Seu SlideShare está baixando. ×
0
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Nefrectomia
Próximos SlideShare
Carregando em...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Nefrectomia

22,337

Published on

Published in: Educação
1 Comment
15 pessoas curtiram isso
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22,337
No Slideshare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Curtidas
15
Incorporar 0
No embeds

Conteúdo do relatório
Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
No notes for slide

Transcript

  • 1. NEFRECTOMIA
  • 2. Anatomia Renal
  • 3. Anatomia RenalOs rins são órgãos pares parecidos com o formato dofeijão e de coloração vermelho-parda.Órgãos retroperitonais (posicionados por trás doperitônio da cavidade abdominal);Situados na porção da cavidade abdominal,lateralmente a coluna vertebral, entre a 12º costela eo processo transverso da 3º vértebra lombar.
  • 4. Anatomia Renal
  • 5. Anatomia Renal
  • 6. Anatomia RenalCada rim tem cerca de 11,25cm de comprimento, 5 a7,5cm de largura e um pouco mais do que 2,5 cm deespessura;O rim esquerdo é um pouco mais comprido e maisestreito do que o rim direito;O peso do rim do homem adulto varia entre 120 e170g e da mulher adulta varia entre 110 e 150g;O rim direito normalmente situa-se um pouco abaixodo rim esquerdo, devido ao grande tamanho do lobodireito do fígado.
  • 7. Anatomia Renal
  • 8. Anatomia Renal• Os rins apresentam:2 faces: uma posterior (mais abaulada) e umaanterior (mais lisa).2 bordas: uma medial (côncava, onde encontra-seo hilo renal) e uma lateral (convexa).2 pólos: um superior (mais arredondado, ondeencontra-se a glândula supra-renal) e um inferior.
  • 9. Anatomia Renal
  • 10. Estruturas Internas dos Rins
  • 11. Anatomia RenalO sangue chega aos rins através da artéria renal a qualse divide em varias arteríolas dentro dos rins, estaslevam sangue para os néfrons ,onde ele e filtrado,assim formando a urina, a qual e coletada pelos tuboscoletores e despejada nos cálices renais, que a levampara bacinete que por sua vez extravasa essa urina noureter. E o sangue já filtrado, e agora limpo deimpureza, volta para a corrente sanguínea do corpoatravés da veia renal.
  • 12. Vídeo 1- Anatomia Renal
  • 13. Nefrectomia- Definições
  • 14. Nefrectomia- DefiniçõesNefrectomia é a remoção cirúrgica de um rim• Retirada total ou parcial do rim;Tipos de Nefrectomia:• Nefrectomia Parcial e Nefrectomia Radical;A Nefrectomia Subdivide-se em:• Nefrectomia Parcial ou Radical- Aberta;• Nefrectomia Parcial ou Radical- Laparoscópica;
  • 15. Indicações da Nefrectomia• Carcinoma renal;• Rim não-funcional (que pode causar hipertensãoarterial sistêmica);• Rim pequeno congênito (quando o rim estáinchado, causando pressão nos nervos, podendogerar dor nas costas);A nefrectomia também é realizada quando alguémvai doar um rim para transplante renal.
  • 16. Nefrectomia ParcialNefrectomia Parcial- Remoção cirúrgica de umaparte do rim, tratamento ideal tendo em vista que éa técnica que mais preserva a função renal.A nefrectomia parcial é uma operação escolhida emcasos de: anomalias congênitas, tumores benignosou em alguns traumatismos que afetem um polorenal.
  • 17. Vídeo 2- Nefrectomia Parcial vídeoanimação 3d
  • 18. Nefrectomia Aberta- Radical ouParcialPraticada por uma incisão no flanco ou no abdômen;Podendo ser extraída uma costela;No passado, a nefrectomia radical era consideradaum tratamento ideal para tumores confinados ao rim;Após cinco ou dez anos estudos demonstraram queambas as nefrectomias são eficazes:• Tratamento para tumores únicos, de pequenasdimensões e localizado.
  • 19. Nefrectomia Aberta- Radical ouParcialChances de cura são idênticas, independentementeda remoção total ou parcial do rim;No entanto, quando se preserva o órgão, diminui-se de43% para 7% o risco de perda de função renalsignificativa a longo prazo.A cirurgia parcial normalmente é indicada para casosde tumores de menos de 4 cm , em qualquer caso emque a função renal já esteja prejudicada ou quando opaciente tem apenas um rim.
  • 20. Nefrectomia LaparoscópicaProcedimento minimamente invasivo realizado atravésde pequenas incisões ou portais abdominais por ondesão introduzidos os instrumentos cirúrgicos.A nefrectomia laparoscópica consiste na retiradacirúrgica do rim, e ela pode ser realizada parapatologias benignas e malignas.
  • 21. Incisões da Cirurgia Laparoscópica
  • 22. Indicações para Nefrectomia porVideolaparoscopiaPatologias benignas:• Atrofias renais (rins diminuídos de tamanho);• Rins que perderam a função;• Em geral estes processos são causados pordoenças inflamatórias, infecciosas ou por cálculosrenais;
  • 23. Tomografia Computadorizada de Paciente comAtrofia Renal Esquerda Secundaria a InfecçõesRenais de Repetição.
  • 24. Indicações para Nefrectomia porVideolaparoscopiaPatologias malignas: tumores renaisEstes tumores podem causar dor abdominal, sensaçãode massa palpável na barriga ou sangramento naurina. Alguns pacientes se apresentam com tumoresvolumosos e com metástases e dificilmente podem sercurados com a nefrectomia.
  • 25. Tomografia Computadorizada Mostrando TumorRenal Esquerdo
  • 26. Nefrectomia LaparoscópicaÉ importante ressaltar que existe um limite paraindicação e realização de nefrectomia laparoscópicaem pacientes portadores de tumores renais malignos, olimite é:Tamanho do tumor quanto o tumorA chance de realizar cirurgiavideolaparoscópica.
  • 27. Como é feito o ProcedimentoCirúrgico?Nefrectomia Aberta- é realizada na parte lateral docorpo e tem como característica a ocorrência de dor deforte intensidade no pós-operatório. Além disso, comoesta incisão atravessa planos musculares estáassociada com ocorrência de hérnias e flacidez nolocal da incisão trazendo bastante desconforto aopaciente.
  • 28. Paciente Submetido a NefrectomiaAberta
  • 29. Como é feito o ProcedimentoCirúrgico?Nefrectomia Laparoscópica- é realizada com opaciente deitado de lado, sendo necessários 3 ou 4incisões na região abdominal e no flanco para o acessoao rim.Recentemente esse procedimento tem sidorealizado através de uma pequena incisão noumbigo do paciente.
  • 30. Posição do Paciente paraNefrectomia Laparoscópica
  • 31. Imagens Captadas no Interior da CavidadeAbdominal pelo Sistema de Fibra Ótica.
  • 32. Incisões da Nefrectomia Laparoscópicaapós o Término da Cirurgia
  • 33. Nefrectomia LaparoscópicaMenor tempo deinternação;Melhor processo derecuperação;Diminuição da dor e dosangramento;
  • 34. Nefrectomia LaparoscópicaApós a cirurgia o paciente fica internado e podeter alta hospitalar após 2 ou 3 diasCicatrizesmenoresMenosdolorosaSem osinconvenientes dascirurgias abertas
  • 35. Nefrectomia TransvaginalVídeo 3 animação 3d
  • 36. Nefrectomia TransumbilicalVideo 4 animação 3d
  • 37. Cuidados de Enfermagem noPré -Operatório
  • 38. Cuidados de Enfermagem no Pré-OperatórioPreparar opacienteparacirurgiaAvaliação defatores derisco paraTromboemboliaAvaliação doestadopulmonar dopaciente(dispneia, tosseprodutiva,sintomascardíacos)Monitoração etratamento dasíndrome pós-infarto (dor noflanco, febre,leucocitose,hipertensão)Estimular aingestão delíquidos paraaumento deexcreção dedetritos pelaurinaSeprescrito,realizar atricotomia
  • 39. Cuidados de Enfermagem noTrans-Operatório
  • 40. Cuidados de Enfermagem noTrans-OperatórioOs cuidados de enfermagem não serestringem apenas ao paciente,também deve prover de:Material paraanestesia ecirurgia everificação dosmesmosdeixando-os emfácil acesso;Testar osequipamentos(Monitores, pontosde O², vácuo,negatoscópio...)Verificar ahigienização dasala de cirurgia;Posicionar osequipamentosmóveis (suportepara soros,escadinhas,hampers, baldespara lixo...)
  • 41. Cuidados de Enfermagem noTrans-OperatórioAtentar para segurança da sala (verificando pisosmolhados, e posicionamento dos fios...);Ajuste de temperatura entre 21º e 24º;Ler brevemente o prontuário do paciente ou as recomendações deenfermagem vindas do setor de origem do paciente (atentar paraos dados de identificação do paciente e sobre a cirurgia que omesmo terá que ser submetido);
  • 42. Cuidados de Enfermagem noTrans-OperatórioVerificar SSVV ecomunicar ao médicoe enfermeiro sobrepossíveis alterações;Respeitar o estadodo paciente (evitarconversasdesnecessárias,brincadeiras eruídos...);Permanecer emsala de CPRA (salade recuperação pósanestésica) até queo pacienterecupere 50% a75% dos SSVV;
  • 43. Cuidados de Enfermagem no Pós-Operatório
  • 44. Cuidados de Enfermagem no Pós-OperatórioMonitorar SSVV ea área de incisão(indícios desangramentos ehemorragias);Atentar a possíveiscomplicações(atelectasia,pneumotórax);Conectar sonda vesical auma bolsa coletoraestéril de sistemafechado e monitorar ofuncionamento de formaa manter o tratourinário permeável;
  • 45. Cuidados de Enfermagem no Pós-OperatórioRealizar mediçãoexata do débitourinário (atentarpara a cor edensidade daurina);Assim quepossívelestimular aingestão hídrica;Administração demedicamentosseguindo aprescriçãomédica
  • 46. Principais Causas
  • 47. Principais CausasOs rinspodem serdanificadospordiversasrazõesdentreelas:• Cálculos renais;• Obstrução dotrato urináriode causascongênitas;• Doenças renais,hipertensão,diabetes oucâncer;• Traumasgraves;
  • 48. Rim com Tumor
  • 49. Nefrectomia de um Rim comTumor e com Cálculos RenaisVídeo 5 animação 3d
  • 50. Principais Complicações
  • 51. Principais ComplicaçõesOcorre em 20% dospacientes, mortalidade é de2%Hemorragia Complicaçõescardiopulmonares Infecção Pneumotórax Atelectasia
  • 52. Video desenho animado- Oincrivel mundo dos rins. Ou videoCirurgia de Nefrectomia

×