• Salvar
Nefrectomia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Nefrectomia

em

  • 14,908 visualizações

 

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
14,908
Visualizações no SlideShare
14,907
Visualizações incorporadas
1

Actions

Curtidas
6
Downloads
0
Comentários
1

1 Incorporado 1

https://www.facebook.com 1

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário

Nefrectomia Presentation Transcript

  • 1. NEFRECTOMIA
  • 2. Anatomia Renal
  • 3. Anatomia RenalOs rins são órgãos pares parecidos com o formato dofeijão e de coloração vermelho-parda.Órgãos retroperitonais (posicionados por trás doperitônio da cavidade abdominal);Situados na porção da cavidade abdominal,lateralmente a coluna vertebral, entre a 12º costela eo processo transverso da 3º vértebra lombar.
  • 4. Anatomia Renal
  • 5. Anatomia Renal
  • 6. Anatomia RenalCada rim tem cerca de 11,25cm de comprimento, 5 a7,5cm de largura e um pouco mais do que 2,5 cm deespessura;O rim esquerdo é um pouco mais comprido e maisestreito do que o rim direito;O peso do rim do homem adulto varia entre 120 e170g e da mulher adulta varia entre 110 e 150g;O rim direito normalmente situa-se um pouco abaixodo rim esquerdo, devido ao grande tamanho do lobodireito do fígado.
  • 7. Anatomia Renal
  • 8. Anatomia Renal• Os rins apresentam:2 faces: uma posterior (mais abaulada) e umaanterior (mais lisa).2 bordas: uma medial (côncava, onde encontra-seo hilo renal) e uma lateral (convexa).2 pólos: um superior (mais arredondado, ondeencontra-se a glândula supra-renal) e um inferior.
  • 9. Anatomia Renal
  • 10. Estruturas Internas dos Rins
  • 11. Anatomia RenalO sangue chega aos rins através da artéria renal a qualse divide em varias arteríolas dentro dos rins, estaslevam sangue para os néfrons ,onde ele e filtrado,assim formando a urina, a qual e coletada pelos tuboscoletores e despejada nos cálices renais, que a levampara bacinete que por sua vez extravasa essa urina noureter. E o sangue já filtrado, e agora limpo deimpureza, volta para a corrente sanguínea do corpoatravés da veia renal.
  • 12. Vídeo 1- Anatomia Renal
  • 13. Nefrectomia- Definições
  • 14. Nefrectomia- DefiniçõesNefrectomia é a remoção cirúrgica de um rim• Retirada total ou parcial do rim;Tipos de Nefrectomia:• Nefrectomia Parcial e Nefrectomia Radical;A Nefrectomia Subdivide-se em:• Nefrectomia Parcial ou Radical- Aberta;• Nefrectomia Parcial ou Radical- Laparoscópica;
  • 15. Indicações da Nefrectomia• Carcinoma renal;• Rim não-funcional (que pode causar hipertensãoarterial sistêmica);• Rim pequeno congênito (quando o rim estáinchado, causando pressão nos nervos, podendogerar dor nas costas);A nefrectomia também é realizada quando alguémvai doar um rim para transplante renal.
  • 16. Nefrectomia ParcialNefrectomia Parcial- Remoção cirúrgica de umaparte do rim, tratamento ideal tendo em vista que éa técnica que mais preserva a função renal.A nefrectomia parcial é uma operação escolhida emcasos de: anomalias congênitas, tumores benignosou em alguns traumatismos que afetem um polorenal.
  • 17. Vídeo 2- Nefrectomia Parcial vídeoanimação 3d
  • 18. Nefrectomia Aberta- Radical ouParcialPraticada por uma incisão no flanco ou no abdômen;Podendo ser extraída uma costela;No passado, a nefrectomia radical era consideradaum tratamento ideal para tumores confinados ao rim;Após cinco ou dez anos estudos demonstraram queambas as nefrectomias são eficazes:• Tratamento para tumores únicos, de pequenasdimensões e localizado.
  • 19. Nefrectomia Aberta- Radical ouParcialChances de cura são idênticas, independentementeda remoção total ou parcial do rim;No entanto, quando se preserva o órgão, diminui-se de43% para 7% o risco de perda de função renalsignificativa a longo prazo.A cirurgia parcial normalmente é indicada para casosde tumores de menos de 4 cm , em qualquer caso emque a função renal já esteja prejudicada ou quando opaciente tem apenas um rim.
  • 20. Nefrectomia LaparoscópicaProcedimento minimamente invasivo realizado atravésde pequenas incisões ou portais abdominais por ondesão introduzidos os instrumentos cirúrgicos.A nefrectomia laparoscópica consiste na retiradacirúrgica do rim, e ela pode ser realizada parapatologias benignas e malignas.
  • 21. Incisões da Cirurgia Laparoscópica
  • 22. Indicações para Nefrectomia porVideolaparoscopiaPatologias benignas:• Atrofias renais (rins diminuídos de tamanho);• Rins que perderam a função;• Em geral estes processos são causados pordoenças inflamatórias, infecciosas ou por cálculosrenais;
  • 23. Tomografia Computadorizada de Paciente comAtrofia Renal Esquerda Secundaria a InfecçõesRenais de Repetição.
  • 24. Indicações para Nefrectomia porVideolaparoscopiaPatologias malignas: tumores renaisEstes tumores podem causar dor abdominal, sensaçãode massa palpável na barriga ou sangramento naurina. Alguns pacientes se apresentam com tumoresvolumosos e com metástases e dificilmente podem sercurados com a nefrectomia.
  • 25. Tomografia Computadorizada Mostrando TumorRenal Esquerdo
  • 26. Nefrectomia LaparoscópicaÉ importante ressaltar que existe um limite paraindicação e realização de nefrectomia laparoscópicaem pacientes portadores de tumores renais malignos, olimite é:Tamanho do tumor quanto o tumorA chance de realizar cirurgiavideolaparoscópica.
  • 27. Como é feito o ProcedimentoCirúrgico?Nefrectomia Aberta- é realizada na parte lateral docorpo e tem como característica a ocorrência de dor deforte intensidade no pós-operatório. Além disso, comoesta incisão atravessa planos musculares estáassociada com ocorrência de hérnias e flacidez nolocal da incisão trazendo bastante desconforto aopaciente.
  • 28. Paciente Submetido a NefrectomiaAberta
  • 29. Como é feito o ProcedimentoCirúrgico?Nefrectomia Laparoscópica- é realizada com opaciente deitado de lado, sendo necessários 3 ou 4incisões na região abdominal e no flanco para o acessoao rim.Recentemente esse procedimento tem sidorealizado através de uma pequena incisão noumbigo do paciente.
  • 30. Posição do Paciente paraNefrectomia Laparoscópica
  • 31. Imagens Captadas no Interior da CavidadeAbdominal pelo Sistema de Fibra Ótica.
  • 32. Incisões da Nefrectomia Laparoscópicaapós o Término da Cirurgia
  • 33. Nefrectomia LaparoscópicaMenor tempo deinternação;Melhor processo derecuperação;Diminuição da dor e dosangramento;
  • 34. Nefrectomia LaparoscópicaApós a cirurgia o paciente fica internado e podeter alta hospitalar após 2 ou 3 diasCicatrizesmenoresMenosdolorosaSem osinconvenientes dascirurgias abertas
  • 35. Nefrectomia TransvaginalVídeo 3 animação 3d
  • 36. Nefrectomia TransumbilicalVideo 4 animação 3d
  • 37. Cuidados de Enfermagem noPré -Operatório
  • 38. Cuidados de Enfermagem no Pré-OperatórioPreparar opacienteparacirurgiaAvaliação defatores derisco paraTromboemboliaAvaliação doestadopulmonar dopaciente(dispneia, tosseprodutiva,sintomascardíacos)Monitoração etratamento dasíndrome pós-infarto (dor noflanco, febre,leucocitose,hipertensão)Estimular aingestão delíquidos paraaumento deexcreção dedetritos pelaurinaSeprescrito,realizar atricotomia
  • 39. Cuidados de Enfermagem noTrans-Operatório
  • 40. Cuidados de Enfermagem noTrans-OperatórioOs cuidados de enfermagem não serestringem apenas ao paciente,também deve prover de:Material paraanestesia ecirurgia everificação dosmesmosdeixando-os emfácil acesso;Testar osequipamentos(Monitores, pontosde O², vácuo,negatoscópio...)Verificar ahigienização dasala de cirurgia;Posicionar osequipamentosmóveis (suportepara soros,escadinhas,hampers, baldespara lixo...)
  • 41. Cuidados de Enfermagem noTrans-OperatórioAtentar para segurança da sala (verificando pisosmolhados, e posicionamento dos fios...);Ajuste de temperatura entre 21º e 24º;Ler brevemente o prontuário do paciente ou as recomendações deenfermagem vindas do setor de origem do paciente (atentar paraos dados de identificação do paciente e sobre a cirurgia que omesmo terá que ser submetido);
  • 42. Cuidados de Enfermagem noTrans-OperatórioVerificar SSVV ecomunicar ao médicoe enfermeiro sobrepossíveis alterações;Respeitar o estadodo paciente (evitarconversasdesnecessárias,brincadeiras eruídos...);Permanecer emsala de CPRA (salade recuperação pósanestésica) até queo pacienterecupere 50% a75% dos SSVV;
  • 43. Cuidados de Enfermagem no Pós-Operatório
  • 44. Cuidados de Enfermagem no Pós-OperatórioMonitorar SSVV ea área de incisão(indícios desangramentos ehemorragias);Atentar a possíveiscomplicações(atelectasia,pneumotórax);Conectar sonda vesical auma bolsa coletoraestéril de sistemafechado e monitorar ofuncionamento de formaa manter o tratourinário permeável;
  • 45. Cuidados de Enfermagem no Pós-OperatórioRealizar mediçãoexata do débitourinário (atentarpara a cor edensidade daurina);Assim quepossívelestimular aingestão hídrica;Administração demedicamentosseguindo aprescriçãomédica
  • 46. Principais Causas
  • 47. Principais CausasOs rinspodem serdanificadospordiversasrazõesdentreelas:• Cálculos renais;• Obstrução dotrato urináriode causascongênitas;• Doenças renais,hipertensão,diabetes oucâncer;• Traumasgraves;
  • 48. Rim com Tumor
  • 49. Nefrectomia de um Rim comTumor e com Cálculos RenaisVídeo 5 animação 3d
  • 50. Principais Complicações
  • 51. Principais ComplicaçõesOcorre em 20% dospacientes, mortalidade é de2%Hemorragia Complicaçõescardiopulmonares Infecção Pneumotórax Atelectasia
  • 52. Video desenho animado- Oincrivel mundo dos rins. Ou videoCirurgia de Nefrectomia