Osteoporose Dr.Elmano Loures
Definição <ul><li>Diminuição da massa óssea  </li></ul><ul><li>Alteração na estrutura  com redução na resistência física d...
Vertebral body normal   osteoporotic
História natural <ul><li>Pico da massa óssea : 18 -  20 anos de idade </li></ul><ul><li>Declínio lento até os 40 anos. </l...
Osteoporose afeta todo o esqueleto NIH/ORBD (www.osteo.org), 2000 <ul><li>Osteoporose é responsável por milhões de fratura...
Grupo de risco <ul><li>Mulheres brancas  </li></ul><ul><li>Magras  </li></ul><ul><li>Dieta pobre em cálcio, < vitamina D <...
Osteoporose secundária <ul><li>Osteoporose induzida por doenças  </li></ul><ul><li>Ex: Insuf. Renal, algumas doenças do in...
Manifestações clínicas   <ul><li>Doença silenciosa : primeira manifestação é geralmente uma fratura de maior porte  </li><...
 
 
Dores nos membros <ul><li>Questão controversa  </li></ul><ul><li>Causas : alterações hormonais e emocionais do período do ...
Exames complementares <ul><li>Densitometria óssea  : </li></ul><ul><li>Vantagens : </li></ul><ul><li>Mais sensível </li></...
Exames complementares <ul><li>Radiografias </li></ul><ul><li>Desvantagem:Método menos sensível  </li></ul><ul><li>Vantagem...
Exames complementares não são uma resposta para tudo ! <ul><li>As medidas de prevenção e tratamento não se baseiam  apenas...
Construir ou refazer o “estoque” ósseo   <ul><li>É um equivoco não implementar medidas de prevenção e suplementação dietét...
Necessidades diárias de Cálcio <ul><li>No mínimo : 1.000 mg /dia </li></ul><ul><li>Adolescência e menopausa : 1.600 mg/dia...
Tratamento  <ul><li>O fundamento é a prevenção ! </li></ul><ul><li>Suplemento de Vit. D e cálcio  </li></ul><ul><li>Exercí...
Reposição hormonal <ul><li>Visão do Ortopedista : </li></ul><ul><li>Benéfica por até 6 anos pós –menopausa </li></ul><ul><...
Prognóstico <ul><li>As medidas de prevenção e tratamento são efetivas  </li></ul><ul><li>A doença é evitável : questão de ...
<ul><li>Muito obrigado ! </li></ul><ul><li>Elmano Loures   </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Osteoporose (1).odp

2.528 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.528
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
93
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • In the osteoporotic patient, the entire skeleton is susceptible to fracture, resulting in significant disability, limited physical activity, and mortality Whereas the entire skeleton is at risk for fracture, vertebral fractures are the most common, accounting for approximately 46% of all osteoporosis-related fractures, followed by the hip (19%), wrist (16%), and nonvertebral fractures (19%). 8 Fractures of the hip and spine – most frequently observed throughout the postmenopausal period – are associated with significant morbidity and increased mortality. 3,4 Because the entire skeleton is at risk for osteoporosis, osteoporotic fractures have widespread adverse effects on the body, including the gastrointestinal, respiratory, genitourinary, and craniofacial systems, although exact prevalence rates are unknown. 3
  • Osteoporose (1).odp

    1. 1. Osteoporose Dr.Elmano Loures
    2. 2. Definição <ul><li>Diminuição da massa óssea </li></ul><ul><li>Alteração na estrutura com redução na resistência física do osso </li></ul>Distúrbio ósseo mais comum da espécie humana Importante causa de letalidade nos idosos :fraturas Doença evitável Maior malefício: fraturas
    3. 3. Vertebral body normal osteoporotic
    4. 4. História natural <ul><li>Pico da massa óssea : 18 - 20 anos de idade </li></ul><ul><li>Declínio lento até os 40 anos. </li></ul><ul><li>Menopausa : perda óssea rápida e importante </li></ul><ul><li>pela carência do estrógeno e suas interações hormonais </li></ul><ul><li>com calcitonina (células C da tireóide) </li></ul><ul><li>25% das mulheres perde 50% da massa óssea nos primeiros 6 anos após a menopausa ! </li></ul>
    5. 5. Osteoporose afeta todo o esqueleto NIH/ORBD (www.osteo.org), 2000 <ul><li>Osteoporose é responsável por milhões de fraturas anualmente. </li></ul><ul><li>Locais mais comuns são a coluna,o quadril e o punho. </li></ul>Other Vertebral Hip Wrist 15 % 19 % 19 % 46 %
    6. 6. Grupo de risco <ul><li>Mulheres brancas </li></ul><ul><li>Magras </li></ul><ul><li>Dieta pobre em cálcio, < vitamina D </li></ul><ul><li>Fumantes, consumo excessivo de alcool </li></ul><ul><li>Com história familiar de fraturas(genética) </li></ul><ul><li>Sedentárias </li></ul><ul><li>Sem filhos (nulíparas) </li></ul><ul><li>Menopausa precoce natural ou artificial </li></ul>
    7. 7. Osteoporose secundária <ul><li>Osteoporose induzida por doenças </li></ul><ul><li>Ex: Insuf. Renal, algumas doenças do intestino </li></ul><ul><li>Osteoporose induzida por medicamentos </li></ul><ul><li>Ex: uso de anticonvulsivantes, diuréticos e corticóides </li></ul>
    8. 8. Manifestações clínicas <ul><li>Doença silenciosa : primeira manifestação é geralmente uma fratura de maior porte </li></ul><ul><li>Idosos : perda da estatura , giba dorsal </li></ul><ul><li>Dor na coluna do osteoporótico: </li></ul><ul><li>micro-fraturas nos corpos vertebrais </li></ul>
    9. 11. Dores nos membros <ul><li>Questão controversa </li></ul><ul><li>Causas : alterações hormonais e emocionais do período do climatério </li></ul><ul><li>Por que ? </li></ul><ul><li>< do limiar de tolerância dos mediadores quimicos da dor ,patologias associadas </li></ul><ul><li>Alivio de sintomas com estrógenos e antidepressivos sem > da massa óssea </li></ul>
    10. 12. Exames complementares <ul><li>Densitometria óssea : </li></ul><ul><li>Vantagens : </li></ul><ul><li>Mais sensível </li></ul><ul><li>Detecção precoce e monitoramento de perda óssea na menopausa precoce </li></ul><ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>Software : problemas com multiplicidade racial brasileira </li></ul><ul><li>Cuidado na interpretação ! </li></ul><ul><li>Custo : uso excessivo e por vezes aleatório </li></ul>
    11. 13. Exames complementares <ul><li>Radiografias </li></ul><ul><li>Desvantagem:Método menos sensível </li></ul><ul><li>Vantagem : Mais econômico e simples, </li></ul><ul><li>dispensa o laudo radiológico </li></ul><ul><li>Válido como complemento ao raciocínio médico </li></ul><ul><li>Índice de Singh : importante no prognóstico da fratura do colo do femur </li></ul>
    12. 14. Exames complementares não são uma resposta para tudo ! <ul><li>As medidas de prevenção e tratamento não se baseiam apenas em exames : </li></ul><ul><li>Condições gerais </li></ul><ul><li>Histórico médico e familiar </li></ul><ul><li>Estilo de vida : dieta ,nível de atividade </li></ul>
    13. 15. Construir ou refazer o “estoque” ósseo <ul><li>É um equivoco não implementar medidas de prevenção e suplementação dietética nas mulheres na quinta década de vida com resultado de Densitometria normal para a faixa etária . </li></ul><ul><li>Densitometria normal já significa perda de massa óssea em diversas situações </li></ul>
    14. 16. Necessidades diárias de Cálcio <ul><li>No mínimo : 1.000 mg /dia </li></ul><ul><li>Adolescência e menopausa : 1.600 mg/dia </li></ul><ul><li>Citrato ou carbonato de Cálcio </li></ul><ul><li>Dieta da maioria da população: </li></ul><ul><li>apenas 600 mg/dia </li></ul><ul><li>Vitamina D facilita a absorção de cálcio : </li></ul><ul><li>Uso associado é consenso universal </li></ul>
    15. 17. Tratamento <ul><li>O fundamento é a prevenção ! </li></ul><ul><li>Suplemento de Vit. D e cálcio </li></ul><ul><li>Exercícios físicos , exposição cuidadosa ao sol,dieta rica em cálcio e fibras </li></ul><ul><li>25% das mulheres necessitam medicamentos específicos </li></ul><ul><li>calcitoninas sintéticas : abandonadas bifosfonatos alendronatos </li></ul><ul><li>Reposição hormonal </li></ul>
    16. 18. Reposição hormonal <ul><li>Visão do Ortopedista : </li></ul><ul><li>Benéfica por até 6 anos pós –menopausa </li></ul><ul><li>Prescrição exclusiva pelo Ginecologista </li></ul><ul><li>Avaliação criteriosa do custo/beneficio </li></ul><ul><li>Todas as medidas de prevenção e terapêutica devem ser individualizadas ! </li></ul>
    17. 19. Prognóstico <ul><li>As medidas de prevenção e tratamento são efetivas </li></ul><ul><li>A doença é evitável : questão de saúde pública </li></ul><ul><li>Ações preventivas se iniciam na gestação </li></ul><ul><li>Atenção na adolescência e menopausa </li></ul><ul><li>Perspectiva de longo prazo </li></ul>
    18. 20. <ul><li>Muito obrigado ! </li></ul><ul><li>Elmano Loures </li></ul>

    ×