Acção
                     Iniciativa Jovem 1.2 Programa Juventude em
Projecto InfoGerar




                             ...
Convite para participar de um projecto inovador!
A Cooperativa Co(op)ração – Cooperativa de Solidariedade Social, CRL está...
testemunhos, ou seja, de valores e de costumes, dos intervenientes principais – jovens
promotores e população envelhecida ...
Em relação aos jovens promotores, esperamos que depois deste projecto, saiam mais
conscientes do valor e do peso de uma ve...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sumário InfoGerar

672 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sumário InfoGerar

  1. 1. Acção Iniciativa Jovem 1.2 Programa Juventude em Projecto InfoGerar 2010 Projecto Inovador: “InfoGerar – Gerar interacção através da Info-Inclusão”. Cooperativa Co(op)ração – Cooperativa de Solidariedade Social, CRL Estrada Militar 23 A, 2720-192, Damaia, Amadora Tel: 210 938 667 Fax: 214 740 231
  2. 2. Convite para participar de um projecto inovador! A Cooperativa Co(op)ração – Cooperativa de Solidariedade Social, CRL está a promover um projecto no âmbito do Programa Juventude em Acção que se denomina “InfoGerar – Gerar interacção através da Info-Inclusão”. O que é? InfoGerar – esta iniciativa jovem pretende criar um mecanismo solidariedade intergeracional através da inclusão digital. Possibilita a participação activa dos jovens no sentido de proporcionar uma reflexão crítica, empreendedora e criativa sobre temáticas de importante relevo para o contexto europeu – a evolução demográfica e societal que torna mais complexas as relações entre gerações e a inclusão dos europeus à sociedade do conhecimento. Objectivos Gerais Promover uma iniciativa jovem para a inclusão digital de forma criativa e empreendedora para a população com idade igual e mais de 55 anos no Concelho da Amadora; Promover a participação activa e cívica de jovens através de oportunidades de aprendizagem a longo da vida na comunidade local para a população com idade igual e mais de 55 anos, como também, para os próprios jovens participantes e empreendedores desta iniciativa no acesso a área das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC’s); Gerar através das TIC’s uma relação intergeracional entre jovens e seniores - com base em três objectivos educacionais: a realização pessoal, a integração social e a cidadania activa; Multiplicar esta iniciativa com soluções sustentáveis, que se propaga e prolongue os seus resultados, principalmente em âmbitos sociais menos favorecidos. Objectivos Específicos Os objectivos específicos estarão estruturados em quatro eixos de aprendizagem: Aprender a conhecer, fazer, ser e a viver juntos. Promover a inclusão social, usando as tecnologias da informação e da comunicação, nomeadamente através do acesso a internet como instrumento para a construção e o exercício da cidadania em zonas territoriais degradadas e vulneráveis à exclusão social do Concelho da Amadora para 12 pessoas com idade igual e mais de 55 anos; Desenvolver através da Info-Inclusão um mecanismo de solidariedade entre os jovens e a população envelhecida que garantam satisfatoriamente para todos as passagens de testemunho entre gerações; Garantir que esta passagem de testemunho (troca de experiências e vivências), como também, a própria iniciativa seja divulgada através da criação de uma página web ou blog; Estabelecer parcerias com empresas com vertente social – responsabilidade social, no sentido de multiplicar esta iniciativa de forma sustentável dando prioridade aos segmentos sociais discriminados ou em situação de risco; Capacitar os intervenientes principais (jovens promotores e beneficiários da iniciativa) para a utilização das TICS de forma crítica e empreendedora, objectivando a apropriação da tecnologia de forma consciente, que possibilite a nível: - Individual de decidir quando, como e para que utilizá-la (inclusão digital adaptada às necessidades e exigências individuais); - Comunitário de aplicar as tecnologias a processos que contribuam para o fortalecimento de suas actividades económicas, de sua capacidade de organização, do nível educacional e da auto-estima de seus cidadãos, de sua comunicação com outros grupos, de suas entidades e serviços locais e de sua qualidade de vida. Inovação Este projecto é inovador, porque pretende estabelecer entre os jovens e a população envelhecida uma verdadeira relação de solidariedade social, mas acima de tudo, de inclusão social em prol da coesão social. Utilizando para tal uma abordagem não apenas formativa em TIC’s, mas essencialmente usando a tecnologia como forma de impressão das passagens de 2
  3. 3. testemunhos, ou seja, de valores e de costumes, dos intervenientes principais – jovens promotores e população envelhecida – que passam por rápidas e profundas transformações que afectam Portugal e os restantes países da União Europeia. Pela sua natureza, poderemos considerar este projecto como um projecto-piloto para futuros projectos quer desenvolvidos por outros jovens, quer aceites como modelos de intervenção social ou de inclusão e/ou promoção do empreendedorismo por entidades oficiais. O nosso lema é: “Não é aceitável que o envelhecimento seja considerado como um risco. Pelo contrário, é um bem, resultado da melhoria generalizada das condições de vida, em larga medida induzida pelo sucesso de políticas públicas como as de saúde (...).O problema que se coloca é o de encontrar os mecanismos certos para garantir a solidariedade intergeracional no presente e no futuro e para corresponder as necessidades emergentes com o envelhecimento” (in Envelhecimento e políticas sociais: novos desafios aos sistemas de protecção, Luís Capucha). Visão Construir uma sociedade inclusiva que coloque ao dispor de todos os cidadãos oportunidades iguais de acesso à aprendizagem ao longo da vida, e na qual a oferta de educação e formação responda, primordialmente, às necessidades e exigências dos indivíduos (in Memorando sobre Aprendizagem ao Longo da Vida). Estão subjacentes três pilares fundamentais nesta iniciativa: Participação activa dos jovens (comunidade local); Aprendizagem ao longo da vida (jovens e seniores); Envelhecimento activo (relação intergeracional). Porquê é importante o projecto? A prioridade nº. 1 do Plano Nacional de Acção para a Inclusão Social 2008-2010 é: “Combater a pobreza e a exclusão social das crianças e dos idosos, através de medidas que assegurem os seus direitos básicos de cidadania”. “As crianças e os idosos são dois grupos que em Portugal estão sinalizados pela prioridade de investimento em ordem a garantir a plena realização dos seus direitos”. Este tipo de iniciativa tornar-se-á cada vez mais importante se tiver em conta que “o desequilíbrio quantitativo entre jovens e menos jovens provocará uma mudança qualitativa nas relações entre gerações. A pressão financeira sobre os sistemas sociais representa apenas uma faceta desse desafio. De facto, tratar-se-á não só de inventar novos mecanismos de solidariedade entre os jovens e os seus pais ou mesmo avós, mas principalmente de organizar, de forma satisfatória para todos, as passagens de testemunho entre gerações em sociedades que conhecem profundas mutações” (in Livro Branco da Juventude). Apesar da crescente democratização dos suportes informáticos, principalmente em Portugal sendo o segundo país da União Europeia com maior ligação DSL (alta velocidade) que facilitam o acesso à informação, verifica-se que determinados grupos, principalmente os mais vulneráveis à pobreza que ficam de fora da actual sociedade digital – neste caso em particular os seniores e jovens. Metas A aprendizagem ao longo da vida através da educação não formal é certamente neste projecto a meta e a ambição: “Experiência vivida no quotidiano, e assinalada por momentos de intenso esforço de compreensão de dados e de factos complexos, a educação durante toda a vida é o produto de uma dialéctica com várias dimensões. Se, por um lado, implica a repetição ou a imitação de gestos e de práticas, por outro é, também um processo de apropriação singular e de criação pessoal. Junta o conhecimento não formal ao conhecimento formal, o desenvolvimento de aptidões inatas à aquisição de novas competências. Implica esforço, mas traz também a alegria da descoberta. Experiência singular de cada pessoa ela é, também, a mais complexa das relações sociais, posto que se inscreve, ao mesmo tempo, no campo cultural, no laboral e no da cidadania” (in UNESCO, 1996 p. 92). 3
  4. 4. Em relação aos jovens promotores, esperamos que depois deste projecto, saiam mais conscientes do valor e do peso de uma verdadeira participação activa e cidadã em benefício da comunidade local, ao proporcionar o acesso as tecnologias da informação e da comunicação (TICS) numa relação intergeracional em prol da inclusão social. Para os beneficiários – a população sénior, desejamos que este projecto fomente um verdadeiro acesso à aprendizagem, no qual se efective um envelhecimento activo que fortaleça o nível educacional, a auto-estima e a qualidade de vida, mas acima tudo, que se realize uma verdadeira solidariedade/relação intergeracional em prol da coesão social. Como? As actividades da InfoGerar obedecem a uma lógica de relação/solidariedade intergeracional e de introdução dos beneficiários à informática, ferramentas do Office e internet sendo actividades divididas da seguinte forma: O conteúdo de introdução à informática, ferramentas do Office e internet ocupará 60% do tempo da actividade; O conteúdo intergeracional e de cidadania activa ocupará 40% do tempo da actividade: Eu quero participar, InfoGerar Cidadão! – Aprender a Europa/UE de forma interactiva – acesso ao site do CIEJD – Centro de Informação Europeia Jacques Delors; Conta-me como foi? InfoGerar Identidade! – Pequenos relatos sobre o passado dos beneficiários (por exemplo linguagem, vestuário, canções, alimentação, formas de comunicação e outros costumes e tradições) partilhados e inseridos na página Web ou blog da InfoGerar; Conta-me como é o seu quotidiano? InfoGerar Interacção! – As mudanças sentidas na sociedade actual, os desejos e os anseios dos intervenientes principais (jovens e beneficiários) – a ponte entre o passado e o presente. Método Activo O formando é o sujeito da sua formação. Baseiam-se na actividade, na liberdade e na auto- educação. O formando aprende por descoberta pessoal, vivenciando a situação experiencialmente. Método Participativo Metodologia Participativa é aquela que permite a actuação efectiva dos participantes no processo educativo sem considerá-los meros receptores, nos quais depositam conhecimentos e informações. No enfoque participativo valoriza-se os conhecimentos e experiências dos participantes, envolvendo-os na discussão, identificação e busca de soluções para problemas que emergem de suas vidas quotidianas. Beneficiários Directos 12 Seniores c/ 55 anos ou mais residentes no Concelho da Amadora (com análise de casos excepcionais). Promotores 4 Jovens mín. ou 6 máx. com idade entre os 17 e os 30 anos durante 6 meses participam de forma voluntária desde da fase de planeamento até a fase de avaliação do projecto, envolvendo-se em actividades de educação não formal, utilizando a criatividade e o empreendedorismo para dinamizar uma relação de intergeracional através da Info-Inclusão. * Os jovens participantes terão certificados de participação num projecto de âmbito europeu e também serão dadas condições para os voluntários. Quando Para os beneficiários directos: 2 x por semana (segundas e quartas-feiras) 1 hora e 30 m de duração. Para os jovens promotores: 1 hora e 30 m (1 hora p/ planear e 30 minutos p/ operacionalizar). * as datas e os horários podem sofrer alterações conforme a disponibilidade dos formandos e dos promotores. Onde Junta de Freguesia da Damaia e Sede da Cooperativa Co(op)ração - Cooperativa de Solidariedade Social, CRL - Damaia – Estrada Militar 23 A, Damaia. Contactos: tel. 210 938 667 Fax: 214 740 231 coop.coracao@gmail.com e http://infogerar.blogspot.com/ 4

×