Mobilidade e Transportes - GTD - MBA MKT DIGITAL IBS BH 03 - versão final

235 visualizações

Publicada em

Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos
modelos de negócio e em novas estratégias de marketing

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
235
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mobilidade e Transportes - GTD - MBA MKT DIGITAL IBS BH 03 - versão final

  1. 1. Gestão de Tecnologias Digitais MBA Marketing Digital Prof. MBA Fábio Flatschart Coordenação Acadêmica Profs. Luis Carlos Sá e Nino Carvalho TRABALHO FINAL EM GRUPO
  2. 2. “Impacto das Tecnologias Digitais na construção de novos modelos de negócio e em novas estratégias de marketing” Área de Estudo: Mobilidade e Transporte Karine Figueiredo, Luana Souza, Mariana Machado e Sérgio Ribeiro TRABALHO FINAL EM GRUPO
  3. 3. INTRODUÇÃO As tecnologias digitais transformaram o mundo nos últimos anos. Esta verdadeira revolução impactou todos os modelos de negócios, os quais estão tendo que se adaptar e reinventar-se continuamente. O setor de mobilidade e transportes vem incorporando novas tecnologias digitais em várias etapas do modelo de negócio, desde a produção de veículos mais inteligentes até a comunicação e integração dos usuários de transporte coletivos ou individuais através de redes sociais de compartilhamento de informações.
  4. 4. 1 – ANÁLISE CENÁRIO PRÉ-DIGITAL De carroças, carros de bois, jumentos e carruagens, o setor automobilístico passou por inúmeras adaptações. Ao longo dos anos e com o avanço das tecnologias, todos os setores de negócios tiveram que se adaptar às mudanças dos novos tempos, e o com mercado automotivo não foi diferente.
  5. 5. 1 – ANÁLISE CENÁRIO PRÉ-DIGITAL Hoje, há a opção de novas marcas, novos modelos, diferentes opcionais e inúmeros diferenciais tecnológicos, o que faz com que os consumidores tenham uma difícil tarefa ao comprar um novo veículo. Até o final da década de 80 os consumidores brasileiros só podiam escolher entre quatro marcas: (Volkswagen, GM, Ford e Fiat), que produziam poucos modelos e padronizados entre si.
  6. 6. 1 – ANÁLISE CENÁRIO PRÉ-DIGITAL No cenário pré-digital, os recursos que o consumidor tinha para ter acesso à compra de um veículo eram apenas os classificados dos jornais e as visitas aos salões das concessionárias.
  7. 7. 2 - O NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO ( DISRUPTURA ) Com o avanço da internet, o processo de compra teve uma grande transformação. O surgimento dos mecanismos de buscas online, do uso de dispositivos móveis e dos geolocalizadores, hoje o comportamento do consumidor na hora de comprar um veículo é outro: geralmente ele chega à concessionária com todas as informações sobre o carro em sua mente, e com a decisão tomada.
  8. 8. 2 - O NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO - ( DISRUPTURA ) Hoje, o setor responde por 21% da indústria e temos 36 montadoras instaladas no mercado nacional que estimam investir R$ 50 bilhões até 2015, aceleradas pelo programa do Governo Federal Inovar-Auto.” Em 1995, ano do início da internet comercial no Brasil, a indústria automobilística representava cerca de 13% do PIB industrial do País.
  9. 9. 2 - O NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO - ( DISRUPTURA ) A internet se tornou uma ferramenta de negócios e tem papel fundamental no fluxo de compra do setor automotivo. No mundo digital, as respostas são instantâneas, as atualizações são feitas em tempo real, além disso, existe a diversidade de dados que podemos reunir em uma pesquisa.
  10. 10. 2 - O NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO - ( DISRUPTURA ) Com a “Era da busca” no setor automobilístico, os consumidores tem muitas opções e mais do que nunca, escolhem marcas específicas, para comunicar algo pessoal sobre suas próprias crenças e prioridades. Para que ocorra a geração de leads, contatos; as concessionárias estão apostando em empresas que criam sites de navegação, em SEO para otimizar sites nos buscadores da internet, investindo em anúncios de Adwords, além de apostar em integradores de sites seminovos, como facilitador para vender e comprar carros. O MERCADO AUTOMOTIVO ESTÁ EXIGINDO CADA VEZ MAIS ENGAJAMENTO, ESTRATÉGIA E CUSTOMIZAÇÃO.
  11. 11. 3 – CORE BUSINESS Dificilmente uma empresa possui excelência em todos os produtos ou serviços que oferece, por isso, é importante saber qual o foco do negócio e assim ganhar vantagem competitiva. Em tempos de revolução digital, onde os smartphones desempenham papel vital para a transformação dos meios de transporte, estes gadgets criaram o mercado de aplicativos. Alguns desses aplicativos, foram criados para solucionar um dos grandes problemas dos centros urbanos: a mobilidade.
  12. 12. 3 – CORE BUSINESS Outro aplicativo que vem ganhando muito destaque é o UBER, um serviço de táxi por encomenda que permite que o usuário solicite motoristas particulares. Dentre os aplicativos mais conhecidos e utilizados no Brasil, podemos citar o WAZE, sistema de navegação colaborativo.
  13. 13. 3 – CORE BUSINESS O foco do Uber é transportar o usuário com conforto e custo acessível, sem as complicações de um serviço de taxi, por exemplo. Já o Waze, foca no compartilhamento de informações de trânsito das vias em tempo real, para que seus usuários economizem tempo e combustível em seus deslocamentos. Uber e o Waze são projetos de geolocalização a partir de conexões P2P - peer to peer – que ajudam a otimizar a locomoção do usuário nos grandes centros urbanos. .
  14. 14. 4 - A ERA DA BUSCA A INVERSÃO DO VETOR DE MARKETING Na Era da busca, onde o consumidor busca a empresa, a marca e com a democratização do acesso à internet, a informação e o conteúdo são compartilhados livremente através dos dispositivos portáteis e desktops. Além das informações de localização – principalmente nos aplicativos como Waze e Uber - o usuário também precisa fornecer outras informações à aplicação como, idade, sexo ou profissão, para filtrar e validar aquelas que serão relevantes para seu funcionamento.
  15. 15. 4 - A ERA DA BUSCA - A INVERSÃO DO VETOR DE MARKETING CADA DIA MAIS AUMENTAA PREOCUPAÇÃO DOS USUÁRIOS DE REDES SOCIAIS E APLICATIVOS EM RELAÇÃO À PRIVACIDADE DE SUAS INFORMAÇÕES.
  16. 16. 4 - O NOVO PARADIGMA TECNOLÓGICO - ( DISRUPTURA ) A inversão do vetor de marketing apresenta uma mudança no relacionamento marca- consumidor, pois nessa era o consumidor busca não só a empresa mas também as informações compartilhadas por outros consumidores da marca. Usuários de aplicativos como Waze e Uber procuram não apenas solucionar seus problemas de transporte nos centros urbanos, mas também uma forma de contribuir para a sociedade e o meio ambiente ao pensar em economizar tempo e consequentemente combustível, escolhendo o trajeto mais eficiente naquele momento.
  17. 17. 5 – O IMPACTO DA MOBILIDADE Com o avanço das tecnologias no setor automobilístico, os fornecedores se viram na obrigação de atender às necessidades dos clientes e do mundo moderno. Reduzir a emissão de gases poluentes e aumentar a eficiência energética é regra e uma necessidade urgente. Porém, além de priorizar o meio ambiente, o usuário deseja e que a experiência de transporte não o desconecte de suas atividades. Assim, é fundamental que os meios de transporte não limitem a mobilidade e a liberdade que o usuário conseguiu com o avanço da internet mobile e dos smartphones.
  18. 18. 5 – O IMPACTO DA MOBILIDADE Ao pensar em sustentabilidade, estudos apontam os carros elétricos com uma alternativa à grande poluição nos centros urbanos. Uma pesquisa realizada pela consultoria KPMG aponta que mais de 9 milhões de veículos elétricos devam estar em circulação no mundo até 2026. Porém, o estudo mostra que, cerca de 65% dos entrevistados, acredita que a melhor solução é o veículo híbrido, movido por um motor elétrico com gerador e bateria instalados. Chineses e Japoneses acreditam que até 2025 os veículos não-poluentes serão populares. A exclusividade aliada à inovação guiam o mercado automobilístico. Além de pensar nos impactos ambientais, os veículos estão mais modernos e apostam em tecnologias mobiles. Os carros do futuro serão guiados pela tecnologia 4G ou, como alguns modelos já apresentam, com o mobile conectado ao automóvel, podendo acessar mapas, rádios até ditar mensagens e fazer ligações.
  19. 19. 6 – A GESTÃO COMO UM DIFERENCIAL COMPETITIVO A inovação é o ponto-chave como diferencial competitivo na indústria automobilística e as tecnologias tornam os “sonhos” possíveis. Vivemos em uma era digital até então exclusiva a computador e mobiles, porém estes itens já se tornam essenciais aos veículos.
  20. 20. Fabricantes estão buscando atender os desejos dos clientes. Por isso, Apple, Google e Microsoft já buscam parcerias para implementar suas novas tecnologias automotivas em um sistema totalmente operacional. A briga é se a tecnologia irá na direção dos Androids ou IOS. Com o CarPlay, criado pela Apple, é possível dar ordens à assistente Siri, acessar mapas, tocar músicas, fazer ligação ou até ditar o texto de uma mensagem. O Google também está inovando no setor, pois é criador do Android Auto, no qual são reproduzidos os comandos por meio do Google Now. As empresas que não aderirem às “máquinas inteligentes” ou “carros conectados” não sobreviverão em um mercado tão desafiador. A Jaguar Land Rover mostrou que o carro do futuro aprenderá com a rotina do motorista. Ele conseguirá saber qual emissora de rádio o passageiro mais ouve para ir ao trabalho, por exemplo, ou ainda enviar um SMS caso ele esteja atrasado para algum compromisso devido ao trânsito. 6 – A GESTÃO COMO UM DIFERENCIAL COMPETITIVO
  21. 21. 7 – ESTRATÉGIAS, FERRAMENTAS E PLATAFORMAS para reposicionamento e consolidação nos novos modelos de negócios Tanto na produção quanto na comercialização de veículos e meio de transporte as inovações tecnológicas podem ser usadas para alavancar estratégias de marketing. Na produção deve-se focar em agregar as nova tecnologias aos veículos e evidenciar suas vantagens para os consumidores. Já nas vendas, as empresas devem estar atentas ao comportamento online do consumidor no processo de compra.
  22. 22. 7 – ESTRATÉGIAS NA PRODUÇÃO AS MONTADORAS DEVEM INCLUIR AS NOVAS TÉCNOLOGIAS AO CARROS Cada dia mais os itens tecnológicos como GPS, conexão interna wifi e outros vem deixando de ser itens de luxo nos caros para serem itens comuns.
  23. 23. 7 – ESTRATÉGIAS NA PRODUÇÃO PRÓXIMAS TECNOLOGIAS A SEREM CONSOLIDADAS NOS CARROS •Comandos por voz; •Direção Assistida; •Tecnologia HUD; •Câmeras; •Motor Elétrico; •Faróis.
  24. 24. 7 – ESTRATÉGIAS NAS VENDAS AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS SÃO: Site: Deve possuir o máximo possível de informações sobre os veículos disponíveis, e deve ser atualizado constantemente Facebook: Deve ser um dos principais pontos de contato com o cliente. Não postar apenas as promoções de carros e os modelos, mas também posts que sejam atrativos para o seu público-alvo. E-mail marketing segmentado: Deve-se realizar o cadastro dos leads, criar grupos e direcionar o e-mail marketing. O site e o Facebook podem ser bons lugares para se capturar e-mails. Sites de Classificados:. Muitos consumidores pesquisam e escolhem o local da compra através desses sites. Google Adwords e Facebook Ads: deve-se criar campanhas pagas customizadas a fim de capturar leads e lançar novas ações de marketing CRIAR UM AMBIENTE DE MÚLTIPLO CONTATO COM O CLIENTE NOS MEIOS DIGITAIS As montadoras e concessionárias devem utilizar todas as ferramentas de marketing digital possível para poder atingir os potenciais clientes, gerando valor para ele, principalmente na forma de informações que o auxiliem no processo de decisão de compra.
  25. 25. 7 – ESTRATÉGIAS NAS VENDAS - VÍDEOS
  26. 26. 7 – PLATAFORMAS
  27. 27. CONCLUSÃO Atualmente a presença das tecnologias digitais em todos os ambientes e objetos é fundamental para os usuários. Em pouco tempo tais tecnologias não serão apenas novidades, mas sim itens obrigatórios em qualquer produto ou serviço. Portanto, é necessário que o setor de mobilidade e transporte acompanhe estas tendências e incorporem tais tecnologias em carros, ônibus, aviões e outros meios. Além de proporcionar mais segurança aos usuários, tais tecnologias proporcionam maior comodidade e conforto, tornando a experiência de transporte muito mais interessante do que apenas locomover-se.

×