A carga psíquica do trabalho considerações teóricas

1.343 visualizações

Publicada em

Wisner (1989) aponta que de fato, não podemos brincar de situar o estudo do psiquismo no mesmo plano que a antropometria, a fisiologia muscular ou a psicologia cognitiva. É realmente a um modelo multidimensional do homem no trabalho que devemos apelar, ressaltando que por trás dessas reflexões teóricas existe uma necessidade social considerável, a necessidade de uma mudança radical das relações do homem com o seu trabalho. E assim, Wisner conclui seu trabalho citando Colby & Stolleer (1988):
A psicanálise pode contribuir para uma ciência da vida mental se não continuar sendo a psicanálise que conhecemos e se orientar na direção de uma ciência e de uma tecnologia mais eficientes: a ciência cognitiva. E pensamos que a ciência cognitiva não amadurecerá de sua atual condição de noviça até o estado de ciência da vida mental sem que se confronte com a imaginação e com os sentimentos. Não sabemos como isso acontecerá, nosso artigo não tem por objetivo explicar como. Podemos apena descrever o porquê e,assim, utilizando a prerrogativa dos anciões da tribo, propor a tarefa para a próxima geração.”


Ou seja, a nossa geração...


0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.343
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

×