Percepcao visual

1.520 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.520
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
286
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Percepcao visual

  1. 1. PERCEPÇÃO VISUAL
  2. 2. PERC EP Ç ÃO VISUAL
  3. 3. PERCEPÇÃO VISUAL
  4. 4. • A luz é a maior causa da percepção visual e é também o fator máximo de nossa existência.
  5. 5. Modesto Farina “Oticamente, o funcionamento do olho seassemelha ao de uma câmera fotográfica, que por sua vez possui um sistema de lentes (córnea, cristalino) um sistema de abertura variável (íris) e filme (retina)...”
  6. 6. Modesto farina “Oticamente, o funcionamento do olho seassemelha ao de uma câmera fotográfica, que por sua vez possui um sistema de lentes (córnea, cristalino) um sistema de abertura variável (íris) e filme (retina)...”
  7. 7. Modesto farina “Oticamente, o funcionamento do olho seassemelha ao de uma câmera fotográfica, que por sua vez possui um sistema de lentes (córnea, cristalino) um sistema de abertura variável (íris) e filme (retina)...”
  8. 8. • A partir do momento que um estímulo atinge a retina ele desencadeia um processo complexo que termina na visão.E processo é chamado de percurso da imagem visual.
  9. 9. • A imagem formada na retina só vai ser compreendida quando chegar ao cérebro, pois ela só toma um significado quando entra em contato com coisas antes vistas e arquivadas na memória.
  10. 10. • O processo da visão não está livre de falhas, pois quando a retina reage a determinados estímulos, e os agrupa de forma incorreta, o resultado é uma ilusão ambígua.
  11. 11. • Acumulando uma razoável experiência visual, podemos não só reconhecer objetos, mas também avaliar sua localização e distancia. Desta forma podemos considerar a visão o mais absoluto dos nossos sentidos.
  12. 12. Rudolf Arnheim Experiência visual não é apenas um arranjo de objetos, formas, cores emovimento e tamanhos. É talvez uma interação de tensões dirigidas.
  13. 13. • Baseado na teoria da Gestalt, que também é conhecida como a psicologia da forma, Rudolf contradiz a teoria de imaginar o olho como uma lente de uma câmera que produz a imagem ao nosso cérebro..
  14. 14. • Conforme demonstraram os psicólogos da Gestalt, a percepção não é um processo fotográfico, mas uma operação que consiste em reunir e ajustar as informações visuais e compará-las com nossas imagens mentais.
  15. 15. Allen Hurlburt Afirma que a capacidade do olho e da mente humana de reunir e ajustar elementos e aindaentender seu significado constitui a base do design e proporciona o princípio que torna possível o layout de uma página impressa.
  16. 16. • A visão é um processo que mais se assemelha ao funcionamento de um computador, com nossos olhos reunindo pedaços e parte dos dados observados, transmitindo-os assim ao cérebro, onde todo esse mosaico é classificado e reestruturado, resultando então em objetos e imagens.
  17. 17. • “Seria um grande erro considerar que, uma vez conquistada a atenção do leitor, o exercício chegou ao fim. A não ser que um estímulo visual produza uma reação – emocional ouintelectual – não se pode dizerque tenha havido uma efetiva comunicação.”
  18. 18. O FENÔMENO ESTÉTICO NACOMUNICAÇÃO VISUAL
  19. 19. O FE NÔME NO E STÉ TIC O NAC OMUNIC A Ç ÃO VISUA L
  20. 20. • Para o artista a percepção é um dado fundamental. Onde termina seu trabalho começa o do observador, pois é em sua percepção que o objeto estético se completa.
  21. 21. • A experiência estética é umaresposta a estímulos não apenas elaborados pelohomem, mas também naturais e sem umtoque objetivamente
  22. 22. • O significado que o observador encontra na obra de arte está relacionado a muitos fatores, como sua condição física e intelectual, além da mensagem contida no objeto.
  23. 23. • Existem três funções na arte: a criativa que é o impulso da exteriorização do artista, a lúdica que é um processo de recriação e a comunicativa que nasce da condição de que arte também é linguagem.
  24. 24. • Como os demais códigos, a linguagem artística também possui um emissor (diagramador, artista plástico, etc.), Um meio para transmitir a informação (jornal,revista, etc.) E é claro um receptor (o observador, leitor, etc.) Que deve reconhecer e decifrar os signos para compreendê-los.
  25. 25. • A experiência estética é o resultado da relação entre o objeto artístico e o observador.
  26. 26. • Tudo aquilo quepodemos captar através da visão acaba constituindo uma comunicação visual.
  27. 27. • Podemos citar duas formas de comunicação visual, uma considerada casual, que não foi criada por ninguém e pode ser entendida das mais variadas formas dependendo do observador e outra intencional onde a mensagem deve ser captada pelo receptor no exato significado que foi atribuído pelo emissor.
  28. 28. • O processo da comunicação não termina quando a mensagem codificada pelo emissor é decodificada pelo receptor.
  29. 29. Abraham Moles• Toda mensagem entre comunicadoreshumanos se apresenta como asuperposição de duas mensagens:•“a primeira e a mensagem semântica,integralmente traduzível, não importandoqual seja o sistema linguístico, e asegunda, chamada estética ou conotativa,que se baseia num conjunto de elementosde percepção enumeráveis earmazenáveis pelo observador.”.
  30. 30. Max Bense:•De modo geral todo texto éformado como uma série linearde signos. O texto apresenta acaracterística deenfileiramento, ou seja,linearidade.
  31. 31. • Com a arte da palavra, existe também no jornalismo impresso a arte gráfica. Pois ao abrir o jornal se observa antes de tudo as imagens e os títulos, para depois partir para o texto.
  32. 32. CELSO KELLY: Para ele sãoestabelecidas relações do gráfico com o assunto, pois as ilustrações aquecem o texto, pois dão uma visão pronta antes da leitura.
  33. 33. • Fotos, caricaturas e anúncios quebram a monotonia do texto e lhe dão movimento. Kelly diz que: “o grande arranjo estético è a orquestração gráfica do jornalismo.” As artes gráficas e plásticas atraem e sugerem, no complemento da arte da palavra.

×