Séminaire de Théologie et Culture                                                 http://semitecdegenebra.blogspot.com/   ...
RESUMO:Muitas pessoas entendem que ser justificado, é ela criar, ritualismos de santidade,excessivas e dolorosas abstinênc...
O QUE É SANTIDADE??Quando se diz "Santo", devemos considerar os seguintes sentidos:1 – SEPARAÇÃO do terreno, do humano, ou...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cutucando o seu mérito e anunciando o evangelho art 2 ismael dos santos semitec

341 visualizações

Publicada em

Cutucando o seu mérito e anunciando o evangelho art 2 ismael dos santos semitec

www.semitecdegenebra.blogspot.com

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cutucando o seu mérito e anunciando o evangelho art 2 ismael dos santos semitec

  1. 1. Séminaire de Théologie et Culture http://semitecdegenebra.blogspot.com/ rue Benjamin Franklin 6, 1201 Genève Cutucando o seu "Mérito" e anunciando o evangelhoINTRODUÇÃONa Europa do início do século XVI, um monge chamado Martinho Lutero (1483-1546) lutounoite e dia com um dilema muito forte: sendo ele um pecador, como poderia ser perdoadodiante de Deus, que é perfeitamente santo? Ou, nas palavras do apóstolo Paulo, como De uspode ser ao mesmo tempo “justo e justificador” de homens perversos (Rm 3:26).JUSTIFICAÇÃO: É UM TERMO FORENSE, OU JURÍDICO??Essa pergunta traz à nossa mente a figura de um tribunal. O verbo significa: “declarar oupronunciar alguém justificado?”.OBSERVE:1°Declarar- De um lado, isso significa que uma pessoa não está mais sujeita a punição;2° Pronunciar alguém justificado- De outro lado, confere a alguém todos os direitos e privilégios devidos àqueles quecumpriram cabalmente a lei.Portanto, é um veredito de quitação completo e remove toda e qualquer possibilidade decondenação.Esse termo tem sido alvo de grande controvérsia, e muitos erros têm se originado de sua máinterpretação, quando lhe é atribuído o significado de ”tornar justo” e não “declarar justo”. -TORNAR JUSTO sugere que uma pessoa é salva somente quando ela de fato obtém umacerta medida de justiça através da realização de rituais pré-estabelecidos ou da prática deboas obras. J. I. Packer, em seu Dicionário Evangélico de Teologia, insistiu que não háfundamento léxico para a compreensão de que justificar significa ou tem conotação de“tornar justo” (ATRAVÉS DA RENOVAÇÃO ESPIRITUAL SUBJETIVA). As BOAS OBRASSÃO RESULTADOS DA JUSTIFICAÇÃO (Tg 2:14-26). É perigoso e herético consideraressas boas obras como a razão da justificação. www.semitecdegenebra.blogspot.com semitec@hotmail.com.br +41 (78) 668 3910
  2. 2. RESUMO:Muitas pessoas entendem que ser justificado, é ela criar, ritualismos de santidade,excessivas e dolorosas abstinências, comportamentos “essênicos” ou “puritanos”, queremser “MONGES EVANGÉLICOS”, por suas boas obras.Mas acabamos de aprender que JUSTIFICAÇÃO é uma questão da GRAÇA DO SENHORQUE NOS DECLARA (NÃO MERECEMOS E NÃO FIZEMOS NADA PARA MERECER),mas pela fé no Seu sacrifício ele nos perdoou e nos regenerou pelo seu sangue.Romanos 3:24“Sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em CristoJesus”. Essas são as “Boas Novas” – o Evangelho.Claramente, nenhum homem pode atingir o padrão perfeito de retidão de Deus.“Deus não está esperando que você NÃO PEQUE, mas está esperando que você NÃOFIQUE E NÃO VIVA NO PECADO.O evangelho começa com a iniciativa redentora de Deus. “Todas as religiões do mundo”,alguém afirmou, “começam com a iniciativa do homem; é o homem b uscando a Deus. NoCristianismo, é Deus quem toma a iniciativa” Lc 15:4-7; Jo 15:16; 1 Jo 4:19 ilustra muito bemisto.Agora entendemos o que Senhor quis dizer com: “..A minha graça te basta, porque o meupoder se aperfeiçoa na fraqueza." (II Coríntios 12 : 9). O que você não merecia Ele fez..Assim, pois, nunca devemos confundir o Evangelho com bons costumes, hábitos, tradições,cultura e bons conselhos. Estes, não são o eixo do Evangelho e tão pouco a condição dasalvação. O caminho da Salvação não são estas vias contidas nas culturas. Jesus disse: EUSOU O CAMINHO. “Jesus não veio para PREGAR O EVANGELHO, veio para SER UMEVANGELHO A SER PREGADO”.ATENÇÃO: “Não é pelas boas obras que obtemos a salvação, mas por más obras podemosperder a salvação – estas últimas nos afastam de Deus”.QUEM RECEBEU AS PALAVRAS MAIS SEVERAS DE JESUS?Os fariseus orientavam as pessoas a buscar a Deus através de seus méritos pessoais,mencionando diante dEle as boas obras que cada um tivesse praticado; era a mensagem dabusca da benevolência divina mediante o desempenho pessoal. Ora, Deus disse:HIPÓCRITAS..Nós não impressionamos Deus com nossa Santidade. Quando Deus foi te resgatar ELESABIA DE SUA INIQÜIDADE.“VOCÊ É O QUE É, E TEM O QUE TEM, NÃO PELA SUA SANTIDADE, MAS PELO AMORDE DEUS” www.semitecdegenebra.blogspot.com semitec@hotmail.com.br +41 (78) 668 3910
  3. 3. O QUE É SANTIDADE??Quando se diz "Santo", devemos considerar os seguintes sentidos:1 – SEPARAÇÃO do terreno, do humano, ou do mundo para Deus. A pessoa ou algumobjeto Santo, então, é considerado separado para uso santo no serviço do Senhor.2 – DEDICAÇÃO que é requerida para culto de adoração a Deus. Uma pessoa ou um objetoDedicado é santo, pois passou a ser propriedade exclusiva do Senhor.3 – CONSAGRADO um homem é consagrado a Deus, no sentido de viver de modo justo(isto é, justificado pelo sangue de Jesus derramado na cruz).4 – SANTO "mas como é Santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todaa vossa maneira de viver (PURO – Sem ter do que se envergonhar)" (I Pe 1.15).RESUMO:O que é santidade aplicada na vida: pode ser uma pessoa separada geograficamente oupessoalmente de um grupo, individuo ou de atividades pagãs para ser exclusivamente daobra do Senhor. Pode ser uma pessoa dedicada nas atividades da obra do Senhor. Pode seruma pessoa que foi justificado pelo Senhor (perdoado) e recebeu uma função especifica naobra do Senhor. E pode ser ainda a forma moral e ética de uma pessoa viver na sociedade,é ser irrepreensível. Vosso, pelos laços do Calvário, Ismael dos Santos Diretor do Seminário de Teologia e Cultura www.semitecdegenebra.blogspot.com semitec@hotmail.com.br +41 (78) 668 3910

×