A pré-história brasileira
Abril Educação
Luzia:
a primeira
brasileira
Abril Educação
A reconstrução, passo a passo
Fóssil copiado
O crânio de Luzia, exposto no Museu
Nacional da Quinta da Boa ...
Abril Educação
A surpresa
O resultado foi uma fisionomia com traços
negróides.
Luzia tinha olhos arredondados, nariz
largo...
Abril Educação
Pinturas rupestres no
Piauí: violência retratada
há 9.000 anos
A paisagem
Com o clima mais frio do
que o at...
Abril Educação
Tanque pré-histórico
O gliptodonte parecia um tatu
gigante, com um casco
encouraçado. Mamífero, comia
inset...
Abril Educação
Laboratório da evolução
Parente do camelo, a
macrauquênia tinha tamanho de
um Ford Ka e aparência de um
cav...
Abril Educação
Rinoceronte sem chifre
O toxodonte viveu na América
do Sul por quase 2 milhões de
anos. Tinha mais de 1,50
...
Abril Educação
Abril Educação
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pré-historia brasileira

1.282 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pré-historia brasileira

  1. 1. A pré-história brasileira
  2. 2. Abril Educação Luzia: a primeira brasileira
  3. 3. Abril Educação A reconstrução, passo a passo Fóssil copiado O crânio de Luzia, exposto no Museu Nacional da Quinta da Boa Vista, foi submetido a uma tomografia por uma equipe de pesquisadores ingleses. As imagens foram processadas em computador. e o crânio foi reconstruído de material sintético. Face de argila O novo crânio foi levado para Manchester, onde Richard Neave refez com argila a face de Luzia. Para modelar o queixo e as bochechas, usou camadas de massa que variaram entre 15 e 20 milímetros.
  4. 4. Abril Educação A surpresa O resultado foi uma fisionomia com traços negróides. Luzia tinha olhos arredondados, nariz largo e queixo bastante proeminente. Detalhes como lábios e orelhas foram concebidos por aproximação com os tipos negróides atuais (africanos e aborígines australianos). Walter Neves em seu laboratório: crânio redescoberto no museu.
  5. 5. Abril Educação Pinturas rupestres no Piauí: violência retratada há 9.000 anos A paisagem Com o clima mais frio do que o atual, o Brasil era dominado por campos e cerrados. A Floresta Amazônica ainda não existia. Próximo aos rios havia árvores de até 6 metros de altura.
  6. 6. Abril Educação Tanque pré-histórico O gliptodonte parecia um tatu gigante, com um casco encouraçado. Mamífero, comia insetos e plantas e tinha uma arma poderosa: a cauda repleta de espinhos. Preguiça gigante O megatério vivia em bandos pelo continente. Chegava a atingir 4 metros de altura (quase o tamanho de uma casa) quando se apoiava sobre as patas traseiras.
  7. 7. Abril Educação Laboratório da evolução Parente do camelo, a macrauquênia tinha tamanho de um Ford Ka e aparência de um cavalo com uma tromba curta. Seus fósseis fascinaram Charles Darwin. Elefante peludo O mastodonte chegou ao Brasil pelo istmo do Panamá há 1 milhão de anos. Era um avô peludo dos atuais elefantes, mas tinha orelhas menores e couro muito mais resistente.
  8. 8. Abril Educação Rinoceronte sem chifre O toxodonte viveu na América do Sul por quase 2 milhões de anos. Tinha mais de 1,50 metro de altura e era parecido com um rinoceronte sem chifres. O predador O tigre-dentes-de-sabre tinha presas gigantescas, de até 20 centímetros. Era uma vez e meia o tamanho de um leão atual. Foi extinto cerca de 10.000 anos atrás.
  9. 9. Abril Educação
  10. 10. Abril Educação

×