Mashups Instituto Superior de Tecnologias Avançadas do Porto Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com
Introdução Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Mashups  são um novo género de aplicações Web. São interactivas e actualiz...
Origens Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com O termo  mashup  foi adaptado da música, onde o  mashup  é uma nova música qu...
Exemplo Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com
Origens – O que são API’s? Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Hoje em dia os programadores de software para ambientes de...
Origens – O que são API’s? Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Exemplo de uso tradicional de uma API de um sistema operat...
API’s como serviços web Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Exemplo de uma mashup:  Sistema que permita encontrar raparig...
API’s como serviços web Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Exemplo de uma mashup:  Sistema que permita encontrar raparig...
Exemplos de Sistemas utilizados para a criação Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com SOAP  é uma tecnologia fundamental do ...
Exemplos de Sistemas utilizados para a criação Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com <ul><li>Ajax  (Asynchronous JavaScript...
Exemplo Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com
Mashups existentes. Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com O numero de  Mashups  existentes é enormíssimo e tende a crescer ...
Mashups Fim da apresentação Mashup your life! Instituto Superior de Tecnologias Avançadas do Porto Sérgio Oliveira // www....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mashups

1.169 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.169
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mashups

  1. 1. Mashups Instituto Superior de Tecnologias Avançadas do Porto Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com
  2. 2. Introdução Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Mashups são um novo género de aplicações Web. São interactivas e actualizadas praticamente em tempo real, o utilizador tem um papel activo no conteúdo que é gerado por estas aplicações que tiram partido de conteúdos recolhidos de fontes de dados externos para criar serviços inteiramente novos. Os mashups como conceito é algo que surgiu com a segunda geração de aplicações Web informalmente conhecida como Web 2.0.
  3. 3. Origens Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com O termo mashup foi adaptado da música, onde o mashup é uma nova música que é misturada a partir das faixas vocais e instrumentais de duas músicas diferentes (geralmente pertencentes a diferentes géneros). Uma mashup é uma composição de conteúdos diferentes criadas para consumo humano. Um dos grandes catalisadores para a invasão de mashups foi o lançamento por parte do Google da sua API do Google Maps, deste então surgiram outras, tais como as APIs da Microsoft (Virtual Earth), Yahoo (Yahoo Maps), e AOL (MapQuest). Hoje são milhares os prestadores de serviços que disponibilizam as suas APIs para utilização generalizada e criação de possíveis mashup’s.
  4. 4. Exemplo Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com
  5. 5. Origens – O que são API’s? Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Hoje em dia os programadores de software para ambientes desktop como Windows, Linux, Mac OS, entre outros, possuem um conjunto enormíssimo de API’s (Application Programming Interface ). Os programadores não necessitam de se envolver em detalhes complexos para a implementação do software, mas apenas usar os seus serviços. De modo geral, a API é composta por uma série de funções acessíveis somente por programação, e que permitem utilizar características do software menos evidentes ao utilizador tradicional.
  6. 6. Origens – O que são API’s? Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Exemplo de uso tradicional de uma API de um sistema operativo. Display Net File system Input S.O. Outros… Aplicação User Interface Conjuntos de API’s
  7. 7. API’s como serviços web Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Exemplo de uma mashup: Sistema que permita encontrar raparigas solteiras que gostem de sair a noite Mashup
  8. 8. API’s como serviços web Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com Exemplo de uma mashup: Sistema que permita encontrar raparigas solteiras que gostem de sair a noite <ul><li>O sistema comunica com o HI5 e recolhe todas </li></ul><ul><li>as raparigas portuguesas solteiras que gostam </li></ul><ul><li>de sair a noite, e a sua localidade. </li></ul><ul><li>Comunica com as Paginas Amarelas para recolher </li></ul><ul><li>todos as discotecas e bares por localidade e “mixa” </li></ul><ul><li>a informação com as raparigas de cada localidade. </li></ul><ul><li>Por fim, utilizando o google maps podemos criar </li></ul><ul><li>um mapa com as discotecas de cada localidade e </li></ul><ul><li>respectivas moradas, e as raparigas disponíveis </li></ul><ul><li>nessas localidades. </li></ul>
  9. 9. Exemplos de Sistemas utilizados para a criação Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com SOAP é uma tecnologia fundamental do paradigma Web Services. Originalmente um acrónimo para Simple Object Access Protocol, posteriormente transformou-se em Services-Oriented Access Protocol (ou só SOAP) porque o seu núcleo afastou-se dos sistemas baseados em objectos para a interoperabilidade da troca de mensagens. REST é um acrónimo para Representational State Transfer, uma técnica de Comunicação Web utilizando apenas HTTP e XML. A sua simplicidade e falta de regras rígidas de implementação tornam-no como escolha de eleição frente ao SOAP, o REST basicamente suporta apenas algumas operações (que são POST, GET, PUT, DELETE) que são aplicáveis a todas os recursos de informação.
  10. 10. Exemplos de Sistemas utilizados para a criação Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com <ul><li>Ajax (Asynchronous JavaScript + XML ) é um modelo de aplicação Web em vez de </li></ul><ul><li>uma tecnologia específica. É composta de várias tecnologias centradas no carregamento e apresentação assíncrona de conteúdos: </li></ul><ul><li>Javascript como linguagem de manipulação </li></ul><ul><li>XHTML e CSS para apresentação </li></ul><ul><li>DOM (Document Object Model ) disponibilizada pelo browser para apresentação e interacção. </li></ul><ul><li>Partilha assíncrona de dados (XML, JSON, Texto) </li></ul><ul><li>Quando utilizados em conjunto, o objectivo destas tecnologias é criar uma experiência Web mais sólida e apelativa, necessitando de menos volumes de </li></ul><ul><li>dados para transmissão da informação, em vez de recarregar a página por inteiro </li></ul><ul><li>cada vez que existe interacção, apenas recolhe a informação que necessitamos </li></ul><ul><li>num dado momento. </li></ul>
  11. 11. Exemplo Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com
  12. 12. Mashups existentes. Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com O numero de Mashups existentes é enormíssimo e tende a crescer a uma escala sem precedentes no domínio de aplicações de grande envergadura. http://programmableweb.com/mashups - Directório de mashups e API’s http://graffiti.vidavee.com/ - Adicionar “Graffitis” em tempo real a vídeos do youtube. http://www.suprglu.com/ - Agregar conteúdo de sites como del.icio.us, flickr, blogger, typepad http://www.vuvox.com/ Criar e misturar diferentes tipos de “media” video, fotos e musica http://pipes.yahoo.com/pipes/ - Agregar vários RSS num só, filtrar, ordenar, e traduzir e “geolocalizar” num mapa .
  13. 13. Mashups Fim da apresentação Mashup your life! Instituto Superior de Tecnologias Avançadas do Porto Sérgio Oliveira // www.sergiomco.com

×