Dengue Mosquito Dengue: doença fingida Desenvolvimento da doença Febre Hemorrágica A Dengue e o Tempo Sintomas Imunidade B...
Mosquito <ul><li>Esse mal é transmitido pelo vírus  Flaviviridae . Doença tem altas chances de cura, mas pode matar. Já é ...
Distribuição da dengue 2005 Figura 2 –
Distribuição dengue Brasil
Distribuição da dengue Fortaleza
Dengue: doença fingida <ul><li>Por não ter sintomas específicos, a doença pode ser confundida com várias outras, como lept...
Desenvolvimento da Doença (1). O mosquito infectado pica o homem.  (2). O vírus se dissemina pelo sangue.  (3). Um dos loc...
Desenvolvimento da doença <ul><li>5). Como a circulação fica mais lenta, é comum que os líquidos do sangue extravasem dos ...
Sinais de alerta na dengue <ul><li>Dor abdominal intensa e contínua </li></ul><ul><li>vômitos persistentes </li></ul><ul><...
Sintomas <ul><li>99% dos infectados têm febre, que dura cerca de sete dias. Pode ser branda ou muito alta, dependendo do i...
Dengue Hemorrágica <ul><li>Em função da inflamação dos vasos (por causa da instalação dos vírus no tecido que os envolve),...
Cuidados  <ul><li>1 - Se a pessoa tem dengue pela segunda vez (outro tipo de vírus), pode contrair a hemorrágica.  2 - Há ...
A Dengue e o Tempo <ul><li>O vírus da dengue precisa de tempo para se manifestar no homem ou mesmo para infectar o mosquit...
Tratamento  <ul><li>Não há tratamento específico, devendo ser administrados sintomáticos, e tratadas as complicações. </li...
Tratamento  <ul><li>Nas formas graves, o paciente deve ser hospitalizado e hidratado por via intravenosa, se necessário le...
Imunidade <ul><li>O homem só desenvolve imunidade permanente para o tipo de vírus que contraiu. A doença pode reincidir co...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto Dengue: O LIE em ação

7.742 visualizações

Publicada em

Este material produzido produzido pelo LIE. As turmas do fundamental I, foram convidados a participar da campanha: Dengue na minha casa, não!

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.742
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
631
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
156
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto Dengue: O LIE em ação

  1. 1. Dengue Mosquito Dengue: doença fingida Desenvolvimento da doença Febre Hemorrágica A Dengue e o Tempo Sintomas Imunidade By: Sinara Duarte
  2. 2. Mosquito <ul><li>Esse mal é transmitido pelo vírus Flaviviridae . Doença tem altas chances de cura, mas pode matar. Já é considerada, no Brasil, uma epidemia. </li></ul><ul><li>A origem do Aedes aegypti, inseto transmissor da doença ao homem, é africana. Na verdade, quem contamina é fêmea, pois o macho apenas se alimenta de seivas de plantas. A fêmea precisa de uma substância do sangue (a albumina) para completar o processo de amadurecimento de seus ovos. O mosquito apenas transmite a doença, mas não sofre seus efeitos. </li></ul>Retornar
  3. 3. Distribuição da dengue 2005 Figura 2 –
  4. 4. Distribuição dengue Brasil
  5. 5. Distribuição da dengue Fortaleza
  6. 6. Dengue: doença fingida <ul><li>Por não ter sintomas específicos, a doença pode ser confundida com várias outras, como leptospirose, sarampo, rubéola. São doenças que provocam febre, prostração, dor de cabeça e dores musculares generalizadas. Um médico consegue, por exames em laboratório, definir a doença e tratá-la corretamente. </li></ul>Retornar
  7. 7. Desenvolvimento da Doença (1). O mosquito infectado pica o homem. (2). O vírus se dissemina pelo sangue. (3). Um dos locais preferidos do vírus para se instalar no corpo humano é o tecido que envolve os vasos sangüíneos, chamado retículo-endotelial. (4). A multiplicação do vírus sobre o tecido que provoca a inflamação dos vasos. O sangue, com isso, circula mais lentamente. Retornar
  8. 8. Desenvolvimento da doença <ul><li>5). Como a circulação fica mais lenta, é comum que os líquidos do sangue extravasem dos vasos. O sangue torna-se mais espesso. </li></ul><ul><li>(6). O sangue, mais espesso, pode coagular dentro dos vasos provocando trombos (entupimentos). Além disso, a circulação lenta prejudica a oxigenação e nutrição ideal dos órgãos. </li></ul><ul><li>(7). Com o tempo, se não houver tratamento específico, pode haver um choque circulatório. O sangue deixa de circular, os órgãos ficam prejudicados e podem parar de funcionar. Isso leva à morte. </li></ul>
  9. 9. Sinais de alerta na dengue <ul><li>Dor abdominal intensa e contínua </li></ul><ul><li>vômitos persistentes </li></ul><ul><li>hepatomegalia dolorosa </li></ul><ul><li>derrames cavitários </li></ul><ul><li>hipotensão arterial </li></ul><ul><li>Cianose (pele azulada) </li></ul><ul><li>Diminuição da pressão diferencia1 </li></ul><ul><li>hipotensão postural </li></ul><ul><li>agitação/letargia </li></ul><ul><li>extremidades frias </li></ul><ul><li>pulso rápido e fraco </li></ul><ul><li>diminuição brusca da temperatura e sudorese </li></ul>
  10. 10. Sintomas <ul><li>99% dos infectados têm febre, que dura cerca de sete dias. Pode ser branda ou muito alta, dependendo do indivíduo e da força do vírus, da virulência. </li></ul><ul><li>25% apresentam manchas vermelhas em todo o corpo, as chamadas exantemas . Como o vírus se instala também próximo aos vasos, é comum estes inflamarem e ficarem evidentes na pele. </li></ul><ul><li>50% têm prostração, indisposição. </li></ul><ul><li>60% têm dor de cabeça. </li></ul><ul><li>50% têm dor atrás do olho. </li></ul>Retornar
  11. 11. Dengue Hemorrágica <ul><li>Em função da inflamação dos vasos (por causa da instalação dos vírus no tecido que os envolve), há um consumo exagerado de plaquetas, pequenos soldados que trabalham contra as doenças. A falta de plaquetas interfere na homeostase do corpo - capacidade de controlar espontaneamente o fluxo de sangue. O organismo passa a apresentar uma forte tendência a ter hemorragias. </li></ul>Retornar Criança chinesa Vítima da dengue hemorrágica
  12. 12. Cuidados <ul><li>1 - Se a pessoa tem dengue pela segunda vez (outro tipo de vírus), pode contrair a hemorrágica. 2 - Há quatro sorotipos diferentes de dengue. Um deles, o den2, é o mais intenso. Este tipo pode evoluir para a dengue hemorrágica. 3 - Combinação da seqüência de doença, da força do vírus e da suscetibilidade da pessoa. Se for alguém com Aids, por exemplo, a doença oferece mais riscos. </li></ul><ul><li>Conselhos: Para controlar a febre hemorrágica, aconselha-se tomar muito líquido e evitar medicamentos a base se ácido acetilsalicílico, como Aspirina ou Melhoral. </li></ul>
  13. 13. A Dengue e o Tempo <ul><li>O vírus da dengue precisa de tempo para se manifestar no homem ou mesmo para infectar o mosquito transmissor. A idade ideal do mosquito para transmitir a doença é a partir do 30º dia de vida. O Aedes tem um ciclo total de 45 dias. </li></ul><ul><li>Uma vez contaminado, o homem demora entre 2 e 15 dias para sentir os sintomas da doença. </li></ul><ul><li>Há um período para que o mosquito se contamine ao picar um homem. Vai desde o dia anterior à febre até seis dias depois desta. Fora desse tempo, o mosquito pica e não se contamina. </li></ul><ul><li>Depois de picar o homem, só depois de oito dias o Aedes consegue contaminar outro homem. </li></ul>Retornar
  14. 14. Tratamento <ul><li>Não há tratamento específico, devendo ser administrados sintomáticos, e tratadas as complicações. </li></ul><ul><li>Nas formas menos graves, o paciente deve permanecer em repouso, em sua residência. A febre e a mialgia devem ser tratadas com paracetamol, ou dipirona. Salicilatos não devem ser usados devido ao risco de acidose e sangramento. A medida mais importante é a hidratação do paciente, por via oral. </li></ul>
  15. 15. Tratamento <ul><li>Nas formas graves, o paciente deve ser hospitalizado e hidratado por via intravenosa, se necessário levado à Terapia Intensiva para vigilância da evolução e tratamento adequado das complicações. </li></ul>
  16. 16. Imunidade <ul><li>O homem só desenvolve imunidade permanente para o tipo de vírus que contraiu. A doença pode reincidir com outro sorotipo. Essa repetição é a que oferece perigo para a hemorrágica. </li></ul>Retornar

×