Soluções 2º ano

8.628 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.628
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
424
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Soluções 2º ano

  1. 1. SOLUÇÕES Prof. Silvio Gentil
  2. 2. CONCEITO E CLASSIFICAÇÃO: “São misturas homogêneas de duas ou mais substâncias”. Ouro 18 quilates: Cobre – Prata e Ouro. Água e Sal ou Água e Álcool. Ar atmosférico: Nitrogênio – Oxigênio e outros gases.
  3. 3. CLASSIFICAÇÃO DAS SOLUÇÕES
  4. 4. COEFICIENTE DE SOLUBILIDADE: O coeficiente de solubilidade é a quantidade de soluto suficiente para saturar, ou seja, dissolver totalmente, o solvente, numa determinada temperatura. Ex: Cs do Sal de Cozinha – NaCl - à 20 ° C é 360g/L. INSATURADA: Quantidade de soluto menor que o Cs. SATURADA: Quantidade de soluto igual ao Cs. SUPERSATURADA: Quantidade de soluto superior ao Cs por aquecimento – Solução Instável.
  5. 5. CURVAS DE SOLUBILIDADE
  6. 6. EXERCÍCIO – CURVAS DE SOLUBILIDADE Julgue os itens a seguir: I- Existe uma única temperatura na qual a solubilidade de A, é igual a de B. II- A 20 °C, a solubilidade de A é menor que a de B. III- A 100 °C, a solubilidade de B é maior que a de A. IV- A solubilidade de B mantêm-se constante com o aumento da temperatura. V- A quantidade de B em 275 g de solução saturada à temperatura de 80 °C é igual a 150 g.
  7. 7. SOLUBILIDADE DAS SOLUÇÕES
  8. 8. SOLUBILIDADE DAS SOLUÇÕES  Água – Solvente Universal
  9. 9. CONCENTRAÇÃO DAS SOLUÇÕES “É toda e qualquer expressão da proporção das quantidades de soluto e solvente presentes em uma solução”. Nela se utiliza as seguintes convenções: Índice 1: refere-se as quantidades relativas ao soluto; Índice 2: refere-se as quantidades relativas ao solvente; Sem índice: Refere-se as quantidades relativas à própria solução.
  10. 10. CONCENTRAÇÃO COMUM  “ É o quociente entre a massa do soluto em gramas e o volume da solução em litros”. NÃO CONFUNDIR A FÓRMULA DA CONCENTRAÇÃO COMUM COM A DA DENSIDADE. Exemplo: Calcule a concentração em g/L, de uma solução de nitrato de potássio, sabendo que ela possui 60 g do sal em 300 cm3 de solução.
  11. 11. MOLARIDADE OU CONCENTRAÇÃO MOLAR  “ É o quociente entre o número de mols do soluto pelo volume da solução em litros”. Exemplo: Qual a molaridade de uma solução de iodeto de sódio que possui 45 g de sal em 400 mL de solução? (Massas Atômicas: Na=23; I=127).
  12. 12. TÍTULO EM MASSA (T) E SUAS RELAÇÕES  “ É o quociente entre a massa do soluto pela massa total da solução”. Exemplo: Uma solução encerra 15 g de carbonato de sódio em 135 g de água e tem densidade igual a 1,1 g/mL. Calcule o título em massa e a concentração da solução.
  13. 13. FRAÇÃO MOLAR (x)  “ É o quociente entre o número de mols do soluto pelo número total de mols da solução”. Exemplo: Uma solução contém 230 g de álcool (CH3CH2OH) e 360 g de água. Calcule as frações molares do álcool e da água na solução. (Massas Molares: C=12; H=1; O=16).
  14. 14. MOLALIDADE (W)  “ É o quociente entre o número de mols do soluto pela massa do solvente em quilogramas”. Exemplo: Uma solução contém 184 g de glicerina (C3H8O3) em 800 gramas de água e apresenta densidade igual a 1,044 g/cm3. Calcule a Molaridade e Molalidade da Solução.

×