TME - Azoospermia e Técnicas de Extração

550 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
550
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TME - Azoospermia e Técnicas de Extração

  1. 1. TME 1 – Azoospermia e Técnicas de Extração de Espermatozóides Qual alternativa está correta em relação à azoospermia: a) Homens com azoospermia obstrutiva (AO) tem produção normal de espermatozóides. Um bloqueio mecânico no trato reprodutivo impede a saída dos espermatozóides. Causas comuns incluem criptorquidia, radio/quimioterapia, pós-orquite e causas genéticas. b) Homens com azoospermia não-obstrutiva (ANO) tem produção espermática deficiente ou ausente. Causas incluem vasectomia, pós- infecção e agenesia congênita dos canais deferentes. c) Na azoospermia não-obstrutiva o sucesso na extração de espermatozóides depende do método de coleta. A presença de microdeleções na região AZFc do cromossomo Y é um fator prognóstico negativo para a obtenção de espermatozóides. d) Na azoospermia obstrutiva as taxas de sucesso na extração de espermatozóides são próximas a 100%. A chance de sucesso independe do método de coleta e da causa da obstrução.
  2. 2. TME 2 – Azoospermia e Técnicas de Extração de Espermatozóides Os seguintes métodos podem ser utilizados para a extração de espermatozóides na azoospermia não-obstrutiva exceto: a) PESA (aspiração percutânea de espermatozóides do epidídimo) b) Micro-TESE (microdissecção testicular) c) TESA (aspiração percutânea de espermatozóides do testículo d) TESE (extração de espermatozóides por biópsia única ou múltipla)
  3. 3. TME 3 – Azoospermia e Técnicas de Extração de Espermatozóides As seguintes afirmações são corretas em relação às técnicas de extração de espermatozóides para reprodução assistida, exceto: a) Micro-TESE possibilita obter maiores chances de sucesso em comparação à TESA e TESE na azoospermia não-obstrutiva. b) PESA é um método rápido, simples e eficaz para obter espermatozóides do epidídimo na azoospermia obstrutiva. Treinamento em microcirurgia não é necessário para realizar a PESA. c) TESA é um método seguro e eficaz para obter espermatozóides do testículo nos casos de falha de PESA. Técnica e instrumental microcirúrgico é necessário para realizar a TESA. d) MESA é indicada somente na azoospermia obstrutiva. Técnica e instrumental microcirúrgico é necessário para realizar o procedimento.
  4. 4. TME 4 – Azoospermia e Técnicas de Extração de Espermatozóides De forma geral, as taxas de sucesso na extração de espermatozóides e gravidez pós-ICSI nas azoospermias obstrutiva (AO) e não-obstrutiva (ANO) giram, respectivamente, ao redor de: a) 50% e 30%, 70% and 25%. b) >90% e 40%, 50-60% e 25%. c) 50% e 30% para ambos os tipos de azoospermia; as taxas independem do fato da azoospermia ser do tipo obstrutivo ou não- obstrutivo. d) 100% e 50% na AO pós-vasectomia, e 0% nos homens com ANO com histologia testicular indicando aplasia germinativa (Sertoli-cell- only).
  5. 5. TME: Azoospermia e Técnicas de Extração de Espermatozóides RESPOSTAS CORRETAS:TME 1: alternativa DTME 2: alternativa ATME 3: alternativa CTME 4: alternativa B

×