O Podcast no Ensino Básico
                  Sónia Cruz
             Universidade do Minho

         soniacatarinacruz@gma...
• A generalização das novas tecnologias conhecem uma boa
  aceitação entre o público estudantil uma vez que eles
  pertenc...
• Desde o jardim-de-infância ao ensino superior, diversas
  ferramentas (blog, podcast, hi5, flickr, dandelife…) podem
  s...
Vantagens do uso do Podcast
• Utiliza áudio, textos, imagens, vídeo e hipertexto;

• Permite a actualização por meio de fe...
• O facto do aluno conhecer a voz do professor (ou de outros
  colegas!), faz com que a tarefa deixe de ser impessoal, log...
Potencialidades do podcast na sala de
aula

 • Possibilita o envolvimento dos alunos na construção da sua
   aprendizagem ...
Um Estudo de Caso
  http://historianove.podomatic.com
Objectivos do estudo:
 Aferir como os alunos reagiram à utilização do podcast
  em sala de aula (1.º momento).
 Verifica...
Caracterização da amostra
   • 27 sujeitos

   • 9º ano de escolaridade (3º CEB)

   • Alunos que frequentam a disciplina ...
Instrumentos de Recolha de Dados

As técnicas de recolha de dados utilizadas neste
  estudo foram:

  – Inquérito

     • ...
Descrição do Estudo
• Decorreu no ano lectivo de 2006/2007

• Efectuado em 2 momentos:

   – No primeiro momento do projec...
1.º momento                         •   A proposta de trabalho convida os
                                        alunos a...
Apresentação e análise de dados
   Aprender a trabalhar com o
                                              f      %
    ...
2.º momento
 •   Os alunos foram convidados a criarem o seu próprio podcast com a
     finalidade de informar os potenciai...
Figura 2. Podcast criado por um   Figura 3. Episódios narrados no
grupo no âmbito do estudo da I    podcast relativos ao e...
• Em cada tarefa, os alunos tiveram que desenvolver
  várias competências:

   –    pesquisa,
   –    leitura, análise e t...
Apresentação e análise de dados

 O facto de publicar no meu                   Sim        Em Parte            Não
 podcas...
Apresentação e análise de dados
• A avaliação de cada episódio do podcast atendeu:

   –    à veracidade histórica,
   – ...
Criar um podcast
• Não exige um conhecimento apurado de software.

• Uma pesquisa em motores de busca permite ao professor...
Rentabilizar um podcast
 • Pesquisa e selecção de podcast já criados rentabilizando a
   informação já produzida.




    ...
Conclusão
• A utilização do podcast ajuda os alunos a aprender
  conteúdos e a desenvolver competências, bem como
  partil...
•    A possibilidade da aprendizagem poder ocorrer tanto dentro
    como fora da escola (através de dispositivos móveis co...
Sónia Cruz
     Universidade do Minho


soniacatarinacruz@gmail.com




    Encontro sobre Podcast
    Braga, 8 de Julho d...
Apresentação e análise de dados
• A ficha de literacia informática permitiu caracterizar a amostra e
  obviar as competênc...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O Podcast no Ensino Básico

3.094 visualizações

Publicada em

A presente comunicação reflecte sobre as potencialidades que o podcast possibilita ao professor de modo a que este se sinta capaz de o usar em contexto de sala de aula, abordando, por isso, possíveis usos e contextos da sua utilização, em particular no ensino básico. De seguida são apresentados exemplos concretos e oferecem-se algumas sugestões para criar e/ou rentabilizar podcasts disponíveis online. Por fim, tecem-se algumas considerações sobre a utilização da ferramenta em contexto escolar.

Publicada em: Educação
0 comentários
13 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.094
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
186
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
13
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Podcast no Ensino Básico

  1. 1. O Podcast no Ensino Básico Sónia Cruz Universidade do Minho soniacatarinacruz@gmail.com Encontro sobre Podcast Braga, 8 de Julho de 2009
  2. 2. • A generalização das novas tecnologias conhecem uma boa aceitação entre o público estudantil uma vez que eles pertencem à geração Net (Oblinger & Oblinger, 2005). • Os alunos com que hoje convivemos aspiram um ensino diferente do que tiveram os seus professores da geração de papel (Carvalho, 2009). • Eles são uns verdadeiros nativos digitais (Prensky, 2001). Nasceram rodeados por diversos dispositivos tecnológicos e cabe aos professores da geração de papel empenharem-se em ser emigrantes digitais e acompanhar os seus alunos a aceder e receber informação, vivenciando as potencialidades do conectivismo (Siemens, 2005).
  3. 3. • Desde o jardim-de-infância ao ensino superior, diversas ferramentas (blog, podcast, hi5, flickr, dandelife…) podem ser aproveitadas pelo professor para alcançar os objectivos que estabeleceu e potenciar o desenvolvimento de competências. • O podcast surge então como uma tecnologia alternativa de auxílio ao ensino tanto presencial (Moura & Carvalho, 2006a) como a distância (Moura & Carvalho, 2006b), pois permite disponibilizar gratuitamente materiais didácticos como aulas, documentários e entrevistas em formato áudio que podem ser ouvidos a qualquer hora e em diferentes espaços geográficos (Cruz et al., 2007). » É a emergência do ‘estudo móvel’!
  4. 4. Vantagens do uso do Podcast • Utiliza áudio, textos, imagens, vídeo e hipertexto; • Permite a actualização por meio de feeds do Real Simple Syndication (os alunos sabem sempre quando o professor actualizou o podcast ao receber uma notificação por e-mail); • Pode ser resultado de uma produção individual ou colectiva; • Serviço gratuito; • Ao versar sobre um tópico específico capta a atenção do aluno, • A duração dos episódios gravados não deverá ser longa para que a atenção se mantenha. – ficheiros demasiado longos, pelo espaço que ocupam nos servidores gratuitos, inviabilizam a audição/utilização dos episódios.
  5. 5. • O facto do aluno conhecer a voz do professor (ou de outros colegas!), faz com que a tarefa deixe de ser impessoal, logo sente-se mais à vontade e predisposto para ouvir; • A utilização de música de fundo no podcast é possível, mas esta pode captar a atenção do aluno em detrimento do que é transmitido; • Possibilita o download dos ficheiros para dispositivos móveis (o que permite aos alunos terem sempre disponíveis os conteúdos que querem ouvir sem estarem ligados à Web); • O professor pode rentabilizar o tempo ao gravar as suas aulas dado que, nalgumas disciplinas em que os conteúdos pouco variam de ano para ano, o professor pode usar o mesmo podcast.
  6. 6. Potencialidades do podcast na sala de aula • Possibilita o envolvimento dos alunos na construção da sua aprendizagem desenvolvendo de competências como (Abrantes, 2001): – pesquisa, selecção e organização da informação para transformar em conhecimento mobilizável; – adopção de metodologias personalizadas de trabalho e de aprendizagem adequadas aos objectivos visados; – realização de actividades de forma autónoma, responsável e criativa; – cooperação com outros em tarefas e projectos comuns; – uso adequado de linguagens tecnológicas para se expressar.
  7. 7. Um Estudo de Caso http://historianove.podomatic.com
  8. 8. Objectivos do estudo:  Aferir como os alunos reagiram à utilização do podcast em sala de aula (1.º momento).  Verificar a importância da integração do podcast no processo de ensino aprendizagem como forma de desenvolver as competências essenciais de acordo com o currículo nacional, especificamente: • promover a pesquisa, • tratamento e cruzamento de informação, • a utilização da tecnologia informática ao serviço da História, • a divulgação e partilha do conhecimento histórico através do envolvimento directo na dinamização da turma, • participar em projectos comunicativos que impliquem um uso vivo da língua em que comunicam, • estratégias de recepção, interacção e produção de textos (2.º momento).  Analisar a aprendizagem/competências desenvolvidas (2.º momento).
  9. 9. Caracterização da amostra • 27 sujeitos • 9º ano de escolaridade (3º CEB) • Alunos que frequentam a disciplina de História no Externato Maria Auxiliadora – Viana do Castelo.
  10. 10. Instrumentos de Recolha de Dados As técnicas de recolha de dados utilizadas neste estudo foram: – Inquérito • Ficha de literacia informática • 2 questionários de opinião (1.º e 2º momentos) – Observação • Diário de aula – Análise à produção dos trabalhos (episódios em podcast) dos alunos
  11. 11. Descrição do Estudo • Decorreu no ano lectivo de 2006/2007 • Efectuado em 2 momentos: – No primeiro momento do projecto, a professora aproveitou projecto para demonstrar o funcionamento desta ferramenta e motivar os alunos para a temática que se ia abordar nas aulas seguintes. – 2 aulas – No segundo momento do projecto, a professora aproveitou projecto esta ferramenta com o objectivo de proporcionar o desenvolvimento de competências. – 18 aulas
  12. 12. 1.º momento • A proposta de trabalho convida os alunos a ouvirem o episódio gravado, sendo que este possuía palavras intrusas que deturpavam o sentido lógico da mensagem. • A tarefa propunha que os alunos depois de ouvirem o episódio identificassem as palavras intrusas e, com elas, construíssem um novo texto que transmitiria uma mensagem coerente sobre o tema em estudo, que por sua vez seria publicado pelos próprios Figura 1 – Episódio sobre a alunos no podcast, enquanto registo Hegemonia escrito. e Declínio da Influência Europeia
  13. 13. Apresentação e análise de dados  Aprender a trabalhar com o f % podcast foi Fácil 16 59,3 Acessível 11 40,7 Difícil 0 0,0 Muito difícil 0 0,0 Tabela 1 – Aprendizagem com o podcast (N=27) O podcast criado para a disciplina de História como auxílio às actividades da f % aula foi uma ideia Desafiante 24 88,9 Pouco desafiante 3 11,1 Aborrecida 0 0,0 Muito aborrecida 0 0,0 Tabela 2 – O podcast como auxílio às actividades da aula (N=27)
  14. 14. 2.º momento • Os alunos foram convidados a criarem o seu próprio podcast com a finalidade de informar os potenciais ouvintes sobre a temática que iria ser abordada. • Foi proposto aos alunos que, em pares, trabalhassem os conteúdos da I e II Guerras Mundiais, ao longo de 8 e 10 aulas, nos 1.º e 2.º períodos lectivos, respectivamente. • Os alunos deveriam procurar livremente informação na Web sobre o assunto a tratar em cada aula produzindo um texto que seria gravado na aula seguinte (ou em momento a combinar com a docente). • Os alunos colocavam online o ficheiro áudio, previamente gravado com recurso ao Audacity. Participando na construção do seu conhecimento histórico ao mesmo tempo que utilizam meios informáticos como suporte da comunicação.
  15. 15. Figura 2. Podcast criado por um Figura 3. Episódios narrados no grupo no âmbito do estudo da I podcast relativos ao estudo da II Guerra Mundial Guerra Mundial
  16. 16. • Em cada tarefa, os alunos tiveram que desenvolver várias competências: – pesquisa, – leitura, análise e tratamento de diferentes fontes, – cruzamento de informações, construção de uma – síntese, visão do facto histórico em causa, – Redacção escrita, partilhada na Web – Desenvolvimento da oralidade, – apresentação de projectos.
  17. 17. Apresentação e análise de dados  O facto de publicar no meu Sim Em Parte Não podcast ajudou-me a f % f % f % Analisar com cuidado os documentos para construir um 21 77,8 6 22,2 0 0,0 bom trabalho Aprender a seleccionar a informação mais relevante 20 74,1 7 25,9 0 0,0 Sintetizar as ideias principais 21 77,8 6 22,2 0 0,0 Organizar logicamente as ideias 21 77,8 6 22,2 0 0,0 Produzir textos 23 85,2 4 14,8 0 0,0 Estudar para as fichas de 16 59,3 11 40,7 0 0,0 avaliação Tabela 3 - O podcast como ferramenta para o desenvolvimento de competências (N=27)
  18. 18. Apresentação e análise de dados • A avaliação de cada episódio do podcast atendeu:  – à veracidade histórica, – ao cumprimento da tarefa, – ao respeito pelo tema em estudo, – à capacidade de concluir o estudo no tempo previsto, – capacidade de analisar diferentes fontes, – seleccionar a informação mais relevante, – sintetizar as ideias principais, – organizar logicamente as ideias e – produzir textos coerentes e científicos do ponto de vista histórico. • De uma forma global, os podcast criados evidenciaram: – um rigor científico, – tratamento adequado da informação, – narração com uma lógica temporal dos acontecimentos históricos, – cumprimento dos tópicos enunciados na proposta de trabalho.
  19. 19. Criar um podcast • Não exige um conhecimento apurado de software. • Uma pesquisa em motores de busca permite ao professor encontrar tutoriais para aprender a criar um podcast. • O Podomatic é um serviço que possibilita ao utilizador uma gravação imediata, no entanto, pode-se optar por um método de pré-gravação, utilizando software livre como o Audacity, (também com tutoriais online e impressos). • Para a gravação, deve existir um ambiente calmo e sem barulhos de fundo. • Requer empenho, criatividade e esforço.
  20. 20. Rentabilizar um podcast • Pesquisa e selecção de podcast já criados rentabilizando a informação já produzida. Figura 4. Podcast da disciplina de Figura 5. Podcast da disciplina Língua Portuguesa de Adelina de Língua Portuguesa de Moura Teresa Pombo
  21. 21. Conclusão • A utilização do podcast ajuda os alunos a aprender conteúdos e a desenvolver competências, bem como partilhar conhecimentos na Web tornando-se consumidores e produtores de informação para a Web: é o Read/Write Web (Richardson, 2006). • O podcast vem revolucionar o ambiente de sala de aula e exige uma redefinição do papel do professor, da sua formação e do seu desenvolvimento profissional (Marcelo, 2002). • O uso de podcast em contexto sala de aula provoca um maior interesse na aprendizagem dos conteúdos e a particularidade de poder ouvir, tantas vezes quanto se desejar, o mesmo episódio ou outros, permite aos alunos compreenderem melhor o conteúdo abordado.
  22. 22. • A possibilidade da aprendizagem poder ocorrer tanto dentro como fora da escola (através de dispositivos móveis como MP3/MP4, telemóveis, smartphones, etc.) permite o respeito pelos diferentes ritmos de aprendizagem dos alunos. • Quando é dada a oportunidade aos alunos de serem eles próprios a gravarem episódios, a aprendizagem torna-se muito mais significativa uma vez que a pesquisa e a construção de um texto para gravar no podcast exige-lhes maior preocupação uma vez que o resultado publicado estará ao escrutínio de todos.
  23. 23. Sónia Cruz Universidade do Minho soniacatarinacruz@gmail.com Encontro sobre Podcast Braga, 8 de Julho de 2009
  24. 24. Apresentação e análise de dados • A ficha de literacia informática permitiu caracterizar a amostra e obviar as competências da mesma quanto ao domínio do computador como instrumento de trabalho e o conhecimento do podcast. Conhecimento do Podcast O uso e consulta de sites na Internet (N= 27) Frequência na utilização do computador (N= 27) 100 100 80 74 100 90 96,2 70 100 60 80 50 70 80 40 60 Sim 30 50 60 18,5 20 40 7,5 Não 10 40 0 30 0 20 20 Diariamente Semanalmente Esporadicamente 3,7 Nunca 10 0 0 (Por exemplo, quando 0 0 preciso de passar um Consulta na Internet Sim "Navegação" nos sites Não trabalho) • Através da grelha de observação constatou-se o interesse crescente dos alunos à medida que a produziam episódios para o Podcast, bem como as dificuldades sentidas.

×