Fevereiro/2015
Pós Graduação: Novas Tecnologias do Ensino da Matemática
Disciplina: Informática I
Aluno: Silvio Cavalcante...
AS TEORIAS PEDAGÓGICAS
Libâneo, analisa o papel da pedagogia e dos pesquisadores em Educação e a
Educação em si:
 A pedag...
AS TEORIAS SOCIOCRÍTICAS
A designação “sociocrítica” está sendo utilizada
para ampliar o sentido de “crítica” e abranger
t...
As abordagens sociocríticas convergem na
concepção de educação como compreensão da
realidade para transformá-la, visando à...
QUADRO DAS CORRENTES SOCIOCRÍTICAS
1. Sociocríticas
 Sociologia crítica do currículo;
 Teoria histórico-cultural;
 Teor...
A TEORIA CURRICULAR CRÍTICA
Com características
neomarxistas, acentua os
fatores sociais e culturais na
construção do
conh...
TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL
As bases teóricas da teoria histórico-social
apoiam-se em Vygotsky e seguidores. Nessa
orientaçã...
TEORIA SOCIOCULTURAL
Esta teoria também se remete a
Vygotsky, mas põe ênfase na
explicação da atividade humana
enquanto pr...
TEORIA SOCIOCOGNITIVA
Na teoria sociocognitiva são postas em relevo as condições
culturais e sociais da aprendizagem, visa...
TEORIA DA AÇÃO
COMUNICATIVA
A teoria da ação
comunicativa, formulada
por J. Habermas, constitui-
se, numa teoria da
educaç...
E A CIBERCULTURA???
SOUZA:
A CIBERCULTURA é a cultura
contemporânea estruturada pelo uso das
tecnologias digitais em rede nas esferas do
ciber...
PENSAMENTOS VYGOTSKIANO E O CIBERCULTURA
Ambientes adequados nas escolas com
material tecnológicos que facilite o aprendi...
REFERÊNCIAS:
LIBÂNEO, J.C. As teorias pedagógicas modernas resignificadas pelo debate
contemporâneo na educação. In: Educa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A cibercultura e as teorias sociocríticas

321 visualizações

Publicada em

Trabalho feito para a disciplina de Informática I do curso de especialização NTEM - Novas Tecnologias no Ensino da Matemática.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
321
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A cibercultura e as teorias sociocríticas

  1. 1. Fevereiro/2015 Pós Graduação: Novas Tecnologias do Ensino da Matemática Disciplina: Informática I Aluno: Silvio Cavalcante de Araújo A CIBERCULTURA E AS TEORIAS SOCIOCRÍTICAS
  2. 2. AS TEORIAS PEDAGÓGICAS Libâneo, analisa o papel da pedagogia e dos pesquisadores em Educação e a Educação em si:  A pedagogia quer compreender como fatores socioculturais e institucionais atuam nos processos de transformação dos sujeitos mas, também, em que condições esses sujeitos aprendem melhor.  O Papel dos pesquisadores é está em constantemente investigação do conteúdo do ato educativo, admitindo que ele é multifacetado, complexo, relacional.  A Educação existe para a subjetivação e a socialização, para a autonomia e para a integração social, para as necessidades sociais e necessidades individuais, para a reprodução e para a apropriação ativa de saberes, para o universal e para o particular, para a inserção nas normas sociais e culturais e para a crítica e produção de estratégias inovadoras.
  3. 3. AS TEORIAS SOCIOCRÍTICAS A designação “sociocrítica” está sendo utilizada para ampliar o sentido de “crítica” e abranger teorias e correntes que se desenvolvem a partir de referenciais marxistas ou neo-marxistas e mesmo, apenas, de inspiração marxista e que são, frequentemente, divergentes entre si principalmente quanto a premissas epistemológicas.
  4. 4. As abordagens sociocríticas convergem na concepção de educação como compreensão da realidade para transformá-la, visando à construção de novas relações sociais para superação de desigualdades sociais e econômicas.
  5. 5. QUADRO DAS CORRENTES SOCIOCRÍTICAS 1. Sociocríticas  Sociologia crítica do currículo;  Teoria histórico-cultural;  Teoria sociocultural;  Teoria sócio-cognitiva;  Teoria da ação comunicativa. Quadro das correntes Sociocríticas, neste trabalho estaremos destacando a Teoria histórico-cultural:
  6. 6. A TEORIA CURRICULAR CRÍTICA Com características neomarxistas, acentua os fatores sociais e culturais na construção do conhecimento, lidando com temas como cultura, ideologia, currículo oculto, linguagem, poder, multiculturalismo (Moreira; Silva, 1994).
  7. 7. TEORIA HISTÓRICO-CULTURAL As bases teóricas da teoria histórico-social apoiam-se em Vygotsky e seguidores. Nessa orientação, a aprendizagem resulta da interação sujeito-objeto, em que a ação do sujeito sobre o meio é socialmente mediada, atribuindo-se peso significativo à cultura e às relações sociais.
  8. 8. TEORIA SOCIOCULTURAL Esta teoria também se remete a Vygotsky, mas põe ênfase na explicação da atividade humana enquanto processo e resultado das vivências em atividades socioculturais compartilhadas, mais do que nas questões do conhecimento e da apropriação da cultura social. Compreende as práticas de aprendizagem como de sempre situada em um contexto de cultura, de relações, de conhecimento.
  9. 9. TEORIA SOCIOCOGNITIVA Na teoria sociocognitiva são postas em relevo as condições culturais e sociais da aprendizagem, visando ao desenvolvimento da sociabilidade por meio de processos socioculturais. A questão importante da escola não é o funcionamento psíquico ou os conteúdos de ensino, mas a organização de um ambiente educativo de solidariedade de relações comunicativas, com base nas experiências cotidianas, nas manifestações da cultura popular. Um projeto de escola nessa orientação consistiria em criar situações pedagógicas interativas para propiciar uma formação democrática e inclusiva, vale dizer, uma “vivência” democrática (comportamentos solidários, de justiça, de vida comunitária etc.), por tanto, com características mais informais em que se valorizam mais experiências socioculturais do que o currículo formal (Bertrand, 1991).
  10. 10. TEORIA DA AÇÃO COMUNICATIVA A teoria da ação comunicativa, formulada por J. Habermas, constitui- se, numa teoria da educação assentada no diálogo e na participação, visando à emancipação dos sujeitos.
  11. 11. E A CIBERCULTURA???
  12. 12. SOUZA: A CIBERCULTURA é a cultura contemporânea estruturada pelo uso das tecnologias digitais em rede nas esferas do ciberespaço e das cidades. Compreendemos tais esferas como campos legítimos de pesquisa e formação, atribuindo-lhes o status de redes educativas.
  13. 13. PENSAMENTOS VYGOTSKIANO E O CIBERCULTURA Ambientes adequados nas escolas com material tecnológicos que facilite o aprendizado pelo manuseio e reflexão; Interatividade cultural e social; Aprender fazendo; Aprendizagem a partir de atividades socioculturais compartilhadas.
  14. 14. REFERÊNCIAS: LIBÂNEO, J.C. As teorias pedagógicas modernas resignificadas pelo debate contemporâneo na educação. In: Educação na era do conhecimento em rede e transdisciplinaridade. São Paulo: Alínea, 2005. SANTOS, E. A cibercultura e a educação em tempos de mobilidade e redes sociais: conversando com os cotidianos. Práticas Pedagógicas Linguagens e Mídias: Desafios à Pós Graduação em Educação e sua múltiplas dimensões. Rio de Janeiro: ANPED Nacional, 2011.

×