Jornal ATITUDE Fevereiro

355 visualizações

Publicada em

Jornal ATITUDE fev 2010

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
355
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal ATITUDE Fevereiro

  1. 1. Informativo do Sindicato dos Trabalhadores em Alimentação - 05 de Fevereiro de 2010 A Fantástica Fábrica de Chocolates. Será? A edição do nosso jornal nessa semana, infelizmente, traz uma série de problemas que estão afetando a saúde dos trabalhadores e denunciam condições de trabalho e posturas inaceitá- veis. Alguns dos problemas são recorrentes e indicam que não tem havido por parte da empresa esforço real em solucionar os problemas que afetam os trabalhadores. Na avaliação da nossa diretoria boas relações e condições de trabalho criam um Nova Gerência de ambiente muito mais produtivo não só para os RH na empresa trabalhadores, mas também para a empresa. Esse ano assume uma nova Gerência de Recursos Humanos O s problemas são de com a falta de tempo até para toda ordem e o ir ao banheiro. E a lista não na Garoto, que entre outros sindicato não para de para de crescer. A jornada 6x2 papéis, representará a empresa receber denúncias de abusos está se convertendo numa nas negociações salariais e no cometidos por chefias, nova modalidade: a 6x1, encaminhamento das questões pressão desmedida por pasmem! E como se ainda não relacionadas ao cotidiano do produção e más condições de bastasse, a gana por produção trabalho. Desejamos boas- trabalho. Também tem sido ameaça comprometer férias e vindas ao novo profissional que recorrente situações que o folgas já negociadas com a estará se integrando gradual- sindicato leva ao conheci- empresa. Tá difícil suportar o mente à realidade da empresa e mento da empresa e que não clima que a empresa está esperamos que questões como são solucionadas, como o impondo. Essa situação as apontadas nessa edição caso dos elevadores. No indigna os trabalhadores e possam ser resolvidas de forma a Artigo de época, campeão de fazem a Nestlé perder sua garantir que haja um ambiente de reclamações, os trabalha- credibilidade nos acordos que trabalho que promova o bem dores também estão sofrendo firma. estar dos trabalhadores. Pág 02 Pág 03 Pág 04 Canceladas Férias Garoto: Armários Processo contra no Batom Arrombados Fundações e Garoto
  2. 2. Hora-extra no Carnaval: Jornada 6x1? Credo!! Não vai dar samba I nfelizmente, a edição desse jornal trabalhadores e talvez houvesse a não será para desejar a alguns necessidade de convocar alguns trabalhadores um bom feriado. trabalhadores do CDES em função de Motivo: a empresa está um pedido urgente. Mas, no dia descumprindo o acordo que assumiu seguinte a história mudou: alegando ter com a categoria e convocou hora- se enganado, a empresa informou que extras durante todos os dias de folga convocaria horas-extras para 33 dos 50 do carnaval. Assim que recebemos a trabalhadores do CDES e para denúncia de que a empresa estava trabalhadores da manutenção que iriam pressionando trabalhadores para atuar na subestação e no Baton. A trabalhar durante o carnaval, o direção do sindicato já enviou ofício sindicato se reuniu com a empresa repudiando a postura da empresa em que afirmou categoricamente que não cumprir com o acordado, numa C somente haveria a troca da atitude de total desrespeito aos om o argumento de que era ordem subestação, que envolveria poucos trabalhadores. da matriz suíça eliminar as horas- extras na fábrica e ainda gerar mais empregos, a empresa propôs um abono para implementar a jornada 6x2. Soberana, Canceladas Férias a assembléia decidiu aceitar a implementação da jornada. Mas, do Baton recentemente, alguns setores inventaram uma nova jornada: a 6x1. Isso mesmo! Há Uma notícia assunto e a empresa voltou denúncias de que no Sortimento, Artigo de revoltou os atrás da decisão de convocar época e Coram os trabalhadores estão trabalhadores os trabalhadores. O sindicato sendo convocados quase todo fim de na última semana: argumentou que era um semana para realizar horas-extras. Os superviso-res anunciaram a absurdo a empresa colocar os trabalhadores também se queixam de que a convo-cação de férias no trabalha-dores para tirar 10 supervisão indica pessoas no setor para Baton durante o período de dias, sendo que praticamente fazer a listagem de horas-extras anotando, carnaval. A decisão era a metade do período seria de inclusive, o motivo da negativa. Para os convocar os trabalhadores folga na empresa, conforme trabalhadores é uma forma de intimidação. A que tinham saldo de 10 dias conquista recente do nosso saída para essa situação é a contratação de referentes às férias coletivas acordo coletivo. Felizmente o mais trabalhadores e não a realização de impostas pela empresa no bom senso prevaleceu e a horas-extras constantes. Para nosso último ano. Assim que soube empresa retirou a proposta, sindicato isso é inaceitável e trata-se de da notícia o sindicato garantindo àqueles que se hora-extra habitual, passível de solicitou reunião com a programaram seu merecido questionamentos judiciais. empresa para discutir o descanso. Coram: Venda de férias obrigatórias A situação dos alguns supervisores estão supervisor age sem ordem de sua trabalhadores do fazendo planejamento coordenação. Resta saber se este Coram está cada vez antecipado de férias obrigando o por sua vez tomou a decisão mais difícil. Além das trabalhador a vender 10 dias. sozinho mesmo. Estamos constantes reclamações Para o sindicato essa medida é aguardando o retorno da empresa e sobre o comportamento de abusiva. A empresa disse não a suspensão dessa medida abusiva. algumas chefias, que tratam ter conhecimento dessa prática No ritmo de trabalho intenso em que os trabalhadores com e ficou de averiguar de onde está o CDES tem trabalhador grosseria, recebemos partiu a ordem para isso. Uma querendo comprar mais dias de também denúncias de que coisa é certa, nenhum folga e não vender.
  3. 3. Artigo de época: campeão de reclamações O ritmo de trabalho no Artigo de produção não há quem reveze para operadores que pressionam os Época está insuportável. Não é à toa render o companheiro. trabalhadores da linha. Há operadores que que este setor é onde adoecem mais Pressão e sobrecarga são responsáveis por cuidar de 3 máquinas trabalhadores por lesões por esforço A pressão por produção é imensa e ao memso tempo. Um absurdo. repetitivo. Diretores do sindicato está deixando o ambiente de trabalho Móveis inadequados estiveram no local e verificaram que insuportável. É preciso mais No setor de artigo de época é comum há uma série de problemas que preci- trabalhadores para revezar nos postos encontrar cadeiras em péssimo estado e sam ser resolvidos imediatamente: de trabalho e reduzir o ritmo, com defeitos. Uma situação que gera Pausas no local de trabalho garantindo uma boa páscoa sem adoecimentos e até causar acidentes de O ritmo de trabalho está tão intenso adoecimentos. O sindicato já verificou trabalho. É lamentável perceber que a no artigo de época que os casos de trabalhadores temporários Nestlé opta por manter más condições de trabalhadores têm de usar a pausa de que já estão apresentando sintomas de trabalho como instrumento de pressão para 10 minutos para irem ao banheiro ou Ler/Dort. É a chamada cadeia de alcançar seus índices de produção ao invés tomar água. Filas estão se formando pressão: a empresapressiona a de investir em melhorias que preservem um no banheiro porque durante a supervisão, que pressiona os ambiente de trabalho saudável. Banheiros Insegurança na Garoto U O sindicato recebeu queixas os trabalhadores ficaram impedir que casos como esses de que não há janelas que chocados com o estado em continuem ocorrendo, uma delas é a permitam a ventilação no que encontraram seus compra de armários e cadeados local, causando sensação de armários após o arrombamento mais seguros. A Garoto mantém um sufocamento. O teto dos ocorrido no último domingo, dia 31 contrato com uma empresa de banheiros femininos também de janeiro. O sindicato recebeu a segurança patrimonial justamente está baixo aumentando ainda informação, não confirmada para dar tranquilidade a todos que mais a sensação de local oficialmente, de que cerca de 15 estão na área da empresa. O abafado. Mulheres um pouco armários do vestiário masculino trabalhador se sente vulnerável mais altas podem tocar o teto foram depredados e os diante dessa situação, pois enquanto com as mãos. Na fábrica os trabalhadores tiveram seus estão trabalhando não podem ficar trabalhadores já brincam e pertences roubados. Pior, no dia seguros de que seus pertences dizem que pode ser proposital 01/02 a situação se repetiu. A estejam protegidos. Entendemos que para que o trabalhador fique o pergunta que fica no ar é a seguinte: a responsabilidade de garantir total menor tempo possível no banheiro. Seria cômico, se quem irá ressarcir os prejuízos segurança aos trabalhadores é da não fosse trágico. causados aos trabalhadores? Na segurança patrimonial, mas isso não avaliação do sindicato a empresa exime a Nestlé da corresponsa- tem que buscar uma alternativa para bilidade em situações como essa. Elevadores Abordagem abusiva A quebra constante dos elevadores é um velho O s trabalhadores estão indignados com a segurança conhecido dos trabalhadores. patrimonial da Garoto. Enquanto assistem impotentes ao O sindicato já levou esse arrombamento dos seus armários, alguns passam pelo problema para aempresa constrangimento de serem abordados por alguns seguranças com inúmeras vezes sem que seja a mão no coldre da arma, numa clara postura de intimidação. O tomada uma medida sindicato recebeu denúncias que relatam situações como essa. definitiva. Na última semana, Compreendemos que é papel da segurança patrimonial zelar pela um supervisor chegou a pedir segurança na empresa, mas também entendemos que medidas aos trabalhadores para como essa devem ser usadas em situações de risco extremo que carregarem nas costas os ocorram quando pessoas estranhas ao quadro funcional da produtos pelas escadas. Um empresa ofereçam algum tipo de ameaça. A Segurança da Garoto absurdo que pode gerar deve estar melhor preparada para fazer uma abordagem a acidentes graves. O sindicato trabalhadores da própria empresa sem usar uma medida abusiva e sugeriu a contratação de um constrangedora como esta. Esperamos que a Nestlé tome uma técnico plantonista para essas atitude a respeito impedindo esse tipo de tratamento situações, mas até agora... desnecessário com seus próprios funcionários.
  4. 4. Processo de turnos Nossos Direitos Quando a própria justiça é injusta Sindicato cobra na justiça correção das Nosso sindicato ajuizou ação coletiva contra a Garoto para reservas da Fundação Garoto e cobrar pagamentos de horas-extras Indenização aos trabalhadores ,ao nosso ver, devidas, já que o turno de revezamento praticado O Sindialimentação está aposentadoria para os antes da fixação dos turnos, estava movendo duas ações trabalhadores que fizessem sendo considerado ilegal pela na Justiça do Trabalho contribuições, além das justiça, mesmo havendo acordo contra a Chocolates Garoto, a contribuições feitas pela coletivo que regulamentasse. Fundação Garoto e a empresa. Os trabalhadores que Sendo assim, se a jornada anterior Fundação Bradesco de não fizessem contribuições era irregular e não valia o acordo, Previdência. O Regulamento complementares, perderiam tal então a empresa devia pelo menos Interno da Chocolates Garoto direito, fazendo jus a apenas um 2 horas-extras por dia para quem prometia que as reservas de plano básico. Para o nosso trabalhou no sistema de turnos de poupança dos trabalhadores, sindicato, a partir de 1995, revezamento. Isso porque nesse para fins de previdência quando o empregado da Garoto tipo de turno, a jornada deveria ser privada, seriam arcadas é demitido, a Fundação Garoto de 6 horas de trabalho e não 8 integralmente pela empresa. não lhe devolve o valor horas. Vários processos estão Ou seja, a empresa iria equivalente ao que se sendo julgados, mas apesar de contribuir integralmente para comprometeu. Portanto, caberia ganharmos algumas ações, outros que os seus empregados à Chocolates Garoto pagar as resultados tem causado revolta e tivessem direito à suplemen- diferenças. Questionamos indignação na direção do sindicato tação da aposentadoria e também o direito de indenização porque temos situações em que outros direitos. Além disso, a aos trabalhadores pelo fato de a trabalhadores de um mesmo setor, Garoto prometia que o empresa prometer arcar sozinha com mesmo tempo de trabalho trabalhador, quando saísse da com o custo da previdência estão sendo tratados de forma fábrica, poderia sacar essas privada, e no entanto exigir dos diferente. A uns é concedido o reservas com a correção empregados que passassem a direito e a outros não. Isso no monetária, no mínimo, contribuir para ter direito à mesmo processo! equivalente à caderneta de suplementação de O problema nessa ação começou poupança mais 6% ao ano. aposentadoria. quando a justiça mandou Em 1995, a Garoto decidiu Consideramos que, tudo aquilo desmembrar o processo em grupos tirar a previdência da que a Fundação Garoto fizer de de 50 trabalhadores. Questionamos Fundação Bradesco e diferente da promessa da a decisão, mas a justiça manteve a transferir para a Fundação Chocolates Garoto, a empresa posição. Dessa forma, cada grupo Garoto. A Fundação Garoto, tem obrigação de indenizar. As é distribuído para diferentes juízes. ao contrário da Fundação ações estão correndo na Nona Ocorre que no julgamento das Bradesco, somente se Vara de Trabalho de Vitória-E.S, ações alguns juízes AGORA comprometeu a pagar e ainda não há previsão de mudaram de opinião e estão suplementação de quando serão julgadas. considerando que vale o acordo e outros mantêm a posição anterior. Estamos recorrendo em todas as Sindicato convoca trabalhadores instâncias, mas os processos que chegam a Brasília e são julgados O Sindialimentação irá afixou mais na empresa solicitamos a chegam a sua fase final e não há em seu mural informativo todos os trabalhadores que mais o que fazer. Como se pode uma listagem de traba- observem a listagem e caso, ver nem sempre a justiça alcança lhadores que deverão se conheçam alguém da lista, todos os que merecem. Mesmo apresentar na sede do informarem a respeito sobre a assim estamos solicitando na sindicato para tratar de necessidade de comparecimento justiça que ao menos todos os assuntos relacionados ao a sede. Em sua maioria são grupos do processo sejam julgados desenvolvimento dos seus casos de trabalhadores que pelo mesmo juiz quando houver processos. Como muitos ganharam ações e que não desmembramentos como nesse pessoas podem não estar conseguimos contatar. caso. Estamos aguardando.

×