Montagem manutenção de computadores

847 visualizações

Publicada em

conheça como fazer manutenção no seu computador

setila estudante de engenharia informática e de computadores no ISP Huambo

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
847
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
108
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Montagem manutenção de computadores

  1. 1. Montagem e ManutençãoProf. Thiago Bodruk thiagobodruk@gmail.com
  2. 2. Teoria da Computação
  3. 3. O que é? s. m. 1. O que faz cálculos (pessoa ou máquina); 2. Aparelho eletrônico usado para processar, guardar e tornar acessível informação de variados tipos; 3. O mesmo que computador pessoal; 4. computador pessoal: computador para uso individual, cuja construção se baseia num microprocessador. FONTE: Dicionário Aurélio
  4. 4. Evolução das Tecnologias Prensa de Guttemberg (1439) •Livro Impresso •Jornal Impresso Eletricidade (1672) •Telégrafo (1791) •Pilha Elétrica (1800) Eletrônica Analógica (1839) •Telefone (1860) •Rádio (1906) •TV Preto-e-Branco (1927) •TV a Cores (1950) Computador (1936) •Z1 (1936) •Mark I (1942) •ENIAC (1943) Microchip (1958) Eletrônica Digital (1970) •Apple I (1976) •Apple II (1977) •Mac (1984)
  5. 5. Prensa de Gutemberg, 1439
  6. 6. Telégrafo, 1791
  7. 7. Telefone, 1860
  8. 8. Rádio, 1906
  9. 9. Televisão, 1927
  10. 10. Z1, 1936
  11. 11. Mark I, 1942
  12. 12. ENIAC, 1943
  13. 13. Atividade • Grupos: 4 a 5 pessoas • Formato: Apresentação Oral + PPT • Conteúdo: Tópicos + Imagens + Videos • Duração: 20 a 30 minutos • Capítulos: – História – Fundadores e Pessoas Importantes – Tecnologias: Hardware e Software – Curiosidades e Cenário Atual
  14. 14. Hardware
  15. 15. Hardware • Código Binário • Placa Mãe • Processador • Memória • Disco Rígido • Periféricos • Fonte de Alimentação
  16. 16. Código Binário • Linguagem nativa da máquina • Formado por uns (1) e zeros (0) • Pode ser representado por uma potência de base dois • Os números binários são formados por um agrupamento de oito números uns ou zeros • Cada um ou zero do grupamento chama-se bit • Um agrupamento de oito bits chama-se byte
  17. 17. Código Binário 0 1 0 0 0 1 0 1
  18. 18. Código Binário Binário Decimal Octal Hex 00000000 0 000 00 00000001 1 001 01 00000010 2 002 02 00000011 3 003 03 00000100 4 004 04 00000101 5 005 05 00000110 6 006 06 00000111 7 007 07 00001000 8 010 08 00001001 9 011 09 00001010 10 012 0A
  19. 19. Unidades Unidade Abreviação Valor Qt. Bytes Bit 0 ou 1 Byte 8 bits 20 Kilobyte KB 1024 bytes 210 Megabyte MB 1024 KB 220 Gigabyte GB 1024 MB 230 Terabyte TB 1024 GB 240 Petabyte PB 1024 TB 250 Exabyte EB 1024 PB 260 Zetabyte ZB 1024 EB 270 Yottabyte YB 1024 ZB 280
  20. 20. Assembly • Linguagem de Máquina • Notação legível do código de máquina • Formado por registradores Mnemônicos • Cada registrador equivale a uma instrução binária • Exemplos: – MOV AL, 61h – push EAX – call 7C90E252
  21. 21. Placa-Mãe • Também conhecida como placa de CPU • Conecta todos os componentes do computador • Pode ter elementos on-board ou off-board • Possui diversos conectores de alimentação e para comunicação com placas e periféricos • Possui um chip BIOS e um CMOS para configuração • Varia de acordo com o processador e a fonte de alimentação
  22. 22. Placa Mãe
  23. 23. Placa Mãe • Chipset • Socket do Processador • Slots de Memória • Slots PCI • Slots PCI Express • Bateria BIOS • Rom BIOS
  24. 24. Placa Mãe • Jumpers • Conectores de Força • Conectores IDE/SATA • Conector FDD • Conectores traseiros
  25. 25. BIOS • É um software gravado em um chip presente na placa- mãe • Contém todo o software básico necessário para a inicialização da placa-mãe e do SO • O processador é programado para executar a BIOS • É composto por: – Pequena quantidade de memória flash (256k a 1024k) – CMOS – Relógio de tempo real
  26. 26. BIOS BIOS
  27. 27. CMOS • Complementary Metal-Oxide-Semiconductor • Memória não-volátil usada para armazenar as configurações da BIOS • Utiliza memória volátil EEPROM ou flash de 128 ou 256 bytes de armazenamento • É alimentada por uma bateria de lítio CR2032 que também alimenta o relógio de tempo real
  28. 28. CMOS Jumper e Bateria da CMOS
  29. 29. CMOS CMOS Setup
  30. 30. Barramentos • Via de comunicação • Conecta o processador às placas e periféricos • Exemplos: – ISA - Industry Standard Architecture). – EISA - Extended Industry Standard Architecture). – VLB - Vesa Local Bus – PCI - Peripheral Component Interconnect – AGP - Accelerated Graphics Port – USB - Universal Serial Bus – Firewire - também chamado IEEE 1394 – IrDA - Infrared Developes Association
  31. 31. Barramentos Conectores ISA 8 e 16 bits
  32. 32. Barramentos Conectores AGP
  33. 33. Barramentos Conectores USB
  34. 34. Socket CPU • É o conector elétrico-mecânico do processador à placa-mãe • Varia de processador para processador • Cada modelo apresenta uma pinagem específica • Exemplos: Socket 7 (Intel e AMD), Socket 940 (AMD), Socket 479 (Intel), Socket G2, Socket AM3+
  35. 35. Socket CPU Socket 7 (Intel Pentium e AMD K6)
  36. 36. Socket CPU Socket G2 (Intel Core i3, Core i5 e Core i7)
  37. 37. Socket CPU Socket AM3+ (AMD Athlon II, Sempron, Phenom II)
  38. 38. Processador • É o cérebro do computador • Também chamado de CPU ou microprocessador • Trabalha em uma frequência chamada clock que é medida em Hertz (Hz) • É dotado de uma memória auxiliar de alta velocidade chamada memória cache
  39. 39. Processador Processador Intel Pentium
  40. 40. Processador Processador AMD K6
  41. 41. Processador Processador Intel Core i7
  42. 42. Processador Processador DEC StrongARM
  43. 43. Processador Processador Pentium IV
  44. 44. Processador Processador Pentium IV
  45. 45. Processador • Especificações: – Clock: velocidade medida em pulsos por segundo (Hz) – Quantidade de Registradores: quanto mais registradores melhor o processamento – FSB: é a velocidade do barramento interno do processador – Quantidade de Memória Cache: quanto maior a memória cache melhor o processamento – Arquitetura: 32 ou 64 bits
  46. 46. Processador Front side bus e Back side bus
  47. 47. Processador • O processador é composto por três partes: – Unidade Lógica Aritmética (ALU): operações e execução de instruções – Registradores: memórias pequenas e rápidas (cache) – Unidade de Controle: regula o tráfego de dados entre a memória principal e o processador
  48. 48. Processador Esquema do Processador AMD Bulldozer
  49. 49. Processador • Memória cache: – Auxilia o processamento de dados – São memórias internas do processador – São memórias de alta velocidade – Provê os dados em velocidade maior que a memória convencional – É dividida em níveis: L1, L2 e L3
  50. 50. Processador Fluxo do Processador
  51. 51. Processador • Arquitetura – A arquitetura do processador é formado pelas trilhas de seu circuito – A arquitetura descreve o processador usado no computador – Processador 32 bits: endereça até 4Gb de info – Processador 64 bits: endereça até 16Gb de info – Exemplos: i386, x86, x86_64, ARM, ia64, ppc
  52. 52. Memória • Dispositivos que permitem o computador guardar dados, temporariamente ou permanentemente • Unidade básica é o bit • Existem dos tipos básicos: – Primária: permite o endereçamento direto do processador – Secundária: permite o armazenamento em massa
  53. 53. Memória • Memória Volátil: – Requer energia para manter as informações – Quando a alimentação elétrica é suspensa os dados apagam – Usadas no suporte ao processamento – Exemplo: memória RAM
  54. 54. Memória RAM • RAM: – Random Access Memory – Memória Volátil – Permite o acesso a qualquer posição de memória a qualquer momento
  55. 55. Memória RAM • RAM: – Tipo: SIMM, DIMM, EDO, DDR SRAM, DDR2 SRAM, DDR3 SRAM – Tamanho: espaço de armazenamento (bytes) – Velocidade: velocidade de acesso (Hz) – Latência: delay entre requisição e resposta (clock)
  56. 56. Memória RAM Tipos de Memória
  57. 57. Memória RAM Memória Clock Real Taxa de Transferência Máxima Teórica Módulo de Memória DDR200 100 MHz 1.600 MB/s PC-1600 DDR266 133 MHz 2.133 MB/s PC-2100 DDR333 166 MHz 2.666 MB/s PC-2700 DDR400 200 MHz 3.200 MB/s PC-3200 DDR2-400 200 MHz 3.200 MB/s PC2-3200 DDR2-533 266 MHz 4.266 MB/s PC2-4200 DDR2-667 333 MHz 5.333 MB/s PC2-5300 DDR2-800 400 MHz 6.400 MB/s PC2-6400 DDR2-1066 533 MHz 8.533 MB/s PC2-8500 DDR3-800 400 MHz 6.400 MB/s PC3-6400 DDR3-1066 533 MHz 8.500 MB/s PC3-8500 DDR3-1333 666 MHz 10.666 MB/s PC3-10600 DDR3-1600 800 MHz 12.800 MB/s PC3-12800
  58. 58. Memória RAM Diagrama Acesso à Memória
  59. 59. Memória RAM • Single Channel x Dual Channel: – Velocidade leitura/escrita das memórias – Single Channel = 64 bits – Dual Channel = 128 bits – Necessário dois pentes de memória idênticos (marca, tamanho, velocidade) – Atualmente existe Triple e Quad Channel
  60. 60. Memória • Memória Não-Volátil: – Guardam informações mesmo sem energia – Usadas no armazenamento em massa – Exemplos: ROM, PROM, EPROM, EEPROM
  61. 61. Disco Rígido • Também chamado de HDD • Armazenamento Massivo • São formados por clusters • Os dados são gravados de forma eletromagnética • Permite o trabalho em conjunto com um slave • É formado por uma ou mais partições • Tipo dos Conectores: – PATA: Parallel Advanced Technology Attachment – SATA: Serial Advanced Technology Attachment
  62. 62. Disco Rígido HD PATA/IDE
  63. 63. Disco Rígido HD SATA
  64. 64. Disco Rígido Partes do HD
  65. 65. Disco Rígido • Sistemas de Arquivo: – FAT16 e FAT32: usado em SO baseado em DOS e Windows ou memória flash até 2Gb – FAT32: usado em sistemas padrão Windows NT
  66. 66. Disco Rígido FAT16 FAT32 exFAT Formato Até 2Gb 4Gb ~ 32Gb 64Gb+ Sistemas de Arquivo
  67. 67. Disco de Estado Sólido • Também chamado de SSD • Composto por memória flash • Altíssima velocidade de gravação/leitura • Custo elevado • Sistemas híbridos: HDD + SSD
  68. 68. Disco de Estado Sólido SSD – Disco de Estado Sólido
  69. 69. Memória Flash • Tipo EEPROM (Electrically-Erasable Programmable Read-Only Memory) • Chips semelhantes à memória RAM • Não-volátil e reescrevível • Rápido acesso, melhor resitência que os HDs, baixo consumo de energia, menor latência, peça única • Podem ser embarcadas em HD externos, pendrives, cartões de memória, etc
  70. 70. Memória Flash Memória EPROM 27c256
  71. 71. Memória Flash SSD - Memória Flash
  72. 72. Memória Flash SD Card
  73. 73. Memória Flash Pendrive
  74. 74. Painel Frontal Pinos do Painel Frontal
  75. 75. Painel Frontal Pinos do Painel Frontal
  76. 76. Painel Frontal Item Descrição Pinos IDE Led Led Leitura do HD [o o] PWR Led, ACPI Led, MSG Led Led Power [o o] ou [o x o] Reset, RST Botão Reset [o o] PWR Btn, PW SW, ON/OFF Botão Power [o o] SPK Saída Speaker [o x x o ] Padrão dos Pinos
  77. 77. Fonte de Alimentação • Há basicamente dois tipos de fonte: – Fontes AT – Fontes ATX • Saídas de Alimentação: – 3,3v – 5,0v – 12,0v
  78. 78. Fonte de Alimentação Fonte ATX
  79. 79. Fonte de Alimentação Conectores da Fonte AT
  80. 80. Fonte de Alimentação Fonte ATX
  81. 81. Fonte de Alimentação • AT e ATX – AT é um modelo mais antigo, ATX é mais novo – AT é composto por duas partes – AT possui cabos conectáveis aos LEDs do painel frontal – ATX possui um conector único – ATX atinge voltagens e potência mais elevada
  82. 82. Fonte de Alimentação Conectores AT e ATX
  83. 83. Fonte de Alimentação • Fonte de Potência Real (Watts) – Hás duas especificações a serem observadas: a potência média e a potência máxima – A potência média é a quanto a fonte costuma trabalhar. A potência máxima é o pico suportado. – A maioria das fontes apresenta a potência máxima suportada como sendo nominal – A fonte de potência real é aquela que trabalha no mínimo na potência indicada como nominal, podendo atingir potências maiores
  84. 84. Fonte de Alimentação Fonte de Potência Real

×