Liderança aula 7

553 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
553
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liderança aula 7

  1. 1. Liderança
  2. 2. Os líderes não nascem líderes, eles se fazem líderes. Liderança é a capacidade adquirida e exercida para influenciar pessoas. Não é a influência de poder baseada na desigualdade entre quem manda e quem obedece. Mas sim, a influência entre os que são e se sentem iguais. A liderança se baseia em exemplos. Sempre se soube que a melhor maneira de educar alguém é através de exemplos.
  3. 3. Líder formal É alguém que foi oficialmente instituído de autoridade e poder organizacional. Líder informal Não tem título de liderança oficial, mas exerce uma função de liderança. Sem autoridade formal, designação de poder, posição ou até mesmo responsabilidade, pode pelo mérito de um atributo pessoal ou desempenho superior influenciar pessoas.
  4. 4. Tipos de Poder: Poder legítimo. É o poder inerente à estrutura organizacional. Esse Poder é atribuído a um indivíduo que ocupa uma posição específica dentro da empresa. Caso o indivíduo deixe o cargo, o poder continua a existir na posição e não pode seguir o indivíduo. Poder de recompensa. Também inerente a estrutura organizacional. É o poder que o líder tem para influenciar pessoas com recompensas pelo desempenho ou atuação.
  5. 5. Poder coercitivo. Relacionado à habilidade do líder em punir um funcionário. Punição ou ameaça de punição não promove o desempenho desejado, apenas inibe as ações indesejáveis. Poder de especialização. Deriva de talentos especiais, do conhecimento, das habilidades e das experiências. Esses talentos concedem poder, pois a empresa precisa deles. Tipos de Poder:
  6. 6. Poder de referência. Muitas vezes chamado de carisma pessoal. É o poder de influenciar um outro por sua força de caráter. Características pessoais específicas. Poder de informação. Deriva da posse de informações importantes em um momento em que estas são necessárias para o funcionamento da organização. Tipos de Poder:
  7. 7. Poder legítimo Poder de recompensa Poder coercitivo Poder de especialização Poder de referência Poder de informação
  8. 8. Objetivos de um Líder: Dar suporte para a qualificação e o desenvolvimento dos profissionais que estão sob sua responsabilidade. Criar um clima de proatividade, inspirar a superação pessoal e os saltos de performance. Oferecer transparência e desafios constantes. Fazer com que a contribuição dos colaboradores seja de fato reconhecida, por meio de promoções, ações de capacitação e outras maneiras. Manter a motivação e o comprometimento da equipe em alta. Formar novos líderes.
  9. 9. Líderes excepcionais têm visão. Conduzem pessoas e organizações em direções que sozinhas não seguiriam. Podem lançar empreendimentos, formar culturas, ganhar guerras ou mudar o curso dos eventos. São estrategistas que agarram oportunidades que outros deixam de perceber, são detalhistas apaixonados – atenciosos às pequenas realidades fundamentais para a realização de grandes planos.
  10. 10. 3 requisitos fundamentais: Ter a atitude certa: O gestor precisa sempre dar o exemplo, sobretudo por meio de suas ações. Em outras palavras, não ter um discurso diferente da prática.
  11. 11. A comunicação de duas vias: Seja verbal ou não, mais do que transmitir orientações, o gestor deve colocar-se à disposição para ouvir e entender o ponto de vista do outro. Isso implica em dedicar tempo a equipe (em grupo e individualmente) e estabelecer diálogos sinceros.
  12. 12. Capacidade de detectar tendências: Visualizar o futuro não é um dom misterioso. O gestor deve estar “antenado”, deve buscar informações incessantemente sobre diversos assuntos, além de refletir o tempo todo sobre os rumos da empresa, do mercado, dos clientes, dos concorrentes e da equipe.
  13. 13. Líderes eficientes facilitam o desempenho fornecendo as coisas que as pessoas precisam para desempenhar suas funções. Oferecem treinamentos, ferramentas e equipamentos necessários, orçamentos apropriados, pessoal de apoio, autoridade e informação suficientes para que o pessoal faça um bom trabalho. Sem esses elementos, até mesmo as pessoas altamente motivadas não terão um bom desempenho.
  14. 14. O trabalho é uma atividade tipicamente grupal; o operário não reage como indivíduo isolado; os líderes devem ser capazes de compreender, comunicar e influenciar a atividade pessoal, que é essencialmente motivada pelo trabalho em equipe.
  15. 15. Quem é responsável pela motivação das pessoas dentro de um ambiente organizacional? Deve ser a própria pessoa que deve se auto-abastecer de motivação pessoal ou a motivação é uma função gerencial?
  16. 16. “motivação é o desejo de exercer altos níveis de esforço em direção a determinados objetivos...” Chiavenato - 1999
  17. 17. A MOTIVAÇÃO refere-se as forças que energizam, dirigem e sustentam os esforços de uma pessoa. Todo comportamento é motivado. Diz um velho ditado: “pode-se levar o cavalo à água, mas não se pode levá-lo a beber”. As necessidades e desejos de um indivíduo são a máquina propulsora para a ação. Duas necessidades básicas de todo trabalhador: ESTIMA e AUTO-REALIZAÇÃO
  18. 18. A motivação está contida na própria pessoa e pode ser amplamente influenciada por fontes externas. É função do líder motivar pessoas, lembrando que os indivíduos têm necessidades diferentes e por isso não devem ser tratados da mesma forma. Motivação é o resultado da interação entre o indivíduo e a situação. O nível de motivação varia tanto entre indivíduos quanto para indivíduos em tempos diferentes.
  19. 19. Problemas sobre MOTIVAÇÃO: •Difícil identificas as causas de um comportamento motivado. •Não se sabe se o comportamento é causado por fatores internos ou externos aos grupos e indivíduos. •As diferenças pessoas dificultam os padrões de motivação. •Há sempre componente subjetivos na motivação.
  20. 20. Para motivar a equipe o gestor deve:
  21. 21. A pessoa se sente motivada por: Oportunidades de desenvolvimento Feedbacks colaborativos Desafios Conquistas Reconhecimento
  22. 22. A pessoa se sente motivada por: Afeto Amizade Um sorriso Um abraço Poder participar e sentir-se incluída Poder ajudar

×