FRATERNIDADE DE NUNO ÁLVARES  EXPANSÃO                                ESCUTISMO                         HISTÓRIA DA FNA   ...
EXPANSÃO                 ESCUTISMO            HISTÓRIA DA FNA            ORGANIZAÇÃO DA                ASSOCIAÇÃO         ...
EXPANSÃO                                                                  ESCUTISMOPrincípios1.º O Escuta orgulha-se da su...
EXPANSÃO                                                                  ESCUTISMOLei 1.º A honra do Escuta inspira confi...
EXPANSÃO                                                   ESCUTISMOPromessaPrometo pela minha honra e com a graça de Deus...
EXPANSÃO                                              ESCUTISMOOração do EscutaSenhor JesusEnsinai-me a ser generoso,A ser...
EXPANSÃO                                                        ESCUTISMO    Fraternidade Mundial Escutista    O escuta in...
EXPANSÃOMensagem de Baden Powell                                                          ESCUTISMOCaros escuteiros:Se já ...
EXPANSÃO                                                       ESCUTISMOA mística Fraternidade de Nuno ÁlvaresÀ Fraternida...
EXPANSÃO                                                                 ESCUTISMOA mística Fraternidade de Nuno ÁlvaresÉ ...
EXPANSÃO                 ESCUTISMO            HISTÓRIA DA FNA            ORGANIZAÇÃO DA                ASSOCIAÇÃO         ...
EXPANSÃO                                                            HISTÓRIA DA FNA1939 a 1954Foi no dia 21 de maio de 193...
EXPANSÃO                                                                 HISTÓRIA DA FNA1955 a 1973Em 1955, e após profund...
EXPANSÃO1974 a 1978                                                        HISTÓRIA DA FNACom a democratização do 25 de ab...
EXPANSÃO                                                     HISTÓRIA DA FNANo Verão de 1981 realizou o II Acampamento Nac...
EXPANSÃO                                                       HISTÓRIA DA FNANo dia 26 de março de 2006, a FNA participa ...
EXPANSÃO                 ESCUTISMO            HISTÓRIA DA FNA            ORGANIZAÇÃO DA                ASSOCIAÇÃO         ...
EXPANSÃO                               ORGANIZAÇÃO DA                                   ASSOCIAÇÃOA FNA está organizada a ...
EXPANSÃO                                                      ORGANIZAÇÃO DA•Nível Nacional                               ...
EXPANSÃO                                                      ORGANIZAÇÃO DA•Nível Nacional                               ...
EXPANSÃO                                                    ORGANIZAÇÃO DA•Nível Regional                                 ...
EXPANSÃO                                                     ORGANIZAÇÃO DA•Nível Núcleos                                 ...
EXPANSÃO                                                        ORGANIZAÇÃO DA                                            ...
EXPANSÃO                 ESCUTISMO            HISTÓRIA DA FNA            ORGANIZAÇÃO DA                ASSOCIAÇÃO         ...
EXPANSÃO                                        COMO FUNDAR UM                                          NÚCLEO DA FNA O qu...
EXPANSÃO                                          COMO FUNDAR UM                                            NÚCLEO DA FNA ...
EXPANSÃOComo fundar um Núcleo                               COMO FUNDAR UM                                                ...
EXPANSÃO                                                   COMO FUNDAR UM                                                 ...
EXPANSÃO                                                   COMO FUNDAR UM                                                 ...
EXPANSÃO                                                 COMO FUNDAR UM                                                   ...
FRATERNIDADE DE NUNO ÁLVARES  ESTA APRESENTAÇÃO NÃO DISPENSA A    CONSULTA AO MANUAL DE APOIO.                      André ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Escutismo Adulto

779 visualizações

Publicada em

Escutismo
História da FNA
Organização da Associação
Como Fundar um Núcleo da FNA

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
779
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
18
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Escutismo Adulto

  1. 1. FRATERNIDADE DE NUNO ÁLVARES EXPANSÃO ESCUTISMO HISTÓRIA DA FNA ORGANIZAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA André Sousa– Região do Porto 12-2012
  2. 2. EXPANSÃO ESCUTISMO HISTÓRIA DA FNA ORGANIZAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA
  3. 3. EXPANSÃO ESCUTISMOPrincípios1.º O Escuta orgulha-se da sua Fé e por ela orienta toda a sua vida.2.º O Escuta é filho de Portugal e bom cidadão.3.º O dever do Escuta começa em casa.Estes Princípios estão em conformidade com os do Movimento Escutista Mundial, que são:Deveres para com Deus – adesão a princípios espirituais, a fidelidade à religião que exprimeesses Princípios e a aceitação dos deveres que dela decorrem;Deveres para com os outros – a lealdade para com o seu País, na perspetiva da promoção dapaz, da compreensão e cooperação a todos os níveis; a participação no desenvolvimento daSociedade no respeito da dignidade humana e da integridade da natureza;Deveres para consigo mesmo – a responsabilidade do seu próprio desenvolvimento.
  4. 4. EXPANSÃO ESCUTISMOLei 1.º A honra do Escuta inspira confiança. 2.º O Escuta é leal. 3.º O Escuta é útil e pratica diariamente uma boa ação. 4.º O Escuta é amigo de todos e irmão de todos os outros Escutas. 5.º O Escuta é delicado e respeitador. 6.º O Escuta protege as plantas e os animais. 7.º O Escuta é obediente. 8.º O Escuta tem sempre boa disposição de espírito. 9.º O Escuta é sóbrio, económico e respeitador do bem alheio.10.º O Escuta é puro nos pensamentos, nas palavras e nas ações.
  5. 5. EXPANSÃO ESCUTISMOPromessaPrometo pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;Auxiliar os meus semelhantes em todas as circunstâncias;Obedecer à Lei do Escuta;E ainda, cumprir fielmente os Estatutos e Regulamentos da FNA.
  6. 6. EXPANSÃO ESCUTISMOOração do EscutaSenhor JesusEnsinai-me a ser generoso,A servir-Vos como Vós o mereceis,A dar-me sem medida,A combater sem cuidar das feridas,A trabalhar sem procurar descanso,A gastar-me sem esperar outra recompensa,Senão saber que faço a Vossa vontade santa,Ámen
  7. 7. EXPANSÃO ESCUTISMO Fraternidade Mundial Escutista O escuta ingressa num grande exército de rapazes e raparigas de muitasnacionalidades e tem amigos em todos os continentes. Esta fraternidade assemelha-se em muitos aspetos a uma Cruzada. Os escuteiros de todo o mundo são osembaixadores da amizade, que se dedicam a criar amigos e a derrubar os obstáculoscriados pela cor, credo e classe social. O escuteiro deve dedicar-se a este combate,pois sobre ele recai o peso da responsabilidade da não existência de desavençasentre as nações.
  8. 8. EXPANSÃOMensagem de Baden Powell ESCUTISMOCaros escuteiros:Se já vistes a peça Peter Pan, haveis de recordar-vos de como o chefe dos piratas estava sempre a fazer o seu discurso dedespedida, porque receava que, quando lhe chegasse a hora de morrer, talvez não tivesse tempo para o fazer.Acontece-me coisa muito parecida e por isso, embora não esteja precisamente a morrer, morrerei qualquer dia e quero mandar-vos uma palavra de despedida.Lembrai-vos de que é a última palavra que vos dirijo, por isso meditai-a.Passei uma vida felicíssima e desejo que cada um de vós seja igualmente feliz.Creio que Deus nos colocou neste mundo encantador para sermos felizes e apreciarmos a vida.A felicidade não vem da riqueza, nem simplesmente do êxito de uma carreira, nem dos prazeres.Um passo para a felicidade é serdes saudáveis e fortes enquanto sois rapazes, para poderdes ser úteis e gozar a vida quandofordes homens.O estudo da natureza mostrar-vos-á as coisas belas e maravilhosas de que Deus encheu o mundo para vosso deleite.Contentai-vos com o que tendes e tirai dele o maior proveito que puderdes.Vede sempre o lado melhor das coisas e não o pior.Mas o melhor meio para alcançar a felicidade é contribuir para a felicidade dos outros.Procurai deixar o mundo um pouco melhor de que o encontrastes e quando vos chegar a vez de morrer,podeis morrer felizes sentindo que ao menos não desperdiçastes o tempo e fizestes todo o possível porpraticar o bem.Estai preparados desta maneira para viver e morrer felizes - apegai-vos sempre à vossa promessa escutista - mesmo depois dejá não serdes rapazes e Deus vos ajude a proceder assim.O Vosso Amigo
  9. 9. EXPANSÃO ESCUTISMOA mística Fraternidade de Nuno ÁlvaresÀ Fraternidade dos Antigos Escutas do CNE foi-lhe indicado como patrono a figuranotável de um ser humano, que se destacou ao longo da vida por defender valores emque sempre acreditou, e que muito se aproximam dos mesmos que os escuteirosquerem fazer todo o possível por cumprir: Essa figura notável foi D. Nuno ÁlvaresPereira, agora S. Nuno de santa Maria.
  10. 10. EXPANSÃO ESCUTISMOA mística Fraternidade de Nuno ÁlvaresÉ esse o nosso ideal, é esta a nossa mística, que por um lado tem como cenários os campos dosAtoleiros, de Aljubarrota ou de Valverde e por outro lado as ruínas do Convento do Carmo, emLisboa, onde o S. Nuno de Santa Maria morreu. Os seus restos mortais encontram-se atualmentena Igreja de Santo Condestável também em Lisboa.Quando alguém lhe perguntar: qual é a mística da FNA? Conta-lhe esta história, à sua maneira,não esquecendo que ninguém cumpriu melhor os deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria queS. Nuno Álvares. Ele foi um bom cidadão e filho de Portugal, lutando sempre pela sua liberdade.Foi bom filho, bom marido e um esforçado pai, o que muito nos orgulha ter como patrono emodelo da nossa Associação.
  11. 11. EXPANSÃO ESCUTISMO HISTÓRIA DA FNA ORGANIZAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA
  12. 12. EXPANSÃO HISTÓRIA DA FNA1939 a 1954Foi no dia 21 de maio de 1939 que se realizou uma grande confraternização de “antigos” Escutas,no Sameiro, Região de Braga, chamando aí inúmeros adultos, que recordaram com saudade os temposjá passados, não regateando louvores ao Escutismo onde militaram. Organizada pelo Clã de NunoÁlvares, de Braga, a confraternização terminou ouvindo-se grandes apelos aos “antigos” que seorganizassem para ajudarem o CNE. Nesse sentido e após aprovação em Conselho Nacional do CNE,realizado em 1939, é criada a UAE – União dos Antigos Escutas, publicada posteriormente em “AtosOficiais”, nas Ordens de Serviço Nacional N.º 44 de 16 de Fevereiro e N.º 49 de 16 de junho, ambas de1939. Esta Associação apareceu sem autonomia e independência, como uma nova Secção Escutista,sob a Direção dos Comissários Gerais do CNE, a todos os níveis. Por estes e outros motivos a ideia nãovingou e foi desaparecendo pouco a pouco, sem nunca atingir os objetivos para que tinha sido criada.
  13. 13. EXPANSÃO HISTÓRIA DA FNA1955 a 1973Em 1955, e após profunda reflexão sobre o fracasso da UAE a Junta Central do CNE resolveu, aproveitando arevisão dos Estatutos e Regulamentos, criar a Fraternidade de Nuno Álvares - FNA. Com a publicação do Guiado Corpo Nacional de Escutas, em 27 de maio de 1955, é publicada a definição e regulação, dedicando-lheuma parte do Regulamento Geral (VII, Páginas 80 e 81) para apresentarem os objetivos, generalidades eorganização. É anunciada como Associação autónoma, com o objetivo de os manter unidos por um elo defraternidade aos Princípios do Escutismo Católico, todos os elementos que, por condições particulares da suavida, não possam continuar em atividade na Associação. São apresentadas, ainda, as finalidades concretas daFNA, bem como a sua ligação com o CNE, e a autorização para o uso do uniforme. Aqui e ali vão surgindoNúcleos de “antigos” uns, porventura mais disponíveis que outros, auxiliando fundamentalmente os serviçoslocais, regionais e nacionais, para que o CNE não parasse a sua ação educativa. Simultaneamente, dentro dassuas possibilidades, apoiavam a Igreja e as suas comunidades. Naturalmente, algumas Regiões foram-seorganizando e promovendo atividades para os seus Associados e familiares.
  14. 14. EXPANSÃO1974 a 1978 HISTÓRIA DA FNACom a democratização do 25 de abril de 1974, viveu-se um período de certa instabilidade associativa no CNE,o que levou ao afastamento de vários dos seus dirigentes. Em 1976, um grupo de “antigos” dirigentes daRegião de Lisboa, agrupou-se com o fim de organizar a FNA a nível Nacional. Esse grupo denominado “Equipade Arranque”, foi constituído pelos seguintes elementos: Narciso Elias, Eduardo Almeida, Augusto Botelho,José Gama, José Torres, João Parente, Armando Mourinho, António Jesus e pelo CNE como elemento deligação, o Chefe Gonçalves Rodrigues. Além de procurar estabelecer contactos com todos os Núcleos eRegiões já existentes, as suas principais finalidades eram elaborar os primeiros Estatutos da FNA e proceder àsprimeiras eleições a nível Nacional. Aproveitando a realização do Acampamento Nacional do CNE, quedecorreu de 5 a 13 de agosto de 1978, em Ílhavo, Região de Aveiro, ocupando um subcampo autónomo,ali se realizou o 1.º ACANAC da FNA, com a presença de cerca de uma centena de Associados, que sereuniam diariamente em Conselho Nacional, para discutirem e votarem, artigo a artigo, os Estatutos da FNA.Por fim procederam às eleições, tendo sido eleitos para Presidente da Mesa do Conselho Nacional, D. Paulo deQueirós e Lencastre e para Presidente da Direção Nacional, Narciso Teófilo Pires Elias.
  15. 15. EXPANSÃO HISTÓRIA DA FNANo Verão de 1981 realizou o II Acampamento Nacional, no Campo de S. Jorge - Aljubarrota,Leiria.No Verão de 1983 realizou o III Acampamento Nacional, na Quinta de Santo António,Calhariz, Sesimbra.Em 2003, após adesão ao Comité Português da Amizade dos Antigos Escuteiros e Guias (AEG),a FNA é integrada na ISGF - International Scout and Guide Fellowship, a FraternidadeInternacional dos Escuteiros e Guias AdultosNo Verão de 2003 realizou o IV Acampamento Nacional, em Mangualde, organizado pelaRegião de ViseuEm 2004 realizou a Peregrinação Nacional a Fátima, que terminou com a Consagração daFNA a Nossa Senhora de Fátima, sendo o início das comemorações dos 50 anos.Para assinalar as comemorações dos 50 anos da FNA, foi-nos concedida por sua Santidade, oPapa João Paulo II, a Bênção Apostólica.No dia 19 de novembro de 2005, para assinalar os 50 anos da Associação foram realizados“Fóruns” por todo o pais, para aprofundar o saber “Para que serve a Fraternidade”,culminando no “Fórum Nacional” realizado no Porto, de onde saiu o “Plano Estratégico até2010”.
  16. 16. EXPANSÃO HISTÓRIA DA FNANo dia 26 de março de 2006, a FNA participa na Peregrinação a Fátima, organizada pelo CNE,dando início às comemorações do Centenário da Fundação do Escutismo no mundo.No verão de 2006, realizou o V Acampamento Nacional, em São Jacinto, Aveiro, organizadopela Região do PortoNo ano de 2007 milhões de Escuteiros da maior parte dos países e das culturas do mundoaderiram à Promessa e à Lei do Escuteiro, comemorando o Centenário do Escu(o)tismo 1907-2007 e os 150 anos do nascimento de Baden-Powell 1857-2007.Bento XVI deu graças pelos cemanos da fundação do Escutismo.Durante o ano de 2007, e no âmbito das comemorações do Centenário do Escutismo, a FNA foiresponsável por trazer até Portugal o projeto Chama do Centenário, em parceria com o CNE.No dia 26 de abril de 2009 foi canonizado S. Nuno de Santa Maria, pelo Papa Bento XVI emRoma e a FNA esteve lá representada.No verão de 2009, realizou o VI Acampamento Nacional, em Sintra, organizado pela Região deLisboa.Em outubro de 2009, o Comité Português de Antigos Escuteiros e Guias - AEG, de que a FNAfaz parte, organiza em Portugal, o XIII Encontro Mediterrânico da AISG – Associação Mundial deAntigos Escoteiros e Guias, que teve lugar em Tavira.
  17. 17. EXPANSÃO ESCUTISMO HISTÓRIA DA FNA ORGANIZAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA
  18. 18. EXPANSÃO ORGANIZAÇÃO DA ASSOCIAÇÃOA FNA está organizada a nível:•Nacional•Regional (Dioceses)•Núcleos (Locais, estrutura base)
  19. 19. EXPANSÃO ORGANIZAÇÃO DA•Nível Nacional ASSOCIAÇÃO CONSELHO NACIONAL – órgão deliberativo da FNA. A Mesa dos Conselhos Nacionais é composta por: Um Presidente, um Vice-presidente e um ou três Secretários.O Conselho Nacional Plenário, é composto por todos os Associados, constantes doúltimo Censo e reúne obrigatoriamente de três em três anos e, extraordinariamente, sempreque a Mesa dos Conselhos Nacionais o decida ou for requerido pela Direção Nacional, peloConselho Fiscal e Jurisdicional Nacional, pelo Conselho Nacional de Representantes, por maioriadas Direções Regionais ou por um quinto mais um dos Associados.O Conselho Nacional de Representantes, é composto por todos os membros daMesa dos Conselhos Nacionais, Direção Nacional, Conselho Fiscal e Jurisdicional Nacional,Mesas dos Conselhos Regionais, Direções Regionais, Conselhos Fiscais Regionais, trêsmembros das Direções dos Núcleos, existentes à data da convocação do Conselho,devidamente legalizados e Coordenadores existentes, aos vários níveis.
  20. 20. EXPANSÃO ORGANIZAÇÃO DA•Nível Nacional ASSOCIAÇÃO DIREÇÃO NACIONAL - órgão executivo da FNA. A Direção Nacional tem a seguinte composição: Um Presidente, um Vice-presidente e um ou três Secretários. A distribuição de pelouros, é feita internamente. COORDENADOR NACIONAL Quando não haja Direção Nacional, pode o Conselho Nacional Plenário designar, a título transitório, um Coordenador Nacional que, com o Assistente Nacional, serão membros dos Conselhos Nacionais, exercendo as competências da Direção Nacional. CONSELHO FISCAL E JURISDICIONAL NACIONAL - órgão fiscalizador e jurisdicional da FNA. O Conselho Fiscal e Jurisdicional Nacional, que tem a seguinte composição: Um Presidente, um Vice-presidente e um Secretário.
  21. 21. EXPANSÃO ORGANIZAÇÃO DA•Nível Regional ASSOCIAÇÃO CONSELHO REGIONAL – órgão deliberativo Regional. A Mesa do Conselho Regional é composta por: Um Presidente, um Vice-presidente e um ou três Secretários. O Conselho Regional, é composto por todos os membros da Mesa do Conselho Regional, Direção Regional, Conselho Fiscal Regional e todos os restantes Associados da Região, constantes do último Censo. DIREÇÃO REGIONAL - órgão executivo Regional. A Direção Regional tem a seguinte composição: Um Presidente, um Vice-presidente e um ou três Secretários. COORDENADOR REGIONAL Quando não haja Direção Regional, pode a Direção Nacional ou o Conselho Regional designar, a título transitório, um Coordenador Regional que, com o Assistente Regional, serão membros do Conselho Nacional, exercendo as competências da Direção Regional. CONSELHO FISCAL REGIONAL - órgão fiscalizador Regional. O Conselho Fiscal Regional, tem a seguinte composição: Um Presidente, um Vice-presidente e um Secretário.
  22. 22. EXPANSÃO ORGANIZAÇÃO DA•Nível Núcleos ASSOCIAÇÃO CONSELHO NÚCLEO – órgão deliberativo do Núcleo. O Conselho de Núcleo, é composto por todos os Associados que integram o Núcleo e constantes do último Censo e reúne ordinariamente uma ou duas vez por ano e, extraordinariamente, todas as vezes que a Direção de Núcleo o decida ou for requerido pela maioria dos membros que compõem o Núcleo. DIREÇÃO DE NÚCLEO - órgão executivo do Núcleo. A Direção do Núcleo, tem a seguinte composição: Um Presidente, um Vice-presidente e um ou três Secretários. COORDENADOR DE NÚCLEO Quando não haja Direção de Núcleo, pode a Direção Regional designar, a título transitório, um Coordenador de Núcleo que, com o Assistente de Núcleo, serão membros do Conselho Regional, exercendo as competências da Direção de Núcleo.
  23. 23. EXPANSÃO ORGANIZAÇÃO DA ASSOCIAÇÃOA todos os NíveisDuração dos MandatosOs mandatos dos órgãos e cargos eletivos na FNA têm a duração de três anos, a todos os níveis.Limitação de CargosOs membros dos órgãos Nacionais e os Presidentes Regionais não podem exercer qualquer outrocargo na Associação.CooptaçãoA demissão de um Presidente de qualquer órgão ou a demissão de metade de uma lista eleita,determina novas eleições. Se não for o caso serão cooptados outros Associados para preencher avaga.
  24. 24. EXPANSÃO ESCUTISMO HISTÓRIA DA FNA ORGANIZAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA
  25. 25. EXPANSÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA O que é um Núcleo? • É uma unidade base da Fraternidade • É um grupo formado por antigos filiados do CNE, maiores de 22 anos • É por analogia como um Agrupamento do CNE • É uma equipa alargada com uma chefia eleita • É um grupo de apoio à disposição do Agrupamento local • É uma mais-valia para o CNE e comunidade
  26. 26. EXPANSÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA Ocasião para fundar um Núcleo • Por iniciativa de um Agrupamento do CNE • A partir de uma grande concentração • Durante o aniversário do Agrupamento/Patrono • Por iniciativa de alguns antigos elementos já investidos • Despertados pela comunicação escutista • Por iniciativa do Pároco • Num encontro ou jantar de confraternização
  27. 27. EXPANSÃOComo fundar um Núcleo COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA Estabelecendo contactos com a Direção Regional (ou coordenador) ou, na falta desta com aDireção NacionalOs primeiros passos1. Ler os Estatutos e Regulamentos2. Reunir toda a documentação, a saber: • Filiação de Núcleo • Proposta de Admissão – futuros associados • Eleição de Direção • Ata de eleição • Nomeação de Direção3. Entregar todos os documentos devidamente preenchidos, bem como a quotização devida eoutros encargos financeiros4. Preparar a Cerimónia de Investidura5 .Organizar a inauguração e endereçar os convites6. Cerimónia de Investidura / Inauguração7. Tomada de Posse da Direção de Núcleo• Ata da Tomada de Posse
  28. 28. EXPANSÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNABandeiraCada Núcleo possuirá uma Bandeira (modelo oficial) onde constará o nome do Núcleo,colocada num mastro escutistaInsígnia do NúcleoTem a forma retangular, levemente arredondada, em tecido igual à camisa do uniforme,bordada a vermelho, com o nome do Núcleo. É usada na manga direita da camisa junto àcostura do ombro.
  29. 29. EXPANSÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA Direitos dos Associados • Usufruir das regalias que a FNA possa vir a proporcionar • Tomar parte nas atividades que a FNA organize • Intervir e votar nas reuniões para que for convocado • Eleger e ser eleito, ou nomeado, para órgãos da FNA • Recorrer, por ordem hierárquica, até ao Conselho Nacional, da pena de irradiação de membro da FNA • Os familiares dos membros da FNA, poderão como convidados a tomar parte em algumas atividades da Associação • Uso do uniforme e das insígnias oficiais • Uso do cartão de Associado • Receber o órgão oficial “Compasso”
  30. 30. EXPANSÃO COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA Deveres dos Associados • Contribuir para o prestígio da FNA • Participar ativamente nas atividades da FNA • Pagar as quotizações anuais regulamentares • Preencher e remeter anualmente o Censo, cumprindo com os prazos e regras estabelecidas • Ajudar, na medida do possível e a seu pedido, as várias estruturas do CNE • Apresentar propostas para a melhoria da vida da Associação • Cumprir e fazer cumprir a Lei e os Princípios do Escuteiro
  31. 31. FRATERNIDADE DE NUNO ÁLVARES ESTA APRESENTAÇÃO NÃO DISPENSA A CONSULTA AO MANUAL DE APOIO. André Sousa– Região do Porto 12-2012

×