Jornal Garoto 02 10 13

1.215 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.215
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.000
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Garoto 02 10 13

  1. 1. Informativo dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do ES - 2 de outubro de 2013 - Distribuição: Garoto Acordo coletivo 2013/2015: a bola da vez! Agora é hora de avançar ainda mais. Tíquete alimentação e 13º tíquete, auxílios creche, pré-escola, material escolar e atendimento pediátrico, licença maternidade de 180 dias com 90 dias de estabilidade após o retorno, tratamentos médicos, entre outros benefícios são conquistas do Sindicato no acordo coletivo. Mais gente trabalhando. Mais gente participando. Mais gente valorizada. Venha você também tomar o seu lugar na torcida pela valorização do acordo coletivo. O Arraiá do Acordo marcou o levantamento de pautas para as negociações. Confira na última página do Atitude a lista completa de reivindicações. Na última semana, o Sindialimen- tação começou a negociar o Acor- do Coletivo 2013/2015, uma luta pela ampliação dos direitos do trabalha- dor da Garoto. O Sindicato tem um histórico de conquistas em prol do tra- balhador, e sabe que a luta será gran- de, mas vai continuar firme em busca de novas vitórias. Nas duas primeiras reuniões, fo- ram discutidas as cláusulas sobre re- ajuste salarial, jornada de trabalho, ticket alimentação, abono de férias e transporte coletivo, ampliação dos auxílios óculos, creche, pré-escola e material escolar, assistência odonto- lógica, proteção contra demissão, O Arraiá do Acordo Coletivo, realizado em julho, reuniu os tra- balhadores para definir as reivindi- cações da categoria. Os partici- pantes preencheram os formulários disponibilizados no jornal Atitude e depositaram na urna colocada no Espaço Atitude. O evento também foi uma oportunidade de relembrar as conquistas de outras negocia- ções do acordo. Campanhas histó- ricas mostram que podemos avan- çar ainda mais. A diretoria do Sindialimen- tação recolheu e listou todas as propostas dos trabalhadores para Pauta foi definida pelos trabalhadores aposentados e afastamento por doença. No entanto, a empresa negou todas as rei- vindicações do Sindicato e sequer propôs algo que signi- fique um avanço nos benefí- cios do trabalhador. A batalha por melho- res condições de trabalho e vantagens para o traba- lhador e sua família está só recome- çando. Por isso, sua participação é fundamental. As negociações da PLR comprovaram que, juntos, podemos alcançar os resultados que nós mere- cemos. construir as novas cláusulas ou al- terações do acordo. Os destaques levantados pelos trabalhadores são o aumento no ticket alimentação, transporte coletivo para todos os turnos, inclusão de marido como dependente de trabalhadora e 14º salário. O acordo coletivo é um direito garantido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).Conheça na página ao lado nossas propostas que foram apresentadas à empre- sa. Vamos levá-las com resistência a cada rodada de negociação. Es- tamos juntos nesta luta!
  2. 2. Muitos celebraram a data pela primeira vez. O diretor Deimisson Viana, membro da comunidade surda, recebeu os trabalhadores. Sindialimentação relembra luta da comunidade surda em evento no Espaço Atitude Para marcar o 26 de setembro, Dia Nacional do Surdo, a diretoria do Sindia- limentação promoveu um evento comemorativo para todos os membros da co- munidade surda da Garoto. A atividade também teve o objetivo de incentivar a reflexão sobre as lutas e conquistas pela inclusão desse grupo nos diversos espaços da sociedade. A coordenadora geral Linda Morais saudou a categoria e reafirmou, em nome de toda a diretoria, o apoio à luta histórica e ainda necessária do exercício pleno da sua cidadania. “Faz bem vocês estarem com a gente. Que este dia seja mais um dia para lutarmos juntos, pelos mesmos direitos. Contem sempre com o Sindialimentação para estar com vocês”, afirmou. O dire- tor Deimisson Viana da Silva, integrante da comunidade surda, agradeceu a presença de to- dos e se colocou à disposição para receber as demandas da categoria. A trabalhadora Rita Mara completa seis anos de Garoto em dezembro, e aproveitou o momento para reforçar as amizades. “Come- morar o dia do surdo é uma vitória, fico muito alegre pelas conquistas e em rever os co- legas”, afirmou. “O dia do surdo era um sonho. Antes era sofrida a luta, foi muito difícil o cami- nho até que a linguagem dos sinais fosse implantada nas escolas. Hoje, as libras são ensinadas em sala de aula. Felicidades a todos”, desejou uma trabalhadora. O Dia do Surdo 26 de setembro remete a inauguração da primeira escola para surdos do país, em 1857. A pedido do impe- rador Dom Pedro II, o Instituto Nacional de Surdos Mudos do Rio de Janeiro foi funda- da pelo professor francês Hernest Huet, que também era surdo. O Instituto funcionava como um asilo, e recebia sur- dos homens de todo o país, muitos deles abandonados pela própria família. Em 2008, o 26 de setembro foi instituí- do oficialmente pela Presi- dência da República como Dia Nacional do Surdo. Comunidade surda: uma cultura particular e inclusiva A legislação que garante a implantação, ensino e difusão da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) nos mais diversos espaços promoveu um impacto significativo na vida dos surdos. Os conselhos federal, estadual e municipal da pessoa com deficiência também ajudam a preservar a cultura da comunidade surda e, ao mesmo tempo, favorecem a constituição de uma sociedade plenamente inclusiva. Conheça as leis que garantem os deve- res do Estado e os direitos da pessoa surda: • Lei Estadual Nº 5.122/1995 - Institui a obrigatoriedade de mensagem aos surdos na propaganda oficial do Estado. • Lei Estadual Nº 5.198/1996 - Reconhece a LIBRAS como meio de comuni- cação objetiva e de uso corrente. - Obriga o Estado a ter profissionais intérpretes da língua de sinais para atender nas reparti- ções públicas. • Lei Federal Nº 10.436/2002 - Reconhece a LIBRAS como língua oficial da pessoa surda. - Garante o apoio ao uso e difusão da LIBRAS por parte do poder público e concessionárias de serviços públicos. - Garante o atendimento e tratamento ade- quado à pessoa surda nos serviços públicos de saúde. - Garante a inclusão da LIBRAS nos cursos de formação de Educação Especial, Fonoaudio- logia e de Magistério. - Inclui a LIBRAS nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs). • Lei Federal Complementar Nº142/2013 - Regulamenta novas regras para beneficiar a aposentadoria da pessoa com deficiência. - Entrará em vigor em novembro deste ano.
  3. 3. Desta vez quem comemorou a vitória foi o trabalhador Silmar Bragança Corça, no processo para recebimento do seguro-saúde. De- pois de 25 anos como operador de caldeira, ele foi aposentado por in- validez em novembro de 2009. No início de 2010, ele procurou o Sin- dialimentação para exigir o recebi- mento do seguro. “Valeu a pena. A gente en- tende que não é uma coisa fácil, demora porque a justiça é lenta, mas é o nosso direito. Achei muito Sindicato ganha na Justiça mais uma ação de seguro-saúde Curta o Sindialimentação no Facebook e concorra a 50 bilhetes da rifa de uma moto! Trabalhadores apoiam abaixo-assinado contra projeto de lei das terceirizações Silmar Bragança Corça Operador de Caldeira Aposentado importante o trabalho do Sindica- to, que correu atrás e a justiça foi feita”, disse Silmar. “Sempre fui bem assistido, recebi informações bem dadas do processo, com todos os detalhes”. Exemplos como a vitória de Silmar mostram que vale a pena correr atrás de seus direitos, inves- tir na luta e buscar a sua entidade representativa, que é o Sindicato, a casa do trabalhador. Por isso, sindicalize-se! O Sindialimentação adqui- riu bilhetes de rifa em uma ação solidária junto à Central Única dos Trabalhadores (CUT) e vai sortear para os trabalhadores e seus familiares. A rifa é promovida pela CUT em comemoração ao ani- versário de 30 anos da entidade. Para participar, basta acessar a fanpage do Sindialimentação no Facebook, entrar na aba da promoção “Sorteio: 50 chan- ces” e clicar em “Participar”. http://on.fb.me/16Cap5M Para acessar o link corretamente, diferencie maísculas e minúsculas. Link direto para a promoção: São 50 bilhetes para você con- correr a uma motocicleta, uma TV 32’ e uma bicicleta. As inscrições para o sorteio se encerram no dia 4 de outu- bro, às 15 horas. No mesmo dia, um aplicativo automático vai selecionar os 50 ganhadores, que terão até o dia 25 de outu- bro para retirar o bilhete. No dia 26, pela Loteria Federal, será divulgado o vencedor dos prê- mios da rifa. O PL 4330 ameaça postos de trabalho e precariza a mão- de-obra. Trabalhadores de outras fábricas ligadas ao Sindialimentação também participam da coleta de assinaturas. Na sexta-feira (27) e na terça (1º), o Sindialimentação esteve presente na porta da fábrica recolhendo assinaturas contra a PL 4330. O objetivo é enviar todas as assinaturas para Brasília, até chegar às mãos da bancada capixaba da Câma- ra de Deputados e do Senado e às mãos da Presidenta Dilma Rousseff. O abaixo-assinado tam- bém está sendo coletado em outras fábricas do ramo da in- dústria da alimentação, na Rio de Janeiro Refrescos. A empre- sa está primarizando todos os serviços, como cozinha e trans- porte, por perceber que a ter- ceirização não traz vantagens e economia. O Sindialimentação agra- dece a todos que participaram de mais esta luta. Sua presença nos fortalece para que possa- mos cada dia mais defender os seus direitos.
  4. 4. INFORMATIVO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO DO ES Estrada Jerônimo Monteiro, 1732 - Vila Velha - ES Telefone: 3339-5027 E-mail: comunica.sindi@terra.com.br COORDENADORA GERAL DO SINDICATO Linda Morais COORDENADOR DA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO Elifas Medeiros EQUIPE DE JORNALISMO Marina Denadai Sylvia Ruth Reivindicações da categoria Econômicas 1. Reajuste salarial: 12%. 2. Horas extras: adicional de 70% de segunda a sexta-feira, 110% aos sábados e 120% aos domingos e fe- riados. Adicional de 35% do salário nominal/hora para plantão com BIP. Não será cobrada hora extra nos dias em que a jornada ultrapassar até 10 minutos antes ou depois da jornal normal. 3. Adicional noturno: 80%. 4. Ticket alimentação: R$ 550. Paga- mento adicional de R$ 550 em de- zembro. Pagamento do ticket tam- bém para contratados de Páscoa e aposentados por invalidez. Além do acréscimo de 30% do ticket no mês do aniversário do trabalhador. 5. Abono de férias: 66,67% além dos 33,33% estabelecidos pela Constitui- ção Federal, totalizando 100%. 6. Transporte coletivo: gratuito para todos os trabalhadores em todos os turnos. 7. Vale transporte: desconto de 1,66%. 8. Assistência especial: 1,3 salários mínimos para filhos especiais, en- quanto perdurar o estado. 9. Auxílio-creche: até 1 salário míni- mo para trabalhadores com filhos de 7 meses a 3 anos e 11 meses de idade. 10. Auxílio-material escolar: R$ 300 em fevereiro. 11. Auxílio-óculos: R$ 250 para traba- lhadores adquirirem óculos ou lente. 12. Auxílio-escolar (NOVO): até 1 sa- lário mínimo aos trabalhadores com filhos em idade escolar da 1ª série do Ensino Fundamental à 3ª série do Ensino Médio. 13. Auxílio-combustível (NOVO): be- nefício para os trabalhadores que utilizam carro ou moto particulares para se deslocar ao trabalho. 14. 14º salário (NOVO): bonificação correspondente a 1 salário nominal de cada trabalhador a ser pago no mês de janeiro. 15. Formação (NOVO): bolsas de estudo para o ingresso em curso de graduação superior ou técnico. Jornada de trabalho 1. 5x2: eliminação do trabalho aos sábados 2. Troca de letra na 6x2 (NOVO): os trabalhadores não poderão ser tro- cados de escala num prazo inferior a 180 dias. Caso o trabalhador te- nha que ser remanejado para outra jornada, ele terá que ser mantido na mesma letra. Depois dos 180 dias, a troca só poderá ser feita novamen- te com antecedência de 1 mês. 3. Adicional 6x2: acréscimo de 110% aos sábados. 4. Feriados: Recesso nos dias que antecedem o Natal, Ano Novo, sá- bado e domingo que antecedem o Carnaval, Quarta-feira de Cinzas, Domingo de Páscoa e 1º de Maio. Saúde 1. Exames periódicos: preventivo, mamografia e próstata convencio- nal (a partir dos 40 anos). 2. Familiares: Inclusão do marido como dependente da trabalhado- ra. Inclusão da mãe ou pai como dependente do trabalhador(a) solteiro(a) que não tenha outros de- pendentes. 3. Custeio: 100% das consultas. 4. Odontologia: limpeza, preven- ção e dentística gratuitos. De- mais tratamentos com custeio de 50% da empresa. 5. Fisioterapia (NOVO): serviço nas dependências da empresa para todos os empregados que necessitarem, em todos os horá- rios. 6. Prazo para resolução de pro- blemas (NOVO): problemas no atendimento deverão ser solu- cionados em até 48 horas. 7. Faltas: abono de até 5 dias por ano para acompanhar filhos de até 15 anos de idade em interna- ção. 8. Trabalhador acidentado ou com doença ocupacional: fim dos casos de exclusão de contrato por pra- zo determinado, rescisão por justa causa, acordo entre as partes ou pedido de demissão, desde que o empregado não se encontre em cumprimento de aviso prévio. Sindicais 1. Liberação dos diretores: o Sindica- to comunicará à empresa com 24 horas de antecedência para a par- ticipação em atividades sindicais. 2. Taxa de fortalecimento: 2% em outubro e 2% em novembro, limita- dos a R$ 40. Sociais 1. Trabalhadores com mais de 10 anos de empresa terão direito a 1 salário a cada 5 anos de trabalho ou fração. 2. Plano de saúde (NOVO): Traba- lhadores com 20 anos ou mais de empresa e mais de 50 anos de ida- de receberão plano de saúde vita- lício. 3. Aposentados: garantia de empre- go nos 12 meses que antecedem o direito à aposentadoria voluntária, desde que trabalhe na empresa há pelo menos 10 anos. 4. Terceiros (NOVO): não haverá ter- ceirização em quaisquer atividades de produção ou que sejam ineren- tes ao processo produtivo.

×