Sistema LímbicoNeurobiologia das EmoçõesProf. Rodrigo Cesar C. Freitas, PhD.Prof. Rodrigo Cesar C. Freitas, PhD.•Programa ...
Emoções primárias relacionadas com as necessidades imediatas como alimentação(fome/saciedade), obtenção de água (sede), se...
IRA: fúria, revolta, ressentimento, raiva, exasperação, indignação, animosidade, aborrecimento,irritabilidade, hostilidade...
O QUE É EMOÇÃO?Teoria de James-Lange – Final do Século XIXTeoria de Cannon-Bard – Inicio do Século XXPRIMEIRAS TEORIAS PAR...
Expressões somáticas e visceraisQuando trememos, suamos, aumentamos a FC,etc, sentimos medoSensações que experimentamos“Nó...
Órgãos efetuadores das expressões emocionaisÓrgãos visceraisMusculatura esqueléticaNúcleos motores viscerais- lacrimejamen...
Lutar ou Fugir ????Medo AgressãoPiloereçâoTaquipnéiaTaquicardiaPressâo arterialMidríaseDefecaçâo↓ TGIVocalizaçãoCauda abai...
Sistema nervoso periféricoSNASistema motor somático Sistema nervoso centralÁreas corticaisEstruturas subcorticaisHipotál...
RéptilMamíferoprimitivoPrimatahumanoTeoria de Paul Maclean
REPTILEstímulosambientaisComportamento desobrevivênciaHipotálamo +Tronco encefálicoEstímulosambientaisSistema Límbico Comp...
O CONCEITO DE SISTEMAretina NGL Córtexestriado(occipital)Núcleo geniculado lateralVia visual que forma o sistema visualAlu...
Sistema nervoso periféricoSNASistema motor somático Sistema nervoso centralÁreas corticaisEstruturas subcorticaisHipotál...
REPTILEstímulosambientaisComportamento desobrevivênciaHipotálamo +Tronco encefálicoEstímulosambientaisSistema Límbico Comp...
O CONCEITO DESISTEMA LÍMBICOASSOCIAÇÃO DE DIVERSAS ESTRUTURAS DO LOBO LÍMBICO A DIFERENTESESTRUTURAS PRESENTES NO HIPOCAMP...
O CIRCUITO DE PAPEZVISÃO NEUROANATOMICAVISÃO NEUROFUNCIONALEm 1930, Papez já acreditava que aqui acontece amaior parte da ...
CIRCUITO DE PAPEZPrimeiro modelo sobre ocircuito neural das EMOÇÕESRegiões corticais e subcorticaisCIRCUITO DE PAPEZPrimei...
Componentes corticaisGiro do cíngulo (mesocórtex)Giro para-hipocampal (paleocórtex)Hipocampo(arquicórtex)Área Pré-Frontal ...
Componentes subcorticaisAmigdala (um dos núcleos basais)Área septalNúcleos mamilares do hipotálamoNúcleos anteriores do tá...
NUCLEOSANTERIORES DOTÁLAMOCÓRTEX CINGULADOHIPOCAMPOHIPOTALAMONEOCÓRTEXParecem definir o“colorido” daexperiênciaemocionalEx...
Ampliação doCircuito dePapezBotão de disparodas experiênciasemocionaisConsolidaçãoda memória (emocional)Experiênciasubjeti...
Circuitos internos do SistemaLímbicoPara os núcleosautonômicos dotronco e medulaPara a substanciacinzentaarquedutal napont...
ELEMENTOS QUE COMPÔE O SISTEMA LÍMBICO
DIFICULDADE COM O CONCEITO DE UMSISTEMA NEURAL ÚNICO PARA ASEMOÇÕESEstruturasanatômicasinterconetadasCircundam otronco enc...
MEDO E ANSIEDADE
Ansiedade - de origem grega, significa estrangular, sufocar, oprimir.Angústia – desconforto.Angor- opressão ou falta de ar...
MEDO e ANSIEDADE:Tem raízes nas reações de defesa dos animais. Quando o seubem estar ou a integridade física ou a própria ...
Estresse : ocorrência fisiológica e normal no reino animal; componente biológico necessária para aadaptação do organismo à...
Núcleos nervosos presentes na Amígdala
AMIGDALA discrimina estímulos associados ao medoe alerta o organismo; disparador do medo e ansiedadeLESÃO BILATERAL DA AMI...
startstartPercepção conscientePercepção subconscienteA amigdala recebe aferênciasde todo o neocortex, do giro docíngulo e ...
EIXOHIPOTALÁMOHIPOFISEADRENALREGULAÇÃO DA PRODUÇÃO E SECREÇÃO DECORTISOL – POTENTE ANTI-INFLAMATÓRIO
Integração da sinalização química no controle dador/inflamaçãoSNCSNPSistema nervosoautônomoIMUNEENDÓCRINOestimulatóriainib...
RECEPTORES QUÍMICOS (farmacológicos)RECEPTORES IONOTRÓPICOSou canais iônicos dependentesde ligantesRECEPTORES METABOTRÓPIC...
RECEPTORESINTRACELULARES ENUCLEARESRECEPTORES DEGLICORTICÓIDES
CondicionamentoSom + choqueCondicionamentoSom + choqueSom + choqueO rato exibe reação de medo e ansiedadeO rato exibe reaç...
Mecanismo neural da aprendizagem afetivaConclusão: a amigdala regula a expressão do medo e agressão diante dos estímulosam...
Circuito neural para o medo aprendidoCórtexauditivoNúcleoBasolateralNúcleoCentralHipotálamoSubstânciapequiarquidutalno tro...
Ativação do giro cingulado e da amígdala em resposta a estímulosaversivos
“Caminhos para curar o trauma” por N. Westerhoff e U. FrommbergerArtigo: Revista Mente e Cérebro Ano XVII n 207Mostra como...
Estabelecimento de hierarquia Manutenção da hierarquiaDominanteSubmissoLesão bilateralda amigdala dodominanteLesão bilater...
AMÍDALAVISÃO NEUROANATOMICAVISÃO NEUROFUNCIONALIMPORTANTE NA FORMAÇÃO DAEXPERIENCIA EMOCIONAL E ESTÁINTIMAMENTE RELACIONAD...
SINDROME DEKLÜVER-BUCY• CEGUERA PSIQUICA• TENDENCIAS ORAIS• HIPERMETAMORFOSE• ALTERAÇÃO NOCOMPORTAMENTO SEXUAL• MUDANÇAS E...
Síndrome de Kluver-BucyLESAO DO LOBO TEMPORAL, incluindo a remoção da amigdala, giro-parahipocampal ehipocampo-AGONOSIA VI...
INTERPRETAÇÃOIdentifica o perigoESTIMULO ou situação de perigo(real)PRESSENTIMENTO ou Expectativa(irreal)SELEÇÃO DE RESPOS...
Aula de sistema limbico reduzida   foa
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula de sistema limbico reduzida foa

2.061 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.061
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula de sistema limbico reduzida foa

  1. 1. Sistema LímbicoNeurobiologia das EmoçõesProf. Rodrigo Cesar C. Freitas, PhD.Prof. Rodrigo Cesar C. Freitas, PhD.•Programa de Neuroimunologia -Dep.Programa de Neuroimunologia -Dep.Neurobiologia-UFFNeurobiologia-UFF• UniFOA – Fisiologia e FarmacologiaUniFOA – Fisiologia e Farmacologia
  2. 2. Emoções primárias relacionadas com as necessidades imediatas como alimentação(fome/saciedade), obtenção de água (sede), sexo (libido), fugir do predador ou outraameaça (medo), defender os filhotes (ira/agressão),etc.Geram comportamentos motivadosEmoções secundárias. estados mais discriminativos e complexos como ansiedade,satisfação, prazer, amor, familiaridade e uma miríade de sentimentos mais subjetivos.Comportamento emocional: conjunto de reações frente a uma sensaçãoEnvolveCognição (a percepção consciente das sensações)Afeto (percepção de si e dos outros)Motivação (o desejo de agir)Alterações somáticas e viscerais (expressão)EnvolveCognição (a percepção consciente das sensações)Afeto (percepção de si e dos outros)Motivação (o desejo de agir)Alterações somáticas e viscerais (expressão)
  3. 3. IRA: fúria, revolta, ressentimento, raiva, exasperação, indignação, animosidade, aborrecimento,irritabilidade, hostilidade e no extremo, o ódio e a violência patológicosTRISTEZA: sofrimento, mágoa, desânimo, desalento, melancolia, autopiedade, solidão, desamparo,desespero e quando patológico, a depressão profundaMEDO: ansiedade, apreensão, nervosismo, preocupação, consternação, cautela, escrúpulo,inquietação, pavor, susto, terror e como psicopatologia, a fobia e o pânico.PRAZER: felicidade, alegria, alívio, contentamento, deleite, diversão, orgulho, prazer sensual, emoção,arrebatamento, gratificação, satisfação, bom humor, euforia, êxtase e no extremo a maniaAMOR: aceitação, amizade, confiança, afinidade, dedicação, adoração, paixão.SURPRESA: choque, espanto, pasmo, maravilhaNOJO: desprezo, desdém, antipatia, aversão, repugnância, repulsaVERGONHA: culpa, vexame, mágoa, remorso, humilhação, arrependimento, mortificação e constriçãoCLASSIFICAÇÃO DOS ESTADOS EMOCIONAIS
  4. 4. O QUE É EMOÇÃO?Teoria de James-Lange – Final do Século XIXTeoria de Cannon-Bard – Inicio do Século XXPRIMEIRAS TEORIAS PARA ENTENDER COMO SE ESTABELCE A RELAÇÃOENTRE EXPERIENCIA EMOCIONAL E EXPRESSÃO EMOCIONALQUAL É A DIFERENÇA ENTREEXPERIENCIA EMOCIONAL E EXPRESSÃOEMOCIONAL?Pergunta fundamental
  5. 5. Expressões somáticas e visceraisQuando trememos, suamos, aumentamos a FC,etc, sentimos medoSensações que experimentamos“Nós sentimos medo e por isso trememos, a FCaumenta, suamos diante da serpente, etcEstou comhipoglicemiae muita fomeEstounervoso. Émeu primeiroencontro..Estou commedo. Nuncaviajei deavião..O que são as emoções?Ficar ansioso, tremer e suar por vários motivos
  6. 6. Órgãos efetuadores das expressões emocionaisÓrgãos visceraisMusculatura esqueléticaNúcleos motores viscerais- lacrimejamento- vocalização- sudorese- mudanças hemodinâmicas- mudanças no ritmo respiratório- salivação, deglutição, vômito, mastigação- etc.Núcleos motores somáticos- Expressão verbal- Expressão facial- Expressão gestualSistema endócrinoSistema imune
  7. 7. Lutar ou Fugir ????Medo AgressãoPiloereçâoTaquipnéiaTaquicardiaPressâo arterialMidríaseDefecaçâo↓ TGIVocalizaçãoCauda abaixadaTronco curvadoSíntese e secreção de hormôniosPiloereçâoTaquipnéiaTaquicardiaPressão arterialMidríaseVocalizaçãoCauda elevadaTronco eretoRespostasVisceraisRespostasSomáticasRespostasEndócrinasOs comportamentos desobrevivência sãomotivados.Há vantagem nisso?
  8. 8. Sistema nervoso periféricoSNASistema motor somático Sistema nervoso centralÁreas corticaisEstruturas subcorticaisHipotálamoAmígdala
  9. 9. RéptilMamíferoprimitivoPrimatahumanoTeoria de Paul Maclean
  10. 10. REPTILEstímulosambientaisComportamento desobrevivênciaHipotálamo +Tronco encefálicoEstímulosambientaisSistema Límbico Comportamento desobrevivênciaMAMIFERO PRIMITIVOEMOÇÕES: aumentou a eficiência dos mecanismos de sobrevivênciaMedo ou prazerEstímulos sensoriais específicosComportamento desobrevivênciaEstímulosambientaisPRIMATAS (humano)RACIONALIZACAO (Cultura) + emoçõesNeocórtex Sistema LímbicoMedo ou prazerLivre arbítrioPlanejamentoDecisão, etc
  11. 11. O CONCEITO DE SISTEMAretina NGL Córtexestriado(occipital)Núcleo geniculado lateralVia visual que forma o sistema visualAluno domodulo ISupervisor doModulo ICoordenação docurso de MedicinaVia de comunicação e organização do curso de Medicina queforma parte do organograma institucional
  12. 12. Sistema nervoso periféricoSNASistema motor somático Sistema nervoso centralÁreas corticaisEstruturas subcorticaisHipotálamoAmígdalaSISTEMA LÍMBICO
  13. 13. REPTILEstímulosambientaisComportamento desobrevivênciaHipotálamo +Tronco encefálicoEstímulosambientaisSistema Límbico Comportamento desobrevivênciaMAMIFERO PRIMITIVOEMOÇÕES: aumentou a eficiência dos mecanismos de sobrevivênciaMedo ou prazerEstímulos sensoriais específicosComportamento desobrevivênciaEstímulosambientaisPRIMATAS (humano)RACIONALIZACAO (Cultura) + emoçõesNeocórtex Sistema LímbicoMedo ou prazerLivre arbítrioPlanejamentoDecisão, etc
  14. 14. O CONCEITO DESISTEMA LÍMBICOASSOCIAÇÃO DE DIVERSAS ESTRUTURAS DO LOBO LÍMBICO A DIFERENTESESTRUTURAS PRESENTES NO HIPOCAMPO, CORTEX FRONTAL, CORTEX TEMPORAL,TÁLAMO, MESENCEFALO ATRAVES DE TRACTOS AXONAIS.
  15. 15. O CIRCUITO DE PAPEZVISÃO NEUROANATOMICAVISÃO NEUROFUNCIONALEm 1930, Papez já acreditava que aqui acontece amaior parte da experiência emocional. Esta teoriaainda é aceita na neurociência atual
  16. 16. CIRCUITO DE PAPEZPrimeiro modelo sobre ocircuito neural das EMOÇÕESRegiões corticais e subcorticaisCIRCUITO DE PAPEZPrimeiro modelo sobre ocircuito neural das EMOÇÕESRegiões corticais e subcorticaisHipotálamoGiro do CínguloHIPOCAMPOTálamo AnteriorNeocórtexRiqueza EmocionalExperiência EmocionalExpressão visceral da emoçãoAferênciassensoriaisCIRCUITO BÁSICO DAS EMOÇÕES
  17. 17. Componentes corticaisGiro do cíngulo (mesocórtex)Giro para-hipocampal (paleocórtex)Hipocampo(arquicórtex)Área Pré-Frontal (neocórtex)
  18. 18. Componentes subcorticaisAmigdala (um dos núcleos basais)Área septalNúcleos mamilares do hipotálamoNúcleos anteriores do tálamoNúcleos habenulares
  19. 19. NUCLEOSANTERIORES DOTÁLAMOCÓRTEX CINGULADOHIPOCAMPOHIPOTALAMONEOCÓRTEXParecem definir o“colorido” daexperiênciaemocionalExemplos: ocórtex occipital,temporal e frontalIntegrante do Lobo Límbicoparece definir parte da“experiência emocional”peça tambémimportante paraa formação eprocessamentoda memórias eda experiênciaemocionalFÓRNIX(promove a integraçãofísica entre estas duasestruturas)Pode receber a alcunha de centro integrado e executor, promovendo asecreção de hormônios que vão controlar diretamente a hipófise ou atuarem receptores dispersos nos mais variados órgãosAs ações hipotalâmicas caracterizam a Expressão emocionalReenviam informaçõesprocessadas no hipotálamopara o lobo límbico ehipocampo realimentando ocircuito de PapezFUNCIONALIDADE DO CIRCUITO DE PAPEZ simplificado
  20. 20. Ampliação doCircuito dePapezBotão de disparodas experiênciasemocionaisConsolidaçãoda memória (emocional)ExperiênciasubjetivaExpressão visceral das emoçõesSNA e sistema endócrinoExperiência objetiva
  21. 21. Circuitos internos do SistemaLímbicoPara os núcleosautonômicos dotronco e medulaPara a substanciacinzentaarquedutal naponte“disparadordas emoções”
  22. 22. ELEMENTOS QUE COMPÔE O SISTEMA LÍMBICO
  23. 23. DIFICULDADE COM O CONCEITO DE UMSISTEMA NEURAL ÚNICO PARA ASEMOÇÕESEstruturasanatômicasinterconetadasCircundam otronco encefálicoForma o sistemalímbicoÉ o único sistema ou conjunto decircuitos relacionados a experiência eexpressão emocional?Giro cinguladoHipocampoAmidalaNúcleos talâmicosHipotálamoNeocórtexEtc.Resta estudar uma ouduas emoções quepossuem circuitosneurais bemespecificados atravésde evidenciascientíficas
  24. 24. MEDO E ANSIEDADE
  25. 25. Ansiedade - de origem grega, significa estrangular, sufocar, oprimir.Angústia – desconforto.Angor- opressão ou falta de ar.Angere- causar pânicoMedo: tem causas objetivos e definidosAnsiedade: tem causas subjetivasDe que maneira encarar a questão?a)Ponto de vista psicanalítico?b)Ponto de vista evolucionário (biológico)?
  26. 26. MEDO e ANSIEDADE:Tem raízes nas reações de defesa dos animais. Quando o seubem estar ou a integridade física ou a própria sobrevivênciasão ameaçados, o organismo reage comportamental eneurovegetativamente expressando a reação de medo.Estímulos: predador natural, agressor da mesma espécie ouestímulos condicionados. Se a ameaça é apenas potencial(incerto) e não real, então causa ansiedade.O ser humano experimenta essas sensações mas com umcolorido diferente: depende da experiência cognitiva do que éo perigo real e potencial .
  27. 27. Estresse : ocorrência fisiológica e normal no reino animal; componente biológico necessária para aadaptação do organismo à uma nova situação.Do ponto de vista psíquico, o estresse se traduz na ansiedade, uma atitude fisiológica (normal)SINTOMAS ASSOCIADOS À ANSIEDADE01 - tremores ou sensação de fraqueza02 - tensão ou dor muscular03 - inquietação04 - fadiga fácil05 - falta de ar ou sensação de fôlego curto06 - palpitações07 - sudorese, mãos frias e úmidas08 - boca seca09 - vertigens e tonturas10 - náuseas e diarréia11 - rubor ou calafrios12 - polaciuria (aumento de número de urinadas)13 - bolo na garganta14 - impaciência15 - resposta exagerada à surpresa16 - dificuldade de concentração ou memória prejudicada17 - dificuldade em conciliar e manter o sono18 - irritabilidadeBallone GJ -Ansiedade, Esgotamento e Estresse- in. PsiqWeb, Internet, disponível em www.psiqweb.med.br, revisto em 2005
  28. 28. Núcleos nervosos presentes na Amígdala
  29. 29. AMIGDALA discrimina estímulos associados ao medoe alerta o organismo; disparador do medo e ansiedadeLESÃO BILATERAL DA AMIGADALAMUDANÇAS EMOCIONAIS- Ignora as expressões de medo e de ira nas outras pessoas- Diminui a agressividade- Não sente medo ou ansiedade- Mas preserva o reconhecimento de sentimentos como alegria, prazer
  30. 30. startstartPercepção conscientePercepção subconscienteA amigdala recebe aferênciasde todo o neocortex, do giro docíngulo e do hipocampo.:: INTEGRAÇAO ::
  31. 31. EIXOHIPOTALÁMOHIPOFISEADRENALREGULAÇÃO DA PRODUÇÃO E SECREÇÃO DECORTISOL – POTENTE ANTI-INFLAMATÓRIO
  32. 32. Integração da sinalização química no controle dador/inflamaçãoSNCSNPSistema nervosoautônomoIMUNEENDÓCRINOestimulatóriainibitória
  33. 33. RECEPTORES QUÍMICOS (farmacológicos)RECEPTORES IONOTRÓPICOSou canais iônicos dependentesde ligantesRECEPTORES METABOTRÓPICOS ouacoplados a proteína GRECEPTORES ENZIMÁTICOS ou tirosinaquinase
  34. 34. RECEPTORESINTRACELULARES ENUCLEARESRECEPTORES DEGLICORTICÓIDES
  35. 35. CondicionamentoSom + choqueCondicionamentoSom + choqueSom + choqueO rato exibe reação de medo e ansiedadeO rato exibe reação de medo e ansiedadeSom sem choqueO rato exibe reação de medo e ansiedadeAS REAÇÕES EMOCIONAIS DE MEDO (E DE IRA) PODE SERCONDICIONADO (APRENDIDO) PORQUE A AMIGDALA RESPONDEPELA APRENDIZAGEM AFETIVA.O Sistema Límbico tem a função psíquica de avaliação dasituação, dos fatos e eventos de vida e realizar aintegração do sistemas nervoso, endócrino e imunológico.A avaliação afetiva das coisas depende da experiênciavivida, as circunstâncias atuais e as normas culturais.
  36. 36. Mecanismo neural da aprendizagem afetivaConclusão: a amigdala regula a expressão do medo e agressão diante dos estímulosambientais. Funciona como um botão de disparo das emoções.N. córtico medialComportamentome medocondicionado
  37. 37. Circuito neural para o medo aprendidoCórtexauditivoNúcleoBasolateralNúcleoCentralHipotálamoSubstânciapequiarquidutalno troncoencefálicoCórtexcerebralRespostaNeurovegetativaReaçãocomportamentalExperiênciaEmocionalExpressão emocionalsomConclusão: a amigdala regula a expressão do medo e agressão diante dosestímulos ambientais. Funciona como um botão de disparo das emoções.
  38. 38. Ativação do giro cingulado e da amígdala em resposta a estímulosaversivos
  39. 39. “Caminhos para curar o trauma” por N. Westerhoff e U. FrommbergerArtigo: Revista Mente e Cérebro Ano XVII n 207Mostra como as experiências de risco de morte(experiência emocional) que podem levar indivíduos adesenvolver o transtorno do estresse pós-traumático(TEPT) e as possíveis estratégias de tratamento.
  40. 40. Estabelecimento de hierarquia Manutenção da hierarquiaDominanteSubmissoLesão bilateralda amigdala dodominanteLesão bilateralda amigdala dodominante↓ AgressividadeRebaixamento nahierarquia socialA redução nos níveis de 5HT(serotonina) tambémcausa ↑ Agressividade
  41. 41. AMÍDALAVISÃO NEUROANATOMICAVISÃO NEUROFUNCIONALIMPORTANTE NA FORMAÇÃO DAEXPERIENCIA EMOCIONAL E ESTÁINTIMAMENTE RELACIONADA AOMEDO E ANSIEDADEProcessamento do Medo e da AnsiedadeParticipa ativamente do circuito neural do medo aprendido
  42. 42. SINDROME DEKLÜVER-BUCY• CEGUERA PSIQUICA• TENDENCIAS ORAIS• HIPERMETAMORFOSE• ALTERAÇÃO NOCOMPORTAMENTO SEXUAL• MUDANÇAS EMOCIONAISSintomatologiadecorrente da lobotomiatemporal em MacacosRhesusOs macacos apresentavam um comportamento “estúpido”, pois não sentiammedo. Ficam perto e se deixam acariciar por humanos, não tinham medo demacacos mais agressivos ou serpentes e não apresentavam vocalizações eexpressões faciais associadas ao medo.Capitulo 18: Neurociências, Bear et al
  43. 43. Síndrome de Kluver-BucyLESAO DO LOBO TEMPORAL, incluindo a remoção da amigdala, giro-parahipocampal ehipocampo-AGONOSIA VISUAL: incapacidade de reconhecer objetos familiares.-HIPERORALIDADE E PERVERSÃO DO APETITE: levar à boca qualquer objetoindiscriminadamente e ingerí-lo.-COMPORTAMENTO SEXUAL ALTERADO: masturbação e hiperatividade sexual- MUDANÇAS EMOCIONAIS: não tinham medo de mais nada, mesmo aos predadores naturais einexpressividade emocional tanto facial como vocal.
  44. 44. INTERPRETAÇÃOIdentifica o perigoESTIMULO ou situação de perigo(real)PRESSENTIMENTO ou Expectativa(irreal)SELEÇÃO DE RESPOSTASSim NãoSimEvitável por OmissãoNãoAtivação de MecanismosSupressoresExpressão de Sofrimento(limitação das reaçõesorgânicas)Suprime respostasESQUIVA INIBITÓRIAPara Remoção do estimulo =Reação de FUGAEvita o estimulo atitude de proteção e/ou LutaESQUIVA ATIVAAtivação deMecanismosMotoresExpressãoEmocionalProcessamento central(experiência emocional)Regiões corticaisRegiões corticais e subcorticaiscomportamentoExpressãoEmocionalHá ExpressãoEmocional?(teoria de Cannon-Bard)(teoria de James- Lange)Vias sensoriais

×