O mini zoo do 3º
A
1.
Levantamento
das dificuldades
do Alexandre (RTP)
2.
Contextualização da
atividade
3.
Estrutura da
at...
ÁREAS DIFICULDADES CAPACIDADES
COMUNICAÇÃO O Alexandre apresenta graves dificuldades ao nível da
comunicação que se manife...
ÁREAS DIFICULDADES CAPACIDADES
DESENVOLVIMENTO
MOTOR
• Dificuldades na motricidade
fina (d440.3), no que se
refere a ações...
2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE
Aspetos considerados
• É direcionada para toda a turma
• A natureza da atividade é apelat...
2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE (CONT.)
• Permite trabalhar várias áreas de desenvolvimento:
– Comunicação
– Cognição
– M...
Enquadramento
• À turma foram oferecidos vários animais de estimação
– Canários – 4
– Chinchilas – 4
– Tartarugas – 4
– Ha...
Desenho da Atividade
2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE (CONT.)
• 4 exemplares de 5 espécies – 5 grupos de 4 alunos, cada al...
• Suportes de apoio à atividade:
o Calendário mensal para registo diário
o Horário semanal
o Identificadores para os sacos...
3. ESTRUTURA DA ATIVIDADE
Identificação da
atividade
Componente
Ambientes e
sub-ambientes
Intervenientes
MINI-ZOO
DO 3º A
...
• Mudança da cidade para o campo
• Quinta com animais
• Receio do contacto com os animais por causa dos comportamentos agr...
Adaptações físicas
• Marcas visuais – Entre a sala de aula e o espaço do mini-zoo, foram colocadas marcas no chão
(pegadas...
• Armário de arrumação – No armário o sistema de abertura foi simplificado
• Avental - O avental do Alexandre encontra-se ...
ADAPTAÇÕES PEDAGÓGICAS
• Reunião no início da semana para relato das atividades de fim de semana, com recurso a
questões d...
6. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER
Atividades/Estratégias Áreas a desenvolver O que pode aprender
Criar rotinas e seguir essa s...
Atividades/Estratégias Áreas a desenvolver O que pode aprender
Distribuir a água pelos bebedouros dos
colegas
Motricidade ...
Atividades/Estratégias Áreas a desenvolver O que pode aprender
Observação dos vários animais no
seu processo de alimentaçã...
7. AVALIAÇÃO DOS PROGRESSOS DO ALUNO
• Grelha para Avaliação Mensal na escola, pela equipa pedagógica
• Grelha para Avalia...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

planificação de atividade

343 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
343
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

planificação de atividade

  1. 1. O mini zoo do 3º A 1. Levantamento das dificuldades do Alexandre (RTP) 2. Contextualização da atividade 3. Estrutura da atividade 4. Envolvimento do Alexandre 5. Adaptações para o Alexandre 6. Competências a desenvolver 7. Avaliação
  2. 2. ÁREAS DIFICULDADES CAPACIDADES COMUNICAÇÃO O Alexandre apresenta graves dificuldades ao nível da comunicação que se manifestam em: • Dificuldade grave em compreender os significados literais e implícitos das mensagens verbais e não verbais (d310.3 e d315.3); • Dificuldade grave em produzir mensagens verbais (d330.3); • Dificuldade grave em iniciar, manter e finalizar uma conversa (d350.3); • Dificuldade em estabelecer contacto ocular direto; • Dificuldade em partilhar focos de atenção; • Temas de conversação limitados; • Dificuldades em compreender a perspetiva do Outro; • Dificuldade em selecionar informação relevante; • Dificuldade em fazer-se entender Expressa-se de forma rápida e impercetível; Por vezes, produz frases curtas compreensíveis; Gosta de cantar DESENVOLVIMENTO PESSOAL E SOCIAL • Rejeição do contacto corporal por iniciativa do outro; • Dificuldade grave na interação pessoal (d710.3); • Dificuldades em trabalhar cooperativamente e seguir instruções • Muito dependente do adulto Esporadicamente procura, por iniciativa própria, o contacto físico com o Outro; No recreio, brinca, corre, joga à bola e agarra os colegas. 1. LEVANTAMENTO DAS DIFICULDADES DO ALEXANDRE (RTP)
  3. 3. ÁREAS DIFICULDADES CAPACIDADES DESENVOLVIMENTO MOTOR • Dificuldades na motricidade fina (d440.3), no que se refere a ações coordenadas. COGNIÇÃO • Dificuldades graves na leitura, escrita e compreensão de todo o tipo de símbolos (d140.3, d.145.3 e d150.3) • Dificuldades graves na operação e cálculo matemático • Dificuldades em iniciar, executar e concluir tarefas (d155.3) • Dificuldades graves na concentração (d160.3) • Dificuldades graves na formulação e ordenação de ideias (d163.3) • Dificuldades graves na resolução de problemas simples (d175.3) Identifica algarismos até 10 mas não associa à quantidade Realiza, com apoio individualizado, tarefas muito simples durante um tempo reduzido, Realiza tarefas relacionadas com os seus centros de interesse
  4. 4. 2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE Aspetos considerados • É direcionada para toda a turma • A natureza da atividade é apelativa para a faixa etária da turma • A idade cronológica do Alexandre • As dificuldades diagnosticadas no RTP • O alargamento dos centros de interesse do Alexandre • A tentativa de redução dos seus comportamentos agressivos • Promove o trabalho cooperativo entre o Alexandre e os colegas
  5. 5. 2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE (CONT.) • Permite trabalhar várias áreas de desenvolvimento: – Comunicação – Cognição – Motricidade fina – Socialização – Autonomia/Responsabilidade – Cooperação – Atenção/concentração – Auto-estima/autoconfiança – Afetividade
  6. 6. Enquadramento • À turma foram oferecidos vários animais de estimação – Canários – 4 – Chinchilas – 4 – Tartarugas – 4 – Hamsters - 4 – Coelhos-anões – 4 • Avaliação dos espaços e recursos disponíveis para levantamento das adaptações necessárias. • Colaboração dos Encarregados de Educação • Visita dos alunos ao espaço 2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE (CONT.)
  7. 7. Desenho da Atividade 2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE (CONT.) • 4 exemplares de 5 espécies – 5 grupos de 4 alunos, cada aluno apadrinha um animal • Grupos de trabalho para cada espécie rotativamente, em cada semana. • Quinzenalmente, cada aluno será responsável pela distribuição da comida ou da água, a par com outro colega. • Verificação das gaiolas e respetivas doses de ração e água. • Fim de semana: cada aluno leva para casa o animal que apadrinhou. • 2ª feira – relato do fim de semana com o seu animal • Diariamente - período dedicado aos cuidados com a alimentação • Incentivo à utilização do tempo dos recreios para brincar com os animais e dar- lhes atenção e verificação regular
  8. 8. • Suportes de apoio à atividade: o Calendário mensal para registo diário o Horário semanal o Identificadores para os sacos das várias rações o Identificadores para as gaiolas o Aventais identificados para utilização dos alunos nos momentos de prestação de cuidados • 6ª feira (recreio da tarde) limpeza das gaiolas 2. CONTEXTUALIZAÇÃO DA ATIVIDADE (CONT.) Desenho da Atividade (cont.)
  9. 9. 3. ESTRUTURA DA ATIVIDADE Identificação da atividade Componente Ambientes e sub-ambientes Intervenientes MINI-ZOO DO 3º A Coletiva Escola Turma do 3º A Professora titular Professora Educação Especial Assistente Operacional Individual Casa Alexandre Família Comunidade Alexandre Família Amigos, vizinhos
  10. 10. • Mudança da cidade para o campo • Quinta com animais • Receio do contacto com os animais por causa dos comportamentos agressivos súbitos • Pouco contacto, mas reconhece os animais (galinhas, patos, gansos, coelhos) • Animais oferecidos à escola: demonstrou particular atenção por um hamster • Foi solicitado a dar-lhe um nome. Escolheu chamar-lhe “XANDE”, como ele próprio • Integrará o grupo de alunos que apadrinhou todos os hamsters, mas cuidará em conjunto com eles, dos restantes animais em cada semana • Combinado com a mãe: leva o hamster Xande, todas as 6ª feiras e trá-lo de volta na 2ª feira • Sensibilização à mãe • Em casa: • alimentar o Xande • zelar para que não lhe falte água, nem algodão para construir o seu ninho • respeitar os horários praticados na escola • Incluir o seu bichinho nas atividades que realiza normalmente na comunidade, nomeadamente: quando vai ao parque, quando se encontra com os amigos/vizinhos, quando vai ao café com o pai, entre outras • Segunda-feira, após a escola, dia destinado à limpeza da gaiola de casa, com a supervisão da mãe 4. ENVOLVIMENTO DO ALEXANDRE
  11. 11. Adaptações físicas • Marcas visuais – Entre a sala de aula e o espaço do mini-zoo, foram colocadas marcas no chão (pegadas de animais) para indicar o percurso. • Indicações visuais – todos os suportes criados têm indicações pictográficas para que o Alexandre os possa consultar e compreender. • Gaiolas – uma gaiola em casa que o Alexandre pudesse abrir, fechar e transportar com facilidade. – na gaiola da escola foi feita uma adaptação no sistema de abertura, para facilitar o manuseamento. • Dispensadores de água e comedouros - que permitam o transporte sem transbordar e de fácil colocação e manejo. 5. ADAPTAÇÕES PARA O ALEXANDRE
  12. 12. • Armário de arrumação – No armário o sistema de abertura foi simplificado • Avental - O avental do Alexandre encontra-se pendurado no interior da porta do armário para melhor manuseamento e foi transformado para apertar com uma fita de velcro à frente. • Materiais dispostos de acordo com a numeração das gaiolas e com indicações pictográficas do respetivo animal. • Dentro de cada embalagem, foi colocado um copo de plástico para fazer a distribuição dos alimentos. • Ponto de água – na torneira tradicional foi colocada uma pequena mangueira ligada a um dispensador de água para facilitar o enchimento dos bebedouros. O dispensador tem na base um recipiente para evitar o derrame de água para o chão. 5. ADAPTAÇÕES PARA O ALEXANDRE (cont.)
  13. 13. ADAPTAÇÕES PEDAGÓGICAS • Reunião no início da semana para relato das atividades de fim de semana, com recurso a questões direccionadas, acompanhadas de pictogramas. • Sugestão de atividade a desenvolver: o Alexandre terá que associar os números das gaiolas aos animais que elas contêm, utilizando cartões. • Exploração da leitura do horário semanal para analisar e consolidar a sequência das tarefas e tentar que o Alexandre: o identifique números até 10 o associe os números e as atividades aos dias da semana e às horas o estabeleça a rotina semanal • Colocação na sala de aula de um relógio digital, para que o Alexandre identifique e associe a hora estabelecida com o início da tarefa. 5. ADAPTAÇÕES PARA O ALEXANDRE (cont.)
  14. 14. 6. COMPETÊNCIAS A DESENVOLVER Atividades/Estratégias Áreas a desenvolver O que pode aprender Criar rotinas e seguir essa sequência diariamente no sentido de antecipar o que vai acontecer a seguir. Associar os números do relógio ao momento da refeição do Xande Comunicação Cognição Responsabilidade Autonomia Atenção A antecipar a atividade através de um objeto de referência Seguir o percurso indicado no chão até ao mini-zoo Comunicação Cognição Responsabilidade Autonomia Atenção Socialização Interpretar e seguir os sinais visuais Seguir os colegas, eventualmente, conduzi-los Abrir o armário, retirar o seu avental e vesti-lo Motricidade fina Cognição Autonomia Identificar o seu avental, através da indicação visual do seu animal e do seu nome. Vestir o avental e apertá-lo com o velcro Identificar o saco da comida através da imagem Cognição Comunicação Distinguir os diferentes sacos de ração (5) e associá-los aos respetivos animais Distribuir as diferentes rações pelos respetivos recipientes dos colegas Cognição Motricidade fina Socialização Autonomia Responsabilidade Cooperação Associar o número de comedouros a encher, com a quantidade de vezes que retira ração de cada embalagem (duas vezes em cada) Estabelecer contacto ocular direto
  15. 15. Atividades/Estratégias Áreas a desenvolver O que pode aprender Distribuir a água pelos bebedouros dos colegas Motricidade fina Concentração Autonomia/Responsabilidade Socialização Controlar o enchimento do bebedouro de modo a evitar o transbordo Colaborar com os colegas Estabelecer contacto ocular direto Arrumar e fechar o armário Responsabilidade Autonomia Motricidade fina Ser organizado: Deixar os copos dentro das embalagens Conseguir tirar o avental e pendurá-lo Deixar a porta do armário fechada Verificar se todos os animais se encontram na respetiva gaiola e receberam as respetivas doses de ração e água Autonomia/Responsabilidade Atenção/Concentração Cooperação Socialização Conceito de quantidade e correspondência Conceito de sobrar e faltar Colaborar com o colega Reconhecer a importância da sua ação Receber comida e água (os sistemas de abertura das gaiolas foram adaptados para o Alexandre conseguir abri-las e fechá-las, com sistema de gancho) e colocar o comedouro e o bebedouro no sítio Cognição Motricidade fina Socialização Autonomia/Responsabilidade Cooperação Aguardar a sua vez Respeitar e colaborar com os colegas Associar as doses recebidas à gaiola do seu animal Transportar os recipientes sem transbordar
  16. 16. Atividades/Estratégias Áreas a desenvolver O que pode aprender Observação dos vários animais no seu processo de alimentação Momento de interação com os animais facultativo Socialização intra e intergrupos decorrente da observação Comunicação Comportamento A pegar a vez na interação Fixar a atenção Como os animais se alimentam, como brincam e como interagem Atenuar os comportamentos agressivos e criar laços afetivos com os animais e com os pares Alargar os centros de interesse para ir ao encontro do ambiente familiar Relatar os acontecimentos do fim de semana Estimular a comunicação Reforçar positivamente com frequência Comunicação Atenção/Concentração Auto-estima/Auto-confiança Alargar o vocabulário A ler registos gráficos Compreender enunciados verbais Produzir enunciados verbais simples Enunciar a sequência dos acontecimentos Nomear os objetos que utiliza no desenvolvimento da atividade Partilhar focos de atenção
  17. 17. 7. AVALIAÇÃO DOS PROGRESSOS DO ALUNO • Grelha para Avaliação Mensal na escola, pela equipa pedagógica • Grelha para Avaliação Mensal em casa, pela mãe

×