Os caxienses contavam que havia aparecido um mágico em Nova Trento, muito famoso em todo o Estado do Rio Grande do Sul.
O mágico propôs-se a cortar a cabeça do galo, com um cutelo e, após, empregando um líquido  milagroso especial grudaria no...
Diziam, também, que o velho Cine-Teatro Pró-Trento estava repleto de gente no dia  do espetáculo. Haviam pago uma entrada ...
Conforme contavam, o mágico colocou o galo sobre um cepo e chamou para o palco o Intendente Municipal e o Delegado de Polí...
Pegando o cutelo, bem afiado, o mágico cortou o pescoço do galo, separando a cabeça do corpo. A cabeça tinha ficado nas mã...
Após fazer diversos rituais e gestos, acompanhados de sinais cabalísticos, o mágico  pediu para que se retirassem do palco...
Logo em seguida, o mágico voltaria para  grudar a cabeça  do galináceo. Ao invés disto, ele saiu pela  porta  dos fundos d...
Fugiu com um cavalo bem veloz, deixando todos os espectadores presentes a esperá-lo, com cara de bobos. Em pé entre os  es...
Por muitos anos, a população de Nova Trento ficava ofendida, revoltada e irritada quando alguém mencionava a história do  ...
Como a vida lhes havia oferecido um limão, a melhor maneira seria transformá-lo numa gostosa limonada. Foi o que fizeram. ...
E o que realmente aconteceu, com grande êxito, foi que o galo tornou o município conhecido por todo o Brasil e exterior. M...
Nos dias de hoje temos orgulho e contamos esta história como verdadeira, para não prejudicar o mito que nos ajudou. Diante...
A história foi retirada do livro:  Memórias de um Neto de Imigrantes Italianos,   de Claudino Boscatto
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A história da terra do galo

10.954 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.954
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9.489
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A história da terra do galo

  1. 2. Os caxienses contavam que havia aparecido um mágico em Nova Trento, muito famoso em todo o Estado do Rio Grande do Sul.
  2. 3. O mágico propôs-se a cortar a cabeça do galo, com um cutelo e, após, empregando um líquido milagroso especial grudaria novamente no corpo do galináceo, fazendo-o caminhar pelo palco do teatro.
  3. 4. Diziam, também, que o velho Cine-Teatro Pró-Trento estava repleto de gente no dia do espetáculo. Haviam pago uma entrada caríssima, só para ver a façanha proposta pelo mágico.
  4. 5. Conforme contavam, o mágico colocou o galo sobre um cepo e chamou para o palco o Intendente Municipal e o Delegado de Polícia. Eles deveriam segurar o galo - um pela cabeça e o outro pelo restante do corpo - e servir de testemunhas da veracidade o fato que iriam presenciar.
  5. 6. Pegando o cutelo, bem afiado, o mágico cortou o pescoço do galo, separando a cabeça do corpo. A cabeça tinha ficado nas mãos do Intendente e o restante do corpo nas mãos do Delegado.
  6. 7. Após fazer diversos rituais e gestos, acompanhados de sinais cabalísticos, o mágico pediu para que se retirassem do palco por alguns instantes, com a justificava de que ele iria pegar o líquido milagroso especial.
  7. 8. Logo em seguida, o mágico voltaria para grudar a cabeça do galináceo. Ao invés disto, ele saiu pela porta dos fundos do teatro e levou todo o dinheiro arrecadado com venda das entradas.
  8. 9. Fugiu com um cavalo bem veloz, deixando todos os espectadores presentes a esperá-lo, com cara de bobos. Em pé entre os espectadores, em dialeto mantovano, teria dito: “Cuel gal lí lé piú que mort, méi que mel dégui a mi quel pórti a cá, par far um bom brôd” (Este galo ali está mais que morto, é melhor dá-lo a mim, que levo para casa, para fazer um bom caldo )
  9. 10. Por muitos anos, a população de Nova Trento ficava ofendida, revoltada e irritada quando alguém mencionava a história do galo ou contava como o faz o mencionado galináceo. Alguns iam às brigas de fato, porém, com o correr do tempo e o esclarecimento havido, a população se deu conta de que não adiantava protestar contra aquela invenção, que já era tida como certa e verdadeira.
  10. 11. Como a vida lhes havia oferecido um limão, a melhor maneira seria transformá-lo numa gostosa limonada. Foi o que fizeram. Adotaram o galo como símbolo de nossa cidade.
  11. 12. E o que realmente aconteceu, com grande êxito, foi que o galo tornou o município conhecido por todo o Brasil e exterior. Mostrou a nossa bela, limpa, aconchegante e gostosa cidade como lugar ideal para se morar.
  12. 13. Nos dias de hoje temos orgulho e contamos esta história como verdadeira, para não prejudicar o mito que nos ajudou. Diante do progresso atual, sentimos orgulho de termos nascido nesta bendita ‘TERRA DO GALO’.
  13. 14. A história foi retirada do livro: Memórias de um Neto de Imigrantes Italianos, de Claudino Boscatto

×