Nota ao “Relatório Final da Pesquisa SobreQualificação de Laboratórios Para Atender Setor deHigiene Pessoal, Perfumaria e ...
Pesquisa Sobre Qualificação deLaboratórios Para Atender Setor deHigiene Pessoal, Perfumaria eCosméticos (HPPC)Relatório Fi...
Índice1. OBJETIVO DA PESQUISA................................................................................................
1. OBJETIVO DA PESQUISAConhecer a demanda de qualificação e capacitação doslaboratórios brasileiros atuantes e com potenci...
2. METODOLOGIAA PESQUISA FOI COMPOSTA PELAS SEGUINTES FASES:1) Elaboração do questionário2) Pré-teste do questionário3) En...
3. RESULTADOS Localização dos respondentes
3. RESULTADOS – LOCALIZAÇÃO DOS RESPONDENTES1%                                                   1%                       ...
3. RESULTADOS – LOCALIZAÇÃO DOS RESPONDENTES               1%                                       8%                    ...
4. RESULTADOS      Perfil dos Laboratórios
4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios                       A que tipo de organização o laboratório está vinculado ?    ...
4. RESULTADOS – Perfil dos LaboratóriosQuadro 1. Tipo de organização por região (em n° de empresas)                       ...
4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios                                                 Laboratórios com fins lucrativos (...
4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios     Quadro 2. Porte da organização por região (em n° de empresas)                 ...
4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios                                                 Tipo de serviço realizado pelo lab...
4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios     Quadro 3. Tipos de serviço realizado pelo laboratório por região (em n° de emp...
5. RESULTADOS      Realização dos ensaios
5. RESULTADOS – Realização dos testes     A) Ensaios Físico-químicos ( 2 de 2 )          22%             39%     A) Ensaio...
4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios     Quadro 4. Tipos de serviço realizado pelo laboratório por região (em n° de emp...
6. RESULTADOS    Acreditação em    ABNT NBR ISO/IEC 17025
6. RESULTADOS – Acreditação                                  Acreditação dos ensaios dos Grupos A, B, C ou D              ...
6. RESULTADOS – Acreditação• Sistema de Gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025 implementadoDos 11 laboratórios que possuem o Sistem...
6. RESULTADOS – Acreditação• Sistema de Gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025 não implementadoDos 5 laboratórios que não possuem o...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação     Quadro 6. Laboratórios que realizam ensaios com acreditação* por região ...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação            Acreditação dos ensaios dos Grupos           Quadro 7. Há necessi...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação                                                            Quadro 8. Há nece...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação                                                          Tabela 2. Há necess...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação                                                                  Tabela 4. H...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação                                                           Tabela 6. Há neces...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação                                                           Tabela 8. Há neces...
6. RESULTADOS – Dificuldades para manter a Acreditação                                                            Tabela 1...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação                                                           Tabela 12. Há difi...
6. RESULTADOS – Dificuldades para manter a Acreditação            Acreditação dos ensaios dos Grupos                      ...
6. RESULTADOS – Dificuldades para manter a Acreditação Quadro 10. Dificuldades na participação de PEP nacionais por região...
6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação                                                         Tabela 14. Você conh...
7. RESULTADOS     Reconhecimento em BPL
7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL                             Reconhecimento dos ensaios dos Grupos A, B, C ou D      ...
7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL• Sistema de gestão de acordo com os Princípios das Boas Práticas de  Laboratório - B...
7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL• Sistema de gestão de acordo com os Princípios das Boas Práticas de  Laboratório - B...
7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL• Sistema de gestão de acordo com os Princípios das Boas Práticas de  Laboratório - B...
7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL     Quadro 12. Laboratórios que realizam ensaios com reconhecimento* por região     ...
7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento                                                              Quadro ...
7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento               Reconhecimento dos ensaios dos                     Gru...
7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento                                                           Tabela 17....
7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento                                                                    T...
8. RESULTADOS OBTIDOS      Realização dos ensaios      por grupo
8.1 Ensaios Físico-químicos         (parte 1)
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)Dentro do seguinte conjunto de EnsaiosFísico-químicos (Parte 1), realiz...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                                                                       ...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)   Quadro 15. Ensaios realizados no grupo por região (em n° de empresas...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio d...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                               Existência de acreditação ou reconhecime...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)               Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                       Existência de acreditação ou reconhecimento do E...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                 Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio ...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                  Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                         Existência de acreditação ou reconhecimento do...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                      Existência de acreditação ou reconhecimento do En...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                      Existência de acreditação ou reconhecimento do En...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)                   Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensai...
8.2 Ensaios Físico-químicos         (Parte 2)
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)Dentro do seguinte conjunto de EnsaiosFísico-químicos (Parte 2)...
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)                            12. PH                    32%      ...
8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)   Quadro 16. Tipos de serviço realizado pelo laboratório por região (e...
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)                                Existência de acreditação ou re...
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)                                  Existência de acreditação ou ...
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)                         Existência de acreditação ou reconheci...
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)                      Existência de acreditação ou reconhecimen...
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)                           Existência de acreditação ou reconhe...
8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)                Existência de acreditação ou reconhecimento do ...
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Relatorio Final   ensaios laboratoriais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatorio Final ensaios laboratoriais

1.248 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
309
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio Final ensaios laboratoriais

  1. 1. Nota ao “Relatório Final da Pesquisa SobreQualificação de Laboratórios Para Atender Setor deHigiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC)”Este relatório foi elaborado com base na pesquisa realizada noperíodo de março de 2011, cujo objetivo foi mapear e identificar oslaboratórios que realizam ensaios para o setor de HPPC.A veracidade de tais informações e eventuais alterações ocorridasapós este período são de inteira responsabilidade dos laboratóriosque responderam a pesquisa.
  2. 2. Pesquisa Sobre Qualificação deLaboratórios Para Atender Setor deHigiene Pessoal, Perfumaria eCosméticos (HPPC)Relatório FinalPesquisa realizada em Março de 2011 pelaRF Pesquisa & Análise de Mercadowww.rfpesquisa-puc-rio.com.br
  3. 3. Índice1. OBJETIVO DA PESQUISA....................................................................................................................................................................32. METODOLOGIA.....................................................................................................................................................................................43. RESULTADOS – Localização dos respondentes.................................................................................................................................54. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios .............................................................................................................................................85. RESULTADOS – Realização dos ensaios..........................................................................................................................................156. RESULTADOS – Acreditação em ABNT NBR ISO/IEC 17025..........................................................................................................187. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL - Boas Práticas de Laboratório.....................................................................................348. RESULTADOS – Realização dos ensaios por grupo..........................................................................................................................44 8.1 Ensaios Físico-químicos (parte 1)..............................................................................................................................45 8.2 Ensaios Físico-químicos (parte 2)..............................................................................................................................59 8.3 Ensaios Microbiológicos ............................................................................................................................................72 8.4 Testes IN VITRO (parte 1) ..........................................................................................................................................87 8.5 Testes IN VITRO (parte 2) ..........................................................................................................................................91 8.6 Testes IN VIVO – ANIMAIS (parte 1) .........................................................................................................................95 8.7 Testes IN VIVO – ANIMAIS (parte 2) .........................................................................................................................99 8.8 Testes IN VIVO – ANIMAIS (parte 3) .......................................................................................................................103 8.9 Testes IN VIVO – HUMANOS ..................................................................................................................................108
  4. 4. 1. OBJETIVO DA PESQUISAConhecer a demanda de qualificação e capacitação doslaboratórios brasileiros atuantes e com potencial de atuaçãono setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos.
  5. 5. 2. METODOLOGIAA PESQUISA FOI COMPOSTA PELAS SEGUINTES FASES:1) Elaboração do questionário2) Pré-teste do questionário3) Envio do link e das senhas de acesso à pesquisa4) Contato com respondentes que apenas iniciaram o questionário5) Bloqueio do link após 101 pesquisas completas.
  6. 6. 3. RESULTADOS Localização dos respondentes
  7. 7. 3. RESULTADOS – LOCALIZAÇÃO DOS RESPONDENTES1% 1% 2% 3% 2% 5% 2% 1% Por Estado 2% 3% 65 % 2% 8%
  8. 8. 3. RESULTADOS – LOCALIZAÇÃO DOS RESPONDENTES 1% 8% 3% 76 % Por Região 12 %
  9. 9. 4. RESULTADOS Perfil dos Laboratórios
  10. 10. 4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios A que tipo de organização o laboratório está vinculado ? 15% Pública Privada SEM fins Lucrativos 10% 75% Privada COM fins lucrativos* Base: 101 empresas
  11. 11. 4. RESULTADOS – Perfil dos LaboratóriosQuadro 1. Tipo de organização por região (em n° de empresas) A que tipo de organização o laboratório está vinculado ? Privada SEM fins Privada COM fins Pública Total Lucrativos lucrativos Norte 0 1 0 1 Nordeste 3 3 2 8 REGIAO Sudeste 8 2 67 77 Sul 3 4 5 12 Centro-Oeste 1 0 2 3 BRASIL 15 10 76 101
  12. 12. 4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios Laboratórios com fins lucrativos (76) Qual o porte da organização? Micro Empresa - fat até R$ 240 10% MIL 49% Pequena Empresa - fat anual de R$ 240 MIL até R$ 2,4 MI Empresa Média ou Grande - faturamento anual acima de R$ 2,4 MI 41%Base: 76 empresas privadas com fins lucrativos
  13. 13. 4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios Quadro 2. Porte da organização por região (em n° de empresas) Porte da organização Pequena Empresa Média Micro Empresa Total Empresa ou Grande Norte 0 0 0 0 Nordeste 0 1 1 2 REGIAO Sudeste 8 25 34 67 Sul 0 4 1 5 Centro-Oeste 0 1 1 2 BRASIL 8 31 37 76 • Micro Empresa – faturamento de até R$ 240 MIL • Pequena Empresa - faturamento anual de R$ 240.000 até R$ 2.400.000,00 • Empresa Média ou Grande - faturamento anual acima de R$ 2.400.000,00* Base Brasil: 76 laboratórios privados com fins lucrativos
  14. 14. 4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios Tipo de serviço realizado pelo laboratório Prestação de serviços de 86% 14% ensaios e testes Prestação de serviços de 30% 70% calibração Pesquisa científica e SIM 29% 71% tecnológica NÃO Pesquisa e desenvolvimento de 23% 77% produtos Outros 18% 82% % dos respondentes* Gráfico composto por perguntas Independentes* Base: 101 empresas
  15. 15. 4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios Quadro 3. Tipos de serviço realizado pelo laboratório por região (em n° de empresas) Região Centro- Norte Nordeste Sudeste Sul BRASIL Oeste Pesquisa científica e 1 6 16 5 1 29 Tipos de serviço realizado tecnológica Pesquisa e desenvolvimento 1 3 14 5 0 23 de produtos Prestação de serviços de 1 7 65 11 3 87 ensaios e testes Prestação de serviços de 1 2 24 3 0 30 calibração• Tabela composta por perguntas Independentes
  16. 16. 5. RESULTADOS Realização dos ensaios
  17. 17. 5. RESULTADOS – Realização dos testes A) Ensaios Físico-químicos ( 2 de 2 ) 22% 39% A) Ensaios Físico-químicos ( 1 de 2 ) 25% 31% B) Ensaios Microbiológicos ( 1 de 1 ) 25% 17% REALIZA PELO MENOS 1 ENSAIO C) Testes IN VITRO ( 2 de 2 ) 9% 0.87 DO GRUPO PARA HPPC C) Testes IN VITRO ( 1 de 2 ) 9% 0.90 D) Testes IN VIVO - ANIMAIS ( 3 de 3 ) 7% 0.91 GOSTARIA DE REALIZAR PELO D) Testes IN VIVO - ANIMAIS ( 2 de 3 ) 6% 0.91 MENOS 1 ENSAIO PARA HPPC D) Testes IN VIVO - ANIMAIS ( 1 de 3 ) 6% 0.91 E) Testes IN VIVO - HUMANOS ( 4 de 4 ) 0.98 NÃO REALIZA OU NÃO GOSTARIA DE E) Testes IN VIVO - HUMANOS ( 3 de 4 ) 0.98 REALIZAR PARA HPPC E) Testes IN VIVO - HUMANOS ( 2 de 4 ) 0.98 E) Testes IN VIVO - HUMANOS ( 1 de 4 ) 0.98 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100%* Gráfico composto por perguntas Independentes* Base: 101 empresas
  18. 18. 4. RESULTADOS – Perfil dos Laboratórios Quadro 4. Tipos de serviço realizado pelo laboratório por região (em n° de empresas) NÃO REALIZA OU NÃO REALIZA PELO MENOS 1 GOSTARIA DE REALIZAR PELO GOSTARIA DE REALIZAR PARA ENSAIO DO GRUPO PARA HPPC MENOS 1 ENSAIO PARA HPPC HPPC NO NE SE S CO NO NE SE S CO NO NE SE S CO A) Ensaios Físico-químicos ( 1 de 2 ) - - 20 4 1 1 5 22 3 - - 3 35 5 2 A) Ensaios Físico-químicos ( 2 de 2 ) - - 16 5 1 1 7 28 3 - - 1 33 4 2 B) Ensaios Microbiológicos ( 1 de 1 ) - 1 18 5 1 1 2 14 - - - 5 45 7 2 C) Testes IN VITRO ( 1 de 2 ) - - 1 - - - 1 6 1 1 1 7 70 11 2 C) Testes IN VITRO ( 2 de 2 ) - - 2 2 - - 1 6 1 1 1 7 69 9 2 D) Testes IN VIVO - ANIMAIS ( 1 de 3 ) - - 3 - - - 1 3 1 1 1 7 71 11 2 D) Testes IN VIVO - ANIMAIS ( 2 de 3 ) - - 2 1 - - 1 4 - 1 1 7 71 11 2 D) Testes IN VIVO - ANIMAIS ( 3 de 3 ) - - 1 1 - - 1 5 - 1 1 7 71 11 2 Todos os ensaios relacionados nos grupos E) Testes IN VIVO –• Tabela composta por HUMANOS são realizados por 2 laboratórios de São Paulo. perguntas Independentes* Base: 101 empresas Os demais não realizam e não desejam realizar esses tipos de teste.
  19. 19. 6. RESULTADOS Acreditação em ABNT NBR ISO/IEC 17025
  20. 20. 6. RESULTADOS – Acreditação Acreditação dos ensaios dos Grupos A, B, C ou D É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO 35% REALIZADO NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO 42% NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS 23% GRUPOS A, B, C OU D * Base: 101 empresas Quadro 5. Fase de Implantação do sistema de gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025 por região (em n° de empresas) O sistema de gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025 do laboratório está: Em fase de Não Implementado Total implementação implementado Norte 0 0 0 0 Nordeste 2 2 0 4 REGIAO Sudeste 9 3 2 14 Sul 0 2 2 4 Centro-Oeste 0 0 1 1 BRASIL 11 7 5 23
  21. 21. 6. RESULTADOS – Acreditação• Sistema de Gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025 implementadoDos 11 laboratórios que possuem o Sistema de Gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025implementado, os motivos de não terem solicitado a acreditação à Cgcre do INMETROforam os seguintes:7 laboratórios - Já tem acreditação em outras atividades.1 laboratório - Já solicitou a acreditação.1 laboratório - Não exigência por parte de regulamentadores1 laboratório - Não exigência por parte de regulamentadores / Não exigência por partede clientes1 laboratório - Não exigência por parte de clientes
  22. 22. 6. RESULTADOS – Acreditação• Sistema de Gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025 não implementadoDos 5 laboratórios que não possuem o Sistema de Gestão ABNT NBR ISO/IEC 17025implementado, os motivos de não terem realizado a implementação foram osseguintes:2 laboratórios – utilizam a BPL1 laboratório - Acredita não ser tão voltada a sua área de atuação1 laboratório - Já implementado em outros segmentos. É de interesse implementar emHPPC também.1 laboratório - Desconhece a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025
  23. 23. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Quadro 6. Laboratórios que realizam ensaios com acreditação* por região (em n° de empresas) ACREDITAÇÃO REALIZAM REALIZAM ENSAIOS E SÃO NÃO REALIZAM ENSAIOS MAS ACREDITADOS NENHUM ENSAIO Total NÃO SÃO EM PELO MENOS APRESENTADO ACREDITADOS 1 GRUPO Norte 1 0 0 1 Nordeste 4 4 0 8 REGIAO Sudeste 32 14 31 77 Sul 5 4 3 12 Centro-Oeste 1 1 1 3 BRASIL 43 23 35 101* Realizam pelo menos 1 ensaios com acreditação em algum grupo analisado* Base Brasil: 101 empresas
  24. 24. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Acreditação dos ensaios dos Grupos Quadro 7. Há necessidade de capacitação de A, B, C ou D pessoal gerencial? Há necessidade: 42% Sim Não Total Norte 0 0 0 23% Nordeste 3 1 4 REGIAO Sudeste 5 9 14 Sul 1 3 4 35% Centro-Oeste 0 1 1 BRASIL 9 14 23 É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C OU D* Base: 101 empresas
  25. 25. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Quadro 8. Há necessidade de capacitação de pessoal do processo de medição ? Há necessidade: Acreditação dos ensaios dos Grupos Sim Não Total A, B, C ou D Norte 0 0 0 42% Nordeste 3 1 4 REGIAO Sudeste 7 7 14 23% Sul 2 2 4 Centro-Oeste 0 1 1 BRASIL 12 11 23 35% Tabela 1. Existe a necessidade de capacitação de pessoal nas seguintes áreas dentro do processo de medição ? É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO SIM NÃO Total Realização dos ensaios 8 4 12 NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO Estimativa de incerteza da medição 8 4 12 NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C Validação de métodos 7 5 12 OU D Garantia da qualidade dos resultados de 5 7 12* Base: 101 empresas medição Seleção e uso de materiais de referência 5 7 12 Conhecimento da normas técnicas 1 11 12 específicas para HPPC. * A pergunta permite mais de uma resposta
  26. 26. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Tabela 2. Há necessidade de adequação das instalações físicas e condições ambientais para a realização dos ensaios ? Acreditação dos ensaios dos Grupos N° % A, B, C ou D Sim 9 39% Não 14 61% 42% Total 23 100% 23% Tabela 3. Há necessidade de aquisição de equipamentos ? 35% N° % Sim 13 57% É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Não 10 43% Total 23 100% NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C OU D* Base: 101 empresas
  27. 27. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Tabela 4. Há dificuldade na calibração em laboratórios acreditados pela CGCRE do INMETRO ? Acreditação dos ensaios dos Grupos N° % A, B, C ou D Sim 5 22% Não 18 78% 42% Total 23 100% 23% Tabela 5. Qual a razão da dificuldade na calibração em laboratórios acreditados ? SIM NÃO Total Não existência de laboratórios de 3 2 5 calibração acreditados * 35% Preços altos ** 3 2 5 É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Dificuldade no acesso aos laboratórios 2 3 5 acreditados em razão da distância *** NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO Pouca disponibilidade de laboratórios e 1 4 5 técnicos **** NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C OU D Outro 1 4 5* Base: 101 empresas * A pergunta permite mais de uma resposta * 1 LABORATÓRIO DE SÃO PAULO, 1 DO RIO DE JANEIRO E 1 DE PERNAMBUCO. ** 1 LABORATÓRIO DE PERNAMBUCO E 2 DE SÃO PAULO *** 1 LABORATÓRIO DE PERNAMBUCO E 1 DA PARAÍBA **** 1 LABORATÓRIO DE SÃO PAULO
  28. 28. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Tabela 6. Há necessidade de aquisição de materiais de referência certificados (MRC) ? Acreditação dos ensaios dos Grupos N° % A, B, C ou D Sim mas tem dificuldade 11 48% Sim e não tem dificuldade 5 22% Não 7 30% 42% Total 23 100% 23% Tabela 7. Quais as dificuldade de aquisição de materiais de referência certificados ? SIM NÃO Total Não existência no mercado nacional 9 2 11 35% Custo alto 9 2 11 É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Trâmites para a importação 7 4 11 NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO Sistema de aquisição interno 1 10 11 burocrático e demorado NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C * A pergunta permite mais de uma resposta OU D* Base: 101 empresas
  29. 29. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Tabela 8. Há necessidade de aquisição de materiais de referência certificados (MRC) ? Acreditação dos ensaios dos Grupos N° % A, B, C ou D Sim mas tem dificuldade 11 48% Sim e não tem dificuldade 5 22% Não 7 30% 42% Total 23 100% 23% Tabela 9. Qual o tempo médio entre a tomada de decisão de compra e o efetivo recebimento dos materiais de referência certificados adquiridos? N° % 35% 1 a 3 meses 5 31% 4 a 6 meses 8 50% É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO 7 a 12 meses 2 13% Acima de 12 meses 1 6% NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO Total 16 100% NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C OU D* Base: 101 empresas
  30. 30. 6. RESULTADOS – Dificuldades para manter a Acreditação Tabela 10. Há necessidade de aquisição de materiais de referência certificados (MRC) ? Acreditação dos ensaios dos Grupos N° % A, B, C ou D Sim mas tem dificuldade 18 42% Sim e não tem dificuldade 9 21% Não 16 37% Total 43 100% 35% 42% Tabela 11. Quais as dificuldade de aquisição de materiais de referência certificados ? SIM NÃO Total Trâmites para a importação 14 4 18 23% Custo alto 12 6 18 É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Não existência no mercado nacional 11 7 18 NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO Falta de fornecedor 3 15 18 NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C Burocracia das instituições envolvidas 1 17 18 OU D* Base: 101 empresas * A pergunta permite mais de uma resposta
  31. 31. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Tabela 12. Há dificuldade na participação de PEP nacionais ? Acreditação dos ensaios dos Grupos N° % A, B, C ou D Sim 16 70% Não 7 30% 42% 23 100% Total 23% Tabela 13. Quais as dificuldades na participação de PEP nacionais? SIM NÃO Total Inexistência de programas para alguns 12 4 16 dos ensaios que realizo 35% Custo com a participação 8 8 16 É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Dificuldade em obter informações sobre 6 10 16 programas existentes NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO Desconhecimento dos programas 5 11 16 NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C existentes OU D Atendimento à metodologia analítica 3 13 16* Base: 101 empresas Respeito a Boa ética de Utilização de 1 15 16 Animais * A pergunta permite mais de uma resposta
  32. 32. 6. RESULTADOS – Dificuldades para manter a Acreditação Acreditação dos ensaios dos Grupos A, B, C ou D Quadro 9. Há dificuldade na participação de programas de ensaio de proficiência – PEP nacionais ? 35% 42% Há dificuldade: Sim Não Total Norte 0 1 1 23% Nordeste 3 1 4 REGIAO Sudeste 17 15 32 É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Sul 4 1 5 NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO Centro-Oeste 1 0 1 NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C BRASIL 25 18 43 OU D* Base: 101 empresas
  33. 33. 6. RESULTADOS – Dificuldades para manter a Acreditação Quadro 10. Dificuldades na participação de PEP nacionais por região Dificuldade citadas: Inexistência de Dificuldade em Desconhecimento Atendimento à programas para Custo com a obter informações dos programas metodologia alguns dos ensaios participação sobre programas existentes analítica que realizo existentes Norte 0 0 0 0 0 Nordeste 2 3 1 1 1REGIAO Sudeste 14 7 7 0 10 Sul 3 2 1 0 2 Centro-Oeste 1 1 1 0 1 BRASIL 20 13 10 1 14* A pergunta permite mais de uma resposta* Base: 25 laboratórios acreditados que informaram possuir dificuldades na participação de PEP Nacionais
  34. 34. 6. RESULTADOS – Dificuldades para Acreditação Tabela 14. Você conhece a base internacional EPTIS - European Proficiency Test Information System ? Acreditação dos ensaios dos Grupos A, B, C ou D N° % Sim 25 58% Não 18 42% 42% Total 43 100% 35% Tabela 15. Você conhece a base internacional EPTIS - European Proficiency Test Information System ? 23% N° % Sim 8 35% Não 15 65% É ACREDITADO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Total 23 100% NÃO É ACREDITADO EM NENHUM ENSAIO REALIZADO NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C OU D* Base: 101 empresas
  35. 35. 7. RESULTADOS Reconhecimento em BPL
  36. 36. 7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL Reconhecimento dos ensaios dos Grupos A, B, C ou D É RECONHECIDO EM PELO MENOS 1 35% ENSAIO REALIZADO 22% NÃO É RECONHECIDO EM NEHUM ENSAIO REALIZADO NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C, D 43% * Base: 101 empresasQuadro 11. Fase de Implantação dos Princípios das Boas Práticas de Laboratório por região O sistema de gestão de acordo com os Princípios das BPL está: Em fase de Implementado Não implementado Total implementação Norte 0 0 1 1 Nordeste 0 2 4 6 REGIAO Sudeste 3 8 20 31 Sul 2 2 2 6 Centro-Oeste 0 0 0 0 BRASIL 5 12 27 44
  37. 37. 7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL• Sistema de gestão de acordo com os Princípios das Boas Práticas de Laboratório - BPL implementadoDos 5 laboratórios que possuem o sistema de gestão de acordo com os Princípios dasBoas Práticas de Laboratório - BPL implementado, os motivos de não terem solicitado oreconhecimento à Cgcre do INMETRO foram os seguintes:1 laboratório - Não exigência por parte de regulamentadores / Não exigência por partede clientes1 laboratório - entende que a acreditação na ISO 17025 é suficiente1 laboratório - Não exigência por parte de clientes / somente as áreas de campo elaboratório (agroquímicos e ogm) estão reconhecidos pelo INMETRO.1 laboratório - já reconhecido pela ANVISA1 laboratório - Não exigência por parte de clientes
  38. 38. 7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL• Sistema de gestão de acordo com os Princípios das Boas Práticas de Laboratório - BPL não implementadoDos 27 laboratórios que não possuem o Sistema de gestão de acordo com osPrincípios das Boas Práticas de Laboratório - BPL não implementado, os motivos denão terem realizado a implementação foram os seguintes:3 laboratórios – Encontram dificuldades para implementação3 laboratórios - Não veem importância na sua implementação2 laboratórios - Desconhecem os princípios das Boas Práticas de Laboratório1 laboratório - Encontra dificuldades para implementação / não faz parte do portfóliode serviços atual1 laboratório - Desconhece os princípios das Boas Práticas de Laboratório / Não houvedemanda para implementação.
  39. 39. 7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL• Sistema de gestão de acordo com os Princípios das Boas Práticas de Laboratório - BPL não implementado8 laboratório – está acreditado conforme NBR ISO/IEC 17025:20055 laboratório - não se aplica a área de atuação ou não há interesse no momento4 laboratórios - Até o presente momento não houve demanda ou exigência demercado
  40. 40. 7. RESULTADOS – Reconhecimento em BPL Quadro 12. Laboratórios que realizam ensaios com reconhecimento* por região (em n° de empresas) RECONHECIMENTO REALIZAM REALIZAM ENSAIOS E SÃO ENSAIOS MAS NÃO REALIZAM RECONHECIDOS Total NÃO SÃO NENHUM ENSAIO EM PELO MENOS RECONHECIDO 1 GRUPO Norte 0 1 0 1 Nordeste 2 6 0 8 REGIAO Sudeste 15 31 31 77 Sul 3 6 3 12 Centro-Oeste 2 0 1 3 BRASIL 22 44 35 101* Base: 101 empresas
  41. 41. 7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento Quadro 13. Há necessidade de capacitação de pessoal gerencial ? Há necessidade: Reconhecimento dos ensaios dos Sim Não Total Grupos A, B, C ou D Norte 1 0 1 Nordeste 5 1 6 22% REGIAO Sudeste 11 20 31 43% Sul 1 5 6 Centro-Oeste 0 0 0 BRASIL 18 26 44 35% Tabela 16. Quais as capacitações requerida s para o pessoal gerencial ? É RECONHECIDO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO SIM NÃO Total Conhecimento dos princípios das BPL 12 6 18 NÃO É RECONHECIDO EM NEHUM ENSAIO REALIZADO Metodologias de testes 12 6 18 NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C, D Validação de métodos 12 6 18* Base: 101 empresas Garantia da qualidade dos testes 10 8 18 * A pergunta permite mais de uma resposta
  42. 42. 7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento Reconhecimento dos ensaios dos Grupos A, B, C ou D Quadro 14. Há dificuldades na captação de pessoal qualificado em BPL no mercado? 22% Há dificuldade: Sim Não Total 43% Norte 1 0 1 Nordeste 4 2 6 REGIAO Sudeste 19 12 31 35% Sul 4 2 6 Centro-Oeste 0 0 0 É RECONHECIDO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO BRASIL 28 16 44 NÃO É RECONHECIDO EM NEHUM ENSAIO REALIZADO NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C, D* Base: 101 empresas
  43. 43. 7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento Tabela 17. Há necessidade de adequação das instalações físicas e condições ambientais para a realização dos ensaios ? Reconhecimento dos ensaios dos N° % Grupos A, B, C ou D Sim 22 50% Não 22 50% 22% Total 44 100% 43% Tabela 18. Há necessidade de aquisição 35% de equipamentos ? N° % Sim 23 52% É RECONHECIDO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Não 21 48% Total 44 100% NÃO É RECONHECIDO EM NEHUM ENSAIO REALIZADO NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C, D* Base: 101 empresas
  44. 44. 7. RESULTADOS OBTIDOS – Dificuldade no Reconhecimento Tabela 19. Há dificuldade na calibração em laboratórios acreditados pela Cgcre do INMETRO ? Reconhecimento dos ensaios dos N° % Grupos A, B, C ou D Sim * 9 20% Não 35 80% 22% Total 44 100% 43% Tabela 20. Qual a razão da dificuldade na calibração em laboratórios acreditados pela Cgcre do INMETRO ? SIM NÃO Total 35% Preços altos 7 2 9 Não existência de laboratórios de 6 3 9 calibração acreditados É RECONHECIDO EM PELO MENOS 1 ENSAIO REALIZADO Dificuldade no acesso aos laboratórios 4 5 9 acreditados em razão da distância NÃO É RECONHECIDO EM NEHUM ENSAIO REALIZADO Pequena disponibilidade de laboratórios 1 8 9 e técnicos NÃO REALIZA NENHUM ENSAIO DOS GRUPOS A, B, C, D Morosidade no processo de contratação 1 8 9* Base: 101 empresas internos * A pergunta permite mais de uma resposta * 4 de São Paulo; 2 de Pernambuco; 1 da Paraíba;1 do Rio de Janeiro; 1 de santa Catarina
  45. 45. 8. RESULTADOS OBTIDOS Realização dos ensaios por grupo
  46. 46. 8.1 Ensaios Físico-químicos (parte 1)
  47. 47. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1)Dentro do seguinte conjunto de EnsaiosFísico-químicos (Parte 1), realiza o ensaioem algum tipo de produto ou gostaria derealizar em produtos da família HPPC? Ensaios 1. Avaliação de estabilidade em cosméticos 2. Cinzas 42% 3. Determinação da Densidade 4. Determinação da Viscosidade 5. Determinação de Umidade por Gravimetria 6. Determinação do Teor de Triclosan 58% 7. Índice de Iodo 8. Índice de Peróxidos 9. Índice de Refração 10. Índice de Saponificação sim não
  48. 48. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Realiza em 3. Determinação da produtos de HPPC 31% 46% 15% Densidade 5. Determinação de 25% 46% 19% Umidade por Gravimetria 4. Determinação da Realiza em outros 27% 32% 29% produtos e quer Viscosidade para HPPC 2. Cinzas 24% 44% 17% 9. Índice de Refração 22% 29% 31% Não realiza em nenhum tipo de produto mas quer 1. Avaliação de 29% 22% 27% para HPPC estabilidade em… 10. Índice de 19% 31% 29% Realiza em outros Saponificação produtos mas NÃO quer para HPPC 7. Índice de Iodo 19% 31% 27% 8. Índice de Peróxidos 20% 31% 24% Não realiza em nenhum tipo de 6. Determinação do Teor 17% 10% 42% produto e NÃO de Triclosan quer para HPPC % dos respondentesBase: 59 empresas que realizam pelo menos 1 dos ensaios do Grupo
  49. 49. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Quadro 15. Ensaios realizados no grupo por região (em n° de empresas) NÃO REALIZA EM NENHUM REALIZA EM PRODUTOS DE REALIZA EM OUTROS TIPO DE PRODUTO MAS QUER HPPC PRODUTOS E QUER PARA HPPC PARA HPPC NO NE SE S CO NO NE SE S CO NO NE SE S CO 1. Avaliação de estabilidade em - - 13 3 1 1 2 10 - - - 2 10 4 -cosméticos -2. Cinzas - - 11 3 1 3 20 2 - - 1 7 2 -3. Determinação da Densidade - - 14 3 1 1 4 18 4 - - 1 8 - -4. Determinação da Viscosidade - - 13 2 1 - 2 14 3 - 1 3 11 2 -5. Determinação de Umidade por - - 12 3 - 1 3 19 3 1 - 1 9 1 -Gravimetria6. Determinação do Teor de - - 9 1 - - 1 4 1 - 1 3 18 3 -Triclosan7. Índice de Iodo - - 9 2 - - 1 15 2 - 1 2 9 3 18. Índice de Peróxidos - - 9 3 - 1 2 14 1 - - 2 9 2 19. Índice de Refração - - 11 2 - 1 1 13 2 - - 3 13 2 -10. Índice de Saponificação - - 9 2 - - - 15 3 - 1 4 10 1 1• Tabela composta por perguntas Independentes • Desconsideraram-se os laboratórios que não desejam realizar os teste para HPPC.
  50. 50. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de estabilidade em cosméticos 53% 17% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido 20% Sem acreditação ou reconhecimento 10%Base: 30 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de avaliação de estabilidade em cosméticos BPL - Boas Práticas de 10% 17% 50% Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 17% 17% 63% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  51. 51. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Cinzas 49% 15% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido Sem acreditação ou 34% reconhecimento 2%Base: 41 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Cinzas BPL - BoasPráticas de 5% 10% 51%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 10% 37% 44% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  52. 52. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação da Densidade 43% Acreditado e reconhecido 22% Apenas acreditado Apenas reconhecido 9% Sem acreditação ou 26% reconhecimentoBase: 46 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação da Densidade BPL - BoasPráticas de 9% 20% 43%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 15% 33% 46% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  53. 53. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação da Viscosidade 44% Acreditado e reconhecido 22% Apenas acreditado Apenas reconhecido Sem acreditação ou 20% 14% reconhecimentoBase: 36 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação da Viscosidade BPL - BoasPráticas de 8% 25% 42%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 17% 25% 50% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  54. 54. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação de Umidade por Gravimetria 51% 14% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido 30% Sem acreditação ou 5% reconhecimentoBase: 43 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação de Umidade por Gravimetria BPL - BoasPráticas de 7% 9% 56%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 7% 35% 51% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  55. 55. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação do Teor de Triclosan 56% Acreditado e reconhecido 25% Apenas acreditado Apenas reconhecido Sem acreditação ou 13% reconhecimento 6%Base: 16 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Determinação do Teor de Triclosan BPL - BoasPráticas de 13% 19% 44%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 19% 19% 63% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  56. 56. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Iodo 14% Acreditado e reconhecido 58% Apenas acreditado Apenas reconhecido 21% Sem acreditação ou reconhecimento 7%Base: 29 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Iodo BPL - BoasPráticas de 7% 14% 55%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 17% 17% 66% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  57. 57. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Peróxidos 10% Acreditado e reconhecido 59% Apenas acreditado 21% Apenas reconhecido Sem acreditação ou 10% reconhecimentoBase: 29 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Peróxidos BPL - BoasPráticas de 7% 14% 55%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 14% 17% 66% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  58. 58. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Refração 13% 57% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido 20% Sem acreditação ou reconhecimento 10%Base: 30 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Refração BPL - BoasPráticas de 7% 17% 47%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 13% 20% 60% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  59. 59. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Saponificação 14% Acreditado e reconhecido 65% Apenas acreditado 14% Apenas reconhecido Sem acreditação ou 7% reconhecimentoBase: 29 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Saponificação BPL - BoasPráticas de 7% 14% 52%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 17% 10% 69% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  60. 60. 8.2 Ensaios Físico-químicos (Parte 2)
  61. 61. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2)Dentro do seguinte conjunto de EnsaiosFísico-químicos (Parte 2), realiza oensaio em algum tipo de produto ougostaria de realizar em produtos dafamília HPPC? Ensaios 11. Odor 12. pH 38% 13. Ponto de fusão 14. Rotação específica 15. Solubilidade 16. Teor de água por Karl Fisher 17. Teor de hidróxido de sódio - método titrimétrico 62% 18. Teor de tioglicolato de amônio - método titrimétrico 19. Vitaminas Hidrossolúveis e Lipossolúveis sim não
  62. 62. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2) 12. PH 32% 54% 8% Realiza em produtos de HPPC 17. Teor de hidróxido de 19% 24% 37% sódio - método titrimétrico 16. Teor de água por Karl Realiza em outros 19% 27% 30% Fisher produtos e quer para HPPC 11. Odor 21% 33% 22% Não realiza em 13. Ponto de fusão 22% 25% 27% nenhum tipo de produto mas quer para HPPC 15. Solubilidade 22% 30% 22% Realiza em outros 18. Teor de tioglicolato de produtos mas NÃO amônio - método 13% 6% 51% quer para HPPC titrimétrico 14. Rotação específica 14% 13% 33% Não realiza em nenhum tipo de19. Vitaminas Hidrossolúveis produto e NÃO quer 11% 13% 35% e Lipossolúveis para HPPC % dos respondentesBase: 63 empresas que realizam pelo menos 1 dos ensaios do Grupo
  63. 63. 8.1. RESULTADOS – Ensaios Físico-químicos (parte 1) Quadro 16. Tipos de serviço realizado pelo laboratório por região (em n° de empresas) NÃO REALIZA EM NENHUM REALIZA EM PRODUTOS DE REALIZA EM OUTROS TIPO DE PRODUTO MAS QUER HPPC PRODUTOS E QUER PARA HPPC PARA HPPC NO NE SE S CO NO NE SE S CO NO NE SE S CO11. Odor - - 8 4 1 - 3 16 2 - 1 3 9 1 -12. pH - - 14 5 1 1 6 24 3 - - 1 4 - -13. Ponto de fusão - - 11 3 - - 3 9 4 - 1 3 12 - 114. Rotação específica - - 8 1 - - 1 5 2 - 1 4 14 2 - -15. Solubilidade - - 12 2 - 1 1 12 5 - 4 9 - 116. Teor de água por Karl Fisher - - 10 2 - - 3 13 1 - 1 3 12 3 -17. Teor de hidróxido de sódio - - - 10 2 - 1 2 10 2 - - 4 16 3 -método titrimétrico18. Teor de tioglicolato de amônio - - - 7 1 - - 4 - - 1 5 20 6 -- método titrimétrico19. Vitaminas Hidrossolúveis e - - 6 1 - - 1 7 - - 1 2 15 4 -Lipossolúveis • Desconsideraram-se os laboratórios que não• Tabela composta por perguntas Independentes desejam realizar os teste para HPPC.
  64. 64. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Odor 47% 13% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido 29% Sem acreditação ou 11% reconhecimentoBase: 38 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Odor BPL - BoasPráticas de 8% 13% 37%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 11% 26% 45% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  65. 65. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de PH 38% 14% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido 10% Sem acreditação ou 38% reconhecimentoBase: 58 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de PH BPL - BoasPráticas de 5% 16% 47%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 10% 34% 47% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  66. 66. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Ponto de fusão 13% 55% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado 16% Apenas reconhecido Sem acreditação ou 16% reconhecimentoBase: 31 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Ponto de fusão BPL - BoasPráticas de 6% 23% 42%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 10% 19% 68% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  67. 67. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Rotação específica 47% 18% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido Sem acreditação ou 6% 29% reconhecimentoBase: 17 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Índice de Rotação específica BPL - BoasPráticas de 12% 12% 53%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 18% 29% 53% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  68. 68. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Solubilidade 12% 57% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado 14% Apenas reconhecido Sem acreditação ou 17% reconhecimentoBase: 35 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Solubilidade BPL - BoasPráticas de 6% 23% 43%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 9% 14% 71% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC
  69. 69. 8.2. RESULTADOS OBTIDOS – Ensaios Físico-químicos (parte 2) Existência de acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Teor de água por Karl Fisher 53% 17% Acreditado e reconhecido Apenas acreditado Apenas reconhecido 23% Sem acreditação ou reconhecimento 7%Base: 30 laboratórios que realizam o ensaio Acreditação ou reconhecimento do Ensaio de Teor de água por Karl Fisher BPL - BoasPráticas de 10% 13% 50%Laboratório ABNT NBR ISO/IEC 13% 27% 53% 17025 Acreditado / reconhecido para HPPC Acreditado / reconhecido em outros produtos e quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto mas quer para HPPC Acreditado em outros produtos mas NÃO quer para HPPC Não Acreditado / reconhecido em nenhum tipo de produto e NÃO quer p/ HPPC

×