no future for you!

4.137 visualizações

Publicada em

expo y - 20.07.2011

0 comentários
21 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.137
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
866
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
21
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

no future for you!

  1. 1. no future for you! EXPO Y 20072011quarta-feira, 20 de julho de 2011
  2. 2. Keid S. HEAD_OF_DIGITAL BORGHIERH/LOWEquarta-feira, 20 de julho de 2011
  3. 3. FUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊNCIANHÉNHÉNHÉFUTUROBLABLABLATENDÊquarta-feira, 20 de julho de 2011
  4. 4. Ponto de partida O futuro não pode ser uma desculpa para evitarmos pensar o presente.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  5. 5. Nos ultimos cinco anos / Quando caos_ não é adjetivo de economia, ele também é usado como sinônimo. Informação, e os meios de transmiti-la, finalmente tornaram-se uma força disruptiva nas mãos dos que querem mudanças. Ironicamente, a assimetria nas antigas relações estabelecidas com o poder, hoje ajudam a equilibrar forças entre sujeito e sociedade.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  6. 6. Michel Maffesoli Lipovetsky Gillesquarta-feira, 20 de julho de 2011
  7. 7. Michel Nos últimos 5 anos, Maffesoli Lipovetsky Gilles saturaçãoquarta-feira, 20 de julho de 2011 recriação
  8. 8. Michel Uma mudança central está Maffesoli Gilles Lipovetsky Quanto mais os princípios do acontecendo. A matriz social moderna liberalismo moderno - o indivíduo, o revela-se cada vez mais infecunda. A mercado - governam o mundo economia, os movimentos sociais, o democrático, mais ficamos imaginário, e até mesmo a política desamparados diante de seu curso. estão sofrendo a ressaca de uma onda Jamais tivemos acesso a tantas gigantesca cuja real amplitude ainda informações, jamais o conhecimento não se consegue avaliar. detalhado sobre a situação do mundo foi tão grande e jamais o sentimento de A sociedade atual está saturada - em compreensão do conjunto pareceu tão desestruturação e reestruturação a frágil e confuso. partir daquilo que a desconstrói. Todo o pensamento sobre o social e O homem contemporâneo está diante cultural está saturado por velhas de si mesmo, sem rede de proteção, fórmulas e ideias feitas. obrigado a criar a si próprio.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  9. 9. Todas as previsões falharam. E falham. O inimaginável é um fato que acontece todos os dias. O futuro não pode ser uma desculpa para evitarmos pensar e agir no presente, já que não existem mais regras. O que nos resta então?quarta-feira, 20 de julho de 2011
  10. 10. Transformação ~ ~quarta-feira, 20 de julho de 2011
  11. 11. Transformação que ja se apresenta ~ ~ / Em nossa relação com capital No imperativo da tecnologia Na ansiedade do presentequarta-feira, 20 de julho de 2011
  12. 12. Transformação ~ ~ Dentre milhares de pequenas manifestações de resposta de empresas e pessoas à atual situação do mundo, três agrupamentos delas se mostram mais urgentes: Anarconomia Relações intuitivas Revivalismoquarta-feira, 20 de julho de 2011
  13. 13. Anarconomia A busca por novas alternativas no capitalismo vigentequarta-feira, 20 de julho de 2011
  14. 14. Anarconomia Mudança de pensamento corporativo, já que a geografia agora define os rumos de companhias inteiras. China e Índia como os filtros globais de inovação e produção Ascensão da Economia Social, e uma esperança de um novo rumo para o capitalismoquarta-feira, 20 de julho de 2011
  15. 15. kinect. Hacktivismoquarta-feira, 20 de julho de 2011
  16. 16. microport xerox india. medical. Xerox India Innovation Hub Pioneering high-impact technologie IndovaÇÃO * SINOVAçÃOquarta-feira, 20 de julho de 2011
  17. 17. bancos the people’s comunitários supermarket. brasileiros. economia socialquarta-feira, 20 de julho de 2011
  18. 18. Relações intuitivas ~ ~ Uso da tecnologia para remediar o paradoxo das escolhasquarta-feira, 20 de julho de 2011
  19. 19. Relações intuitivas ~ ~ Quanto mais melhor? Menos é mais? A quantidade de escolhas a serem feitas pelas pessoas em suas relações de consumo está se tornando tóxica; Simplicidade, funcionalidade e fluência são atributos não apenas desejáveis, mas necessários; A complexidade da tecnologia é que pode ajudar a simplificar as coisasquarta-feira, 20 de julho de 2011
  20. 20. ACURE. LEITURA HUMANAquarta-feira, 20 de julho de 2011
  21. 21. Simpler devices‘The best technology gets out of people’s way and Amazon is trying to do the same with its Kindle e-reader.just lets them live their life,’ Amber Case, cyborg As well as a physical product, the Kindle is a brand. Asanthropologist and founder of location-based platform well as an e-reader device, Kindle is also an app forGeoloqi, tells LS:N Global. ‘The more things are smartphones, computers and tablets, enabling users to plataformaconnected, the less we’ll have to think about stuffor get worried.’ read and synchronise their e-books across multiple devices. PUNKT. Device-free gaming kindle.And technology is, indeed, getting out of people’sway, as devices with more intuitive interfaces come ontothe market. As we move from touchscreens to gesturerecognition, and on to even simpler interfaces, the devices Similarly, video-game services, such as OnLive and Gaikai, also dispense with the need for dedicated video-will become less noticeable, and less visible to the user. game hardware such as the PlayStation or XBox. CloudThese devices will then become less important as items gaming enables users to stream video games acrossin themselves, and more relevant as windows to brands multiple devices, including Android tablets, PCs andand experiences. ‘We will see through the device to the Macs, and internet-connected tvs.service,’ says Mike Kuniavsky of electronic product studioThingM. ‘That service will be the brand we connect with.’Cross-platform servicesThis is reflected in the success of Netflix, whose modelis based not on platform, but on delivering content towhichever device suits its customers most. ‘People aren’tthinking, ‘I’m going to watch a movie on my iPad’,’ saysKuniavsky. ‘They’re thinking, ‘I want to watch the movieI’ve queued up on Netflix. What’s the nearest thing thatwill get me that?’’This page : Kindle app by Amazon for the iPad and iPhoneOpposite page : Next-generation check-in experience products designed by Marc Newson and FrostDesign for Qantas airline, Australia SIMPLICIDADE DELIBERADA quarta-feira, 20 de julho de 2011
  22. 22. sainsbury’s.quarta-feira, 20 de julho de 2011 arquitetura de escolha
  23. 23. Revivalismo Redescobrindo o humano em tempos de hiperconexãoquarta-feira, 20 de julho de 2011
  24. 24. Revivalismo • O passado torna-se um refúgio para as pessoas fugirem das turbulências econômicas, sociais e culturais; • REVIVAL de antigos hábitos, fórmulas, modos e tecnologias pode ser interpretada como uma resposta à onipresença digital e a hiperconexão; • Quanto mais humano parecer, maior pode ser a relevância.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  25. 25. art in the age of sipsmith reproduction. ARQUEOLOGIA DE SABORESquarta-feira, 20 de julho de 2011
  26. 26. grain & denham the gram. jeanmaker. NOVOS ARTESÃOSquarta-feira, 20 de julho de 2011
  27. 27. how we tell stories,’ says founder Simon Mottram. ‘Every product we make has a story linked to a place or person.’ Union Cycle Works uses a variation on the same UNION CYCLE technique. The company collects old and second-hand bike parts in its atmospheric railway arch workshop in Deptford, London. The brand’s mechanics then recreate new bicycles, built around the history and narratives of those parts and bespoke-crafted to meet the desires of WORKS. their customers. Forever C, legendary makers of the old-school bikes fondly remembered in China as ‘old tanks’, are reviving old models, then asking young cutting-edge designers to revamp them into slick, modern machines while still retaining their heritage lines and feel. reciclando legados LSNglobal.comquarta-feira, 20 de julho de 2011
  28. 28. Transformação ~ ~ • O que esses três agrupamentos de manifestações mostram é que também será preciso mudar a forma como vemos o mundo; • Todos os percalços, rupturas e turbulências que vivemos até agora deixam uma lição e um aviso que a transformação tem que ser mais profunda e essencial. • A transformação não passa pela reação ou antecipação ao comportamento das pessoas. É preciso mais que isso.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  29. 29. Integralidadequarta-feira, 20 de julho de 2011
  30. 30. confraria de inesplorato conhecimentoquarta-feira, 20 de julho de 2011
  31. 31. Confraria de Conhecimento Inesplorato O Futuro de 10 anos atrás: O que você ainda não sabe sobre aquilo que está cansado de saber.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  32. 32. Brand Experience Saudabilidade Sustentabilidade > Dez anos depois As marcas tornaram-se emo; Muito argumento, pouca prática; Desconexão no entendimento da realidade; O conceito aspiracional torna-se uma falácia.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  33. 33. Integralidade Necessidade de resgate de uma visão de relações, que a modernidade tirou das pessoas ao dividir o mundo; Essa divisão nos fez perder a visão do todo; Quando alguém se desprende do todo, perde-se contato consigo mesmo, logo, com o mundo; Não somos e nunca fomos espaços autônomos. Somos parte de um sistema.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  34. 34. Integralidade As marcas a serem a diferença em um futuro muito próximo serão aquelas que gerenciarem relacionamentos e pensam sistemicamente: Das pessoas entre si Da cadeia como um todo Que tenham um credo, que creiam nele, e assim sejam críveisquarta-feira, 20 de julho de 2011
  35. 35. PLAN A M&Squarta-feira, 20 de julho de 2011
  36. 36. let’s movequarta-feira, 20 de julho de 2011
  37. 37. skillsharequarta-feira, 20 de julho de 2011
  38. 38. Novos pontos de partida ///1 o mundo pede rupturas, não revisões, muito menos upgrades; ///2 Transparência é o asset básico - tudo precisa ser deixado claro, sem margem de dúvidas; ///3 Acredite em algo, construa caminhos: pessoas estão em busca de algo para acreditar e caminhos para seguir - sua empresa segue ou é o caminho?; ///4 Simplicidade, fluência, conexão e humanidade são verbos, não atributos. ///5 seja o ponto de partida de mudanças significativas. marcas relevantes orquestram sistemas e relações.quarta-feira, 20 de julho de 2011
  39. 39. Boa Sorte (para todos nós) :)quarta-feira, 20 de julho de 2011

×