Som de cinema

1.164 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.164
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Som de cinema

  1. 1. CINEMA SONORO Sonoplastia
  2. 2. HISTÓRICO  1888: Cinetoscópio. Inventado por Thomas Edison - formato 35 mm;  1895: Louis Lumière pede o registro da patente do cinematógrafo. Primeira sessão pública de cinema em Paris;  1906: George Albert Smith patenteia o Kinemacolor, primeiro processo comercial para filmes coloridos;  1927: Surgimento do Vitaphone. O Cantor de Jazz, primeiro filme "sonoro, falado e cantado" chega às salas de cinema;  1931: Surgiu o Movietone que imprimia o som na própria película;  1941: Primeiro sistema sonoro em vários canais, desenvolvido por Walt Disney para o filme Fantasia;  1992: Lança o Dolby Digital;
  3. 3. Cinetoscópio • Imagens só podem ser vistas por um espectador de cada vez;  A pessoa olhava através de um visor para o interior do gabinete e rodando uma manivela podia ver as fotos em movimento. O cinetoscópio era uma caixa que tinha dentro um filme com
  4. 4. HISTÓRICO  1888: Cinetoscópio. Inventado por Thomas Edison - formato 35 mm;  1895: Louis Lumière pede o registro da patente do cinematógrafo. Primeira sessão pública de cinema em Paris;  1906: George Albert Smith patenteia o Kinemacolor, primeiro processo comercial para filmes coloridos;  1927: Surgimento do Vitaphone. O Cantor de Jazz, primeiro filme "sonoro, falado e cantado" chega às salas de cinema;  1931: Surgiu o Movietone que imprimia o som na própria película;  1941: Primeiro sistema sonoro em vários canais, desenvolvido por Walt Disney para o filme Fantasia;  1992: Lança o Dolby Digital;
  5. 5. The Jazz Singer E o cinema nunca mais foi o mesmo...
  6. 6. Vitaphone  Lançado pela Warner Bross;  Sistema de Sonorização em discos;  sincronismo mecânico;
  7. 7. Gravação Mecânica  Thomas Edison;  É a base de gravação de fonógrafo;  O sinal auditivo é representado por um entalhe ondeante na superfície do cilindro ou disco. Para a reprodução, a gravação gira em uma plataforma giratória enquanto uma agulha segue o padrão de meneios no entalhe.
  8. 8. HISTÓRICO  1888: Cinetoscópio. Inventado por Thomas Edison - formato 35 mm;  1895: Louis Lumière pede o registro da patente do cinematógrafo. Primeira sessão pública de cinema em Paris;  1906: George Albert Smith patenteia o Kinemacolor, primeiro processo comercial para filmes coloridos;  1927: Surgimento do Vitaphone. O Cantor de Jazz, primeiro filme "sonoro, falado e cantado" chega às salas de cinema;  1931: Surgiu o Movietone que imprimia o som na própria película;  1941: Primeiro sistema sonoro em vários canais, desenvolvido por Walt Disney para o filme Fantasia;  1992: Lança o Dolby Digital;
  9. 9. Movietone  Desenvolvido pela FOX;  As limitações e chiados em excesso e falta de sincronismo foram resolvidos com o Movietone. Utilizava um sistema de leitura óptica, que imprimia o som na própria película;  Filme: O sétimo Céu.
  10. 10. O Projetor  Introduz-se o carretel do filme no compartimento adequado e cada fotograma é exposto a uma fonte de luz enquadrada por uma pequenina janela. Um dispositivo com célula fotoelétrica faz a leitura do som óptico e o transmite para um autofalante. O projetor deve funcionar à mesma velocidade com o que foi rodado o filme; caso contrário, ocorrem os efeitos conhecidos como câmera rápida ou câmera lenta.
  11. 11. Telefone Sem Fio  A invenção de Landell de Moura tornou possível a invenção do som no cinema.
  12. 12. Gravação de Som na Película
  13. 13. Reprodução do Som na Película
  14. 14. Princípio do Som Óptico As vibrações sonoras a serem gravadas são transcritas através das variações da opacidade da pista sonora. 
  15. 15. Os fotogramas de uma película, diferindo ligeiramente um do outro, vendo-se do lado esquerdo da película a trilha sonora onde os tons de cinza ao negro, variam em freqüência de acordo com o sinal de áudio gravado.
  16. 16. Tipos de Películas  Película 8 mm. - cinema amador. Foi substituída por câmeras de vídeo;  Película 16 mm. - documentários;  Película 35mm. - cinema profissional;  Película 70 mm. - grandes produções (melhor qualidade de fotografia);
  17. 17. HISTÓRICO  1888: Cinetoscópio. Inventado por Thomas Edison - formato 35 mm;  1895: Louis Lumière pede o registro da patente do cinematógrafo. Primeira sessão pública de cinema em Paris;  1906: George Albert Smith patenteia o Kinemacolor, primeiro processo comercial para filmes coloridos;  1927: Surgimento do Vitaphone. O Cantor de Jazz, primeiro filme "sonoro, falado e cantado" chega às salas de cinema;  1931: Surgiu o Movietone que imprimia o som na própria película;  1941: Primeiro sistema sonoro em vários canais, desenvolvido por Walt Disney para o filme Fantasia;  1992: Lança o Dolby Digital;
  18. 18. Sistema Multicanais   Foi regravado em Dolby Stereo em 1982 por Irwin Kostal, utilizando arranjos de Stokowski; Para a estréia de Fantasia o cinema da Broadway foi equipado com o "Fantasound", um sistema estereofônico de som que consistia num total de 90 altofalantes dentro da sala de cinema.
  19. 19. Som Circundante     Conhecido por Surround; distribuição espacial do som em um ambiente através de caixas acústicas estrategicamente posicionadas; A idéia é proporcionar ao ouvinte uma sensação de 'imersão' dentro do ambiente; A capacidade de diferenciar as posições onde estão as fontes de som é chamada estereofonia.
  20. 20. Sistema Mono x Stereo •Sistema Mono: 2 pistas idênticas •Sistema Stereo: Informações diferentes Mono Stereo
  21. 21. HISTÓRICO  1888: Cinetoscópio. Inventado por Thomas Edison - formato 35 mm;  1895: Louis Lumière pede o registro da patente do cinematógrafo. Primeira sessão pública de cinema em Paris;  1906: George Albert Smith patenteia o Kinemacolor, primeiro processo comercial para filmes coloridos;  1927: Surgimento do Vitaphone. O Cantor de Jazz, primeiro filme "sonoro, falado e cantado" chega às salas de cinema;  1931: Surgiu o Movietone que imprimia o som na própria película;  1941: Primeiro sistema sonoro em vários canais, desenvolvido por Walt Disney para o filme Fantasia;  1992: Lança o Dolby Digital;
  22. 22. Som Analógico x Digital   Na tecnologia analógica, a trilha de som ótico de um filme cria uma analogia entre as variações na amplitude do som captado e as variações nas áreas transparentes e opacas impressas na película fotográfica; Na tecnologia digital as informações são registradas através de um processo de conversão que transforma essas informações em números (dígitos).
  23. 23. Decodificadores de Som para Cinema    Dolby Digital (Dolby Laboratories); DTS (NuOptix e Estúdios Universal); SDDS (Sony e Colúmbia Pictures); Esses três sistemas são incompatíveis entre si, utilizando leitores e decodificadores de sinal específicos.
  24. 24. Posicionamento das Pistas de Som na Película Cinematográfica Nas duas laterais: Sony, SDDS; Ao lado do fotograma: Time code do DTS; Entre as perfurações: Dolby; Sinal analógico estéreo;
  25. 25. Laboratório Dolby  Laranja Mecânica é o primeiro filme a usar o som Dolby em sua trilha sonora. O sistema foi desenvolvido por Ray Dolby, professor da Universidade de Oxford.  Guerra Nas Estrelas (1978), de George Lucas, é lançado em quarenta e seis cinemas equipados com Dolby Stereo e ganha o Oscar pelo desenvolvimento sonoro.
  26. 26. Dolby Digital  Dolby Analógico (Spectral Recording)   Dolby Digital (1996)   Tecnologia ótica analógica que codifica o som em quatro canais. Esquerdo, centro e direito. O quarto canal, surround, é ouvido sobre os alto-falantes nos lados e na parte traseira do cinema. É usado nos cinemas não equipados para o som digital. Em salas equipadas para o som digital, serve como um apoio em caso dos problemas com a trilha digital. Além dos 3 canais atrás da tela, possui 2 canais surround independentes (esquerdo, direito) e um sexto canal para sub graves. Por isso Dolby 5.1. Dolby Digital EX 6.1  Introduz um canal traseiro central ao formato Dolby Digital. Este canal adicional melhora o realismo do áudio.
  27. 27. DTS • Digital Theater System foi desenvolvido pela NuOptix; • Steven Spielberg é um dos principais defensores (e acionistas...); • Jurassic Park (1993) é o primeiro filme exibido em DTS;
  28. 28. DTS • A sincronia é garantida pois o sistema possui um buffer que lê um pouco à frente do que está de fato a ser reproduzido, e, em falhas, entra em ação a faixa analógica de backup, esta sim impressa na película. O processo analógico é conhecido por DTS Stereo e é compatível com Dolby Stereo; • O filme possui uma faixa ("timecode") que permite a sincronização da imagem projetada com o som digital, frame a frame, de forma que, mesmo que surja alguma falha, o som nunca perde essa sincronia.
  29. 29. SDDS   Sony Dynamic Digital Sound; O primeiro filme a exibido em SDDS é “O Último Grande Herói” com Arnold Schwarznegger (1993).  Reproduz até oito canais. Além dos seis canais dos sistemas da Dolby e DTS, o sistema SDDS oferece a possibilidade de reprodução de mais dois canais atrás da tela de projeção: esquerdo-centro e direitocentro;  É gravada nas duas extremidades laterais - uma delas é usada apenas para prevenir erros de gravação.  Mais caro que o DTS e o Dolby Digital;
  30. 30. SDDS
  31. 31. Dolby X DTS
  32. 32. Dolby X DTS  O sistema da Dolby ganha em praticidade, pois já está codificado na cópia. O DTS requer um CD e o player;  Dolby - 12:1 x DTS - 3:1  Dolby - Padrão “neutro” no mercado.
  33. 33. THX      Tomlinson Holman’s eXperiment; THX -1138 (1971) - primeiro longa-metragem de George Lucas; Trata-se de uma especificação de instalação de caixas de som e projeção publicada pela Lucasfilm; Nasceu em 1983, da necessidade de projetar os filmes tal e qual eles são feitos em qualquer cinema ou sala de espetáculos; O certificado THX, que compreende visita anual de checagem por técnicos especializados, custa em torno de U$ 40 mil.
  34. 34. THX • Um sistema THX preocupa-se com : – – – – Estrutura Física do Auditório; Sistema de Projeção; Disposição dos Assentos; Sistema de som. • Algumas Regras: – Não pode haver ruído acima de -30db/oitava; – Não pode haver reverberações; – Projetor deve apontar para o centro do ecrã, desvio máximo de 5%.
  35. 35. Casablanca Digital System      O Casablanca Digital System é um sistema desenvolvido no Brasil, que possibilita a projeção do filme sem o uso da película; É pioneira no sistema de projeção digital no Brasil; Desenvolvido pela TeleImage é reconhecido internacionalmente; Utiliza-se antena de satélite instalada na sala de cinema um projetor DLP Cinema, ligado a um servidor de alta perfomance e um decodificador; O investimento é de até U$ 300.000,00
  36. 36. Conclusão Sem dúvidas, a longo prazo o cinema digital será inevitável, e o nosso bom e velho formato de 35 mm será abandonando, hoje com 118 anos. Projetor Digital DLP
  37. 37. Referências       Fundamentos da Física, vol2. Halliday e Robert; Revista Hometheater; www.dolby.com; www.dts.com; www.sdds.com; www.timefordvd.com;

×