Teorias sobre a Motivação

49.938 visualizações

Publicada em

Teorias sobre a aprendizagem e motivação.
http://historicofilosoficas.blogspot.com

0 comentários
48 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
49.938
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
685
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
48
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teorias sobre a Motivação

  1. 1. MOTIVAÇÃO Colégio Nossa Senhora da Boavista Departamento de Filosofia e Psicologia
  2. 2. MOTIVAÇÃO <ul><li>Conjunto de forças que sustentam, regulam e orientam as acções de um organismo para determinados fins </li></ul>
  3. 3. MOTIVOS <ul><li>Desejos, necessidades e interesses que o comportamento orientado para um fim procura satisfazer </li></ul>
  4. 4. MOTIVAÇÃO <ul><li>O que causou, o que motivou o comportamento da pessoa </li></ul><ul><li>Em função da motivação há os diferentes resultados </li></ul><ul><li>É aquilo que causa um determinado comportamento </li></ul><ul><li>É aquilo que nos predispõe para nos comportarmos </li></ul>
  5. 5. MOTIVAÇÃO <ul><li>3 tipos de fenómenos envolvidos na motivação humana </li></ul><ul><ul><li>Direcção selectiva dos padrões de comportamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Energização selectiva dos padrões de comportamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Regulação selectiva dos padrões de comportamento </li></ul></ul>
  6. 6. MOTIVAÇÃO <ul><li>Alguns definições de motivação que consideram estes 3 aspectos </li></ul><ul><li>Franfen – “o estudo da motivação tem-se preocupado com a activação, direcção e persistência do comportamento” </li></ul><ul><li>Beck – “a motivação está geralmente preocupada com os determinantes da escolha (direcção), manutenção e vigor (força) do comportamento dirigido para um objectivo” </li></ul><ul><li>Bandura – “a motivação é um fenómeno multidimensional que implica os mecanismos que determinam e intervêm na selecção, activação e manutenção da direcção do comportamento” </li></ul>
  7. 7. MOTIVAÇÃO <ul><li>O indivíduo deve ter a motivação necessária para iniciar e manter a actividade até que o objectivo seja alcançado </li></ul><ul><li>O indivíduo deve ter a cooperação de um meio responsivo que facilite, ou pelo menos não prejudique ou impeça, o progresso em direcção ao objectivo </li></ul>
  8. 8. MOTIVAÇÃO <ul><li>O funcionamento eficaz implica um indivíduo motivado e capaz , cujas capacidades biológicas e comportamentais apoiem interacções relevantes com o meio , meio este que tem as propriedades materiais e informacionais e os recursos necessários para facilitar, ou pelo menos permitir, o alcance do objectivo </li></ul><ul><li>Se qualquer uma destas componentes não estiver presente ou for inadequada, os sucessos serão limitados e o desenvolvimento das competências será ameaçado </li></ul><ul><li>O sucesso e a competência resultam da interacção entre um indivíduo motivado, competente e biologicamente capaz num meio responsivo </li></ul>
  9. 9. MOTIVAÇÃO <ul><li>A motivação é um constructo representando a direcção do indivíduo, a energia emocional e a experiência efectiva que apoia ou inibe movimentos nessa direcção e as expectativas que o indivíduo tem acerca de conseguir (ou não) alcançar o seu objectivo </li></ul>
  10. 10. Ciclo Motivacional
  11. 11. Ciclo Motivacional <ul><li>Necessidade – é o estado de desequilíbrio provocado por uma carência ou privação </li></ul><ul><li>Impulso ou pulsão – caracterizado por um estado energético capaz de activar e dirigir o comportamento </li></ul><ul><li>Resposta – actividade desenvolvida e desencadeada pela pulsão </li></ul><ul><li>Objectivo – diz respeito à finalidade ou à meta que se procura atingir com a actividade </li></ul><ul><li>Saciedade – refere-se à redução ou eliminação da pulsão </li></ul>
  12. 12. Motivação <ul><li>O conjunto destes elementos permite-nos compreender o comportamento motivado </li></ul><ul><li>Características do comportamento motivado: </li></ul><ul><ul><li>É orientado para um fim e persiste até que o indivíduo atinja o objectivo </li></ul></ul><ul><ul><li>É activado e controlado por forças que podem ser internas ou externas, biológicas ou sociais, conscientes ou inconscientes </li></ul></ul><ul><ul><li>Apresenta variações de pessoa para pessoa e conforme o momento e as situações </li></ul></ul>
  13. 13. Aspectos fisiológicos da motivação <ul><li>Hipotálamo </li></ul><ul><ul><li>É uma pequena estrutura do encéfalo responsável pela regulação de diversas necessidades biológicas relacionadas com a sobrevivência </li></ul></ul>
  14. 14. TIPOS DE MOTIVAÇÃO <ul><li>Inatas / fisiológicas </li></ul><ul><li>Aprendidas / sociais </li></ul><ul><li>Combinadas </li></ul>
  15. 15. Motivações inatas / fisiológicas <ul><li>Motivos ou necessidades que nascem com o indivíduo, formando-se independentemente de qualquer aprendizagem </li></ul><ul><li>Têm em vista a sobrevivência e a preservação do organismo </li></ul><ul><li>são desencadeadas por carências orgânicas </li></ul><ul><li>Visam repor o equilíbrio do organismo </li></ul><ul><li>Exemplos: fome e sede </li></ul>
  16. 16. Motivações aprendidas / sociais <ul><li>Necessidades ou motivos resultantes da aprendizagem e da influência do meio sobre o indivíduo </li></ul><ul><li>São variáveis conforme a sociedade em que se viva </li></ul><ul><li>Adquiridos através da experiência e da interacção com os outros </li></ul><ul><li>Exemplo: necessidade de sucesso </li></ul>
  17. 17. Motivações combinadas <ul><li>São necessidades que combinam factores biológicos e sociais, inatos e aprendidos </li></ul><ul><li>São necessidades em que o factor biológico se exprime condicionado pela aprendizagem sociocultural, por padrões sociais e culturais </li></ul><ul><li>Exemplo: impulso maternal </li></ul>
  18. 18. Teoria da motivação: Maslow e a hierarquia das motivações
  19. 19. Teoria da motivação: Maslow e a hierarquia das motivações <ul><li>O comportamento é comandado por necessidades que se organizam segundo uma hierarquia </li></ul><ul><li>Pressupostos: </li></ul><ul><ul><li>As pessoas só atingem um nível superior de motivação se as necessidades do nível anterior estiverem satisfeitas </li></ul></ul><ul><ul><li>À medida que se sobe a escala hierárquica das motivações, vai crescendo a diferença entre o que é comum aos homens e aos outros animais e aquilo que é específico dos seres humanos </li></ul></ul><ul><ul><li>As necessidades dos níveis inferiores são sentidas por todos os seres humanos, enquanto as necessidades superiores surgem num número cada vez mais reduzido de pessoas </li></ul></ul>
  20. 20. Frustração <ul><li>Estado que resulta do bloqueio do comportamento motivado </li></ul><ul><li>Quando um indivíduo não atinge o objectivo devido à existência de obstáculos, experimenta um sentimento de frustração </li></ul>
  21. 21. Conflito Motivacional <ul><li>Resulta da presença simultânea de motivações com intensidades semelhantes </li></ul><ul><li>Quando um indivíduo está perante 2 motivações incompatíveis, vive uma situação de conflito por ser obrigado a optar </li></ul><ul><li>3 tipos: aproximação/aproximação; aproximação/afastamento; afastamento/afastamento </li></ul>
  22. 22. Conflito Aproximação/Aproximação <ul><li>O indivíduo tem que escolher entre duas ou mais alternativas igualmente positivas e desejáveis </li></ul><ul><li>O conflito resulta do facto de, ao escolher uma, ter de rejeitar a outra </li></ul>
  23. 23. Conflito Aproximação/Afastamento <ul><li>O indivíduo está perante uma situação que apresenta simultaneamente aspectos positivos e negativos </li></ul>
  24. 24. Conflito Afastamento/Afastamento <ul><li>Indivíduo está perante 2 alternativas desagradáveis, hesitando sobre qual evitar, mas qualquer uma delas criará nele insatisfação </li></ul>
  25. 25. Trabalho realizado por: Dr.ª Helena Costa – Psicóloga da Colégio Nossa Senhora da Boavista; Prof. Sérgio Morais.

×