Visão do governo Dilma Rousseff por uma ótica maquiavélica.

6.923 visualizações

Publicada em

Trabalho elaborado em Novembro de 2012 com base no primeiro mandado da Presidente Dilma Rousseff. Não aborda os principais escândalos envolvendo o Governo, como petrolão, lava jato, pedaladas fiscais, e a possibilidade de impeachment. Todavia, tais controvérsias dariam boas linhas à luz de Maquiável.

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Dilma se mostrou mesmo maquiavélica nas eleições para o segundo turno e no início de govêrno. Ela prometeu tudo que era necessário para vencer a eleição, sem se preocupar em sua viabilidade. Quando eleita, abandonou as promessas e está fazendo aquilo que é necessário para salvar o país..
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.923
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
93
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Visão do governo Dilma Rousseff por uma ótica maquiavélica.

  1. 1. Filosofia do Direito – Turma 3101Integrantes do Grupo:• Henrique Allen• Senna Bismarck• Viviane Pires• Luciene Alves• Thaysa Cristina• Jhefferson Arthur
  2. 2. 1. Nicolau Maquiavel Nicolau Maquiavel nasceu em Florença na Itália, e é conhecido como o fundador da Ciência Política. Escreveu várias obras, onde a principal foi “O Príncipe”. A Itália em sua época passava por sérios problemas e constantemente era invadida. Os governantes não se mantinham no poder por muito tempo. Diante desses fatos, Maquiavel compreende que se faz necessário a instituição de um governo soberano, absoluto, que exercesse a sua soberania sobre a Itália.
  3. 3. 2. A obra “O Príncipe” “O Príncipe” foi a principal obra de Maquiavel, escrita em 1513, maspublicada cinco anos depois de sua morte. Maquiavel diante dosproblemas que a Itália vinha enfrentando, reconheceu que era necessáriofazer um governo soberano, assim, libertando a Itália.Nos primeiros capítulos do livro, Maquiavel fala sobre os tipos degoverno, que eram monarquia e república. Para ele, o modelo ideal degoverno era a República. O livro foi dedicado a Lorenzo de Médici. Era uma espécie de manualde como ele deveria para chegar ao poder, e além disso, como eledeveria agir pra se manter no poder, ainda que pra isso fosse necessário ouso de vários artifícios, força militar e até mesmo, criação de inimigos. No último capítulo da obra, Maquiavel deixa claro o seu desejo deque Lorenzo de Médici se tornasse o príncipe da Itália e a libertasse .
  4. 4. 3. “O Príncipe” e a Política A obra “O Príncipe” se tornou o manual demuitos políticos em todo o Brasil. São inúmeros ospolíticos que usaram da “filosofia maquiavélica”para conseguir chegar ao poder, em sua grandemaioria, usando de aliados para realizar suasconquistas, e, depois de estar no poder, se desfazerdaqueles que usou para chegar lá. Qualquer semelhança com o cenário políticobrasileiro não é mera coincidência.No presente trabalho iremos estabelecer umparalelo, entre algumas ideias de Maquiavel e oGoverno da Presidenta Dilma Rousseff.
  5. 5. 4. Governo de Dilma Rousseffsob o prisma maquiavélico Um pouco da História de Dilma Rousseff Dilma Vana Roussef (1947) nasceu em Belo Horizonte, e começou a se interessar por ideais socialistas logo na adolescência. Atuou na luta armada durante a ditadura militar, e foi presa pela VAR – Palmares (Vanguarda Armada Revolucionária Palmares). Entrou para a vida política no Rio Grande do Sul atuando pelo PDT (Partido Trabalhista do Brasil). Em 2001, filiou-se ao PT (Partido dos Trabalhadores), o qual era presidido por Luís Inácio Lula da Silva. Após a vitória de Lula nas urnas, Dilma Rouseff era uma das mentoras do plano de governo do PT na presidência. Atuou como ministra de Minas e Energia até 2005, quando aconteceu o escândalo do mensalão, fazendo que o ministro da casa civil, José Dirceu, envolvido no escândalo, renunciasse. Dilma Rousseff Assumiu o cargo. De 2005 à 2010, Dilma Rouseff foi preparada por Lula para candidatar- se a sua sucessão, o que acabou ocorrendo em 2010, sendo a primeira mulher eleita para presidente da história do Brasil.
  6. 6. 4. Governo de Dilma Rousseffsob o prisma maquiavélico Dilma e “O Príncipe” de Maquiavel Maquiavel em “O Príncipe” usa simbolicamente dois animais pararelacionar a forma que o príncipe deve proceder para se manter no poder. Osanimais relacionados são o leão e a raposa. O leão tem a força, mas lhe falta aastúcia, por isso cai em armadilhas. A raposa tem a astúcia, mas não tem aforça para se defender das ameaças. Maquiavel recomenda que um governoeficaz deve ter as duas qualidades, a força e a astúcia. Podemos associarfacilmente essa ideia a pessoa de Dilma Rousseff, pois ela tem demonstradoter um pouco dos dois animais. Dilma embora tenha sido eleita pelo povo, só chegou ao poder graçasas alianças políticas (PT e PMDB). Maquiavel alerta: “Quando o príncipe é posto pelo povo, ele é amado do povo e deve ter cuidado com os poderosos, embora os poderosos não venham a ter tanta força, visto que o apoio do povo inibe a rebelião da elite” (MAQUIAVEL,1513)
  7. 7. 4. Governo de Dilma Rousseffsob o prisma maquiavélico Logo no início do seu governo, Dilma teve problemas com um dos seusmaiores aliados até então, o PMBD. Isso por que não demorou muito, o PMBDcomeçou a querer a primeira fatia do bolo. Maquiavel disse:“os aliados não podem ser mais forte do que o príncipe”. Se isso viesse aacontecer, no caso, a presidenta Dilma cedesse ao PMBD, ela estaria colocando oseu governo em risco. (MAQUIAVEL, 1513) Diante dessa problemática, ela usa da astúcia da raposa, aderindo àsideias de Maquiavel. Dilma saiu de cena da mídia, passou a ficar mais nosbastidores. Isso porque o seu antecessor, o Lula, era bastante popular e nãosaía da mídia. Se ela ficasse na mídia, o que ela viesse a fazer não teria muitoefeito, tendo em vista os bons feitos de Lula, ou seja, ela estaria emdesvantagem, pois se porventura ela desagradasse o povo, por mínimo queseja, a repercussão seria enorme diante da mídia e do povo.
  8. 8. 4. Governo de Dilma Rousseffsob o prisma maquiavélico Dilma Rousseff demonstra ter um pouco tanto do leão como daraposa, a partir do momento que ela começa a se opor ao governo deLula. Mas como? Lula apoiava o Irã, por isso, a América tinha “o pé atrás” com oBrasil. Dilma em seu governo usa da força do leão para ir de encontrocom o Irã, e da astúcia da raposa para se reaproximar da América, já queo governo antecessor havia se afastado dela. Apesar disso, Dilma manteveos pressupostos econômicos do governo anterior. Eis aí então, uma ilustração do mito da criatura (Dilma) que quera independência do seu criador (Lula). Adão ao se rebelar do seu criador,sofreu punição, resta saber se Dilma sofrerá “punição” ou terá o seufígado comido pelo Lula. Mas uma coisa é certa, a criatura aqui ilustrada pode superarfacilmente o criador, já que ela é mais inteligente do que se achava, jáque pesquisas comprovaram um melhor início de governo, em comparaçãoao ex-presidente Lula.
  9. 9. FIM

×