Como revisar um trabalho

923 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
923
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Key component of a manuscript
  • Resumosou abstract? e publishing? Referencia a hans ever?
  • Letter, report, ted, imrad
  • Subjects, baseline population=populacao de referencia
  • What imrad does not adress?
  • Clinicians… Grazing, hunting, gorging
  • Como revisar um trabalho

    1. 1. Como revisar um trabalhoSandro C. EstevesEditor Associado, IBJUAndrofert, Campinas/SP
    2. 2. Conteúdo da Aula • Revisão por pares: conceito, objetivos e limitações • Pontos a considerar antes de aceitar revisar • Como revisar • Como reportar • Avaliando a qualidade da revisão • Assistência na revisãoEsteves, 2
    3. 3. • Por que publicar em revistas científicas? – Confere credibilidade – Carreira como cientista/pesquisador – Determina quem consegue financiamento – Delineia o manejo clínico de milhões de pacientes • Revisão por Pares: Conceito – Existe desde 1950 – Parte essencial do processo de publicação de um artigo científico – Método de avaliação que “valida” o artigo/pesquisaEsteves, 3
    4. 4. • Revisão por Pares: Objetivos 1. Age como um filtro: assegura que o estudo foi verificado antes de ser publicado (controle de qualidade do Jornal) • Melhora a qualidade do estudo: uma boa revisão por pares ajuda a destacar os pontos fortes e corrigir erros e/ou omissões • Melhora a fluidez do artigo 2. Padronização dos aspectos éticos em pesquisaEsteves, 4
    5. 5. Revisores: Quem são: Autores, Pesquisadores, Editores • Papel fundamental no processo científico • Mantém o padrão (elevado) do processo • Balizam a integridade do Jornal • É um consultor técnico, mas não determina se o trabalho será aceito ou não (este é o papel do Editor) Por que revisam: • Cumprem um senso de dever científico • Estabelece relações (cria oportunidades) • Reciprocidade profissional (tb são autores) • Estabelece como expert e aumenta sua reputação entre os pares • Atualização constanteEsteves, 5
    6. 6. • Responsabilidades do revisor: – Contribuir para decisão editorial / melhorar a qualidade do artigo – Presteza/rapidez – Confidencialidade e integridade (apropriação de idéia/material do autor) – Objetividade e imparcialidade (críticas com argumentos) – Avaliar integridade do material (omissões, plágio) – Manifestar conflito de interesse (competitivo, colaborativo, financeiro)Esteves, 6
    7. 7. • Revisão por Pares: limitações – Eficácia não-comprovada cientificamente – Voluntários não-remunerados; geralmente sem educação formal na matéria de revisão – Não há processo de seleção – Motivação e qualificação dos revisores muito variável – Viés inerente ao ser humano (pró- ou contra) – Baixo nível de concordância entre revisores – A maioria dos Jornais não avalia a qualidade dos revisores Além disto...revisores tem muita dificuldade para: – Detectar erros/inconsistências estatísticas – Detectar fraudeEsteves, 7
    8. 8. • Double-blind: Revisor e Autor permanecem anônimos – Vantagens: • Anonimato do autor previne viés do revisor (mesmo País, mesma área de atuação) • Trabalho de autores consagrados são avaliados por mérito ao invés de por reputação – Desvantagens: • Difícil assegurar o anônimato (auto-citações, nichos de atuação, estilo de comunicação)Esteves, 8
    9. 9. Antes de aceitar revisar... • O artigo está realmente dentro da sua área de expertise? – Competência • Você tem tempo para revisar?  Média 5 horas • Existe algum conflito de interesse? – Caso exista não necessariamente exclui, mas cabe ao editor decidirEsteves, 9
    10. 10. Decisão tomada... Ação praticada... Aceito revisar Não aceito revisar: • Ocupado • Conflito interesse • Fora da área de expertise – Pode indicar outros revisores? Comunique o Editor IMEDIATAMENTE qualquer que seja a sua decisãoEsteves, 10
    11. 11. Como revisar... Originalidade Agrega conhecimento? Estrutura Formatado adequadamente? Linguagem apropriada? Ilustrações/Tabelas Relação com a literatura Cita estudos que serviram de base? Omissão? Acurácia nas citações? existente Aspectos Suspeita de plágio / fraude (converse éticos com o editor) Segue normas de direitos humanos ou animais; confidencialidade sujeitosEsteves, 11
    12. 12. Introdução Resultados 1. Afirmação de impacto 9. Estatística descritiva, comparação com população de referência 2. Por que o artigo é necessário? 10. Efeitos dos resultados 3. Proposição e hipótese 11. Medidas da validade da informação 12. Análise estatística Material e Métodos Discussão e Conclusão 4. População / Amostra 13. Principais resultados 5. Procedimentos e técnicas 14. Interpretação dos principais resultados 6. Definições e critérios 15. Interpretação no contexto da literatura 7. Coleta de dados e validação 16. Implicações clínicas / fisiopatológicas 8. Testes estatísticos 17. Limitações 18. Conclusão, direções futurasEsteves, 12
    13. 13. Estatística…Esteves, 13
    14. 14. Como reportar?Esteves, 15
    15. 15. O que os Editores querem de um trabalho (e esperam que o revisor aborde na avaliação) 1. Interessante para os leitores do Jornal. 2. Escrita clara e concisa; informação nova e verdadeira. 3. Não tenha sido publicado previamente. 4. Não seja apenas uma das “fatias do salame”. 5. Contribuição que possa impactar na prática clínica de alguma forma. 6. Será citado por outros autores e pesquisadores.Esteves, 16
    16. 16. 1.Comentários para o Editor...Esteves, 17
    17. 17. Comentários para o Editor (cont.) 1. Diretos e francos, mas baseados em lógica e fatos. 2. Resuma porque considera o trabalho passível de publicação ou não: Breve sinopse ajuda, mas não é obrigatória Destaque as principais qualidades e limitações Identifique aspectos de inovação, “manchete” Explique se é factível propor uma revisão aos autores 3. Pode comentar sobre a organização e clareza, mas não faça uma lista detalhada de erros. 4. Deixe os comentários detalhados para os “Comentários para os Autores” .Esteves, 18
    18. 18. Comentários para o Editor (exemplos) NÃO SÃO ÚTEIS (mesmo que verdadeiros): - “trabalho medíocre, sem comentários”, ou - “mais um trabalho inútil sem qq. valor” , ou - “brilhante, publique imediatamente, sugiro editorial do Patrick Walsh” DESEJÁVEL: “ Uma idéia inovadora, porém a amostra é muito pequena e o estudo tem 2 erros fatais (descritos nos comentários para os autores) que o torna inválido independente do tamanho amostral. Nenhuma revisão, por mais exaustiva que seja, irá mudar este fato” .Esteves, 19
    19. 19. 2. Comentários para os Autores • Seja diplomático: Você pode identificar e discutir os problemas de uma maneira construtiva; Lembre-se de como é “doloroso” receber críticas, mesmo pequenas. • NUNCA diga se o trabalho merece ser publicado ou não. • Lembre-se que a sua é uma entre várias opiniões (provavelmente distintas) que os autores receberão. • Sua revisão deve ser EDUCATIVA: Praticamente todos os trabalhos podem ser melhorados após uma boa revisão Faça uma revisão honesta, porém diplomáticaEsteves, 20
    20. 20. Comentários para os Autores (cont.) 1. Resuma sua opinião (com tato porém de forma concreta) em poucos parágrafos. Dê ao autor sua visão geral (incluindo pontos fortes e fracos). 2. Quando fizer comentários/perguntas sobre pontos específicos, cite página, parágrafo e linha (se aplicável) 3. Seja muito específico sobre os pontos que precisam ser revisados, corrigidos e expandidos/reduzidos 4. Não perca tempo corrigindo erros gramaticais, etc. (Seu trabalho não é o de reescrever o trabalho)Esteves, 21
    21. 21. Comentários Results: 1. How many patients have been excluded from micro-TESE after extended sperm preparation, as described in the methods? do revisor… 2. 3. How many patients were diagnosed as having abnormal Karyotype and/or Yq microdeletions? Please provide data stratified by abnormality categories. What percentages of patients responded to the first line therapy alone and needed combination? This information can be included in Table 1. 4. What were the complication/adverse effect rates both overall and according toThis study presents a case series of treated and untreated non-obstructed azoospermic different therapy modalities?men who have undergone microdissection TESE. Three different medication typeswere used to boost endogenous testosterone levels prior to testicular sperm extraction. 5. Laboratory and clinical data of ICSI outcome, as presented, is poor. Please provideDespite of not being a controlled study it does include a large group of patients and information regarding 2PN fertilization rate, embryo quality, number of embryosprovides useful information for practicing urologists dealing with male infertility transferred and miscarriage rates. Also, it would be interested to learn basic femalepatients as well as urologists and andrologists working in multi-disciplinary partners´ demographics such as female age, number of oocytes aspirated, numberreproductive medicine teams. of MII oocytes. Lastly, it should be stated if pregnancy rates are per cycle, per patient or per embryo transfer.Overall, the manuscript is concise and well-written. Queries and suggestions to Discussion:improve manuscript clarity are listed below: 1. Please include a brief overview on the mechanism of action of different medications used to boost testosterone levels.Major comments: Introduction: 2. The section on the rationale of optimizing testosterone levels to increase1. Please define hypogonadism. spermatogenesis shall be expanded. What is the threshold of serum testosterone2. Add clarity to the sentence stating your goal, as the study was intended to levels that correlate to adequate intratesticular testosterone levels to maintain analyze the effect of preoperative medical therapy to enhance endogenous spermatogenesis? testosterone levels in NOA men undergoing micro-TESE. 3. In another study, the authors showed that patients with KS who responded to Materials and Methods: medical therapy with an increase in serum testosterone to > 250 ng/dl had a higher1. Define testicular biopsy method and classification used in the present series. SRR than those men with KS who did not respond. It seems that most or all KS2. Did the authors exclude patients from micro-TESE based on AZF patients included in their previous study is also included in the present cohort. As microdeletions subtypes? Please explain. such, it is possible that the subgroup of KS patients is biasing the results. Do the3. The authors stated that hormonal evaluation included follicle stimulating hormone (FSH) obtained within two months prior to the micro-TESE attempt. It results presented here change by excluding the subgroup of patients with KS from is obvious that testosterone levels were also obtained. It should be clearly stated the analysis? Furthermore, which reasons would explain the conflicting results in that measurements of total testosterone levels were used throughout the study. their overall population compared to KS subgroup? In other words, why did KS Provide information on the method for testosterone determination. In addition, patients behave differently? It seems unreasonable to assume that these findings it seems that estradiol levels were also obtained in the patient cohort. Please are explained by the smaller number of men who were left untreated prior to state the method used for estradiol determination. micro-TESE. Please expand this discussion section.4. What was the mean and range duration of medical therapy prior to micro- Minor comments: TESE? Abbreviations:5. Was there any criterion to decide upon using anastrozole or testolactone? 1. hCG has not been defined. Please correct. Please explain.6. Please include the following information with regard to hCG therapy: type 2. Testis histology categories should be defined. (urinary or recombinant?), dose (IU), route of administration (IM or SC) Tables:7. Which proportion of patients with varicocele has been treated before micro- 1. In Tables 2, 3 and 4, the qualitative variables would be better expressed as both TESE? Please clarify if the authors´ cohort included patients with untreated absolute (n) and relative (%) frequencies.Esteves, 22 only or a mixed group of men with treated and untreated varicocele. varicocele
    22. 22. Elementos de uma boa revisão 1. Identifica e comenta as principais qualidades e limitações do desenho e do método. 2. Comenta sobre as principais qualidades e defeitos do artigo como uma “comunicação escrita”. 3. Analisa a qualidade da interpretação dos dados pelos autores. 4. Fornece aos autores sugestões úteis para melhora. Comentários feitos de forma profissional e construtiva. 5. Fornece ao editor um contexto e perspectiva para auxiliá-lo a decidir sobre a publicação do artigo. 6. Presteza.Esteves, 23
    23. 23. Avaliando a qualidade da revisão... Identifica pontos • Ruim: não discute o desenho ou questões metodológicas. fortes e fracos • Boa: comenta sobre os principais aspectos do desenho e desenho/método do método. • Ruim: pouco ou nenhum comentário, ou comentários com Feedback para erros. os autores • Boa: comentários construtivos e detalhados que fornecem elementos para melhorar o artigo sob vários ângulos. Tom dos • Ruim: sarcástico, hostil, insultando, não-profissional. comentários • Boa: profissional, cortês, educativo, motivador, colegial. Contribuição no • Ruim: não contribui em nada para a decisão do Editor. processo de • Boa: editor é capaz de decidir baseando-se somente nesta decisão do revisão. EditorEsteves, 24
    24. 24. Comentário Editorial…Esteves, 25
    25. 25. Esteves, 26
    26. 26. Assistência na Revisão Equator http://equator-network.org Elsevier http://elsevier.com Cope http://publicationethics.orgEsteves, 27

    ×