16
  17. 17. Bibliografia  ASSAF NETO, A.lexandre. Finanças Corporativas e Valor, 2. ed. São Paulo: Atlas, 2003.  FERRAZ, J.V. Dados preliminares do IBGE confirmam previsões do Instituto FNP. Revista ANUALPEC, instituto IFNP, 2008.  YOUNG, S. David; O’BYRNE, Stephan F. EVA e Gestão Baseada em Valor: guia prático para implementação. 3. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2003, p. 422. CITAÇÕES E REFERÊMCIAS ELETRÔNICAS:  http://www.cppse.embrapa.br . Acesso em: 20 Maio. 2008.  http://www.gazetamercantil.com.br. Acesso em: 22 Jun. 2008.  http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 18 Jul. 2008.  http://www.ipea.gov.br. Acesso em: 27 Jul. 2008.  http://www.portaldoagronegocio.com.br. Acesso em: 11 Maio. 2008. O Custo de Capital e o Valor Econômico Agregado de Empresas da Pecuária Bovina no Brasil 17

×