Liberdade e conhecimento - Espinosa

9.906 visualizações

Publicada em

Espinosa, filosofia

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.906
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
164
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liberdade e conhecimento - Espinosa

  1. 1. FILOSOFIA 2 E.M. LIBERDADE E CONHECIMENTO ESPINOSA AULA 13 Profa. Sílvia Beltrane Cintra
  2. 2. O que é ser livre? Somos livres ao decidir – fazer uma escolha – tomar uma decisão – consequências. Deixamos aos outros as escolhas importantes. Não faça com os outros o que não quer que façam com você. Kant. Quando a decisão envolve outras pessoas, tente conhecer suas opiniões e desejos.
  3. 3. Liberdade  A responsabilidade exigida no exercício da nossa liberdade, pode nos desencorajar de exercê-la.  Liberdade é liberdade para escolher.
  4. 4. Você tem liberdade ou privilégios?
  5. 5. CONHECIMENTO E PODER
  6. 6. A ideias de Espinosa • Assim como Sócrates, foi privado de suas liberdades por expressar suas ideias; • Após ser excomungado pela comunidade judaica holandesa, Espinosa adotou o nome de Benedito Espinosa, um homem sem supertição. • Segundo ele, as coisas que contribuem para o bem comum da sociedade e fazem com que os homens vivam em harmonia são úteis.
  7. 7. As ideias de Espinosa • A humanidade só pode ser feliz aceitando que o nosso destino é só nosso, que nossa tristeza e alegria dependem de nós mesmos. • Espinosa acreditava que era a razão e não a religião que nos dava base para um conhecimento intuitivo de deus, este não era humano como nós; mas estava na natureza por toda parte.
  8. 8. As ideias de Espinosa • Substância: tudo que existe no universo faz parte de uma única realidade, governada pelas mesmas regras; • A substância pode ser chamada de deus e ou natureza; nosso corpo e nossas ideias são partes da natureza infinita de deus, o homem faz parte de deus. E não é semelhante a ele.
  9. 9. As ideias de Espinosa  Ao causar a si mesmo, deus fez existir todas as coisas do universo;  Rejeitou a ideia de um deus transcendente e imanente (superior e onipresente, eterno);  Nosso corpo e nossas ideias são partes da natureza infinita de deus. (herético)
  10. 10. Espinosa e a liberdade Ilusória: incapazes de entender por que queremos ou desejamos algo; Liberdade: entendimento do motivo que levam as coisas a serem como elas são; A busca do conhecimento sobre nós mesmos nos aproxima de deus;
  11. 11. Espinosa e a liberdade Só há liberdade se a sua vida for produzida por você mesmo. Espinosa estabeleceu três gêneros de conhecimento: 1.Consciência – somos resultados das forças externas; 2.Razão – somos capazes de conhecer o que vem de fora; 3.Intuição – somos capazes de produzir o novo, criativos.
  12. 12. Ética em Espinosa  Nada é bom ou mal em si, depende de como é percebido, se nos causa tristeza ou felicidade;  A única virtude possível é o conhecimento.  Espinosa o Apostolo da Razao
  13. 13. Questão sobre o conceito de Liberdade em Espinosa – Vestibular UFPA (Universidade Federal do Pará 2012) 1. (Ufpa 2012) No contexto da cultura ocidental e na história do pensamento político e filosófico, as considerações sobre a necessidade de valores morais prévios na organização do Estado e das instituições sociais sempre foi um tema fundamental devido à importância, para esse tipo de questão, dos conceitos de bem e de mal, indispensáveis à vida em comum. Diante desse fato da história do pensamento político e filosófico, a afirmação de Espinosa, segundo a qual “Se os homens nascessem livres, não formariam nenhum conceito de bem e de mal, enquanto permanecessem livres” (ESPINOSA, 1983, p. 264), quer dizer o seguinte: a) O homem é, por instinto, moralmente livre, fato que condiciona sua ideia de ética social. b) Assim como o indivíduo é anterior à sociedade, a liberdade moral antecede noções como bem e mal. c) Os valores morais que servem de base para nossa socialização são tão naturais quanto nossos direitos. d) Não poderíamos falar de bem e de mal se não nos colocássemos além da liberdade natural. e) Não há nenhum vínculo necessário entre viver livre e saber o que são bem e mal.
  14. 14. Resposta Somente a alternativa [D] está de acordo com a afirmação de Espinosa. Segundo ele, a liberdade está ligada à ideia de causa ativa e se explica pela ausência de constrangimento externo. Somente Deus é livre, enquanto que os homens são seres dominados pela paixão. As noções de bem e mal existem, nesse contexto relativo aos homens, estando vinculadas à utilidade, dando ao homem a possibilidade de ação para além das determinações naturais.
  15. 15. • http://mais.uol.com.br/view/153879 • http://mais.uol.com.br/view/153875

×