O controle do  Aedes aegypti na  Construção Civil PREFEITURA DO RECIFE Secretaria de Saúde - Diretoria de Epidemiologia e ...
O que é a  Dengue ? <ul><li>A Dengue é uma doença causada por vírus, caracterizada por febre elevada (com duração de até 7...
“ Rash” cutâneo Dengue Clássico
Dengue Hemorrágico Hemorragia cutânea
Como é transmitida a Dengue  ? <ul><li>A transmissão se dá quando o mosquito (muriçoca)  Aedes aegypti , após sugar o sang...
Aedes aegypti  e  Aedes albopictus  também são vetores de... <ul><li>FEBRE AMARELA URBANA  </li></ul><ul><li>  Aedes aegyp...
O mosquito é uma muriçoca ? <ul><li>SIM,  em nossa região, esse inseto é conhecido pelo nome de  “MURIÇOCA” . </li></ul><u...
Como diferenciar ? 1.  A  coloração  é a primeira diferença.   O  Aedes aegypti  é “zebrado” : marron escuro (tendendo a p...
Aedes aegypti
Aedes albopictus
O “mosquito” e a muriçoca
Aedes aegypti   (características gerais) <ul><li>Desenvolvimento em água parada,  limpa ou suja  (não água de esgoto) </li...
Larvas (4 fases) Desenvolvimento  8 a 12 dias 30 a 35 dias Ovos Pupas Ciclo biológico do  Aedes aegypti Ovos
Aedes aegypti <ul><li>É um mosquito urbano   </li></ul><ul><li>É bastante  domiciliado  (busca o interior das casas para s...
Aedes aegypti <ul><li>Se alimentam  preferencialmente durante o dia ,  mas pode ser encontrado até ± 20 horas </li></ul><u...
Aedes aegypti <ul><li>A fêmea deposita de  90 a 120 ovos por vez </li></ul><ul><li>Espalha os ovos em 3 ou 4 locais difere...
Aedes aegypti <ul><li>Os ovos podem permanecer por  até 450 dias  em ambiente seco </li></ul><ul><li>Foi detectada transmi...
Larvas de  Aedes aegypti <ul><li>Apresentam 4 fases  (última fase é bem visível) </li></ul><ul><li>São conhecidas como “ m...
Pupas de  Aedes aegypti <ul><li>Última fase de desenvolvimento (onde ocorre a metamorfose) </li></ul><ul><li>Apresentam fo...
Criadouros de  Aedes aegypti <ul><li>Mais de 90% são domiciliares  </li></ul><ul><li>Água  limpa ou suja  (sem despejo de ...
Planilha para monitoramento de criadouros de  Aedes aegypti
Criadouros de  Aedes aegypti Caixas d’água
Criadouros de  Aedes aegypti Tonel, tambor, barril, balde, lata, tanque etc.
Criadouros de  Aedes aegypti Bandejas de condicionador de ar e de geladeira,  cacos de vidro no muro e garrafas
Criadouros de  Aedes aegypti Carrinho de mão, latas, ralos, canteiros, masseiras
Criadouros de  Aedes aegypti Piscinas (sem manutenção semanal), buracos em árvores,  calhas, vasilhas para alimento e água...
Criadouros de  Aedes aegypti Casca de ovo, tampa de garrafa, latas,  vasilhas plásticas, copos descartáveis etc.
Criadouros de  Aedes aegypti Pneus e outros ambientes que acumulam água
Como evitar/eliminar criadouros de  Aedes  na construção civil <ul><li>Todos os  objetos que podem acumular água de chuva ...
Como evitar/eliminar criadouros de  Aedes  na construção civil <ul><li>Pneus velhos  devem ser furados para escoar água de...
Como evitar/eliminar criadouros de  Aedes  na construção civil <ul><li>Cavidades em muros, pedras, árvores  etc. devem ser...
Como evitar/eliminar criadouros de  Aedes  na construção civil <ul><li>Caixas de gordura e de fiação : quando não utilizad...
Como evitar/eliminar criadouros de  Aedes  na construção civil <ul><li>Lajes  que possam acumular água, devem ser cobertas...
Como eliminar criadouros de  Aedes Se observar larvas de  Aedes  (“martelinhos”), ou mesmo se estiver em dúvida da existên...
Alternativas no controle de  Aedes *SAL de cozinha  -  Pode ser utilizado em  pneus, vaso sanitário, ralos, canaletas de d...
Telefones Disque Saúde: 1520 Diretoria de Epidemiologia: 34131214 Centro de Vigilânica Ambiental: 32415652; Distrito Sanit...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dengue controle de aedes na construção civil (apresentação)

7.688 visualizações

Publicada em

Este doc. foi gerado na administração do Prefeito João Paulo, por este motivo os números de telefone ao final estão desatualizados.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.688
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
969
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
213
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dengue controle de aedes na construção civil (apresentação)

  1. 1. O controle do Aedes aegypti na Construção Civil PREFEITURA DO RECIFE Secretaria de Saúde - Diretoria de Epidemiologia e Vigilância à Saúde - Centro de Vigilância Ambiental
  2. 2. O que é a Dengue ? <ul><li>A Dengue é uma doença causada por vírus, caracterizada por febre elevada (com duração de até 7 dias), dores musculares e nas juntas, dor de cabeça e nos olhos, falta de apetite e manchas vermelhas no corpo (forma benigna). </li></ul><ul><li>A Febre Hemorrágica do Dengue é a forma grave da doença. </li></ul><ul><li>Há ainda a Síndrome de Choque do Dengue, mais grave que a Dengue Hemorrágica. </li></ul>
  3. 3. “ Rash” cutâneo Dengue Clássico
  4. 4. Dengue Hemorrágico Hemorragia cutânea
  5. 5. Como é transmitida a Dengue ? <ul><li>A transmissão se dá quando o mosquito (muriçoca) Aedes aegypti , após sugar o sangue de uma pessoa infectada, pica uma pessoa sadia e transmite o vírus. </li></ul><ul><li>Também pode haver transmissão pelo Aedes albopictus. </li></ul><ul><li>Aedes aegypti e Aedes albopictus são, portanto, vetores biológicos. </li></ul>
  6. 6. Aedes aegypti e Aedes albopictus também são vetores de... <ul><li>FEBRE AMARELA URBANA </li></ul><ul><li> Aedes aegypti </li></ul><ul><li>FEBRE AMARELA SILVESTRE </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Aedes albopictus </li></ul></ul></ul></ul>
  7. 7. O mosquito é uma muriçoca ? <ul><li>SIM, em nossa região, esse inseto é conhecido pelo nome de “MURIÇOCA” . </li></ul><ul><li>Em São Paulo, são chamados de “Pernilongos” </li></ul><ul><li>Na região Norte, são conhecidos por “Carapanãs” </li></ul>
  8. 8. Como diferenciar ? 1. A coloração é a primeira diferença. O Aedes aegypti é “zebrado” : marron escuro (tendendo a preto) com listas brancas. 2. É encontrado se alimentado de sangue mais DURANTE O DIA .
  9. 9. Aedes aegypti
  10. 10. Aedes albopictus
  11. 11. O “mosquito” e a muriçoca
  12. 12. Aedes aegypti (características gerais) <ul><li>Desenvolvimento em água parada, limpa ou suja (não água de esgoto) </li></ul><ul><li>As larvas são chamadas de “ martelo ” ou “ martelinho ” </li></ul><ul><li>Apresentam curto ciclo biológico: 8 a 12 dias, do ovo até o inseto adulto </li></ul><ul><li>Possuem alta fecundidade: fêmea põe de 90 a 120 ovos por vez </li></ul><ul><li>Capacidade de adaptação fantástica </li></ul><ul><li>Difícil controle </li></ul>
  13. 13. Larvas (4 fases) Desenvolvimento 8 a 12 dias 30 a 35 dias Ovos Pupas Ciclo biológico do Aedes aegypti Ovos
  14. 14. Aedes aegypti <ul><li>É um mosquito urbano </li></ul><ul><li>É bastante domiciliado (busca o interior das casas para se abrigar, repousar e se alimentar) </li></ul><ul><li>Só a fêmea desse inseto transmite o vírus , porque só ela se alimenta de sangue (hematófaga); </li></ul><ul><li>O macho se alimenta de açúcares. </li></ul><ul><li>Encontram abrigo nas proximidades do criadouro de onde emergiram. </li></ul>
  15. 15. Aedes aegypti <ul><li>Se alimentam preferencialmente durante o dia , mas pode ser encontrado até ± 20 horas </li></ul><ul><li>Preferem sangue humano </li></ul><ul><li>Se encontrar muriçoca durante o dia, picando, é provavelmente o Aedes aegypti </li></ul><ul><li>Os locais onde os mosquitos se desenvolvem são chamados de criadouros </li></ul>
  16. 16. Aedes aegypti <ul><li>A fêmea deposita de 90 a 120 ovos por vez </li></ul><ul><li>Espalha os ovos em 3 ou 4 locais diferentes </li></ul><ul><li>Os ovos medem aproximadamente 1 mm </li></ul><ul><li>Os ovos são depositados em local úmido (na parede do criadouro, próximo à água) </li></ul><ul><li>No início são claros, depois se tornam escuros </li></ul>
  17. 17. Aedes aegypti <ul><li>Os ovos podem permanecer por até 450 dias em ambiente seco </li></ul><ul><li>Foi detectada transmissão transovariana (da fêmea para os ovos) </li></ul>
  18. 18. Larvas de Aedes aegypti <ul><li>Apresentam 4 fases (última fase é bem visível) </li></ul><ul><li>São conhecidas como “ martelo ”, “ martelinho ” ou “ cabeça-de-prego ” </li></ul><ul><li>Ficam mais no fundo do criadouro </li></ul><ul><li>Fogem da luz </li></ul><ul><li>Movimento em forma de serpente </li></ul>
  19. 19. Pupas de Aedes aegypti <ul><li>Última fase de desenvolvimento (onde ocorre a metamorfose) </li></ul><ul><li>Apresentam forma de vírgula </li></ul><ul><li>São muito ágeis </li></ul><ul><li>Não se alimentam </li></ul><ul><li>Ficam mais na superfície da água </li></ul>
  20. 20. Criadouros de Aedes aegypti <ul><li>Mais de 90% são domiciliares </li></ul><ul><li>Água limpa ou suja (sem despejo de esgoto) </li></ul><ul><li>Em pequena ou grande quantidade </li></ul><ul><li>Com ou sem cloro (baixa concentração) ou outras substâncias </li></ul><ul><li>Com ou sem proteção de sol, vento, chuva </li></ul>
  21. 21. Planilha para monitoramento de criadouros de Aedes aegypti
  22. 22. Criadouros de Aedes aegypti Caixas d’água
  23. 23. Criadouros de Aedes aegypti Tonel, tambor, barril, balde, lata, tanque etc.
  24. 24. Criadouros de Aedes aegypti Bandejas de condicionador de ar e de geladeira, cacos de vidro no muro e garrafas
  25. 25. Criadouros de Aedes aegypti Carrinho de mão, latas, ralos, canteiros, masseiras
  26. 26. Criadouros de Aedes aegypti Piscinas (sem manutenção semanal), buracos em árvores, calhas, vasilhas para alimento e água de animais
  27. 27. Criadouros de Aedes aegypti Casca de ovo, tampa de garrafa, latas, vasilhas plásticas, copos descartáveis etc.
  28. 28. Criadouros de Aedes aegypti Pneus e outros ambientes que acumulam água
  29. 29. Como evitar/eliminar criadouros de Aedes na construção civil <ul><li>Todos os objetos que podem acumular água de chuva (copos descartáveis, tampas de refrigerantes, cascas de coco etc) devem ser esvaziados e, se não servirem mais, colocados em lixeiras tampadas. </li></ul><ul><li>As garrafas vazias devem ser guardadas de cabeça para baixo em locais cobertos. </li></ul><ul><li>Latas, baldes, bacias e similares , utilizados para amolecer cimento em desempoladeiras, deixar cerâmicas em molho etc. devem ser tratados com cloro ou sal enquanto estiverem com água. </li></ul><ul><li>Toda lata deve ser furada antes de ser descartada para que não acumule água e colocadas em lixeira tampada. </li></ul>
  30. 30. Como evitar/eliminar criadouros de Aedes na construção civil <ul><li>Pneus velhos devem ser furados para escoar água de chuva e guardados em local coberto. </li></ul><ul><li>Poços, tambores e outros depósitos de água devem estar sempre tampados. </li></ul><ul><li>As caixas d’água e cisternas dos prédios ou construções devem ser limpas semanalmente e mantidas cobertas. </li></ul><ul><li>Calhas e piscinas devem ser mantidas limpas. </li></ul><ul><li>As calhas devem ser desobstruídas semanalmente e mantidas com inclinação adequada para que a água escoe adequadamente. </li></ul>
  31. 31. Como evitar/eliminar criadouros de Aedes na construção civil <ul><li>Cavidades em muros, pedras, árvores etc. devem ser tampadas com barro ou cimento. </li></ul><ul><li>Gargalos e fundos de garrafa fixados em muros devem ser preenchidos com barro ou areia grossa, ou quebrados para evitar que acumulem água. </li></ul><ul><li>O lixo não deve ser jogado em terrenos baldios. </li></ul><ul><li>Toda lixeira deve ser mantida tampada e permitir escoamento de água. </li></ul><ul><li>Banheiros e cozinhas : observe ralos, caixa de descarga, vasos sanitários e trilho dos boxes. </li></ul>
  32. 32. Como evitar/eliminar criadouros de Aedes na construção civil <ul><li>Caixas de gordura e de fiação : quando não utilizadas ou em construção, devem ser esgotadas e tampadas (vedadas, sem frestas). </li></ul><ul><li>Nas escavações , a água deve ser drenada diariamente (com bomba ou outro recurso). </li></ul><ul><li>Os equipamentos de trabalho (carro de mão, baldes, latas, etc) devem ser mantidos secos e abrigados </li></ul><ul><li>Materiais armazenados (telhas, vasos sanitários, caixas d’água, etc) devem ser mantidos secos e abrigados. </li></ul><ul><li>Poços/cacimbas devem ser limpos periodicamente e mantidos vedados. </li></ul><ul><li>Poço de elevador : deve possuir sistema de esgotamento de águas residuais (bomba de sucção); </li></ul>
  33. 33. Como evitar/eliminar criadouros de Aedes na construção civil <ul><li>Lajes que possam acumular água, devem ser cobertas/telhadas. </li></ul><ul><li>Lagos/tanques ornamentais/fontes devem ser limpos semanalmente, inclusive com escovação das paredes. Podem ser colonizados com peixes larvívoros. Aqueles abandonados devem ser recuperados ou transformados em jardim. </li></ul><ul><li>Bromélias e outras plantas que acumulam água entre as folhas devem ser substituídas. </li></ul><ul><li>Vasos de flores ou plantas : manter o prato que fica sob o vaso sempre seco (usar terra se for preciso). Deve-se evitar plantas em vasos com água (utilizar terra). </li></ul>
  34. 34. Como eliminar criadouros de Aedes Se observar larvas de Aedes (“martelinhos”), ou mesmo se estiver em dúvida da existência dessas em algum depósito, antes de jogar fora a água, é fundamental matar as larvas. Você pode usar sal ou cloro e deixar por 24-48 horas. Você pode ainda demarrar a água na areia, onde elas não sobreviverão. Após isso, escove as paredes internas do depósito com água sanitária e sabão, para retirar os ovos que ficam aderidos. ATENÇÃO!!! NUNCA JOGUE AS LARVAS VIVAS NO ESGOTO , POIS ELAS PODEM SE ADAPTAR NESSE LOCAL.
  35. 35. Alternativas no controle de Aedes *SAL de cozinha - Pode ser utilizado em pneus, vaso sanitário, ralos, canaletas de drenagem, piscinas sem sistema de filtragem, armadilhas para formigas e baratas. Doses: 2 colheres de sopa para 1 litro 1 quilograma para cada 50 litros *ÁGUA SANITÁRIA - Pode ser utilizado em ralo, canaletas de drenagem, piscinas em desuso (que possuem sistema de filtragem) Doses: 1 colher de sopa para 1 litros 5 copos (grandes) para cada 50 litros 1 litroágua sanitária para cada 400 litros *Usar uma vez por semana
  36. 36. Telefones Disque Saúde: 1520 Diretoria de Epidemiologia: 34131214 Centro de Vigilânica Ambiental: 32415652; Distrito Sanitário (DS) DS I: 32245905; DS II: 32419294; DS III: 32681390; DS IV: 32275399; DS V: 34281833; DS VI: 33393880

×