Poesia na sala de aula

9.786 visualizações

Publicada em

1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.786
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
138
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
499
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Poesia na sala de aula

  1. 1. O TEXTO POÉTICO NA ESCOLA “O REAL, O POSSÍVEL E O NECESSÁRIO”
  2. 2. ONDE ESTÁ A...
  3. 3. Leitura O poema é a fruta A poesia, o sabor. O poema está no livro. A poesia, no leitor. Francisco Marques
  4. 4. text o contexto beleza tristeza olhar peculiar arte literatura sentimento movimento expressão vida música emoção linguagem liberdade
  5. 5. OS PORQUÊS DA POESIA NA ESCOLA  Favorece a constituição da subjetividade;  Desperta a sensibilidade para a manifestação do poético no mundo, nas artes e nas palavras;  Estimula a oralidade, a criatividade e a reflexão a respeito da vida;  Contribui para a formação leitora e escritora;  Desperta o prazer da leitura do texto poético e sensibiliza para a autoria de poemas;
  6. 6. OS PORQUÊS DA POESIA NA ESCOLA  Favorece o desenvolvimento de uma percepção mais rica da realidade e aumenta a familiaridade com a linguagem mais elaborada da literatura, além de enriquecer a sensibilidade;  Amplia o repertório vocabular e a compreensão acerca do universo polissêmico da linguagem oral e escrita;  Alarga a visão a respeito das diferentes realidades do mundo.
  7. 7. OS POEMAS CONCRETOS E SUAS POSSIBILIDADES
  8. 8. Chá
  9. 9. ALGUMAS POSSIBILIDADES DE TRABALHO COM POESIA NA ESCOLA  Varal poético  Mural poético  Galeria de autores de poesia  Produção de caderno poético  Produção de caixa poética  Elaboração de correio poético  Saraus poéticos  Sussurradores de poesia  Produção de livro com as poesias preferidas de cada grupo  Gravar um vídeo com releitura de poemas e/ou de poemas de autoria dos alunos.
  10. 10. POESIA E TRADIÇÃO ORAL POESIA LITERÁRIA • Poemas de formas diversas. • Escrita. • Autor que elabora a sonoridade atraente, o léxico, a sintaxe inovadora, a relação som/semântica, que busca a palavra, joga com elas. • Elaboração formal, linguística e estética. POESIA ORAL • Poemas como acalantos, adivinhas, parlendas e quadrinhas. • Tradição oral (repetição, memórias, versões). • Anônimo, domínio público, tradição popular, passada de geração em geração, a autoria desapareceu na memória coletivas. • Certa espontaneidade, processos mais livres de criação.
  11. 11. GÊNERO DA TRADIÇÃO ORAL POESIA ORAL PARLENDA ACALANTOS QUADRINHAS/ TROVAS TRAVA-LÍNGUAS CANTIGAS DE RODA
  12. 12. CONVITE “VAMOS BRINCAR DE POESIA? “ Poesia é brincar com palavras como se brinca com bola, papagaio, pião. Só que bola, papagaio,pião de tanto brincar se gastam. As palavras não: quanto mais se brinca com elas mais novas ficam. Como a água do rio que é água sempre nova. Como cada dia que é sempre um novo dia. Vamos brincar de poesia? José Paulo Paes

×